Desejos do Facebook

Valeu ...O reconhecimento!

Grata aos seguidores.

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Priminha Casada Carente



Olá meu nome é Jonas eu vim contar hoje como e quando eu sem querer e sem planejar transei com a esposa do meu primo. Fui para o sitio dos meus tios passar o final de semana, meu primo estava por lá com sua esposa e um casal de amigos.
A esposa do meu primo é uma mulher loira de 1,65 de altura com aproximadamente 65 kg eu já ouvi comentários que ela bota chifre nele eu ignorei pois não quero confusão na família, mas com toda certeza se tivesse chance eu iria tirar minha casquinha pois não rejeito sexo e mulher casada quando quer dá é porque marido anda negando fogo são as melhores fodas.
Estava muito calor, então bem de tardezinha fomos tomar banho na piscina a esposa do meu primo estava deliciosamente tesuda seu biquíni mostrava o desenho de sua buceta que era bem cheinha estufadinha uma delícia, ver ela nadando de um lado para o outro com aquele minúsculo biquíni branco me atiçou muito.
Meu primo tomou todas que tinha direito o casal ficou na piscina mas logo se retiraram e foram para o quarto com certeza para foder, pois vi como estavam ambos excitados afinal tinham que aproveitar pois são apenas namorados, então ficou eu e a esposa do meu primo tomando banho.
Teve um momento que sai da agua para tomar uma cerveja logo eu fiquei sentado na borda da piscina com as pernas dentro da agua.
Laís que é o nome da esposa do meu primo veio para de junto e percebeu como eu estava excitado ai com a cara de safada falou.
-Nossa primo como você está hein?
-Tentei disfarçar e falei é excesso de tesão!
-Hum que bom enquanto seu primo falta, pois vive enterrado na bebida!
- Ah é deixa ele até no dia que você resolver comer fora ai ele acorda para a vida.
-Olha primo eu não sou de dá para qualquer um, mas vez ou outra apelo para um pau amigo.
-Ah é? E como funciona isto?
-Sempre algum amigo dele ou meu mesmo de trabalho rola sexo saudável sem compromisso.
-Hum que delicia então poderia rolar hoje ou então agora já que ele já está bêbado mesmo não vai te comer hoje do jeito que está?
- Sem dizer nada Laís que estava dentro da agua, começou a me punhetar e quando viu como eu fiquei em instantes falou, olha vou lá para o quarto dos fundos da casa lá tem uma cama, pode ser?
-Claro pode ir em pouco tempo chego lá. Ela saiu da agua e seguiu para os fundos da casa.
Esperei apenas 2 minutos e fui na mesma direção. Já cheguei abaixando a sunga ela tinha tirado o biquíni estava apenas com uma saída, ai ela viu minha pica toda tesa ai exclamou “Nossa primo que pauzão você é hein”,
-E tudo para você eu falei ai ela abaixou-se ficando com a boca bem próximo a minha pica ai eu disse pode entrar em ação que ela dobra de tamanho,
Ela segurou em minha pica que latejava de tão dura e disse assim “eu já tinha reparado no volume que estava por debaixo da sunga, só que agora vou ver ela entrando em ação”. Segurei ela pela cintura tinha que ser breve então
Só tinha uma coisa a fazer e rápido comecei beijando sua boca e continuamos nos tocando e beijando loucamente, perguntei-lhe se não ia haver problema, pois o marido dela poderia acordar, aí ela disse mesmo que ele acordasse não iria procurar ela onde nós estávamos.
-Hum então Laís vamos aproveitar esse meio tempo. Ela abaixou novamente segurou em minha pica e começou a lamber eu segurava em sua cabeça guiando como eu queria o boquete ela apenas gemia um pouco e enfiava minha pica inteira na boca.
 Pensei comigo: “que safada boqueteira”.
Após isso eu devagar deslizei a minha mão pelo corpo dela e conseguia apalpar sua bucetinha que estava melando tanto que chegava a escorrer.
Curti seu boquete por alguns minutos, mas por mais que eu quisesse demorar tinha que aproveitar logo o tempo então ela se deitou na cama, eu me virei e mandei-a abrir as pernas, dei um banho de língua naquela buceta gostosa, chupava e mordia os ladinhos da sua bucetona a safadinha quase gozando já estava gemendo de muito prazer, chupei como pude   aquela buceta gostosa, ai passados poucos minutos tive o meu prêmio que era seu mel pois logo ela estava gozando em minha boca.
Não resistiu a minha língua e meus dedos a safada gozou estremecendo o corpo inteiro, é claro que só parei de chupar quando ela ficou mole em cima da cama respirando ofegante.
Vendo que ela respirava ofegante, eu fui para cima dela com a pica tesa babando ai ela abriu os olhos  e caiu de boca na minha pica ela chupava gostoso tentava colocar tudo na boca, eu batia minha pica na cara da safada e a chamava de puta, ela continuava chupando bem gostoso depois sentei-me na cama com a pica tesa, ela safada  veio e sentou gostoso em cima de mim, senti o meu membro entrar devagar abrindo aquela buceta gostosa, ela gemia baixo bem gostoso, depois, soquei por completo a pica todinha naquela buceta.
 Ela deu um gemido e disse: “Não pare por favor “, eu continuei a dar várias estocadas, que parecia que ia arrombar ela por inteira tamanho era o meu tesão.
Aquela sensação era muito boa, Laís gemia e rebolava devagarzinho em minha pica enquanto rebolava aumentava seus gemidos:
- “aiiiiii me fode gostoso”,
- “isso que é pica de verdade não aquele pintinho do meu marido”,
- “vai fode sua priminha bem gostoso”.
Eu respondi: “É pica que você quer é vadia então toma sua puta”.
Então coloquei a safada de 4 e comecei a foder a buceta daquela safada novamente, só que aumentei os movimentos e comecei a bombear forte aquela bucetinha e a encher aquele rabo grande de tapas até ficar vermelho, Laís aumentou o ritmo e começou a rebolar e gemer muito forte ela estava tão excitada que gozou bem gostoso na cabeça da minha pica.
Senti escorrer, Eu louco para gozar meus culhões dóia ai eu coloquei a safada de joelhos fiz uma espanhola com aquele peitão gostoso que a Laís tinha eu estava quase gozando e ela chupava e tentava engolir minha pica inteira, eu sentia que tocava na garganta dela ela lambia minhas bolas e batia uma punheta gostosa, eu não aguentei mais e gozei gostoso na cara da Laís mas foi tanta porra que acabou escorrendo nos seus seios ela me chupou completamente deixando meu pica limpinha.
Ficamos em transe trocando carícias, ela pediu para não contar a ninguém e disse que aquilo seria apenas o começo, daí ouvimos barulho de vozes era seu marido que a chamava querendo sua companhia.
Ela respondeu que estava no banho e saiu apressadamente mas antes me deu um beijo apaixonado e disse que esta teria sido a primeira de muitas, eu sorri e falei que estava sempre as ordens.
Esperei alguns minutos e voltei para piscina para que não percebessem minha falta demorei alguns minutos e entrei em casa para dormi quando passei na frente do quarto do meu primo ouço vozes era ela alegando que estava cansada.
Sorri pois tenho certeza que ela ficou foi mais larga por isto sua negativa.
O final de semana foi um dos melhores no dia seguinte o casal foi a cidade próxima comprar algumas coisinhas meu primo também foi e eu nem tinha levantado ainda quando Laís bateu na porta do quarto quanto eu fui abrir a porta. Olha que vejo Laís nua e sorrindo falou vim trazer seu café da manhã!
Segurei em suas mãos e levei até a cama já fui colocando ela de 4 e cai de boca chupando seu cuzinho pois meu café seria suas pregas envoltas da minha pica.
A safada no começo mexia e rebolava gostoso pois penetrei com calma e devagar mas quando me vi todo dentro dela soquei sem dó e só parei depois que gozei enchendo seu rabo com meu leite.
Eu não sabia se seus gemidos eram de dor ou prazer, mas só parei depois de gozar ai para completar ela gozou na minha boca ai ambos sorrimos e falamos por mais cafés da manhã assim.
Ela levantou-se ainda um pouco torta e foi para seu quarto. Só nos vimos perto do almoço na piscina mas meu primo já tinha voltado e o casal de amigos também vim embora no domingo a noite realizado e feliz pois tive a certeza que tinha conseguido uma amante do jeito que gosto de mulher que topa tudo e adora safadeza.
Passou-se uma semana eis que estou no trabalho e recebo uma mensagem no celular era Laís perguntando se poderia lhe dá uma carona para casa, pois seu marido estava viajando a trabalho.
-É claro que dei a carona mas antes de chegar em sua casa demos uma passada no motel foi apenas 3 horas de muito sexo. Pense numa casada carente e eu adorei satisfazer sua carência rolou sexo oral anal eu gozei gostoso na sua buceta ela me disse que evitava mas que seu marido sempre usa camisinhas vez ou outra precisa de um óleo diferente para lubrificar. É claro que estarei sempre disposto a ajudá-la.

Docecomomel
Instagram:Docecomomelcontos
Feira de Santana 11 de janeiro de 2018
Bahia Brasil.

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Coroa viúva carente gostosa.


Olá meu nome é Diogo eu sou um rapaz negro vindo recentemente do interior, como meu primo me chamou para trabalhar no mesmo mercadinho que ele eu aceitei logo vim de mala e cuia, meu primo providenciou um lugar para eu morar.
Apenas uma pequena edícula nos fundos da casa de uma coroa que é viúva e mora sozinha.
Eu todos os dias saia bem cedo e voltava de noite almoçava no trabalho mesmo, pouco via a dona da casa ou qualquer outra pessoa da rua.
Nos meus dias de folga eu ia para o interior voltava na segunda de manhã indo direto para o trabalho.
Mas teve um feriado em meio de semana eu resolvi ficar em casa para economizar e também descansar, logo pela manhã uma voz feminina cantarolava no quintal...
Levantei-me e pela janela fiquei observando era a dona da casa, que estava no quintal lavando roupas vestida com um short de malha que desenhava a xoxota e um top bem curto, puta que pariu eu nunca tinha percebido que a coroa era tão gostosa...Foi o que pensei.
Fiquei com tesão fissurado nela. No mesmo dia eu ia saindo quando dei de cara com ela, que estranhou de eu estar em casa que até falou. Oh vizinho que milagre é este você em casa esta hora?
-Eu estou de folga dona Lucia aproveitei pra descansar um pouco.
-Ah eu não percebi que você estava em casa se soubesse teria convidado para almoçar comigo.
-Respondi de imediato se tivesse convidado com toda certeza teria aceito fazer companhia a bela dama!
-Oh Diogo como você é galante e charmoso.
-Não é charme estou apenas dizendo a verdade.
Imediatamente ela disse que se por acaso eu não fosse sair para casa da namorada poderia jantar com ela tinha lasanha ainda de meio dia.
-Ah dona Lucia eu aceito sim, eu não vou casa da namorada por que eu não tenho, apenas vou no shopping comprar algumas coisas volto logo.
-Pode ir Diogo quando voltar pode vim comer comigo, você aceita uma taça de vinho?
-Aceito sim dona Lucia.
-Mas por favor Diogo não me chame de dona. Me sinto uma idosa eu só tenho 49 anos.
-Pois Lucia não parece mostra ser bem mais nova,
Você hein sabe cativar uma mulher. Obrigada pela gentileza.
-Aí ela entrou saiu andando rebolando, eu fiquei só olhando aquele rabão. Pensando ainda como esta coroa e será hoje! Ela está no ponto eu pensei.
Eu sai fui ao shopping, comprei algumas coisas e quando estava passando na porta de uma farmácia entrei e comprei camisinhas, óleo umedecedor já pensando no rabão de Lucia.
Já umas 19 hora estava de volta, antes de passar para minha casa chamei Lucia para dizer que já estava de volta!
Ela disse-me que podia entrar, foi ai que falei que ia levar meus pacotes, depois leva Diogo entre venha conhecer minha casa.
Pedi licença e entrei ela foi me guiando até a sala que era muito bem arrumada, sentei no sofá ela disse que ia pegar o vinho e acender o forno.
Fiquei olhando para ela e sem mais nem menos meu cacete entrou em ereção. Caracas e agora fiquei sentado tentando disfarçar. Logo ela veio com duas taças de vinho tinto me passou uma e sentou-se de frente de onde eu estava.
Caracas agora fudeu foi o que pensei eu de pica dura a mulher senta na minha frente, mas procurei disfarçar conversando ai a conversa tomou um rumo diferente, quando ela me perguntou o que achava de mulher mais velha?
-Olha Lucia eu já namorei uma mulher dez anos mais velha que eu, eu menti para agradar a ela.
-Verdade Diogo o que você achou deste relacionamento?
-Maravilhoso só terminamos porque ela passou num concurso e foi morar em outro estado.
-Ahh... Eu lamento.
-Não precisa lamentar Lucia foi bom enquanto durou saímos muito era muito divertido está com uma pessoa sempre disposta e feliz.
- E você Lucia o que acha de homem mais jovem?
-Eu só tive meu marido Diogo e já faz 2 anos que ele partiu e sempre só houve ele.
-Ah é e você como aguenta ficar sem ninguém?
-Ela abaixou a cabeça envergonhada e falou... Uso vibrador Diogo.
Por necessidade mesmo...
-Eu tomei o restante do vinho de um gole só, ela percebeu meu estado de euforia e falou.
-Diogo com esta nossa conversa você ficou excitado?
-Não foi a conversa Lucia foi de ficar lhe olhando, ver seus seios sua bunda que eu acho deliciosa.
-Diogo o vinho lhe subiu para cabeça?
-kkkk não Lucia estou falando o que sinto e sem demora me levantei e fui até o sofá que ela estava segurei em sua mão a fiz levantar e perguntei se ela ia deixar um pobre rapaz ficar assim daquele jeito de cacete duro.
-Diogo o que você quer que eu faça?
-Nada não precisa fazer nada apenas siga seu instinto e imediatamente segurei em sua mão levantando-a ela ficou na minha frente eu comecei a beija-la segurei em uma de suas mãos e repousei sobre meu cacete que estava latejando, já mostrava um marca de umidade na calça jeans, ela tentou tirar, mas eu não deixei aí falei Lucia siga sua vontade. Sei que você me quer e você mesmo está vendo como me deixa louco de tesão, vamos viver juntos esta vontade eu falei.
-Ela disse que tinha medo que eu poderia sair falando mal dela que sempre foi recatada.
-Deixa de bobagem eu sou homem não um moleque, aí ela se rendeu começamos a tirar nossas roupas em pouco tempo estava eu só de cuecas e ela de calcinha e soutien.
Lucia serviu nosso jantar comemos e tomamos vinho entre um carinho   e outro ai quando eu acabei de comer fui ao banheiro lavei a minha boca voltei e disse agora quero a sobremesa.
-Ela riu timidamente e falou que não tinha sobremesa, eu ri e disse tem sim e sem dizer nada me abaixei em frente de onde ela estava sentada e fui direto com minha boca em sua buceta. Afastei a calcinha para um lado e enfiei a língua direto em sua buceta que parecia que estava pegando fogo. Lucia se contorcia na cadeira em poucos minutos a calcinha foi tirada de dente eu aproveitei enfiei com tudo lambendo e chupando seu grelo macio, até um pouco grandinho que facilitava mais ainda a chupança em poucos minutos Lucia segurava em minha cabeça até parecia que queria que eu entrasse em sua buceta carnuda, quando ela gozou estremeceu o corpo todo caprichei sugando cada gota de seu mel. Ela ficou tremendo de tesão toda largada na cadeira me levantei tirei a cueca ela arregalou os olhos quando viu minha pica de 21 cm tesa latejando já soltando um fio de pré- gozo ai nem foi preciso dizer mais nada.
Lucia no início começou um boquete timidamente mas em pouco tempo me chupava gulosamente, ela me confessou que nunca tivera uma experiência assim pois o marido era todo truco era só papai e mamãe mas que ela estava adorando.
Aproximei minha pica de sua boca e ela engolia de uma vez, depois tirava e ficava passando a língua em círculos na cabeça de minha pica tesa, com cabeçorra vermelha, pois todos sabem que nós negros a cabeçorra da pica a cor é bem nítida.
  Eu estava bastante excitado, louco para gozar ai falei que já não aguentava mais queria gozar. Lucia com a cara de pidona tirou minha pica da boca e falou e porque não goza?
Eu sabia de sua inexperiência apenas sorri perguntando e você vai querer meu leitinho?
-Ela sorriu dizendo o que você acha?
Ai meus queridos era a minha vontade junto ao desejo dela, segurei em seus cabelos e comecei a estocar com força minha pica entrava inteira em sua garganta, teve momentos que até engasgou mas não deixou de chupar nem pediu para parar, olhei em seus olhos lacrimejando e sem dó soquei algumas vezes até explodir jatos de muita porra em sua garganta. Ela engolia tudo mas foi tanto que chegou escorrer pelos cantos da boca. Esperei ela se recompor minha pica latejando junto ao rosto dela, ela limpou e depois disse com a cara de vadia que não sabia que era tão gostoso assim leite de pica. Peguei em sua mão e sai levando-a até a primeira porta que encontrei aberta que era de um quarto de casal.
Coloquei-o de quatro sobre a cama, subi na cama e comecei dá tapinhas de leve em sua bunda percebi que seu cuzinho ficou piscando exatamente na altura do meu cacete.
 Foi aí que eu enfiei a língua naquele cuzinho e ela se contorceu toda, enfiei um dedo naquele rabinho massageando-a por dentro, ela estava cada vez mais excitado.
Foi aí que eu avisei "vou tirar seu cabacinho", ao que ela respondeu: "tira... seja meu macho, por completo”, pois faz muito tempo que tenho vontade de saciar minhas fantasias.
 Não me fiz de rogado, fui enfiando minha pica
 Bem devagar, mas firme, ela soltou um gemido alto, foi ai que perguntei se estava doendo e ela disse que sim, mas que era muito bom, e que eu devia continuar. Ora, não precisou falar duas vezes segurei-o com uma mão pelo quadril, e com a outra em seu grelo, esfregava sentindo ela melando cada vez mais, sentia sua buceta ensopada lambuzando meus dedos e fui enfiando, senti quando a cabeça entrou, rasgando a última preguinha, o resto foi macio logo minha pica entrou toda.
Depois de algumas estocadas percebi que ela iria gozar novamente, meu cacete pulsava, seu cl mordia o meu cacete me dando o maior tesão.
Foi ai que eu tirava e botava minha pica inteira do seu rabo Lucia gemia e rebolava com minha pica encravada em suas carnes o tesão era total em pouco instantes gozamos ao mesmo tempo.
Ainda com respiração ofegante fomos até o banheiro, onde eu lavei bem minha pica enquanto ela se banhava.
Depois disso, eu fui para a cama me deitei de barriga para cima e quando ela entrou no quarto apenas fiz sinal com dedo indicador Lucia veio para cama começou me chupando logo já começou a cavalgar com perfeição, pulava quicando eu apertava seus peitos e bunda, logo fizemos infinidade de posições e o nosso jantar acabou sendo uma verdadeira orgia, pois ficamos até de madrugada fodendo. Perdi a conta de quantas vezes gozei e desde esta noite sempre quando chego do trabalho só vou em casa tomar um banho e volto logo para ficar junto da minha coroa que é muito gostosa safada e tesuda não me nega fogo fazemos de tudo e sempre estamos saciados e felizes.
Eu tenho certeza de que ela jamais se sentiu realizada na cama como está sentindo agora. Enfim está muito bom mais um caso pra minha coleção.
Sexo é vida,
Vida e Saúde.

Docecomomel:
Instagram docecomomelcontos
Feira de Santana,05 de janeiro de 2018.
Bahia Brasil.
Dê sua nota que depois volto com a segunda e gostosa parte

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...