Desejos do Facebook

Valeu ...O reconhecimento!

Grata aos seguidores.

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Aventura louca de uma ninfeta safada e um coroa.



Olá eu sou o Marcos solteiro, 32 anos, moreno com 1,74 de alt. e estou atualmente morando com meus pais em uma pequena cidade do interior da Bahia.
Estou de licença médica, pois fiz uma pequena cirurgia há aproximadamente 45 dias.
Todo o dia ao acordar sai para dá duas volta na quadra de nossa casa, estou readaptando ao estilo novo de vida. Tem coisas que aprendemos só quando sentimos na pele.
Pois bem depois que me vi em uma sala de emergência de um hospital vi meu mundo ruir, minha companheira de três (3) anos simplesmente me deu adeus, sem um motivo que não tenha sido uma fuga de responsabilidades.
Aprendi a lição e estou me preparando para viver grandes emoções.
E assim com a rotina de pequenas caminhadas pelo bairro fui conhecendo novas pessoas, homens mulheres jovens ou não tão jovens. E foi através de uma senhora idosa que conheci a personagem principal de mais minha nova aventura.
Uma ninfeta de 18 anos, linda, cheia de vida com um sorriso encantador. Além de que mais me chamou atenção foi seus seios  de tamanho médios com biquinhos eriçados que eu sou doido por seios,adoro mamar mordiscar e sugar com intenso prazer.Dona Elza minha nova amiga e moradora do bairro depois de alguns dias conversando me apresentou sua neta.Na realidade ela mora em outro estado,mas está de férias  na casa da avó.
Gatinha linda cabelos longos aproximadamente 1,65 com seus 55 kg de puro tesão. Nem precisa dizer que fiquei encantado com seu jeito alegre jovial de conversar e de andar,ainda mais eu que estou já quase dois meses sem ter uma mulher apenas me aliviando na mão grande(para os menos avisados na punheta).
Assim conversando com Priscila algumas vezes acabamos falando sobre filmes e musicas e eu a convidei a ir ver um filme na casa de meus pais, só que por coincidência meus pais naquela tarde foram até a cidade vizinha fazer alguns exames de rotina.
As 14 h alguém bate na porta e eu fui abrir e me deparo com Priscila com um short curto jeans e uma blusa fina de alças, pirei vendo aquele lindos seios de tamanho com os bicos eriçados, convidei a entrar e meio sem jeito disse desculpe Priscila não te avisei, mas meus pais estão fora, mas pode ficar tranquila quanto a isso.
-Ah Marcos como você é bobo, esquenta não e lembre-se que não sou nenhuma criança e sei me defender e além do mais eu vim ver você... Seus pais já os conheço  e sei que são gente muito boa.
-obrigado Priscila pela confiança e apreço.
E começamos a ver o filme, muito legal tinha algumas cenas um pouco picantes, mas nada comparado a meus pensamentos perante aquela ninfeta sentada a meu lado.
Depois de algum tempo fui me aproximando e estava sentada já com uma das mãos em uma de suas coxas, apenas como forma de carinho ai Priscila disse que ver filme dá sono se não poderia deitar em meu colo.
-Eu nem disse nada e a safadinha já veio colocando a cabeça no meu colo comprimindo o meu cacete que latejava de tesão.
Eu confesso que fiquei louco de tesão e quando ela esticou suas pernas deixando largada sobre o sofá, meu cacete ficou igual barra de ferro.
-Claro que ela sentiu e com uma risada sacana falou:
-Marcos você esta louco de tesão ein?
-Esta gostando tanto assim do filme?
-Eu senti que sua voz era provocativa falei no mesmo tom, do filme não, mas de você estou adorando sentir o calor de seu corpo perto do meu.
-Foi quando eu perguntei se ela não queria conhecer meu quarto...
-Ela safada perguntou o que eu tinha para dá a ela?
-Respondi segurando em sua mão e colocando sobre meu cacete rígido.
-Tenho isto serve?
-Ela riu respondendo ah Marcos pensei que você não ia tomar a iniciativa até pensei que você era gay...
-ah aha esta é boa!
E comecei atacar ela de beijos, e fui metendo logo a mão por dentro de seu short e atolei em sua xoxota meladinha e ouvi a safadinha ronronar igual uma gata no cio.
A safadinha ficou assanhada eu a peguei no colo levando até meu quarto e já fui tirando seu short,quando vi sua calcinha,que parecia mais um tampa sexo que não cobria nada, tirei e com um suspiro cai de boca na sua xoxota.
E claro que ela já tinha feito à parte dela e já abocanhava meu cacete que parecia uma barra de ferro sendo chupado e sugado com intensa gulodice.
Caramba que boca macia a menina sabia mesmo deixar um macho doido de tesão.
Eu não queria deixar por menos, sugava seu gelinho e brincava com os dedos entre seus lábios vaginais provocando-a mais ainda.
Eu fiquei louco de prazer quando ela me disse gemendo dá leitinho na boquinha de sua gata dá, sua gatinha safada quer leitinho!
Eu nem pensei duas vezes mudei de posição fiquei por cima e comecei a socar em sua boca fazendo engolir meu cacete que chegava ate a garganta...
-Aí vocês imaginam como deve ter sido gostoso encher a boquinha da minha gata safada.
Ela não deixou desperdiçar nem uma gota sequer, ainda me beijou com gosto de esperma na boca e depois de alguns segundos, para me deixar mais maluco ainda sentou no meu rosto e começou a rebolar como uma louca desvairada pedindo que tomasse de seu mel.
Foi demais sentir sua xoxota toda escancarada no meu rosto lambuzando, meu rosto todo.
Parecia que não ia acabar mais de gozar, digo com toda sinceridade que nunca tinha transado loucamente como naquele momento.
Senti sua respiração ofegante e perguntei quer mais minha safadinha quer que teu macho te coma gostoso quer?
-Quero amor sentir teu cacete me rasgando.
-Quem em sã consciência consegue negar a um pedido assim, botei a safadinha de quatro na beirada da cama e comecei e meter gostoso na xoxota. Priscila rebolava e pedia que socasse mais e mais forte...
Eu segurava em sua cintura sem dor nem piedade metia tirando e botando com vontade até que ela começou a gozar no meu cacete quando percebi o calor de seus fluidos vaginais não aguentei dei mais duas estocadas fortes e enchia a xoxota dela de leite.
Foi algo maravilhoso senti o orgasmo simultâneo, foi prazer sem medida. Logo em instantes minha vontade mesmo era de arrombar seu rabo gostoso naquela hora que a vi toda aberta só para mim,mas como dizia minha avó quem come calado come duas vezes e  na tarde do dia seguinte levei a minha safadinha para um motel e fizemos o bê-á-bá completo.Digo com sinceridade precisei pedir um tempo porque estava meio fora de forma ,mas que o combate foi maravilhoso e fizemos todas posições possíveis e imagináveis que conheço.
-Ufa...  Que tesão maluco...
E desde este dia que se passaram dois (2) meses eu e Priscila somos amigos coloridos, e estou seriamente pensando em juntar nossas escovas de dente.
Porque quando se descobre uma parceira completa o que temos mesmo é segurar.
E eu acredito que encontrei a mulher perfeita...
Quer dizer pelo menos na cama a safadinha não me deixa nada a desejar. .
Fomos cada qual para nossa cidade, mas em finais de semana sempre uma maratona sexual. Se alguém  discordar ou não pode deixar recados.
Espero que ninguém fique me achando maluco por ter transado com ela sem camisinha, mas que o momento foi algo sem planejamento e aconteceu, mas depois disso tomamos o devido cuidado.
Eu a acho gostosa e ela sempre diz que formamos o par perfeito que transamos muito gostoso que eu nem me comparo com seus namoradinhos jovens que teve que nem sabiam direito o que era transar. Assim vou levando a vida esquecendo as por venturas que me causaram perturbações e vivendo intensamente o presente com minha doce e safada Priscila.
Amo-te amor e quero sempre está a sua lado.

Docecomomel (hgata)
Feira de Santana, Bahia, 25 de junho de 2014.

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Comendo o irmão da minha namorada II




Oi gente. Eu sou o Marcos sou hetero tenho 25 anos, 1,87 de alt. com 84 kg bem distribuídos, meu cacete mede 19 cm eu acho de tamanho normal, apenas um pouco grosso, mas nada que possa causar algum incomodo. Se assim houvesse reclamações eu seria o primeiro a concordar,mas acredito que gostam pois quem prova uma vez sempre quer muito mais.
Como relatei anteriormente eu tenho uma namorada muita gostosa e safada, fazemos sexo muito gostoso, mas ela não libera seu rabo de jeito nenhum, eu adoro sexo anal e isto me deixava na maior tara.
E foi assim que acabei me envolvendo com o irmão mais novo de minha namorada que era um rapaz muito bonito e chegado a comer vara...
Como não sou de desistir espero que minha namorada logo ela ceda à pressão que exerço quando estou trepando com ela.
 E acabe cedendo de vez. 
Afinal água mole em pedra dura tanto bate até que fura...
Assim os dias iam se passando eu trepava com minha namorada muito gostosa gozava horrores, fazíamos todas as posições imagináveis e ela sempre irredutível não liberava seu rabo. A vantagem de seus pais irem sempre para o interior era essa eu acabava sempre dormindo por lá. Se  conseguia dormir é claro.Minha namorada  não desconfiava que eu sempre acabava dando um jeito de ir até o quarto de seu irmão e finalmente finalizava minha tara metendo gostoso naquele rabo apertado e guloso.
O guri sabia levar um macho a loucura, pois sabia rebolar com uma vara atochada. Dava um tesão,ainda mais que ele era franzino e eu o segurava no colo socava muito,parecia  um brinquedo nas minhas mãos. Naquela sexta-feira não foi exceção depois de fuder gostoso com minha namorada eu ia saindo para ir embora quando vou entrando no carro o Luis me chama...
-Ei não está esquecendo-se de nada não?
-Ah Luis hoje não dá estou indo buscar um primo meu que chega do interior e está em cima do horário.
-Ah que pena
-Quer vir comigo? Quem sabe terminamos a noite lá em minha casa.
-Respondeu que sim e apenas passou a chave na porta e saímos.
Chegamos até a rodoviária em cima do horário de longe avistei meu primo, aproximei peguei suas malas e fomos ate meu carro.
-E ai primo como estão às coisas. Perguntei.
-Bem Marcos só de boa de férias veio curtir um pouco aqui na tua cidade.
-Legal primo tem muitos lugares para conhecer, mas só amanha acabei de vim da casa da namorada e até meu cunhado esta no carro me esperando.
Quando ele ouviu a palavra cunhada sorriu e dizendo poxa Marcos você bem poderia ter trazido uma cunhadinha gostosa pra seu primo, eu estou na maior seca... Nem bem ele terminou de falar acabamos de cair na risada.
-Calmo primo às coisas aqui são diferentes, mas ainda podemos nos divertir um pouco com meu cunhado, e eu perguntei se ele continuava safado como nos tempos de adolescência.
Claro e não esqueça que já me casei duas vezes.
Eu apenas sorri dizendo é eu entendo por isto e outras coisas eu ainda não me amarrei e fico com umas duas namoradas aproveitando a vida.
Afinal ainda sou jovem.
Chegamos até o carro e apresentei meu primo para Luis que ficou de olhos arregalados olhando para meu primo.
Na maior cara de pau foi dizendo seu primo é muito bonito Marcos.
-Eu sei Luis que a nossa família é muito bonita e safada.
-Vamos assim ambos entramos no carro e nós saímos em direção a meu pequeno apartamento.
Chegamos entrei eu servi um lanche para nós e ficamos conversando aí fui tomar um banho e saí do banheiro enrolado na toalha e fui ficar sentado perto de Luis, meu primo também foi tomar banho... Disse-lhe onde tinha toalha e depois de alguns minutos ele também veio para sala enrolado em uma toalha.
-Marcos acho que vou entrar na brincadeira com seu cunhado...
 Será que cabe mais um?
-Bem Luis é quem sabe se aguenta nós dois.
-Que acha Luis?
-Ah minha maior fantasia é ter dois machos só para mim.
-Ah é? Guloso pode se preparar que eu já te trouxe de sacanagem, pois eu e meu primo somos safados e adoramos sacanagem.
-Luis levantou lhe dei um tapa na bunda e ele foi tomar banho.
-Quando eu disse aproveite e vista a roupinha que está no banheiro em uma sacola, comprei para você esperando a oportunidade de usar.
Eu e meu primo ficamos sentados no sofá enrolados com a toalha.
-Pois é primo ele é safado demais é irmão mesmo da minha namorada e eu acabo comendo os dois.
-Você sempre safado ein Marcos!
 Pior que ela nem imagina nada... Logo Luis surge no meio da sala com uma roupinha de coelhinha que eu comprei para ele.
Estava lindo com a calcinha atochada na bunda, meu primo assobiou rindo falou...
Uau que tesão vem minha coelhinha safadinha para o papai aqui.
-E sem se importar ele ficou na nossa frente e ajoelhou-se em nossa frente e já veio com as duas mão ate nossos cacetes.
-Caracas Luis você esta lindo de coelhinha agora mostre o que é capaz de fazer...
-Marcos sabe que não sou criança já tenho mais de 18 anos e você já deve bem saber o que gosto mesmo... E sem dizer mais nada começou a chupar nossos cacetes.
Alternava entre um e outro. Meu primo tinha um cacete maior que o meu, só não era muito grosso, mas em compensação parecia que tinha um pires na cabeça formando uma chapeleta enorme. Luis caiu de boca que eu até me senti enciumado de ver ele chupar tanto o cacete do meu primo,mas logo eu coloquei ele apoiado no sofá e assim ele chupava meu primo e eu comecei a lacear seu rabo,seu cú piscava de tesão,trabalhei bastante com os dedos e sentia suas pregas latejarem entre meus dedos.Foi quando eu falei pronto meu puto agora você vai rebolar gostoso na minha vara.
Parece que nem ouviu por está atento só na chupação do cacete cabeçudo do meu primo, coloquei a camisinha untei com um creme e fui empurrando aos poucos ai Luis começou e gemer, um gemido rouco abafado pela vara do meu primo em sua boca, eu empurrava e parava sempre deixando continuar chupando meu primo mais um pouco, estava muito bom, sentindo suas pregas latejarem no meu cacete, eu forçava abaixando seus quadris me dava muito tesão ainda mais vendo ele de quatro e o rabinho empinado. Foi aí que segurei e empurrei de vez, parei dois minutos e comecei acelerar dava leves tapas em sua bunda, dizendo se queria leitinho nos quartos o safado rebolava pedindo mais e mais... Aí teve momento que tirou cacete do meu primo e falou que queria leite pelos dois lados...Eu e meu primo começamos acelerar pois ele estava doido para gozar na boca do Luis assim ele ficou de joelho no chão se apoiou nas pernas do meu primo com a boca ocupada com o seu cacete e eu recomecei a socar no rabo dele, e ele pedindo pra que eu socasse bastante queria ouvir o barulho do meu saco batendo em sua bunda...
Rapaz aí a coisa esquentou foi cacete com vontade mesmo, teve um momento que retirei deixando só cabeça e eu pude ver como ele estava arrombado, mas eu não parei de socar ate que meu gozo se aproximou eu tirei a camisinha fui em direção a suas costas e dei-lhe um banho de leite.
Meu primo imediatamente encheu a boca dele e eu vi quando Luis pediu pra ele socar fundo que queria beber todinho o leite farto do meu primo.
Safadeza total ainda o moleque gozou assim com dois cacetes liberando muito prazer.
Ficamos alguns minutos arfando de tesão fomos tomar um banho os três e no banheiro mesmo recomeçamos a putaria. Só que agora meu primo que queria foder com o rabo de Luis,ainda me perguntou se tinha alguma objeção.
Eu ri e falei claro que não primo ele deve esta louco para receber sua strovenga cabeçuda no rabo.
E todos excitados fomos novamente para o sofá.
Luís disse que queria controlar a enfiada que se poderia ir por cima do meu primo.
Ele sentou-se no sofá... E meu primo segurando cacete o chamou venha minha putinha senta aqui... Colocou uma camisinha E Luis começou a sentar devagarzinho, eu fiquei esperando um pouco ate que eu percebi que ele já estava todo encaixado com rabo preso no cacete do meu primo,foi quando eu segurei meu cacete e forcei em sua boca...
E Luis subia e descia e devagarzinho, logo começou a cavalgar como um louco eu cheio de excitação de ver a cena, disse pra ele me chupar gostoso que estava quase gozando, ai segurei em sua cabeça forçando um pouco mais.
 Sem conseguir me controlar, soquei um pouco mais e não demorou ele ganhou o leitinho que ele queria... Enchi a boca dele.
O safado começou a quicar no cacete do meu primo, retirei o meu de sua boca e fiquei vendo como ele rebolava na chapeleta. Parecia que era o ultimo cacete do mundo pois Luis pulava e gemia pedindo que meu primo socasse gostoso.
Na hora que meu primo com um impulso levantou com Luis. Segurado na cintura e botou no sofá de quatro e começou a socar sem parar o tesão foi a mil vendo como o moleque estava empalado na chapeleta do meu primo. E No vuc...Vuc por mais de dez minutos vi como gozaram os dois juntos.
Pareciam dois animais no cio. Meu primo se acalmou prostado no sofá eu também sentei a seu lado e logo nossa coelhinha safada veio engatinhado e começou a chupar e lamber meu cacete  e do meu primo com intensa maestria. Foi um delírio esta foda... Mas a noite estava se acabando.Luis foi tomar um banho que precisava ir para casa,dei-lhe dinheiro para o taxi e ficou acertado dele voltar na sexta-feira de tarde  pois queremos fazer uma nova farrinha.
Luis sorridente e feliz. Foi embora.
Eu e meu primo fomos descansar, pois o dia seguinte teria muita coisa para fazer.
Quando já estava deitado meu primo falou... Marcos que guri gostoso de comer viu...Rebolou mais na minha vara do que qualquer puta.
-Respondi eu sei primo fui eu que quebrei o cabaço de seu rabo ele é novo no ramo, mas sabe muito de sexo. O safado sabe deixar qualquer homem louco.
Concordo primo... E compreendo porque você fica com ele e a irmã dele também,pois é a irmã não libera o rabo,ai já sabe ...
Esta tua namorada não sabe o que está perdendo!
Foi trauma de infância, parece que um padrasto tentou pegá-la a força, mas eu não desisto devagar eu chego lá.
Afinal... Sou brasileiro e não desisto nunca.

Docecomomel (hgata)

Feira de Santana, 19 de junho de 2014.


sábado, 14 de junho de 2014

Comendo o irmão da minha namorada


Oi gente.

Eu sou o Marcos sou hetero tenho 25 anos, 1,87 de alt. com 84 kg bem distribuídos, meu cacete mede 19 cm eu acho de tamanho normal, apenas u pouco grosso, mas nada que possa causar algum incomodo. Eu tenho uma namorada, transamos sempre, mas a safadinha não me libera seu cuzinho. Eu adoro sexo anal.
Como ela tem um irmão eu sempre fico observando seu jeito e acredito que ele gosta de levar vara, ainda não tentei nada para evitar problemas com minha namorada que gosto muito e é muita safadinha falta só liberar seu rabo gostoso.
Como não sou de desistir espero que logo ela ceda à pressão que exerço quando estou trepando com ela. E acabe cedendo de vez.
Afinal água mole em pedra dura tanto bate até que fura.
Assim certo dia, digamos há umas três semanas atrás eu minha namorada e seu irmão estávamos voltando de uma festa.
Minha namorada tinha bebido um pouco e assim que chegamos a sua casa fomos logo colocar ela para dormir. Enquanto me despedia minha namorada ainda falando embolado falou.
Ah amor porque me deixou me exceder na bebida hoje que íamos sair para um motel!
-Respondi, pois é amor eu cheio de tesão e você me deixou na mão...
Mas amanhã recuperamos o tempo perdido.E sonolenta minha namorada segurou em meu cacete sobre a minha roupa.
Em instantes adormeceu, só que eu não tinha visto que meu cunhado presenciou a cena toda.
Quando ele perguntou o que estava acontecendo...
Eu apenas sorri dizendo é coisas de namorados você ainda é jovem para saber destas coisas!
Você que pensa Marcos que não sei de nada...
E sem se importar ele ficou na minha frente e levou a mão ate meu cacete.
-Caracas Luis o que você acha que está fazendo?
-Deixa de ser bobo Marcos que não sou criança já tenho 18 anos e você já deve ter desconfiado que gosto mesmo seja de macho.
-Claro, mas não quero problemas com minha namorada ainda mais que é tua irmã.
-Deixa de ser covarde ela só acorda amanha e com ressaca nem vai lembrar-se de nada.
E sem falar mais nada Luis abriu minha braguilha botou meu cacete para fora e começou a tocar uma punheta, que mãos macias o guri tinha me deixei ser levado pelo momento, deixando fazer uso de seus dotes.
Quando Luis abaixou na minha frente e começou a me chupar fui ao delírio que boquinha gostosa, sabia ser mais que safada que sua irmã.
Chupava e lambia meu cacete com intensa maestria. Fui ao delírio.
Segurando em sua cabeça estocava com um ritmo cadenciado fazendo meu cacete entrar quase todo em sua garganta.
Ai depois de uns dez minutos de chupação não aguentei e enchi sua boca e rosto de leite.
O tesão era demais... Luis bebeu meu leitinho todo.
Deixando meu cacete limpinho.Entre a surpresa e o prazer fiquei  em um estado de euforia que meu cacete nem chegou a amolecer.
E como poderia se Luis não parou de chupar.
Quando o safado me diz.
-Ah Marcos sou doido para te dá, vem vamos para meu quarto!
Eu nem pensei em mais nada fui até seu quarto e em instante Luis estava de quatro na beirada da sua cama. Já de bunda para cima.
Coloquei uma camisinha ele me passou um recipiente com um gel, atolei os dedos passei em seu rabo, coloquei um pouco na cabeça do cacete e já fui me encostando, lentamente forçava e parava.
Ele dizia pode meter gostoso que quero sentir você arrombar minhas pregas meu cunhadinho gostoso... Forcei senti a cabeça entrar e empurrei de vez, ele deu um pulo para frente segurei em sua cintura e  sem deixar escapar acelerei o ritmo ,no quarto só ouvia-se o estalo de nossos corpos e os gemidos abafados de Luis.
Ai sem parar metia gostoso e depois tirava deixando só cabeça dentro e metia todo de vez.
O guri rebolava e gemia mais que uma puta, seu cacete apesar de pequeno parecia uma rocha quando percebi sua respiração se acelerar senti seu cú apertar meu cacete ai senti que ele estava gozando acelerei o ritmo compassado e gozei... Foi um gozo prolongado e farto.Eu me desconheci.
 Pois jamais havia gozado de segunda vez assim com tanta abundancia.
Meu cacete saiu de dentro e observei o rombo que tinha ficado em Luis. O safado não estava nem aí, me viu tirar a camisinha virou-se e começou a me chupar.
E entre uma chupada e outra falava que estava feliz, pois fazia tempos que me desejava.
Aí vocês imaginam como ficou a minha situação sempre tinha um tempo disponível para curtir com meu cunhado enquanto sua irmã e minha namorada não liberava o rabo eu socava cacete em seu irmão mais novo.
E, diga-se de passagem, que era safado e sabia pagar um boquete como ninguém.
Eu não resistir.
Se estiver certo ou errado não sei responder, mas o que eu quero mesmo é fuder.

Docecomomel(hgata)

Feira de Santana,14 de junho de 2014
Vejam meus blogs
http://desejosdeinsanos.blogspot.com.br/




terça-feira, 10 de junho de 2014

Comendo gostoso a namorada do meu amigo...



Olá meus queridos hoje eu vim relatar uma aventura que me ocorreu no final de semana que coincidia com o dia das mães.
Fui Visitar minha mãe que mora no interior e chegando lá na cidade estava ocorrendo uma festa.
No sábado eu sair com alguns amigos de infância para curtir um pouco com umas garotas. Eu e meu amigo Marcelo que é muito paquerador ficamos na praça vendo as gatinhas, Marcelo estava com sua namorada que eu a conheci naquele dia.
Uma gatona quando eu fui apresentado a ela fiquei cheio de tesão por aquela morena, com seios de tamanho médios, uma bunda arrebitada, sorriso encantador.
Poxa pense na saia justa que fiquei cada vez que olhava me dava tanto tesão que me deu vontade de agarrar ela ali mesmo na frente do namorado dela e beijar até que pedisse para lhe foder gostoso.
E ficamos na festa eu estava louco cada gatinha que passava eu xavecava não rolava nada serio, mas uns beijinhos sempre ganhava, as gatinhas não podem ver um homem novo no pedaço.
 E eu aproveitei, mas queria mesmo era a namorada de meu amigo.
Mas sabem como são amigos, precisamos ter cautela assim a festa estava bem animada Marcelo bebendo todas e sua namorada já com cara de raiva começou a me dá bola.
E tome cerveja e Marcelo nem estava aí a não ser para a bebida.
-Pensei como é que um cara com um avião deste vem pra festa e enche a cara está querendo mesmo é ser corno.
Não me preocupei sai de perto com outro amigo e fomos á caça de garotas para esticar a noitada, foi quando falei com Vitor.
-Poxa Vitor estou aqui no maior tesão quero uma mulher para acabar meu fogo e já.
-Tu quer dá esticada no motel é?
-Vitor me perguntou!
 –Claro zarar e depois saborear uma xaninha bem meladinha.
-Olha deixa te contar um segredo, promete ficar mesmo em segredo?
-Claro!
 –Esta vendo o Marcelo com a namorada?
-Sim vi e achei-a bem tesuda, pena que é namorada do meu amigo senão já tinha chamado para caixa dos peitos.
-Pois fica na espera daqui a pouco Marcelo está caindo de bêbado e vai precisar que um de nós o leve para casa, então a namorada dele morre de raiva e se você gostou dela mesmo pode cantar que você come ela numa boa.
-É gostosa demais eu já comi duas vezes, mas sai de perto porque minha namorada é prima dela aí já sabe como é poderia ter problemas.
-Hum... Que fazemos então?
-Compra cerveja e fica só de boa usando seu charme que tenho certeza que ela já está de calcinha meladinha pensando em te dá.
-E muito safada e boa de cama, só chorou no meu cacete quando eu comi o rabo dela, mas também poucas não fazem isto quando cai na chapeleta do papai aqui.
-Poxa se eu estava cheio de tesão depois desta conversa fiquei mais aceso. Assim encerramos o assunto e...
Voltamos para perto de Marcelo e sua namorada, comprei três latas de cerveja dando uma para cada amigo e ficamos só azarando as gatas que por ali passava, sem deixar de olhar como a namorada de Marcelo me olhava.
Demorou um tempo e ela disse que ia até o banheiro, fiquei observando que direção tomava e falei aos meus dois amigos que ia dá uma volta.
-Vitor sorriu e fez sinal com polegar, pode ir fundo que a hora é este Marcelo estava tão xepado na bebida que nem se deu conta que a namorada saiu.
-Tem homem que prefere o prazer da bebida a curtir uma boa com uma mulher.
Fui seguindo em direção aos banheiros e fiquei observando ela sai.
Quando a avistei me aproximei, ela até assustou-se falando você aqui!
-Sim vim te buscar, não se pode deixar uma deusa como você solta por ai.
-Deusa eu coitada de minha humilde pessoa, ah Cintia deixa de humildade você é uma gata pena que tem namorado e ele não sabe te valorizar...
-Pois é o Marcelo está virando um alcoólatra, sempre assim vamos a festa não para se divertir, mas para ele se embebedar, já tentei terminar o namoro ele diz se eu terminar com ele faz uma loucura.
Por medo e pena vamos ficando, mas já não suporto mais esta situação, e dizendo estas palavras começou a chorar, amparei em meus braços ela se entregou a um choro de desabafo encostando sua cabeça em meu peito.
-Calma Cintia que tudo se resolve, vamos levar o Marcelo para casa ai conversamos, ela sorriu enxugou as lagrimas e saímos caminhando no meio da multidão indo encontrar seu namorado e Vitor que estava em um local um pouco afastado.
Aproximando Vitor foi logo dizendo amigos vou sair pouco ver se encontro uns amigos que horas vocês vão para casa?
Marcelo já embriagado falou quero dormir... Estou mal que droga a bebida me pegou mesmo.
-Foi quando Vitor falou Marcos você pode levar os dois no meu carro?
-Claro Vitor e você como ficam?
Pode deixar amanha pego meu carro meus amigos me deixam em casa mais tarde.
-E saiu sem dá tempo de contestar... Marcelo  e namorada foram andando em direção ao estacionamento e no caminho ainda comprou mais uma cerveja.Ouvi quando Cintia reclamou poxa Marcelo mais cerveja assim não dá.
Dá sim e você bem sabe que gosto, me deixa em casa que vou dormir, Cintia falou e eu como fico?
Paulo você pode deixar minha namorada na casa dela?
Claro te deixo em casa depois a levo.
-Hum... confio em você meu amigo...
E dizendo isto entrou no carro na porta de trás, liguei o carro e fui apressadamente levar Marcelo estacionei na porta de sua casa abrimos a casa e o deixamos já deitado.
Cintia tinha uma chave fechou a porta e saímos.
Ao entrar no carro desatou a chorar, abracei-a pedindo calma.
-Calma como posso ter calma tendo um namorado assim!
-Termine então com ele, ou então viva sua vida.
-É o que estou tentando Marcos.
Ligue o carro perguntando por onde deveria ir até sua casa, Cintia me olhou com desdém e quem disse que quero ir para casa agora ainda é cedo e hoje é sábado.
Ah é mais quer ir para onde estou as suas ordens, Cintia olhou em meus olhos e falou vou para onde você quiser me levar.
Coloquei uma mão em seu joelho e perguntei tem certeza disto?
-Claro sei que está me desejando e eu também te quero.
-Abracei dando um beijo liguei o carro e saímos.
Fui até um motel, entramos desci abri a porta para Cintia e já comecei a beija-la ainda na garagem.
Seus seios com bico eriçados, uma delicia de mamar.
Entramos e fomos caindo na cama tirando nossas roupas.
-Deliciam de mulher seus seios me enlouqueciam, suguei mamei e mordisquei seus bicos de seios deixando- a mais cheia de excitação. Adoro provocar amo que me peçam,implorem.
Quando afastei a calcinha de Cintia e comecei a brincar com os dedos sentia seu grelinho rígido de excitação, seu melzinho abundante chegava escorrer entre meus dedos.
Quando tirei sua calcinha Cintia também tirou minha cueca, coloquei na beirada da cama, suas pernas em meus ombros encaixei meu cacete e fui lentamente enfiando meu membro ate deixar só os culhões de fora.
Cintia delirava gemendo gostoso.
Ai que delicia Paulo que gostoso mete em tua rapariga gostoso mete.
E precisava nem falar não tinha mais nada para meter, a xoxota apertadinha latejava de tesão parecia uma chupeta apertando meu cacete.
Comecei uma serie de estocadas e logo sentir seu gozo na cabeça do cacete, seu melzinho melando meu cacete me deu tanto excitação que acelerei e comecei a gozar quase junto com a safadinha gostosa. Sua boca não desgrudava da minha.
Ficamos quietos por alguns minutos e fomos tomar um banho. Entre carinhos  e beijos e conversas Cintia me disse que já tinha mais de um mês que Marcelo não trepava com ela...
Otário vai virar alcoólatra e se não tomar cuidado destrói sua vida.
-Deixa Marcelo para lá e vamos aproveitar o momento Cintia, acariciando suas costas apalpando seu bumbum, já banhados Cintia ajoelhou no banheiro e começou a pagar um boquete, Uia que delicia.
Sabia mesmo me deixar louco, lambia cabeça do cacete e logo enfiava cacete todo na boca, Eu sentia o calor de sua garganta.
Foram minutos de intenso prazer, segurei em sua mão e fomos para cama.
Já coloquei na posição de um sessenta e nove.
Deixando-a sobre meu corpo, deixando-a livre para chupar bem gostoso meu cacete.
Que boca gostosa chupava meu cacete, minhas bolas me deixou louco ai como eu estava com muito tesão enchi a boquinha gostosa dela de leite,a safada bebeu tudo ai começou a rebolar sua xoxota gostosa e gozou,saboreei deliciosamente sue mel.
Foi bom demais sentir o gozo de Cintia, a safada parecia uma cavala com a xoxota gulosa, meti uma camisinha e coloquei-a de quatro e com cacete ainda meio bomba meti no rabo dela.
Fomos ao delírio juntos, eu metia ela gemendo de prazer foi quando comecei a dá tapas em sua bunda e num frenético movimento de corpos explodimos em um gozo intenso. Cintia parecia uma potranca rebolando com meu cacete atochado em seu rabo.

Meus queridos há trepadas que ficam marcadas na vida da gente e minha saída com Cintia foi uma delas. E que acha que ficou só  em um final de semana enganou-se a safada começou a vir sempre em feriados até salvador  e era só zueira.
Pensa em uma mulher gostosa que te dá prazer em todos os sentidos na cama. E para complementar a minha potranca gostosa topou fazer uma DP com eu e um amigo, aí que vi coisa viu, até pensei que ia cair das pernas de tanto trepar com minha potranca. Ela quer que eu a assuma ,mas disse que não quero compromisso e meu negocio mesmo é sexo muito sexo.Ela  quer que posso fazer?
Cacete nela e ficamos felizes:


Docecomomel (hgata)
Feira de Santana, 10 de junho de 2014.
Bahia. Brasil.





LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...