Desejos do Facebook

Valeu ...O reconhecimento!

Grata aos seguidores.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Minha tia minha 1ª foda.



Olá meu nome é Paulo hoje eu estou solteiro mais já fui casado, eu vou relatar uma aventura que me ocorreu quando eu tinha 18 anos.
Foi um incesto real que me aconteceu e se tivesse que repetir novamente eu não hesitaria, pois foram os melhores momentos que já me aconteceu em toda minha vida.
Eu não usava internet e assim como eu muitos jovens ficavam passando trotes para telefones de varias casas, alguns eram conhecido e outros eram escolhidos aleatoriamente.
Eu naquela noite aproveitei que minha mãe estava dormindo peguei o telefone e liguei para casa de minha avó.
Na casa de minha avó morava uma tia minha irmã de minha mãe, era solteira e eu nunca soube por que ela não havia casado.
Liguei e fiquei de conversa com ela, ela não reconheceu minha voz. Fingi que havia feito a ligação por engano. E ficamos conversando travando conhecimento logo estava falando sacanagens e fizemos um gostoso sexo por telefone.
Ela gostou e disse-me que poderia ligar no dia seguinte e assim fiquei uma semana xavecando minha tia e gozando gostoso com as palavras safadas que falávamos. Ela não sabia e jamais poderia imaginar que era seu sobrinho Paulo, ai me bateu um remorso e me declarei.
Ela ficou furiosa da vida e me fez prometer que jamais contaria a ninguém, era nosso segredo. Mais o tesão que sentimos era tanto que resolvemos realizar ao vivo.
Eu louco por ela cheio de vontade de fuder, marquei um dia e fui à casa da minha avó. Iria dormi lá.
Ficamos a tarde toda só com olhares cúmplices, ela doida querendo-me da e eu doido para meter meu cacete na xoxota dela fogosa.
Minha avó foi dormi, eu fiquei vendo TV, depois minha tia foi tomar banho e eu na sala. foi quando ela fez sinal para acompanha-la até seu quarto.
Eu fui só de pensar nos momentos que tive com ela fico louco de tesão, meu cacete fica rígido.
Fui ligeiro sem fazer barulho até o quarto dela a porta estava encostada, entrei o quarto estava com pouca luminosidade. Entrei no quarto ela foi se trocar no banheiro e voltou com uma camisola fina transparente, estava sem calcinha nem soutien.
Começamos s nós beijarmos enfiei a mão por debaixo da camisola sua xoxota estava meladinha, lambi um dos meus dedos melados de seu mel, ela soltou um gemido rouco.
 Coloquei-a deitada na sua cama e cai de boca em sua xoxota, ela gemia se contorcia eu provocava falava coisas, sem tirar a boca de sua xoxota quando ela gozou expeliu grande quantidade de mel. Meu rosto ficou todo lambuzado.
 Chupei-a muito me fartei de sugar seu grelo, que estava teso de tanto eu puxar com meus lábios.
Logo sai de dentro de suas coxas peguei suas pernas coloquei em meus ombros e afundei meu cacete, estocava com força, ela gemia arranhava minhas costas e eu como um louco fodia sem parar até que não aguentei mais enchi sua xoxota com grande quantidade de esperma.
Minha tia parecia enlouquecida, ficamos abraçados eu sem sair de dentro dela, foi quando conversamos e ela me disse que tinha um ano que não trepava que estava louca de vontade e mais louca ainda por esta tendo um caso com um sobrinho seu. A convenci que não importava o nosso parentesco mais sim o prazer que ambos estávamos sentindo
Acalmei-a dizendo que não se preocupasse que jamais alguém iria saber... Assim terminamos nossa noite fazendo mais sexo ,ela me chupou,bebeu meu leitinho fizemos todas as posições imagináveis, ela com sede de sexo eu com fome de xoxota.
E depois desse dia passei a frequentar a casa de minha avó e sempre dormia por lá, para não dá na pista eu disse a minha mãe que estava com uma namoradinha lá vizinha e para voltar para casa era tarde e perigoso. Minha coroa acreditou e assim fiquei muito tempo comendo a irmã dela que foi uma das melhores aventuras que tive na minha vida. Minha tia parecia insaciável quanto mais trepava mais ela queria,teve uma noite que fudemos tanto que ela gozou 5 vezes.Eu novo cheio de tesão explorava sua experiência e aproveitávamos muito nossos encontros.Só demorou um pouco para fazer anal,mais fizemos e foi tudo maravilhoso.
Eu sou alto com um 1,89 de altura e meu cacete tem 20 cm é cabeçudo e grosso aí vocês devem imaginar como as mulheres se retraem quando ver o tamanho da verga, mais depois que provam não querem mais largar.
Assim quando eu a convenci a fazer sexo anal pela primeira vez fui maravilhoso, antes houve uma total preparação, mais quando vi minha tia de quatro (4) com sua bunda enorme rebolando na minha frente perdi a consciência e fui ate bruto com ela quando meu cacete tinha acabado de passar a cabeça eu segure-a com força e meti todo de vez. Ela gemeu mordeu o travesseiro esperei alguns segundos e logo estava socando sem parar até senti seu gozo nas pontas dos dedos, ai meus amigos fui sem dó nem piedade socando até gozar. Ficamos por mais de 4 anos sendo amantes,ate que ela conheceu um coroa enamorou-se eu me afastei dela e hoje ela é casada e são felizes.Hoje estou divorciado e estou igual a passarinho pulando de galho em galho e em termos de sexo não nego nem renego se é fuder que a pessoa quer eu não nego fogo.
Já sai com casais e é tudo de bom, ver o casal disputando cm por cm de seu cacete.

DocecomoMel (hgata)
Feira de Santana 23 de junho de 2015

Visitem meus blogs.

terça-feira, 16 de junho de 2015

Eu não sou gay, só fodo com eles.






Tenho 32 anos, 1,75m, 78 kg, olhos escuros penetrantes, cabelos escuros, curtos e encaracolados, sou solteiro por opção quero curtir mais um pouco ate constituir família.
No ano passado, fiquei de férias e fui conhecer o estado de Pernambuco. Chegando no aeroporto fiquei a espera de um amigo que viria me buscar.Este amigo meu  estudou faculdade junto comigo e agora morava no estado do Pernambuco,onde estava fazendo espacialização na área de dermatologia.
Gustavo era um cara muito legal e sempre tivemos uma forte amizade, só que ele era bissexual e eu não sabia até que naquele final de semana ele confidenciou comigo.
Aceitei de boa, mais fui categórico dizendo que a opção dele não interferia em nossa amizade, mais que só poderia ter mesmo amizade com ele.
Gustavo foi sincero comigo dizendo, bem Marcos você quem sabe mais se você resolver experimentar comer um homem espero que seja eu o seu escolhido.
Poxa Gustavo não adianta meu negocio é mulher de boa, nada contra mais é minha opção.
Tudo bem Marcos, mais estou aqui pra o que der e vier.
Assunto encerrado e o final de semana saíram conhecer lugares Gustavo convidou duas amigas e saímos como se fossemos dois casais.
No sábado bebemos todas viemos de taxi para o apartamento, uma das amigas de Gustavo ficou com carro dele.
Como eu e ele estávamos chapado de beber não rolou sexo.
Chegamos Gustavo nem bem entrou no apartamento e já foi logo tirando a roupa e indo tomar banho.
Eu fiquei na sala até que ouvi Gustavo chamar pelo meu nome, fui ver do que se tratava era para lhe trazer uma toalha.
Fui até o armário peguei duas toalhas e fui pra o banheiro, dei uma a Gustavo que começou a se enxugar e saiu do banheiro deixando espaço para que eu entrasse no Box.
Assim que comecei a tomar meu banho vir-me-ei de costas e dava para perceber que Gustavo não tirava os olhos de minha bunda, mais eu procurei disfarçar que não havia percebido e para surpresa minha senti um forte desejo que me causou uma breve ereção. Virei de frente e vi como os olhos de Gustavo estavam fixo em meu cacete,não é muito grande mais é grosso em demasia,caprichei esfregando e ensaboando ação que causou uma rigidez fenomenal em meu cacete.Quando olho para Gustavo que estava com a toalha enrolada na cintura vejo que também está super excitado.
Ele sorriu e falou está vendo o que você fez?
Eu fingi que não tinha apercebido o duplo sentido disse o que fiz? Se errei quero me redimir do erro.
Gustavo sorri dizendo olha como é que estou só de ver seu cacete duro imagine se você me deixa dá uma mamada?
Qual é Gustavo sabe que não é minha praia...
-Não é sua praia porque você nunca quis,mais não pode negar que sente curiosidade de saber como é?
Negue se for possível, se não sentisse vontade não teria ficado excitado também. disse sorrindo.
Eu correspondi ao sorriso de Gustavo e falei você está me tentando...
Olha que quando começo a foder sou insaciável...
-Gustavo disse quero provar de você não me importo que me arrombe me foda, me arregace quero você Marcos, faz tempo que te desejo e sempre o respeitei mais agora vê-lo assim nu de cacete armado fico impossível me controlar.
E sem uma palavra eu fiz sinal para que se aproximasse Gustavo veio olhou nos meus olhos e disse... Farei só que você permitir.
Cara você é louco e eu mais ainda, vou logo dizendo sem beijo sou ativo, então abaixa e mama.
Caracas Gustavo ajoelhou segurou em meu cacete e começou a lamber a cabeça do meu cacete passeava a língua de um lado a outro
Até que não resistiu e começou a me pagar um boquete fenomenal. Meu cacete é grosso mais não e cabeçudo e isto facilita mais para a boca acoplar e chupar com facilidade.Eu já estava louco segurando em sua cabeça quando Gustavo tira meu cacete e pergunta.
Marcos você quer gozar na minha boca?
Posso?
Claro vou adorar beber seu leitinho!
Foi quando eu perguntei Gustavo você é só passivo?
Não Marcos sou ativo e passivo, mais prefiro ser o que o parceiro quer, o parceiro é quem manda.
Hum...
E sem dizer mais nada ele recomeçou a me chupar foi quando eu disse que seria melhor ir para o quarto, já que iria  comê-lo que fosse a um lugar apropriado.
Gustavo sorriu e confirmou falou bem Marcos, vamos ao meu ninho que farei você o homem mais realizado que nunca mais vai esquecer-se de nossa foda!
-Espero Gustavo não me arrepender do que estou fazendo.
-Não se preocupe Marcos que sei encarar uma aventura. Serei seu sempre que você quiser,mais sem sentimentos ,apenas o sexo carnal.
E formos para o quarto chegando lá Gustavo sentou na cama e me puxou em sua direção, caiu de boca em meu cacete que parecia que ia engolir todo deixava só os culhões de fora, que estavam lambuzados de sua saliva. Ai delicia Gustavo desse jeito eu não aguento e gozo!Falei entre suspiro de tesão Caracas eu nunca tinha sido chupado deste jeito.
Ele chupava e me olhava com os olhos cintilantes de alegria.
Quando eu disse Gustavo posso gozar com você me chupando, vai querer meu leite?
-Pode Marcos terei imenso prazer em receber sua leitada na minha boca...
Caracas o Gustavo enlouqueceu de tesão segurava a base do meu cacete e engolia meu cacete inteiro, sem engasgar nem tossir, que delicia de garganta profunda.
Estava no auge do prazer quando percebo que meu orgasmo se aproximar seguro em sua cabeça dou uma rebolada e começo a gemer alto. Gustavo segura com firmeza na base do cacete e começa a sentir espasmos  do meu esperma jorrando quente em sua boca,Gustavo sugava meu cacete e com uma das mãos se masturbava.Assim gozei fartamente em sua boca e ele engoliu tudo ,depois perguntei a ele se era correto.ele disse-me como me conhecia não tinha risco algum que jamais iria desperdiçar meu liquido tão precioso e desejado.
Ficamos calados e pude observar que ele também havia gozado sem dizer nada fomos tomar banho e logo voltamos para o quarto, Gustavo deitou de costas e me passou camisinha e um pode de um creme umedecedor.
Untei cabeça do cacete meti dois dedos de creme na porta do anel de Gustavo subi na cama ficando de joelhos atrás de seus quadris com cacete rígido apontando para cima, o ajeitei que veio de mansinho até sentir que o cacete estava encostado em seu anel.
-Foi quando Gustavo disse estou pronto Marcos pra levar cacete no rabo!
Eu nem precisei de muito esforço, pois a posição que Gustavo estava e toda preparação feita comecei a meter e senti suas pregas abrirem - se para abrigar meu cacete.
Fui metendo aos poucos quando me dei conta já estava todo atochado no rabo de Gustavo que gemia de tesão falava palavras dizendo que estava gostoso que queria ser fodido com muita safadeza. Ai eu comecei e meter  gostoso tirava quase o cacete todo deixando só cabeça e forçava com força fazia o safado gemer,pedindo mais e mais.Fiz varias posições sem tirar cacete de dentro.Quando fiz  posição de frango assado,enquanto metia com força apertava os bicos dos peitos dele sentia suas pregas latejaram apertando meu cacete ai apertava mais ainda,mais puto ele ficava já louco de vontade de gozar.foi quando pedi que ficasse de quatro(4) ele rapidamente se virou acoplei meu corpo ao seu e recome ei  meter sem parar.
Eu estava me sentindo uma maquina de fazer sexo, louco para gozar e me controlando.
Ao Maximo, foi quando eu comecei a puxar os quadris de Gustavo e dava taãs em sua bunda ele gemia enlouquecido de tesão ,senti suas pregas pressionando meu cacete e sem conseguir me controlar mais avisei que ia gozar.Gustavo aos berros pede pra dá leitinho que queria banho de leite ,tirei meu cacete joguei a camisinha pra o lado e comecei e exporrar em suas costas.Gustavo parecia uma cobra se contorcendo com tesão que sentia pois gozou imediatamente despejando seu esperma no lençol.Depois de passado alguns minutos Gustavo me abraçou e com um sorriso falou:
Obrigado Marcos eu nunca senti tanto prazer como estou sentindo hoje.Retribui seu abraço e ficamos deitados os dois de conchinha.
Depois de algum tempo que dormimos para descansar levantamos tomamos banho e recomeçamos e fuder bem gostoso.
Hoje me lembro das palavras de Gustavo que me disse uma vez quem critica é porque nunca experimentou porque meu amigo se for uma vez com toda certeza ficará marcado na lembrança para sempre.
Sexo é algo ilimitado, é universal o resultado é prazer, sempre o prazer sem condições nem medidas.


Docecomomel (hgata)

Feira de Santana 16 de maio de 2015.

Vejam meu Blog.
http://sensacoescomemocoes.blogspot.com.br/?zx=98ff835f570e7200

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Empregada Gostosa E Safada



Olá.
Eu sou o Daniel e hoje vou contar uma aventura que tive quando conheci uma moça que por falta de trabalho na área que ela sempre atuava que era secretaria de dentista foi trabalhar na minha casa.
O nome dela era Mariana.
Quando nos conhecemos fazia pouco tempo que ela tinha terminado um relacionamento e ainda guardava uma grande magoa.
Era muito bonitos, loiros de cabelos longos, com uma boca carnuda, seios médios com as coxas grossas.
Eu ficava observando-a passar de um lado para outro vestida com suas roupas curtas.
Uma tarde estava na sala tocando meu violão quando a vejo se aproximar, ela sentou em uma poltrona bem perto e ficou me observando. Foi a parti deste momento que eu percebi que uma forte atração nos unia.
Eu era bem mais velho do que ela e experiente, eu com meus 32 anos já tinha ficado com muitas mulheres, ela apenas teve um namorado, mas nada impedia que sentíssemos uma forte atração.
Assim começamos a namorar, sem minha mãe saber. Era um namoro gostoso,muitos agarrro beijos e pegação.
Minha mãe saia e logo estávamos os dois no maior amasso.
Ficamos dois meses assim sem sexo, sem penetração só mão aqui e ali.
Não aguentava mais de tanto me masturbar pensando na minha putinha.
Mais um dia depois de namorar bem gostoso, eu a convenci para que deixasse ir até seu quarto.
Conversei e xavequei gostoso dizendo que só faria o que ela permitisse. Eu ingênua topou ou então estava com vontade quando eu foi o que constatei.
Esperei minha mãe dormi e fiquei observando Mariana ir até o banheiro e logo voltar para o quarto levantei da poltrona onde via TV e fui.
E claro que deixei a TV ligada para não perceberem minha ausência e como um felino em busca da presa eu fui, parei na porta empurrei lentamente, ela estava a minha espera.
Linda com uma camisola preta seus cabelos soltos, recostada na cabeceira da cama, uma verdadeira Deusa do Olimpo.
Senti uma forte ereção.
Fui até ela comecei e beijar seus lábios, abaixei as alças da camisola, abocanhei um seio, ouvi seu suspiro rouco bem próximo aos meus ouvidos, enlouqueci de tesão.
Tirei minhas roupas apressadamente, fui por cima dela. Minha boca passeava pelo seu corpo causando arrepios e gemidos.Seus pelos ralos e claros me enlouqueciam de tesão minha boca desejosa de seu néctar ansiava querendo saborear do seu mel.
Mordiscava seu clitóris fazendo com que se contorcesse na cama segurando por meus cabelos me puxando como se quisesse que entrasse em sua xoxota meladinha de excitada.
Ai em um momento arquiei meu corpo abri suas pernas... Guiei meu cacete e comecei a meter,no inicio senti sua xoxota bem apertadinha,mas logo ficamos acoplados em uma dança sincronizada,um vai e vem um tira e bota.
Que parecíamos dois loucos em busca do prazer.
Quando pedi que ficasse de quatro, ela ligeiro ficou mais na primeira investida a cama fez um barulho, ficamos quietos não poderíamos ser descoberto.
Não jamais queria que ela fosse mandada para longe.
Descemos da cama colocamos o colchão no chão e recomeçamos.
Fizemos uma infinidade de posições Marina deu seu primeiro gozo na cabeça do meu cacete senti como se ela estivesse ejaculando.
Sensação maravilhosa!
Um prazer imenso coisa que poucos têm o privilégio de senti, quando recomecei acelerar já quase gozando me veio à lembrança do contraceptivo e imediatamente tirei meu cacete de dentro e comecei a exporrar na sua bunda.
Gozei muito.
Senti que espirrava com tanta intensidade que suas costas ficaram salpicadas do meu gozo.
Marina delirou de tesão.
Assim descansamos um pouco e voltamos em instantes a fazer novas posições, foram muitas e muitas vezes, que fudemos por toda casa, estávamos a sós não tinha hora a putinha adorava sentir meu cacete lhe rasgando as carnes. Só era irredutível em fazer anal eu nunca deixei de tentar mais sem nunca Marina consentir.
Mais a venci pelo cansaço e assim chegou o nosso dia, a primeira que vez fizemos anal.
Foi maravilhoso eu ansiava louco de tesão, já depois de seis meses de muitas tentativas e negativas, uma tarde ambos em casa a sós.
Finalmente fui premiado com o desejado coito anal
Marina só pediu que fosse cuidadoso, pois seria sua primeira vez e afinal meus 20 cm tem uma espessura fenomenal.
Mais com jeito e lubrificante soube dá e receber prazer da minha amada Marina.
Assim ficamos mais de um ano só transando com ela, só tinha medo de uma gravidez indesejada, mais o resto era só prazer. Mais um belo dia ela foi embora morar com seus parentes no interior.
E depois de juras de amor eterno... Marina partiu,ainda fui visita-la em sua cidade,mais a distância foi esfriando nosso relacionamento .Tanto eu como Marina encontramos novos parceiros e acabou nossa aventura.Deixando apenas saudades dos momentos maravilhosos que vivenciamos.
Já se passaram anos e até hoje só de lembrar os momentos que vivenciei com Marina sinto um enorme tesão, que acabo sendo obrigado a bater uma punheta.
Coisa de saudades de mulher gostosa é assim mesmo.



(Docecomomel hgata).
Feira e Santana 09 de junho de 2015.
Bahia Brasil.
Visitem meu blog:
http://sensacoescomemocoes.blogspot.com.br/
Voce encontra este e outros contos da Docecomomel no.
www.climaxcontoseroticos.com/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...