Desejos do Facebook

Valeu ...O reconhecimento!

Grata aos seguidores.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Com o macho de minha tia descobrir a safadeza...

Os meus Pais foram fazer um cruzeiro no inicio de janeiro para que eu não ficasse em casa sozinha, minha mãe pediu que minha tia Carla visse passar uns dias em nossa casa. Até ai aí tudo bem, gosto muito de minha tia ela é ainda jovem e sempre nos damos muito bem, só que minha tia tinha um ficante e evidente que ele também veio. Coisa mais do que justa afinal ela não iria ficar só enquanto seu ficante ficava solto por ai. Mas também eu me vi obrigada a dividir meu espaço com um homem praticamente estranho. Sempre acordo cedo e fico no meu quarto acessando internet ou ouvindo musicas. Estou de ferias da faculdade e aproveito minhas manhãs ficando na maior maresia. Minha tia Carla tem 36 anos e seu ficante tem quase a mesma idade, Tiago é seu nome ele trabalhava em uma empresa automotiva e sempre quando voltava para casa ele assim que chegava tomava seu banho vestia um short de seda e ficava vendo TV tomando uma cervejinha. Minha tia Carla o acompanhava.Logo os dois na sala estavam no maior amasso.Só faltavam mesmo transar.Do meu quarto eu ouvia os gemidos,se beijavam,falavam besteiras um ao outro. Até que logo iam para o quarto que era colado ao meu e transavam esplendorosamente. Minha tia era safada nem se importavam, pois falavam e gemia muito alto, uma vez eu o ouvi dizer fala mais baixo Carla sua sobrinha pode ouvir, ela com uma risada responde se ela ouvir ela morre é de vontade de está no meu lugar. Ah Carla minha putinha bem sabe se ela me desse bola eu não rejeitaria. Sei sim seu safado seu comedor gostoso. Mas acredito que minha sobrinha não ia agüentar um cacete grosso como o teu. Agüenta amor devagar toda mulher agüenta. -Logo ele pedia fica de quatro aí, quero comer teu rabo gostoso. Logo voltava a putaria que só parava depois que acabavam em um maravilhoso gozo. Caracas Tiago nunca vi tanto gozo, ate parece que é um vulcão me enchendo de tanta porra. E ouvia risos logo ficava tudo em silencio. Depois de um tempo sem conseguir dormi, eu me levantei fui ao banheiro, depois fui até a cozinha tomar algo quente para relaxar e dormi. Na cozinha sentada com um copo de leite morno eu estava pensativa quando Tiago entrou na cozinha acendeu a luz eu me assustei pois estava muito pensativa e ele também,não me esperava ali aquela hora. -Perdeu sono princesa? -Estou com saudades de meus pais. -Porque não sai com o namorado para distrai? -Não tenho namorado Tiago! -Que pena uma moça tão linda como você! -E realmente aconteceram coisas nos últimos dias em minha vida que estou pensando em ficar por uns tempos sozinha. -Não isto não. Se alguém te magoou ou não te fez feliz existe outras pessoas que possam te fazer muito feliz futuramente. Não deixe o passado atrapalhar seu presente. -Obrigado Tiago vou pensar... E levantei e sai passando bem perto dele. Safado estava cheirando a sexo. -Fiquei levemente excitada com a proximidade de seu corpo além do que ouvi momentos antes, fiquei arrepiada foi quando Tiago segurou em meu braço, parei a seu lado e ele olhando em meus olhos falou: -Se precisar de um ombro amigo pode contar comigo ou quem sabe de um cacete amigo também, bem sabe que em alguns momentos sexo livre é muito bom. -Olhei em seus olhos e perguntei e minha tia? -O que tem ela? -Você quer transar comigo e ela? -Continua a mesma coisa nunca fui de uma mulher só tenho tesão demais, ou você acha que não tenho minhas putinhas amigas? Ele pegou minha mão colocou sobre seu cacete duro e falou: Que acha acabei de transar com tua tia e estou assim? -Caracas o cacete estava parecendo uma barra de ferro. Eu cada vez estava muito excitada com toda a situação,falei boa noite Tiago amanhã nos falamos. -Tudo bem querida, olha amanha estou de folga dia todo em casa sua tia vai trabalha eu vou ficar por aqui esta bom? Sai indo para meu quarto com a cabeça a mil, pensando o que deveria fazer como Tiago disse ele não é homem de uma mulher só que mal há em alguns momentos de sexo e muita adrenalina. No dia seguinte depois de uma noite mal dormida acordei fui tomar café com minha tia que já estava super atrasada para trabalho, assim que terminou falou minha sobrinha querida hoje só volto à noite se cuida ta? Logo Tiago também vai sair, vai casa de amigos não se preocupe com nada. E saiu me dando um beijo no rosto. Estava lavando a louça quando Tiago entra na cozinha deu bom dia respondi e quando ele ia passando para ir até a mesa parou atrás de mim e falou bem assim... Depois de nossa conversa eu não conseguia dormi de tanto tesão comi tua tia ela dormindo só para ver se diminuía o tesão ,mas estava fodendo ela pensando em você. -Que coisa Tiago ela é sua mulher, -Não é minha mulher nós ficamos juntos ela bem sabe que sou de todas. -Tenho certeza que ela desconfia que esteja de olho em você há dias. -Outro dia mesmo ela comentou que sente você muito triste que precisava de um homem como eu, -Vixe minha tia deve está maluca pensar assim. -Maluca nada ela sabe os benefícios que o sexo causa. -Você que é boba menina que mal a alguns minutos de prazer, sem me deixar eu responder Tiago segura em meus braços e me da um beijo. -Não Tiago eu não quero. -Quer sim tanto quanto eu... Garanto que a calcinha esta meladinha, -Não está não. -Então deixa ver. Que coisa hoje você esta a fim de me perturbar. -Perturbar não, está muito a fim de te comer se não for por bem vai ser por mal, estamos a sós mesmo, pode gritar que ninguém vai ouvir. Safada puritana. -Sem me deixar eu fazer nada Tiago me segurou os braços e foi me guiando-te meu quarto. Entrou fechou a porta e colocou a chave na cueca. -Quer sair então venha buscar a chave pode vim, putinha gostosa ela está aqui junto do seu pirulito... Vem safada. E sentou na minha cama tirou calça camisa ficando só de cueca. -Que coisa olhar para Tiago de cueca, com cacete armado é puro êxtase. Fui andando em sua direção estiquei a mão enfiei na cueca para pegar a chave,mas quando senti a rigidez o calor de seu membro latejando não me controlei fechei as pernas como se fosse conter um orgasmo e balbuciei palavras desconexas e literalmente entreguei os pontos... Abaixei-me a seus pés, estava muito excitado com toda a situação, Tiago me beijou e falou em voz bem baixa mama safadinha chupa teu pirulito, gostosa do papai, meus queridos que vá para o inferno todo pudor e bom senso, mas fazia exatamente três meses que eu não sabia o que era fuder e com toda está escassez de prazer eu me vi envolvida em um emaranhado de pensamentos,abri a boca e comecei a lamber a cabeça do porrete de Tiago que latejava,abocanhei aquele cacete todo melado na boca, chupei com muita gulodice, Tiago forçava um movimento de quadris segurava pelos meus cabelos, socava com força que até cheguei a engasgar depois de um bom tempo Tiago disse quer leitinho safadinha quer? Elevei a cabeça olhando em seus olhos que foram como se eu tivesse dito um sim. Tiago segurou em meus cabelos e começou a forçar um vai e vem sem parar, gemendo dizendo palavras safadas tipo assim... Mama safada bebe leitinho do teu macho,quer mamar sinta meu prazer toma safadaaaaaaaaa. E em segundos recebo vários jatos de esperma que inundaram minha boca, descendo até a minha garganta, foi o boquete mais gostoso que fiz nos últimos tempos. Tiago alisava meus cabelos falando assim gostosa que gosto de mulher puta,agora limpa todo que logo ele vai se alojar em tua xoxota, puta gostosa. Limpei o cacete deixando-o todo lustrando de saliva, Tiago tirou minha roupa mamou meus seios mordiscou um a um e foi com a língua passeando pelo meu corpo, lambia e sugava cada cm de meu corpo, deixando-me arrepiada e finalmente quando conseguiu chegar a minha xoxota, abriu minhas pernas e caiu de boca sugando meu clitóris, estremecia de tesão, gemia e balbuciava palavras desconexas até explodir em um gozo intenso. Tiago saboreou cada gota do meu mel, depois me colocou de quatro ficando na beirada da cama segurou no cacete e começou a meter em minha xoxota, batia em minha bunda, me falava mal de safada de puta vadia, até que explodiu em um gozo intenso. Foi tanta porra que encheu a camisinha que quase vaza. Foi uma das melhores fodas de minha vida. Tiago parecia um insano duas gozadas e o cacete já pronto para entrar em ação. Só que Tiago já estava deitado com cacete em riste pedindo que eu o cavalgasse, com rapidez eu logo subi na cama. Assim rapidamente eu fui aos poucos abaixando até está completamente encaixada com cacete de Tiago atochado no meu rabo, rebolava e quicava com maestria até finalmente sentir que Tiago ia começar a gozar. Foi jatos e mais jatos no meu rabo, Tiago parecia um touro selvagem tirava o cacete quase todo e metia com muita força e vigor. Sentia-me preenchida dilacerada,mas era tão gostoso as sensações que o pequeno ardor ficava em segundo plano nos pensamentos. Ate que o cacete começou a amolecer, ele tirou a camisinha jogou longe e botou para eu chupar o cacete todo gozado. Claro que não fiz objeção ainda mais do jeito que ele falava,só fazia aumentar o tesão. E falava assim chupa safada, limpa teu brinquedinho que agora serei seu amante e segredo que quem come e fica calado come muito mais e ria muito. Assim que o cacete todo limpo ele falou agora vamos tomar um banho que quero te comer no chão do banheiro quero-te da um banho de leite safada, vou exporrar muito em sua cara e seios. Tesuda, safada gostosa. Ai amores novamente começou a safadeza e no Box do banheiro me deliciei com mais leitinho. Aproveitei o máximo fiz o que nunca havia feito na minha vida. Mas eu tinha mesmo era que aproveitar aqueles momentos de muito tesão e prazer. Estou certa ou não? Meus pais voltaram da viagem, minha tia foi para sua casa e mesmo assim... Depois deste dia houve muitos encontros com o atual marido de minha tia, e cada vez que nos encontrávamos era uma fudelança deliciosa. -Minha tia veio me fazer companhia e me deu de presente um bom amante... O seu namorado. Assim ficamos muito tempo juntos mesmo depois que arranjei um namorado Tiago marcava presença. -E claro que eu adorava cada encontro nosso, adrenalina a mil, o sexo sem compromisso me fazia muito bem, mas depois minha tia mudou para outra cidade nossos encontros foram ficando escassos, mas foi bom enquanto durou. DocecomoMel Feira de santana,30 de janeiro de 2015 Bahia Brasil Vejam meus blogs.

sábado, 24 de janeiro de 2015

Atração levou-me a trair.







Oi.
Meu nome é Mara e esse é meu primeiro conto-relato, tenho 28 anos, sou morena de cabelos lisos, coxas grossas e um bumbum durinho arrebitado.
Sou casada a pouco mais de (3) anos, meu marido é caminhoneiro. Sempre viajando pelo Brasil me deixando sozinha.
Sinto muito sua falta, pois o amo, mas sinto tanta falta de sexo que me deixa louca de tesão e sensível demais. Moramos em uma viela com 5 casas.No mês de dezembro chegou um morador novo.
Na ultima vez que meu marido voltou para casa eu fui arrumar as coisas dele e vi fotos dele com outras mulheres, então deduzi que andava me traindo, em suas viagens. Fiquei muito mal nada falei ,mas cresceu dentro de mim uma revolta uma vontade louca de dá o troco.
Depois de uma semana em casa meu marido viajou.
Voltei à rotina de trabalho casa e assim ia vivendo.
Um dia depois que cheguei do trabalho minha vizinha veio me chamar para ir ao dia seguinte a um jantar em sua casa, era seu aniversario e ela queria que os vizinhos participassem de sua alegria.
Concordei que iria afinal era sábado e não tinha mesmo com quem sair.
No sábado fui a o tal jantar,quando vi aquele rapaz moreno alto com um copo na mão tremi as bases,achei lindo não tinha lembrança de conhecê-lo. Foi a vizinha que me apresentou ao rapaz ele era o Felipe nosso vizinho mais recente.
Sempre tive quedas por morenos afros, não sei por que kk.
 Bom... Eu vou contar o que  aconteceu no jantar.
Felipe ficou o tempo todo me secando, eu conversei pouco com ele, mas soube que é estudante de direito e está fazendo estagio.
Logo anunciei que estava de saída,
Felipe disse que também já ia embora precisava estudar assim saímos andando na mesma direção. Minha casa era antes da dele.Quando paramos na minha porta ele falou não me convida para um cafezinho?
-Claro Felipe desculpe minha falta de educação.
Entramos Felipe ficou na pequena sala e fui providenciar o café.
Trouxe o café com uma fatia de bolo tomamos nosso café e ficamos conversando um pouco quando o Felipe já ia saindo quando estava na porta falou assim.
Mara você não quer comer uma pizza comigo amanha?
Pensei que mal tem em ir comer uma pizza com um vizinho e amigo?
Concordei e agendamos para 19 horas afinal seria domingo e todos precisam trabalhar no dia seguinte.
No domingo fui ao shopping comprei uma roupa nova, lingerie preta de renda, bem sex e sensual, meus pensamentos estavam em euforia me sentia como se tivesse me arrumando para um namorado novo.
Nem pensava em meu marido. Logo  as 18 horas me arrumei e quando Felipe bateu a minha porta senti um friozinho na barriga.
Ele estava muito bonito com calça jeans e camisa pólo azul marinho.
Estava bonito mesmo um perfume delicioso.
Saímos entramos em seu carro e fomos para a pizzaria, em um semáforo Felipe falou bem assim,
-Mara desde o momento que a vi que você não sai de minha cabeça.
-Ah Felipe eu sou casada, mas vou te dizer uma coisa acontece o mesmo comigo.
-Então que tal encurtar o caminho e irmos comer uma pizza em um lugar sossegado só nós dois, evidente atração que estamos sentindo um pelo outro.
Apesar de termos nossas casas é bom evitar fofocas.
O que você acha Mara?
-Bem eu acho que somos maiores dono de nossos atos, vamos sim Felipe, podemos ir onde você quiser, mas fique sabendo que nunca traí meu marido.
-Eu sei Mara todos da vizinhança me falaram muito bem de você.
Felipe ia dirigindo e eu só observando, seu rosto seus braços másculo, sorriso muito gostoso. Fui começando a me assanhar mais ainda,ficando excitada louquinha para dá para ele.
Chegamos a um motel entramos, logo íamos conversando, nos beijando abraçados, sem pressa esperando o gelo passar. Felipe era calmo carinhoso.Foi quando ele me perguntou se tinha certeza que  queríamos fazer mesmo afinal minha condição de casada.
Foi quando me veio à lembrança das fotos que encontrei do meu marido e pensei no meu intimo, era a minha vez de aproveitar e me vingar e senti muito prazer em sua ausência.
Logo começamos a nos beijar, Felipe foi tirando minha roupa, peça por peça, eu também fiz o mesmo com ele, eu estava adorando, nunca tinha ficado com ninguém, agora estava com um cara bonito solteiro inteligente e muito carinhoso. Fomos até a cama Felipe fez eu me sentar ele ficou abraçado mim,sentia seu cacete duro latejando na cueca,abaixei o cós e pude vislumbrar um cacete grosso,cheio de veias cabeçorra achatada.Ele nada dizia apenas acariciava meus cabelos e meus seios.
Fui tomada por um sentimento estranho, sentia minha xoxota meladinha latejar.
Eu comecei a passar a mão pelo cacete de Felipe, era grande bem maior que do meu marido. Aí amores eu comecei a mamar ele  gemeu logo ele mandou eu me deitar.E sem pensar em mais nada comecei um boquete digno de uma puta safada.
Felipe ficou por baixo e eu enganchada com a xoxota toda em sua cara.
Ele lambia e sugava meu grêlo, me deixando louca para dá para ele. Quando gozei tendo espasmos pelo corpo inteiro,delirei gemi e rebolei em sua cara.Ate engasguei com seu cacete com a tamanha velocidade que eu o chupava.
Felipe saboreou toda minha seiva. Deixando-me toda molinha esperou alguns minutos e logo me colocou de quatro (4). Quando vi a imensidão que era seu cacete pensei ai “Mon. dieu” que delicia  ser comida por um bem dotado.
-Mara meu amor relaxa que quero sentir cada cm de sua xoxota abrigando meu cacete.
-Nossa que delicia ele nem precisava dizer assim, pois estava ansiosa de sentir cada cm de seu membro me dilacerando.
Ele ficou apoiado atrás de mim, se ajeitou encochou e foi forçando até a cabeça entrar em minha xoxota.
Suas mãos seguravam firme em meus quadris, sempre alisava minha bunda e cada minuto forçava mais e mais até que pude sentir, seus pelos ralos encostados em minha bunda.
Alguns segundos nos beijávamos, com Felipe todo atochado, sentia seu cacete latejando.
Caracas o fogo do tesão e esquecemos-nos da camisinha... Não tínhamos mais  nada a fazer,aos poucos Felipe foi movimentando seus quadris os movimentos de vai e vem acentuando como se fosse uma dança sincronizada entre ele e eu.
Depois de um bom tempo comecei a gemer, a urrar pedindo para Felipe me foder com força, que queria o diferencial da traição. E Felipe não se fez de rogado começou a me foder com força,batia em minha bunda mordiscava,tirava o cacete de vez e logo forçava com força e vigor.provocando mais prazer eu rebolava e gemia pedindo que me comesse sem dó nem piedade.
Ai gozamos... Um gozo em total sincronia.
Pela primeira vez eu gozei sem subterfúgios de bocas e línguas.
Maravilhosamente belo sentir seus espasmos de gozo encher minha xoxota.
Enfim ficamos abraçados, só em carinhos. Fomos tomar um banho,e entre carinhos beijos mãos aqui e acolá logo Felipe estava de cacete duro novamente voltamos para cama abraçados.Deitamos de ladinho,vi como Felipe forçava seu cacete na minha bunda...Claro que o sexo anal seria inevitável.
Apenas disse com camisinha amor.
Felipe pegou uma camisinha colocou no cacete untou cacete todo e com uma das mãos me lubrificou deixando toda meladinha.
Quando começou a forçar senti uma dor aguda, mas fui relaxando e aos poucos fui recebendo seu membro que entrava e saia com delicadeza até me senti completamente preenchida.
Já completamente dentro Felipe mudou de posição e ficamos na posição frango assados.
Comecei a gemer e rebolar e pude ter a certeza que no sexo o diferencial está em quem faz. Pois dor não senti apenas muito prazer.
Felipe socava e parava, para me beijar trocamos palavras doces de enamorados e ficamos até de madrugada.
Daquele dia em diante me tornei amante permanente de Felipe, quando eu não ia até sua casa ele passava as noites na minha.
Nem lembrava que tinha um marido e quando este chegava ficava feliz de sua partida. Não fui safada apenas me deixei levar pelos instintos animal que todo ser humano tem.
Não vou me separar, eu não quero e Felipe não se importa sempre diz o que importa são os momentos lindos que vivenciamos a cada dia.


Docecomomel (hgata)
Feira de Santana, 24 de janeiro de 2015.
Bahia :Brasil.
http://sensacoescomemocoes.blogspot.com.br/
Imagem do google



segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Flagrei Meu sogro Transando com a Empregada.



Estava dormindo e acordo com um sobressalto quando ouço vozes em sussurros. Que diziam assim.
— Enfia o cacete todo!... Come-me gostoso!
Levantei vesti um roupão e fui andando pela casa até chegar perto das dependências da empregada.
Ouço vozes, gemidos e urros.
Fiquei sem saber que atitude tomar, até que decidir que precisava tirar a limpo o que ocorria dentro de minha própria casa, entre surpresa e excitada obtive uma visão esplendorosa.
Ali na pequena cama de solteiro estava a minha empregada com meu sogro.
Ele um coroa bem apessoado se viu encantado pelos dotes da mocinha recém chegada do interior, mas pelo que observei muito experiente e safada.
Fiquei observando por alguns minutos, logo sai em direção do meu quarto excitada, afinal meu marido viaja e fico dias sem sexo.
Ver meu sogro com toda virilidade comer a empregada me deixou bastante excitada e acesa.
E agora o que fazer?
No dia seguinte acordei tomei meu café e avisei a minha empregada que não viria para o almoço, mas que cuidasse para não faltar nada a meu sogro.
Elisa minha empregada sorriu e falou.
-Não se preocupe dona Marcela que cuidarei direitinho de seu sogro, não deixarei ele se privar de nada.
É claro que sua resposta tinha um sentindo duplo, eu sabia, pois dei o flagrante, mas Elisa não sabia que eu tinha visto a bela cena e que isto me deixou intrigada e ainda hoje queria ver novos momentos de safadeza entre eles.
Meu plano estava armado iria trabalhar e voltaria mais cedo.
Em minha casa tinha duas câmeras, mas estavam desligadas e todos sabiam disto, mas hoje cedo eu conectei os cabos e não avisei a ninguém, deste fato então do trabalho mesmo eu poderia verificar o que ocorria em casa.
Então assim que voltei do almoço sentei em minha mesa e fui observar o que se passava em minha casa, fiquei pasma do que vi.
Acreditem vocês meu sogro andando pela casa pelado e minha empregada também.
Aquele velho ditado quando gato não está em casa o rato passeia por cima da mesa.
Elisa na sala limpando o tapete com um aspirador, vestida com apenas um avental. E meu sogro é claro...
Ajudando ela, ao seu lado bolinando seus seios, apertando sua bunda.
Logo ela desligou o aspirador colocou em um canto da sala e virou-se ficando de frente para meu sogro.
Um belo coroa, com cacete de 20 cm, bem rígido, que chegava apontar para o umbigo. Eles se abraçaram e assim eu pude entender a safada estava limpando o tapete para eles.
-Mas que coisa ein?
-E foram se agachando logo ambos de joelhos se beijando se amassando, ele lhe tirou o avental e começou a mordiscar seus seios, eram pequenos com os bicos eriçados, mamou um a um, eu fiquei de olhos vidrados vendo a cena. Logo meu sogro se levantou,segurou no cacete e foi guiando até a boca de Elisa,ela passou a língua pela cabeça,deixando todo meladinho olhou para ele que sorrindo fez um gesto como se tivesse pedindo para que o chupasse.
Eu estava longe, mas percebia o clima, não era apenas sexo era uma combinação de dois seres que se se atraiam se complementavam com o sexo.
Logo em instante Elisa dava boas lambidas e meu sogro se contorcia de tesão. quando ela segurou na base do cacete e começou a chupar com todo tesão.Eu fiquei louca senti minha calcinha molhar.A safada segurava pela base enfiava o cacete todo na boca,depois tirava lentamente deixando apenas a cabeça que ficava sendo acariciada pela língua.
-Realmente meu sogro estava sendo bem servido. Quando ele segurou em seus cabelos puxando um pouco para trás e tirou cacete de sua boca ai pude ver como se apanha de cacete,ela batia em seu rosto de um lado a outro com cacete,ela rindo adorando é claro.
Quando meu sogro apontou para o tapete eu vi que Elisa foi ficando de quatro, ele pegou algo em cima da mesa, que eu deduzi que fosse camisinha e algum creme.
Foi assim que pude constatar que o tapete seria alcova do ato deles.
Elisa se posicionou melhor, ficando de quatro, pra ser enrabada.
Meu sogro colocou camisinha, inclinou lambuzou com a saliva xoxota e rabo de Elisa que se contorcia de tesão e logo se apoiou atrás dela e com cacete em uma das mãos encostou e começou a forçar. Acredito que os lábios vaginais melados e excitados facilitou que nem foi preciso forçar muito a cabeça do cacete que entrou macio deslizando como manteiga.
Ficaram alguns segundos parados para Elisa se acostumar e logo ele forçou empurrando até sentirem que o cacete estava todo dentro deixando apenas as bolas de fora.
Meu sogro safadão, ainda se afastava para ver e observar seu cacete todo atochado na safadinha.
Logo em segundos via um cadenciar de corpos em uma dança sincronizada num vai-e-vem muito gostoso, enfiando tudo e tirando quase tudo, deixando-a enlouquecida... Ele puxava pela cintura,dava tapas na bunda,mordia seu pescoço,beijava-lhe a boca,sem deixar o cacete sair de dentro.Dedilhava seu grelo fazendo com que Elisa rebolasse freneticamente.
E quando ele percebeu seu gozo segurou em sua cintura com mais vigor só percebi que falou algo a ela, pelo movimento dos lábios.
Deduzi que anunciou que ia gozar, ele enterrou o cacete tudo, com certa força e fez Elisa urrar de prazer.
Eles tremiam enquanto gozavam, tendo espasmos incríveis.
Logo ele tirou cacete de dentro retirou camisinha encostou-se a sua bunda e terminou de despejar jatos de leite que escorriam por sua bunda.
Eu nunca vi uma gozada tão intensa. Ficaram assim atracados por alguns instantes sem se mover,apenas um acariciando o outro.
Eu fiquei sem saber o que fazer, vendo as cenas tão intensas, que desliguei o CPU foi até o banheiro tirei minha saia e com carinhos dos meus dedos fui ao orgasmo pleno. Gozei muito  como eu nunca o tinha feito antes.
Fiz minha limpeza pessoal e voltei ao trabalho com a certeza que tinha perdido minha empregada.
Chegando a casa, vi meu sogro vendo TV com a cara de santo, serio e sisudo que mal olhava para Elisa.
Cumprimentamo-nos e ele formalmente me avisou que dia seguinte estaria voltando para o interior.
Mas já meu querido sogro é sim Marcela já fiz meus exames todos vou aguardar quem sabe volto logo e com boas noticias.
-Tudo bem sabe que as portas da casa estão sempre abertas,
-Eu sei minha filha, mas estou pensando em me casar novamente, São cinco (5) anos de solidão. Acho que chegou a hora de ter alguém para cuidar de mim e eu cuidar de alguém.
-Bem desejo que tenha encontrado esta pessoa.
Assim que conseguir acertar tudo vem novamente comunicar a vocês.
No dia seguinte quando eu fui trabalhar dei carona a meu sogro que foi de volta para sua terra.
Quando eu vim para casa almoçar mais uma surpresa, Elisa me disse que queria sair do trabalho.
Não cogitei motivos, pois eu sabia que com certeza iria ficar com meu sogro.
Mas como boa moça me deu alguns dias para poder contatar com uma agencia de empregos.
Logo tudo providenciado, eu com nova empregada Elisa caiu no esquecimento, marido voltou de viagem ficou uma semana em casa e quando cheguei naquela noite do trabalho uma surpresa.
Meu marido com olhos arregalados me fala.
Marcela! O que foi Diego?
Acredita que meu pai se casou nem nos convidou e agora eu vou ter um irmão,
-Jura que é verdade.
-E sim.
Eu comecei a rir, pois no meu intimo sabia até onde e como foi projetado este novo membro da família.
Meu marido curioso indagou porque eu ria.
-Respondo meu caro Diego se lembra da nossa ultima empregada?
-Sim lembro aquela morena, que saiu faz uns dois meses mais ou menos.
-Sim ela mesma a Elisa eu acho que ela é sua madrasta.
-E começamos a rir, já viu meu pai vem se abriga em nossa casa come nossa empregada engravida e casa e tudo em nosso nariz e não percebemos nada.
-Você meu caro Diego que não viu nem percebeu, mas eu assistir boas cenas de sexo digno de filmes pornô seu pai é um verdadeiro garanhão.
O Riso tomou conta do ambiente e assim fomos para o quarto e Diego rindo falou você ein safadinha por isto ligou as câmeras?
Claro amor... Eu sozinha ver tudo ao vivo  bem melhor que vídeos não é verdade?
-Claro amor.
Ma fazer ao vivo bem melhor...
Claro Diego com toda certeza e nem esperou eu tirar roupa já estava me bolinando.
Tal pai tal filho.


Docecomomel(hgata)

Feira de Santana 19 de janeiro de 2015
Bahia Brasil

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Minha esposa me deu corno com meu vizinho



Eu confesso que um dos maiores prazer que eu já senti em toda minha vida foi quando dei um flagrante de traição de minha esposa e um vizinho e amigo meu.
 Eu sempre desejei ser corno, mas não imaginava que iria sentir tanto tesão como eu senti no momento que vi minha esposa linda e gostosa sendo fudida de todas as formas. Então eu cheguei a conclusão que  sou um corno .Que além de ser corno sou manso,pois adoro.Sinto tanto tesão que quando chego em casa e percebo que minha mulher me deu um par de chifres eu gozo horrores chupando sua xaninha meladinha.
Eu sou casado com uma gata, negra alta, magra e esbelta, seu corpo é lindo, tem seios médios, que adoro mamar e mordiscar ate sentir seus gemidos e gritos me pedindo para foder ela com força. Então como sempre desejei ser corno,pedi a minha mulher que realizasse meu fetiche,ela não gostou dizendo que eu não a amava mais que queria vê-la com outro e falou e bradou muito,foi quando usei toda diplomacia dizendo que era o contrario que amava demais e queria que ela fosse feliz com outros também,depois de muito reclamar o assunto foi encerrado.Para meu desgosto é claro,mas não foi esquecido.
Mas eu não desisti,e sempre o assunto voltava à baila enquanto estávamos transando,dizia a ela no meio da sacanagem que ia chupar a xoxotinha dela cheia de gala de “Ricardão”, que ela era safada e coisa e tal... O tesão ia a mil,ficava como louco desejando que fosse verdade,assim o tempo foi passando.Eu louco para ela tomar coragem,mas ela nunca dizia nada.
-Então fui dando corda a ela comprando roupas curtas, deixando sair com amigas solteiras até para baladas, muitas destas baladas eu ia, mas ficava de boa com os amigos observando minha esposa ser paquerada e até bolinada.
Era puro tesão.
Já somos casados há oito anos, não temos filhos ainda, moramos em um condomínio, nada de muito luxo, mas de boa qualidade.
Então houve um aniversário de um amigo e vizinho, muita gente bonita muita bebida e muita azaração.
Minha esposa adorou a festa dançou bastante ela adora dançar. Eu fiquei com muito tesão vendo que maioria dos homens ficavam olhando para as pernas da minha esposa,também ela estava com uma micro saia,eu fiquei mais maluco ainda quando voltávamos para casa e percebi que minha safadinha estava sem calcinha.Fomos direto para cama enlouquecidos de tesão chupei tanto sai xoxota que ela gozou duas vezes seguidas sem ter penetração.Foi um delírio saborear sua xoxota meladinha de seu mel.E quando eu a coloquei de quatro ligeiro exporrei  muito enchendo ela de muito leite,que chegou a escorrer pelas pernas,melando o colchão.
Assim os dias foram se passando. Comecei a notar algumas diferenças em minha esposa falando nomes de amigos meus que estavam na festa.Indagando se A ou B era casado e tal.Claro que dava respostas evasivas,teve um dia que ela citou o nome do meu colega d infância que por coincidência morava próximo que senti algo diferente,mas como não dei assunto a conversa mudou de rumo...
Os dias passavam. Até que.
Eu não notei nada de estranho na festa, mas depois que a peguei no flagrante ai a ficha caiu que tudo começou no tal aniversario.
Não achei ruim, muito pelo contrario adorei, pois o prazer é imensurável.
-Foi assim que tudo começou eu saí do trabalho mais cedo porque iria fazer uma visita a um cliente.
Sou corretor de imóveis, mas chegando até o trabalho do meu cliente ele havia saído, tentou ainda me avisar, mas a telefonia brasileira é algo que deixa muito a desejar.
Como o tempo era curto achei que não deveria voltar ao escritório então decidi de ir para casa. Era apenas duas horas de antecipação.
Bendita resolução, pois me valeu prazeres impar em minha vida. Estacionei o carro embaixo de algumas arvores que é o local destinado oas visitantes, peguei minha pasta de documentos e fui andando pra casa. Despreocupado pensando que minha adorável esposa iria adorar porque havia chegado um pouco mais cedo. Ao chegar próximo a porta da entrada ouço vozes dentro de casa... Estranhei,pois sabia que minha esposa não teria visitas,parei alguns segundos eu resolvi entrar pela porta lateral,que eu sabia que estava  apenas encostada.Empurrei lentamente entrei tirei os sapatos e fui andando pelo corredor.Ouvi gemidos meu coração quase saia pela boca,não sou criança para não perceber qual seria  os motivos de gemidos tão altos de minhas esposa.Quando eu comecei a observar pela fresta da porta e vejo claramente minha adorável e safada esposa no meio da cama de quatro com o Eduardo meu vizinho e amigo ajoelhado em frente a minha esposa com cacete todo enfiado na garganta de minha safadinha.Pois  bem é isto amigos minha esposa estava me traindo com meu vizinho e amigo de infância,e diga-se de passagem o boquete era caprichado,ela sempre gostou de chupar bem gostoso,mas não sei como agüentava o cacete todo,pois o Eduardo parecia um jegue.Seu cacete era bem grosso negro com veias alteradas e com cabeçorra enorme...Não sei descrever a sensação que comecei a sentir,de imediato senti raiva,mas logo o tesão se apossou de meu corpo que fiquei em transe.Minha esposa sempre foi boa de fazer boquete,me deixava louco de tesão pois fazia com intensa facilidade uma garganta profunda.Todos sabem que poucos conseguem sem sufocar ou engasgar,mais ainda a surpresa de ver o tamanho do cacete do macho com quem ela estava me traindo.Parecia um pau de machucador,negro grosso cabeçudo e veiúdo.A safada quase engolia todo, fiquei enlouquecido quando vi o cara segurar a cabeça dela e dá umas estocadas fortes e estancar, gemendo alto, ai meu querido vi como minha esposa é safada nunca gostou de tomar meu leitinho e agora bebia sem pestanejar todo esperma do seu macho. Meus olhos estavam vidrados, minhas pernas cambaleavam e meu cacete quase explodia de tanto tesão.
Esperei ansiosa a reação da safada, achando que ia praguejar porque ele gozou na boca dela, engano meu a safada bebeu e depois ainda deixou o cacete dele brilhando de limpinho. Uma coisa é certeza o que  as mulheres não fazem com seus companheiros fazem muito bem com seu amante.
Logo foram ao banheiro e voltaram se pegando, eu tremia de tesão e quando o Eduardo deitou-se na cama com cacete em riste e minha esposa começo rebolar e aos poucos foi se abaixando quando me dei conta a safada, estava literalmente com cacete do Eduardo enfiado todo no rabo. Quase morro de tesão vendo-a quicar com cacete todo alojado em seu rabo.
Em instantes os gemidos soavam alto por toda casa... É realmente minha esposa era muito da safada agora estava dando o rabo gemendo como uma égua no cio com cacete do Eduardo todo atochado ate o talo.Parecia uma potranca sendo comida por um garanhão, os gemidos só me faziam provocar excitação quando a safada começou e gritar, pois estava gozando eu não agüentei e comecei a gozar sem tocar no cacete, foi bom,algo maravilhoso, mas eu queria que pudesse está no lugar do amante dela assim seria um prazer completo, mas fico feliz de saber que minha esposa sempre dedicada e feliz não passa de uma safada e se alguém acha que vou esbravejar brigar o bater em alguém se engana vou curtir este prazer. Quem sabe ainda crio coragem e faço parte junto com ela e possamos fazer um ménage ou quem sabe uma DP, tenho certeza que iria adorar ver a safada sendo comida com muita vigor por dois cacetes ao mesmo tempo, mas enquanto isto não acontece vou ficar por aqui escondido vendo minha safada ser comida pelo meu vizinho que é muito meu amigo e agora sócio... Não é vero?

Docecomomel (hgata)
Feira de Santana 13 de janeiro de 2015
Bahia Brasil.
Ano/2015

domingo, 4 de janeiro de 2015

Fiz de meu colega um corno. E manso..

Olá.
Eu sou o Elton tenho 30 anos, sou negro minha altura é 1,82 peso 85 kg e meu cacete mede 22 cm, com cabeça grande sou solteiro e minha fama dentre meus colegas do trabalho é que adoro uma coroa sou um comedor nato.
 Já fiz muito colega de corno.
Não tenho pretensão, mas como afirmo mulher mal comida gosta de ter um amante ou um caso extra conjugal. Como sou um cara amigo acabo sendo também um pau amigo.
Trabalho em uma indústria e meu horário de trabalho é noturno, então tenho sempre meus dias livres. Onde aproveito para levar a vida da melhor forma possível.
O que vou relatar hoje foi como acabei me tornando amante da esposa de um colega meu, Reinaldo trabalha na mesma empresa que ele só tem um pouco mais de idade, ele sempre foi um cara muito legal com todos e no último domingo me convidou para almoçar em sua casa.
 Fui de boa sem pretensão alguma de xavecar mulher alguma pois bem sei que é casado e sua esposa é um pouco mais nova que ele.
Chegando por lá fui recebido pelo Reinaldo que fez as honras da casa me levou até uma ampla varanda onde tinha algumas mesas e começamos a tomar cerveja.
Logo outros convidados foram chegando começamos a conversar e vez ou outra observava a esposa de Reginaldo que servia aos convidados.
Eu achei que era impressão minha, mas notei que sempre que estava por perto via os bicos de seus seios eriçados, e quando vinha até a mesa onde eu e seu esposo estava me olhava com determinada insistência.
-Pensei pronto será que Reinaldo também vai virar corno?
-Não sou de rejeitar uma xoxota se abriu comigo estou dentro este é meu lema, mas tentei não dá importância em consideração a meu amigo Reinaldo.
-Já umas 17 H as pessoas iam saindo eu fiquei ajudando, estava quase cambaleando.
Depois que quase todos convidados já tinham saído Reginaldo me chamou para mostrar sua coleção de miniaturas de carros.
Confesso que estranhei, mas fui ver e achei muito interessante. Elogiava a coleção dos carros de Reinaldo e fiquei surpreso quando ele me passou o braço pelos meus ombros e falou:
Elton você é o cara que mais eu tenho amizade na empresa eu quero te pedir uma coisa, se prometer guardar segredo. Promete?
-Claro Reginaldo que prometo, mas não me deixe curioso diga o que você quer?
-Bem você sabe que minha mulher é bem mais nova que eu, praticamente eu a trouxe da casa de seus pais ainda bem novinha.
 E depois que cheguei em casa falando sobre seus dotes masculinos a putinha da minha mulher tem a fantasia de transar com um bem dotado, como não tenho um cacete tão grande como o teu, quero te pedir que a seduza, faça dela sua amante nem que seja por uma noite.
-Mas Reinaldo tem certeza disto, sabe que este caminho é perigoso.
-Eu sei sim estou disposto a correr este risco, mas quero poder satisfazer minha putinha que é muito safada e assim terei a certeza que quem comeu ela foi uma pessoa que conheço.
-Bem Reinaldo com esta prosa e sabendo quem é tua esposa já comecei a ficar excitado.
-Bom saber que minha safadinha desperta tesão Elton fico feliz de saber disto.
-E como faremos?
Pode ser até hoje agora...E Começou a falar seus planos de sedução. Claro que estava gostando afinal a esposa dele é muito tesuda e gostosa.
Assim que voltamos até a sala, Reinaldo falou com sua esposa assim.
Usando a desculpa que eu havia bebido além da conta e não iria poder dirigir e precisava dormi aqui em sua casa, com toda certeza ela não vai se importar.
De achar um lugar para você dormi.
-Assim acabamos de ver suas miniaturas voltamos para sala onde só tinha duas amigas da esposa de Reginaldo que a ajudava arrumando as coisas em seus devidos lugares.
Assim que entramos Reinaldo chamou sua esposa e falou amor meu amigo Elton bebeu um pouco além da conta e não vai poder dirigir. Coloque ele no quarto de visitas.
E virou em minha direção falou pronto Elton está tudo arranjado vou dormi que amanhã cedo tenho trampo você só de noite não é?
-E sim Reinaldo só trabalho à noite então amanhã nos veremos, não se preocupe com nada no quarto tem toalha durma bem?
 -E apertou minha mão e falou baixinho confio em você.
Reinaldo saiu fingindo cambalear, eu logo fui até o quarto que me foi indicado entrei fechei a porta tirei minha roupa deitei só de cuecas e fiquei brincando com um jogo no celular. Pensando como iria dá a entender o plano de fazer meu amigo de corno.
-Logo alguém bateu na porta, mandei entrar sentei na cama e cobri com o lençol a parte de meu corpo. Entre surpreso e feliz vi a esposa de Reinaldo empurrar a porta. Perguntou-me se estava faltando alguma coisa, respondi que estava tudo bem que logo já iria dormi.
-Realmente a esposa do Reinaldo era bem mais nova que ele, morena com cabelos longos, olhos pretos, seios de tamanho médio e uma bunda arrebitada.
E pensando assim meu cacete começou a ficar duro e a esposa de meu colega que se chama Elza conversava e não saia do lugar. Foi quando pensei é agora ou nunca e assim ... Eu decidi pelo o agora.
Assim eu fiz para provocar levantei ficando de pé perto da cama, e vi quando ela arregalou os olhos vendo meu cacete duro atravessado na cueca e sem dizer nada engoliu em seco e já ia saindo.
Quando fez meia volta, eu segurei em seu pulso puxando-a de encontro a meu corpo e lhe dei um beijo.
-Você é louco meu marido está dormindo no quarto ao lado.
-Estou louco mesmo mas é por você eu afirmei desde que entrei nesta casa que te observo e estou deste jeito cheio de tesão por você.
-E Além do mais teu marido deve esta é roncando do jeito que bebeu, logo ela correspondia aos meus beijos e confirmou mesmo assim.
-Ele deve estar roncando mesmo, mas eu vou lá ver e já volto.
-E saiu mas antes disse bem assim sempre tem que ter a primeira vez e parece que é inevitável.
-Saiu e logo voltou, é você tinha razão o Reinaldo está dormindo a sono solto.
-Então gata aproveita e vamos amar que o tempo é curto precisamos aproveitar mesmo.
-Bem Elton sempre fui uma mulher direita e nunca trai meu marido apesar da idade, mas ultimamente sinto necessidade de mais sexo.
-Você compreende ele bem mais velho que eu...
-Entendo gata sei que deve estar sentindo falta de uma boa pegada, venha aqui com seu negão que te dou tudo que está precisando e mais um pouco.
-Abracei e beijei eu desci logo as alças da blusa fina e comecei acariciar os seios por sobre a blusa e em instantes estava mamando os mamilos rosados da gata. Pedi um segundo e fui observar algo.
-Deixei-a em pé no meio do quarto e fui me certificar se a porta estava fechada.
Estava sim, mas janela não, então fechei a cortina deixando a janela aberta e pude ter certeza que Reinaldo meu colega estava ali escondido, espionando.
Como eu já sabia dei continuidade ao plano de fazer meu colega um corno um corno manso.
Tirei o restante de suas roupas segure-a em meus braços e coloquei-a deitada na cama.
Cai de boca no colo de seus seios e fui descendo provocando, estimulando sua libido, Elza tinha espasmo, delirava gemendo.Eu já estava louco de tesão abri suas coxas e cai de boca em sua xoxota meladinha.Chupei sua xoxota como se fosse uma saborosa fruta madura,lambia de um lado a outro chegando até seu anel que piscava de tesão.Em instantes coloquei suas pernas entrelaçadas na minha cintura, segurei em meu cacete com umas das mas e comecei a forçar e aos poucos a safada foi me recebendo entre gemidos e urros, senti seu primeiro orgasmo molhar cabeça do meu cacete.Delirei,mas controlei meu tesão e comecei uma sessão de estocadas funda que sentia tocar no seu útero.
Acelerava e parava tirando o cacete de dentro Elza entre um gemido me pedia que a comesse com força...Nem precisava pedir, mas como ela queria eu a fiz logo gozar novamente até que não aguentei tirei meu cacete de dentro de sua xoxota gulosa e gozei sobre seus seios. Fomos ao delírio, ela sorria dizendo que primeira vez que tomava banho de porra.
Eu fui até o banheiro tomar uma ducha rápida logo ela veio atrás e entrou embaixo do chuveiro comigo, me pagou um boquete e chupando e falando que nunca viu um cacete tão grande igual ao meu, que a noite estava sendo a realização de um sonho...
Calma querida que ainda temos muita coisa para fazer a noite é uma criança e vou fazer desta noite algo inesquecível para você...E sem tirar o cacete de sua boca forçava quase entrando até a garganta.
Quando Elza meteu os dedos na xoxota e começou a gozar eu enlouqueci...Empurrei meu cacete e segurando pelos seus cabelos comecei a soltar jatos em sua boca.
-A puta nem se abalou sugou até a última gota e logo levantou com a boca lambuzada de minha porra me beijou, claro que era algo diferente, mas era u produto do meu corpo só tinha mesmo que saborear.
Acabamos o banho um enxugou ao outro e ela rindo falou...Elton você acabou comigo!
-Que nada ainda nem começamos Elza peguei -a no colo e colocando na cama de quatro(4) puxei-a para ficar na beiradinha e você deve estar imaginando que visão linda.
Uma bunda lisa coma marquinha do biquíni ai amores fui ao paraíso com a visão maravilhosa de seu botão piscando de tesão...
Do jeito que todo homem ver logo um botão logo começa salivar e tome língua na potranca que rebolava na minha careai já sabem como é imagina que é toda mulher boa de comer a xoxota melhor ainda é comer o rabo.
Depois de alguns minutos, seu anelzinho todo salivado, coloquei uma camisinha eu fui me aproximando empurrando lentamente até sentir que a cabeça estava passando, Elza gemia e rebolava tentando escapar, segurei em seus quadris e com carinhos na bunda lábios no pescoço segurei fortemente e empurrei até o talo.
Elza gritou alto eu tapei sua boca, falando quer que teu marido venha te acudir é puta safada?
Ela ficou calada, mas logo ela riu dizendo. Não Elton pois seria problemas mas eu bem que gostaria que ele visse como é que se come um rabo de uma fêmea sem dó nem piedade.
E assim que toda mulher gosta de uma boa pegada e foi rebolando.
Era o que eu mais precisava ouvir no momento, comecei a meter sem dó nem piedade tirava cacete deixando só cabeçorra dentro e logo socava novamente, a cama balançava ao ritmo do meu corpo e Elza gemia e urrava, quando eu tirei cacete de dentro dei uma salivada meti forte ela gemeu alto e começou a gozar.Parei sentindo seu corpo tremular, quando ela se acalmou, logo depois eu falei segura puta que agora é teu garanhão que vai gozar...
Soquei mais um pouco e gozei litros até pensei que a camisinha ia estourar.
Nada melhor do que uma pulada de cerca para aumentar o tesão, ainda mais quando a safada pensa que está traindo e eu sabendo que meu colega e amigo estava logo ali perto apoiado na janela gozando de ver o tesão de sua mulher.
Claro que se tem gosto para tudo, quem sou eu para julgar ninguém quero mesmo é transar.
Assim antes do amanhecer Elza foi para seu quarto saciada e feliz.
Eu esperei Reinaldo sair para trabalhar e também sai peguei meu carro e fui para casa, assim que cheguei em casa recebi uma SMS.
Onde dizia. Reinaldo obrigado.
Ps: Eu nunca gozei tanto na minha vida, como gozei vendo você comer minha mulher.
Serei sempre grato.
Apaguei a mensagem como estava recomendado e sorri pensando, mas que coisa eu nem sabia deste detalhe do meu colega ter prazer em ser corno.
Agora passado alguns dias quando estava em casa recebi uma encomenda pelo SEDEX, quase eu nem recebo pois não havia pedido nada, mas como estava com meu nome completo assim o fiz.
Nada mais do que um celular de última geração.
Antes de ir trabalhar naquela noite outra SMS.
Reinaldo sei que recebeu a encomenda é apenas um agrado, mas me faça favor de filmar quando for comer minha mulher, sei que é estranho, mas menos perigoso ver o filme de vocês do que ficar escutando atrás da parede.
Ui que delícia ...Foi o que pensei e já fui elaborando um jeito de arrastar Elza até meu apartamento tenho certeza que ela vai adorar minha banheira.



Docecomomel(hgata)
 Feira de Santana,)4 de janeiro de 2015.
Bahia Brasil
1º conto do ano de 2015.

http://desejosdeinsanos.blogspot.com.br/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...