Desejos do Facebook

Valeu ...O reconhecimento!

Grata aos seguidores.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Professora Particular:



Olá pessoal hoje vou relatar como foi que eu transei com a professora de reforço escolar.
Eu estava estudando para fazer o Enem e tinha muita dificuldade em escrever redação foi ai que minha irmã me falou da professora de português do meu sobrinho que talvez ela pudesse da algumas aulas explicativas... Minha irmã me passou o telefone da professora que se chamava Sonia e eu telefonei, acertamos  por telefone e logo no sábado seguinte pela tarde ela viria até minha casa as 14 h.
Meu nome é Juan sou solteiro tenho 26 anos negros com 182 de alt. e 82 kg, não sou bombadão, mas sou forte, pois pratico boxe. Trabalho com manutenção de micro computadores para empresas, meu horário de trabalho e bem flexível.

Pois bem quando a professora chegou fiquei louco de tesão. Eu nunca tinha o visto e ela era o que qualquer homem deseja. Linda aproximadamente 1,69 com 63 kg e uma bunda empinada, com seios de tamanho médio... Muito tesuda, mas com um grande defeito casada.

Porra que coisa eu fiquei olhando para ela por alguns segundos quando ela sorrindo me perguntou se a aula seria no lado de fora, já que fiquei estático sem a mandar entrar. Sorri e pedi desculpas, fomos para a copa onde tinha uma mesa com um caderno e um notebook.

Sonia logo tratou de me explicar como deveria começar a fazer uma redação. Eu atentamente ouvia suas palavras, mas eu não conseguia tirar meu olhar do colo de seus seios, ela percebeu e eu notei que ela ficou com os bicos dos seios arrepiados, eu enlouqueci de tesão com vontade de chupar e mordiscar aquelas duas peras deliciosas, mas precisava me concentrar na explicação da aula dela.
Ficamos por mais de uma hora em volta com livros e apostilas. Foi quando ofereci um lanche, ela aceitou fui até cozinha pegar uma caixa de sucos e biscoitos.

Deixamos de lado o material começamos a conversar enquanto comíamos, foi ai que começou tudo perguntei se era feliz com seu marido?
Sonia baixou o olhar e começou a falar que infelizmente o marido estava desempregado e caiu no vicio de álcool.
Que em seus cinco (5) anos de casada estava atualmente vivendo um inferno.
-Poxa Sonia que triste você uma mulher tão bonita passar por isto!

-Pois é Juan depois que ele perdeu o emprego ficou arredio e me culpa por sua derrota pessoal.
 Eu além de trabalhar em uma escola para sustentar a casa ainda faço os extras dando aulas particulares, seu sobrinho mesmo já faz mais de um ano que é meu aluno.
Sei disso Sonia, foi aí que aproximei minha cadeira da dela e segurei em uma de suas mãos.
Com a voz em tom baixo eu perguntei e em questão de sexo Sonia como vai vocês? Percebi sua tensão, mas ela começou a falar.

-Bem Juan isto é algo pessoal, mas vou abrir o jogo para você.
A minha vida sexual se resume a quando ele quer vem pra cima de mim na cama me fode como quer e não me dá mínima chance para que eu sinta prazer. E algo mecânico animalesco. E sem terminar de falar Sonia começou a chorar.

Abracei-a e comecei a conversar com ela que não podia ficar sem sexo, que isto era ruim para seu físico e psicológico. Foi assim que ela respondeu que sabia sim que isto era ruim, mas como resolver esta situação se não poderia se envolver com ninguém. E ainda mais que seu tempo era vigiado e controlado.
-Calma Sonia vamos resolver isto e é agora.
Acabei de falar peguei em sua mão dei um beijo e falei confie em mim, ela suspirou e respondeu vou confiar sim, mas sabe que isto que você e eu vamos fazer é errado, poderemos ter problemas sérios.
Não teremos problemas.

Liguei a TV da sala e segurei em sua mão e sair andando levando-a para o meu quarto.
Abracei-a com carinho beijando em seus cabelos e fui tirando sua blusa, Sonia tremia de tesão abaixei e fui mordiscando seus seios deliciosos.

Ajoelhei-me a seus pés e fui tirando sua saia logo eu vi a calcinha de renda onde percebia que estava úmida. Uma delicia ver sua xoxota ensopada se oferecendo para mim. Afastei um pouco a calcinha de um lado e meti a língua ele soltou um gemido alto. Abaixei a calcinha e cai de boca na xoxota encharcada, delicia sentir uma mulher cheia de tesão.  Ia tirando minhas roupas sem deixar de chupar seu grelo delicioso fiquei por mais de 5 minutos nesta deliciosa missão de fazê-la gozar. E que delicia foi sentir seu néctar adocicado escorrer pela minha língua. Levantei peguei no colo ela percebeu como eu estava excitado fui até a cama e deitei, ela sorria feliz. Beijei sua boca ainda com seu cheiro e ficamos nos beijando por alguns minutos. Posicionei-me entre suas pernas, ela enlaçou minha cintura e fui abrindo caminho até chegar a sua xoxota deliciosamente meladinha de seu mel.

Metia lentamente saboreando cada minuto de prazer. Vez ou outra tirava o cacete de dentro e Sonia com as pernas enlaçadas em minha cintura puxava-me para dentro de seu corpo. Percebia seu êxtase, sua ansiedade era algo maravilhoso. Eu nunca havia com uma mulher assim que se entregava ao prazer, seu corpo exigia. Soquei por mais algum tempo sem pressa até que percebi que meu gozo se aproximava. Beijava e ao mesmo tempo apertava suas ancas.

Estávamos como dois apaixonados embriagados de paixão. Quando eu já não aguentava mais segurei em sua cintura e com ritmo cadenciado metia com força ate perceber meu gozo, tirei meu cacete de dentro e esporrei em sua barriga. Não tinha colocado camisinha teria que evitar uma futura gravidez para evitar problemas futuros.

Sonia ficou encantada comigo. Levantou da cama e veio até mim e caiu de boca no meu cacete deixando limpinho. Adorei por ela ter feito assim não quis induzir a uma troca, mas soube que ali a minha afrentes estava uma mulher de verdade. Tomamos banho e no banheiro ainda tivemos tempo de fazer algumas brincadeiras que culminou em um anal muito gostoso. Adorei encher seu cuzinho de leite, sentir suas pregas latejando apertando meu cacete foi algo maravilhoso. Terminamos o banho e fomos revisar os estudos.

Agora se eu passar no Enem será ótimo e caso não passe será melhor ainda, pois assim terei motivos para estudar mais com a minha professora particular.
Onde a matéria redação é a que menos estudo, mas em termos de excitação estamos aptos a passar  muito bem obrigado. Depois eu volto para contar no dia que fui até a casa dela quando Sonia me ligou chorando que o marido havia chegado bêbado eu fui lá e ainda transei com ela enquanto o marido dormia bêbado no quarto ao lado.
Aí sim que foi adrenalina pura.
Tudo vale a pena quando a alma não é mesquinha e pequena.

Docecomomel (hgata)
Feira de Santana,24 de julho de 2016.
Bahia Brasil

1º Menage da minha esposa!



Olá pessoal meu nome é Valter sou casado e sempre me dei bem com minha esposa, tanto na cama como em nossa vida social.
Sempre gostei de ler contos eróticos mesmo antes de casar e através deste habito meu, minha esposa também começou a ler, sempre curtíamos muito ler juntos, daí para realização de nossos fetiches sempre acabavam em transas espetaculares.
Mas sempre só nós dois, mas um dia depois de lermos uns contos sobre um menage transamos muito gostoso, foi quando eu perguntei se ela topava transar comigo e outro macho junto.
No momento inicial ela ficou sem responder achando que eu estava de zoação com ela, mas eu insistir na pergunta e ela disse que se eu estivesse junto toparia sim, só que não tinha ideia de quem poderia ser.
Beijei-a com muito carinho e falei deixa comigo que vou providenciar tudo certinho. Teremos nossa fantasia realizada amorzinho.

Edna se derretia de tesão transamos novamente e percebi que ela estava mais ensopada do que normal, pensei sinal que o fetiche já era desejado por ela.
Passaram alguns dias eu estava de folga sai para tomar cerveja com um primo meu que é como eu muito safadão. Sempre nos demos muito bem.
Conversava tudo com ele a mesma coisa ele fazia comigo. Sempre fomos bem ligados, mas depois que me casei me afastei mais das farras, mas nossa amizade sempre foi firme e forte.
Sem querer tomar inciativa da conversa esperei oportunidade ate que começamos falar de uma gostosa que estava no barzinho.

Conversa vai e vem tomei coragem e toquei no assunto falando, Edson olha vou te falar uma coisa que espero que guarde segredo se você concordar tudo bem caso não aceite de boa não vou ficar com raiva, afinal somos primos e amigos.
Edson sorriu dizendo cara você esta me assustando desse jeito!
-Fala logo o que é? Fiquei curioso desse jeito.
-Bem espero que não me critique, mas você quer fuder minha mulher junto comigo?
Ele logo exclamou qual é rapaz?

Isto que você ouviu, quero fazer Uma DP com ela e você como amigo e primo é a pessoa ideal.
-Rapaz por esta eu não esperava, ela concorda?
-Claro que sim só não disse que seria você!
-Bem você falando desde jeito posso até te contar que sempre a achei muito gostosa, já andei dando sacadas nela quando anda mulher que rebola como ela sabe fuder gostoso.
-Foi quando perguntei e então?

-Pode confirmar se você quer ver sua mulher gemendo no cacete de outro, você vai ver primo, tenha certeza que será segredo só nosso.
-Sabia que podia contar com você.
-Estamos nessa viu? -Olha pode acertar para sábado, pode ser?
-Claro. Podem vim ate meu apartamento quando voltar da casa da namorada eu te telefono.
-Beleza mano.

Pois os dias passaram-se como se tivessem se arrastando. No sábado logo cedo minha esposa foi ao salão fez depilação completa, se arrumou toda para a nossa grande noitada. Ela estava eufórica querendo saber quem foi o escolhido por mim, apenas disse não se preocupe querida você vai adorar ele você já o conhece!
Diga querido quem é?
-Não amor logo mais a noite você sabe, fica tranquila.
Já anoitecendo tomamos banho fizemos um lanche , vestimos uma roupa esportiva e saímos, fomos no meu carro eu dirigia tranquilamente pelo centro da cidade até chegar a um bairro a beira mar.
Edna disse logo eu conheço esse lugar.

Eu sei que você conhece é onde meu primo Edson mora ele que será nosso amigo esta noite.
Jura Valter... Sim já estamos chegando!
Chegamos ao edifício fomos anunciados entramos, assim que tocamos a campanha Edson apareceu sorridente, entrem fiquei a vontade. Cumprimentou minha esposa com dois beijinhos ofereceu uma bebida, nós aceitamos, pois estávamos ansiosos.

Depois de conversar um pouco chamei Edson em particular dizendo que poderia tomar iniciativa, ele disse-me que estava com receio, perguntou se eu tenho certeza de que isto mesmo que queria.
-Claro Edson eu vim aqui com ela estou cheio de tesão ela também gostou de saber que seria você, agora primo velho não tem mais volta.

Edson voltou para sala e disse que estava com calor que iria tomar um banho.
-Tudo bem primo pode ir à vontade até me deu vontade de fazer isto também o calor está infernal.  Pode tomar banho sim primo assim que eu terminar, aliás, acho melhor as damas primeiro.
Minha esposa olhou bem em nossos olhos e foi até o banheiro, fiquei conversando com meu primo ele disse que estava sem saber como tomar iniciativa.

Vá levar a toalha para ela vá, de cuecas de preferencia, em poucos minutos minha esposa chama do banheiro. Querido aqui não tem toalha!
Respondi já vou levar meu amor, meu primo foi ate o quarto pegou duas toalhas uma ele enrolou na cintura sem nada por baixo a outra levou para minha esposa Edna. Bateu na porta e uma voz lá de dentro respondeu entre, era visível a excitação do meu primo seu cacete estufava a frente da toalha, parecia uma barraca armada.

Quando ele abriu a porta foi ate o Box Edna estava à espera, ele entrou no Box começaram a se beijar, um fazendo carinho no outro eu lá na sala com os olhos vidrados na porta do banheiro, meu cacete parecia que ia explodir dentro da bermuda. Quando ouvi a porta ser aberta levantei meus olhos e me deparei com uma das cenas mais que me deu tesão naquela tarde. Meu primo com a toalha enrolada, excitado com minha mulher em seus braços, a boca vermelha de tanto se beijarem, apenas me perguntaram vem agora ou vai tomar banho primo?

Respondi já vou podem ir logo eu chego, tomei banho rápido ansioso para saber o que eles estavam fazendo, logo fui para quarto. Quando empurrei a porta vi a cena mais tesuda do dia. Edna estava deitada de barriga para cima e meu primo Edson a seus pés na cama chupando sua xoxota com gulodice...
Caracas me deu tanto tesão, ela estremecia, ele chupava, com muita vontade ate parecia que nunca tinha chupado uma pepeka antes, depois eles viram que eu estava vendo ai minha esposa acenou com a mão me chamando, fui andando lentamente só com os olhos vidrados em sua xoxota meladinha que estava sendo degustado com muito tesão pelo meu primo Edson. Ai quando minha mulher me viu com cacete todo duraço começou alisar e logo eu estava inclinado sobre ela que me pagava um boquete.
Delicia de tesão... Ai meu primo se afastou me cedendo espaço para chupar a xoxota dela e veio com cacete em riste para Edna chupar.

 Que delicia ver minha mulher chupando outro cacete que não era o meu, quase gozo de tanto tesão, ai Edna gozou em minha boca eu suguei cada gotinha de seu mel, em poucos segundo vi meu primo começar a gozar na boca de Edna que mesmo entalando não largava o cacete e soube beber todo leitinho, ate enciumei porque ela pouco gostava que gozasse na boca dela, mas que jeito se estava na chuva teria que me molhar.

Esperei ele terminar de gozar ela limpar todo cacete dele me ajoelhei entre suas pernas elevando o peso do seu corpo e comecei a forçar a entrada do cacete. Edna ainda em transe começou a rebolar com meu cacete todo atochado dentro dela, metia com força como nunca tinha feito com ela, sempre fui carinhoso, mas ali na minha frente estava vendo uma puta safada que queria cacete se era isto que ela desejava eu o iria satisfazer como se fosse um cliente. Meti por mais de dez minutos até gozar. Socava com muita  força mesmo, ate ela pedir  para gozar logo .

Edna gemia e rebolava muito gostoso no meu cacete gozou junto comigo, enquanto meu primo só olhava se masturbando, foi quando gozamos juntos e fomos até o banheiro os três.
No banheiro a sacanagem correu solta, Edna ficou de quatro e meu primo ensaboou pegou um pouco de condicionador passou no rabo de Edna e começou a meter gostoso.


Edna gemia como louca rebolava com cacete do primo atochado no rabo, eu em sua frente a beijava, fazia carinhos, batia siririca e vez ou outra ela me chupava, ate que percebi que meu primo estava quase gozando, eu falei aguenta primo vamos comer ele juntos. Ele parou um pouco de socar no rabo dela nos enxugamos rapidamente e fomos para cama. Eu deitei minha esposa veio por cima ficou enganchada no meu cacete deixando seu rabo exposto para meu primo finalizar sua foda e como três (3) loucos começaram a rebolar, sentia a xoxota de Edna ensopada, enquanto meu primo socava em seu rabo até não aguentar e explodirmos em um gozo intenso. Nunca tinha sentindo o gozo da minha esposa como senti naquele momento, meu cacete sentia jatos de seu mel.

 Depois de um tempo ficamos parados aí fomos tomar outro banho e logo voltamos para cama só que meu primo agora deitou de lado e Edna veio e se encaixou de frente pra ele, ligeiro já estavam fudendo eu vim por trás coloquei camisinha e comecei a fazer o melhor anal de minha vida, Edna rebolava eu socava tinha impressão que nossos cacete se tocavam lá por dentro, soquei sem dó mesmo até começar a gozar e encher a camisinha, meu primo demorou mais quando estava para gozar ele perguntou onde Edna queria que ele gozasse, ela disse no rosto ele socou um pouco mais depois tirou cacete de dentro dela deu um banho de leite em Edna, ela ficou com o rosto cabelos e os seios todo melecados, ai como safada que é me chamou para limpar principio pensei em negar-me, mas depois cai por cima da minha putinha e dei-lhe um verdadeiro banho de gato. Edna deliciava a cada linguada minha e soube me recompensar com um orgasmo exuberante que encheu minha boca de um delicioso mel.

E assim depois de nos recompormos fomos embora sem deixar de conversarmos, prometendo sigilo e ficamos por mais de um ano sempre realizando vários encontros onde rolava muito sexo.
Nem tínhamos planos só bastava que nos encontrássemos que rolava muito sexo e safadeza.

Ouve vezes que meu primo ia até nossa casa e mesmo eu não estando minha esposa deliciosa safada e gostosa aliviava seu tesão com meu primo e quando eu chegava encontrava ela toda  assada de muito puder, mas sempre nós transávamos também. E nunca deixamos que isto interferisse em nosso casamento e somos muito felizes assim.

Ser safada tem suas vantagens todo homem gosta, mesmo os que se julgam mais sérios não há macho que resistam e uma boa foda.  Foi um sonho realizado. Eu me senti um corno, mas muito feliz.


Docecomomel
Feira de Santana:Bahia:Brasil

terça-feira, 19 de julho de 2016

Minha tia minha amante.






Olá meu nome é Roberto tenho atualmente 28 anos sou solteiro com, 79 kg 1,80 de alt.. Não sou um bem dotado, mas meus 19 cm dá para deixar as mulheres bem satisfeitas. O sexo bem feito é o que dá maior prazer ao casal. Estou atualmente sem namorada os hormônios em alta, outro dia estava em casa sozinho vendo TV na sala como estava com muito calor fiquei de cuecas deitado no sofá vendo um bom filme.
Quando minha tia que é irmã de minha mãe entrou sem bater na porta me dando maior susto, procurei disfarçar ficando sentado com uma almofada.
Minha tia que se chama Rosa é divorciada tem 48 anos é uma morena muito bonita com seios fartos e uma bunda grande que chama a atenção de todos os homens quando ela passa, pois
Sabe provocar rebolando, com suas ancas rígidas e empinadas. Sempre foram motivos de altas punhetas quando eu ainda era um molecote. Voltando a minha tia Rosa ela logo de imediato percebeu meu estado de excitação e ficou andando de um lado para outro com seu vestido longo bem transparente que dava para perceber o contorno de suas formas do corpo, eu louco de tesão botei almofada em cima do meu cacete que parecia que ia rasgar a cueca.

Fiquei como louco cheio de tesão até que ela veio sentou ao meu lado e com uma das mãos embaixo da almofada ficou passando a mão no meu cacete que pulsava de tesão babando até que num movimento minha tia Rosa abaixou-se e começou a me chupar, parecia uma bezerrinha, sugava meu cacete como se fosse um picolé não demorei muito gozei, soltei jatos de leite na boquinha gulosa da tia Rosa que soube aproveitar cada gota.

Ainda surpresos e com receio de alguém chegar minha tia Rosa levantou foi ao banheiro se limpou me deu um beijo e foi embora.
Fui tomar um banho e ainda bati uma punheta na intenção da tia Rosa, que foi muito safada.
Na verdade quando ela vem visitar minha mãe que é sua irmã vejo as duas conversando muitas sacanagens, mas nunca maldei que pudesse ter más intenções comigo seu sobrinho.

Mas agora aconteceu vou esperar para ver no que dá foi que pensei enquanto batia punheta no banheiro, Caracas o tesão era demais meu cacete não queria baixar de jeito nenhum. Passou duas semanas ate que minha tia Rosa apareceu e segundo a conversa dela não estava passando bem como a filha dela estuda fora veio dormi em nossa casa. Minha mãe concordou e ficamos na sala vendi televisão até quando minha mãe foi dormi, tia Rosa iria dormi na sala até ofereci meu quarto para que ela dormisse, mas disse que não queria incomodar. Eu estava na sala quando ela veio do banheiro toda cheirosa sentou ao meu lado no sofá e com voz rouca e sensual, falou bem baixinho para só eu pudesse ouvir.

-Beto é assim que ela e minha mãe me chamam, sim tia Rosa eu perguntei o que você quer?
Eu já cheio de tesão e más intenções.
-Beto você não quer terminar de fazer o complemento da farra da semana passada?
Eu nada respondi em palavras, mas ela percebeu minha intenção fui ate a cozinha trouxe garrafa de vinho duas taças e começamos a tomar. Tomamos o vinho eu passava a mão por seus ombros e costas, percebia que estava arrepiada, ansiedade tomava conta afinal minha mãe estava em casa dormindo em seu quarto. O medo de sermos pegos n flagra atiçava mais ainda. Foi assim que ela pegou três almofadas colocou no sofá e cobriu ficando como se tivesse uma pessoa deitada e fomos até o meu quarto.

Transamos bem gostoso fizemos todas as posições possíveis, minha tia Rosa gemia escandalosamente, eu tapava a boca dela quando ela gozava. Uma potranca gostosa quicou no meu cacete como uma puta safada gozei como nunca. Teve um momento que a coloquei de (4) quatro lambia sua xoxota de cima ate embaixo até chegar a seu cu, metia a língua fazendo com que ela rebolasse na minha cara, depois brinquei com um dedo chegando até colocar dois dedos quando fiz o movimento de meter naquele rabo tesudo ela deu uma travada dizendo que doía.

Calma tia eu só coloco até o que você aguentar, ah Beto deixa para outra vez ela me pediu ai não tive outro jeito a não ser respeitar, mas com toda certeza vou vencer este medo que ela tem de fazer anal. Sei que uma hora dessa ela deixa. Pois a coisa que mais desejo e ver meu cacete todo atochado naquele rabo gostoso.

Agora já faz seis meses que estou com minha tia transando escondido e duas vezes na semana vou ate a casa dela após o almoço com a desculpa de ajuda-la a limpar o canil.
Se for certo ou errado transar com uma tia ainda não me dei ao trabalho de raciocinar sei que é muito gostoso passar à tarde com ela e tem dias que fudemos tanto que volto para casa escurecendo com as pernas bambas.

Ainda de quebra ela vez ou outa vem dormi em nossa casa e tarde da noite vai até meu quarto e sempre acabamos dando uma bem gostosa, isto é quando ela não entra no banheiro enquanto eu tomo banho e me paga um boquete eu com a respiração ofegante com adrenalina a mil, pois minha mãe está na sala.
Vocês acham que minha mãe desconfia de algo?
Devo continuar? Ela e tão gostosa que nem penso em arranjar namorada, pois minha tia Rosa e a mulher que qualquer homem deseja.

Docecomomel
Feira de Santana
Bahia Brasil.

terça-feira, 12 de julho de 2016

Transei com primo da namorada.






Sou negro 24 anos, 1,75 m 80 kg 20 cm de muito tesão. Eu vou contar aqui um fato que aconteceu  comigo quando estava  na faculdade e morava em um pensionato.
Onde só residiam estudantes.
Tinha moças e rapazes do interior. Já faziam dois (2) meses que não via minha namorada e teve um feriado ela veio me visitar.

Como os pais dela são muito severos só deixavam que ela viesse se um primo também viesse.
Caracas eu louco de tesão reprimido querendo muito transar com minha namorada ela vem e ainda trás um guarda costas.

Tinha que dá um jeito eu não estava mais aguentando. Como alguns colegas do pensionato viajaram minha namorada ficou hospedada lá, mas em outro quarto o seu primo ficou no mesmo quarto que eu.
Eu nunca fui muito amigo dele, tinha uma cisma achava que ele era gay, até comentei com minha namorada sobre isto, mas ela disse que eu estava enganado ele tinha namorada e era muito pegador.
Pensei só se for pegador de cacete. Mas deixei para lá o assunto nada haver com a opção sexual de quem quer que seja. Pois bem logo que minha namorada chegou à sexta-feira fomos ao cinema, Eduardo também.

 Assistimos a um filme maneiro depois fomos comer uma pizza.
Minha vontade mesmo era de transar, mas com um guarda costas na cola o máximo que conseguir foi meter os dedos pelas bordas da calcinha de minha namorada e sentir seu cheiro adocicado de fêmea. Já quase meia noite voltou para o pensionato

Dormi com um tesão do caralho. De madrugada levantei e fui ao banheiro bati uma punheta, se o primo da namorada percebeu algo eu não sei, nem queria saber de nada mesmo estava injuriado de raiva.
No dia seguinte um sábado de sol maravilhoso foi passear conhecer lugares belos e tirar muitas fotos. Eduardo pelo menos para isto prestou, ser nosso fotografo oficial. Após o meio dia voltamos para o pensionato minha namorada ficou no meu quarto vendo televisão.
Ficamos deitados no beliche namorando, mas nada do seu primo se tocar e sair para que pudéssemos fazer algo a sós.

Caralho que cara chato não se toca que um casal quer um pouco de privacidade? Minha namorada também ficou chateada e até comentou Eduardo você não tem nada para fazer não?
Ele com cara cínica respondeu não prima só ver televisão mesmo!
Foi como se tomasse um banho de agua fria, minha namorada me deu um beijo e foi para seu quarto. Até a noite amor.

-Eu como a voz embargada de raiva falei, até mais meu amor.
Já tinha se passado dois dias e foi muito difícil termos uma brecha para podermos transar, mas com certeza naquela noite vamos poder aproveitar.

A noite fomos a um barzinho depois de ouvir musica ao vivo combinamos de ver um filme, ficamos na duvida pela escolha do filme foi quando eu disse que tal filmezinho sexy para esquentar o clima?
-Minha namorada falou ah amor se fosse só nos dois tudo bem, mas com Eduardo eu tenho vergonha!
-Bem Eduardo respondeu eu vou sair para dá uma volta enquanto você vê o tal filme, mas se comportem hein?

Saímos do barzinho e fomos voando para o pensionato entramos tomamos banho rápido e fomos para cama, a pressa era tanta que nem preliminares fizemos fomos logo para o vuc para não perder tempo.
 Logo gozamos gostoso, tomamos um banho, pois sabíamos que seu primo já estava chegando dito e feito quando ele chegou bateu na porta e entrou estávamos como dois anjos abraçados vendo um filme como minha namorada disse que estava cansada foi para seu quarto dormi. Continuei vendo outro filme, este era pornô.

Eduardo ficava desviando o olhar como se não tivesse gostando do filme.
Continuamos a assistir o filme mais um pouco, e depois de algum tempo começamos a conversar. Eu logo perguntei se ele não queria sair comigo para encontrar duas moças para fazer o que estava passando no filme.
Ele ficou vermelho e nada respondeu.
Eu insistir vamos Eduardo sua prima esta dormindo voltamos e ela nem percebe que saímos.
Não acho certo fazer isto!
Mas cara estou louco de tesão você não me deixa com sua prima hora nenhuma!
-Verdade, eu sou meio chato mesmo é que minha tia recomendou tanto.
Então eu sou homem ela mulher é natural que queremos ficar juntos. Você não tem namorada não?
-Não eu não tenho namorada!

-Hum interessante por acaso você não gosta de mulher?
-Ele gaguejou e disse isto não te interessa!
-Ah já sei então você gosta de homem?
- Olha se você gosta tudo bem, eu já comi um colega de faculdade e gostei muito, ele era assim como você, mas quando me viu excitado igual estou agora caiu de boca no meu cajado que ficou enlouquecido de muito tesão.

E Falando estas palavras eu ia tirando minha roupa, pois ia tomar banho.
Eduardo olhava sem parar pra meu cacete duro latejando de tesão, foi quando me virei e disse olha como estou sua prima tão perto eu louco de vontade de trepar!
Quer chupar um pouco ele? Ele deu um sorriso meio sem jeito, com cara de safado , mas não respondeu, ficou com o rosto vermelho de vergonha.
Aproveita vem e dizendo isto me aproximei dele, que não deixava de olhar meu cacete latejando de tesão.
-Ai vai pegar ou largar? Novamente ele riu sem graça.
Peguei sua mão e coloquei em cima do meu cacete, ele não tirou ai fiquei segurando em sua mão como se tivesse me masturbando. Ele foi entrando no clima logo Eduardo foi tirando a camisa, depois a calça ficando só de cuecas, dei-lhe um beijo tirei minha cueca pedi que tirasse a dele, seu cacete era bem menor que o meu. Nossas espadas se tocavam.

Aí agarrei nele por trás e comecei a roçar em sua bunda, o safado gemia querendo cacete. Depois de um tempo ele tentou fugir, imobilizei seus braços e falei, agora provocou vai ter que terminar fez com que abaixasse e comecei a forçar meu cacete em sua boca, era puro fingimento logo empurrava fundo na garganta dele e falava chupa meu cacete seu safado, finge que é um picolé, quanto mais eu o provocava e falava coisas safadas mais ele me chupava.

O tesão tomava conta de nós dois estava quase explodindo, peguei o coloquei de (4) quatro.
Em seguida quando olhei aquela bundinha redondinha e lisinha, não aguentei e cai de língua naquele rabo gostoso, ele gemia rebolava na minha cara, eu enfiando a língua gostoso deixando todo meladinho.
Pede safado o que você quer peça anda eu dizia.
Ele com voz rouca pediu quero que me faça sua putinha.

Depois de ter deixado ele bem molhadinho, pego uma camisinha coloco no meu cacete e começo a pincelar na porta do seu rabo.
Ele até me ajuda segurando me pedindo que comesse ele gostoso, eu fui forçando , foi quando ele soltou um gemido alto fugindo para frente quando a cabeça entrou segurei em seus quadris e fui empurrando lentamente, sentia dificuldade, pois era bem apertadinho, quando vi já estava com cacete todo dentro, mandei aguentar que agora que ia começar a brincadeira.
Eduardo foi relaxando e em pouco tempo rebolava sem parar com meu cacete todo dentro.

Segurei em uma de suas pernas e ficou na posição de frango assado, a melhor posição que acho, pois além de entrar tudo podemos ver a cara do parceiro. Sentia seu rabo comprimindo meu cacete, meu gozo se aproximava então lhe falei aguenta firme que agora que a coisa fica a seria, beijava ele mordia sua orelha apertava seu peito, socava sucessivas vezes e depois parava.

Eduardo todo arrepiado seu cacete encostava-se à minha barriga foi assim que peguei suas pernas coloquei nos meus ombros e comecei a socar sem parar ate que percebi seu gozo lambuzando minha barriga.
Sorri dizendo gozou safado.
Agora sou eu tu quer leitinho onde?
-Ele disse na boca, jura?
-Tu aguentas a pressão?
Sim nem pensei duas vezes soquei umas três (3) vezes com força tirei a camisinha jogando longe e empurrei em sua garganta.

Ele ficou chupando e lambendo a cabecinha chegando até os culhões ,ate que eu não aguento mais e começo a lambuzar toda a cara dele.
Depois nos fomos tomar um banho e novamente no banheiro com ele apoiado no Box recebeu outra surra de cacete, terminamos o banho vestimos a roupa de dormi e aliviado da tensão dos últimos dias sem sexo adormeci.

No dia seguinte logo cedo fomos tomar café depois saímos para passear. Teve um momento que estava só com Eduardo e falei.
Libera um tempo para sua prima que você também será recompensado, e com os olhos fixei meu olhar no cacete. Recado dado e entendido. Naquela noite Eduardo saiu e voltou bem tarde ai sim pude saciar meu desejo de xoxota com mina namorada.

Quando Eduardo chegou olhava cabisbaixo, mas eu sabia que ele esperava a recompensa.
Minha namorada foi para seu quarto e logo... Chamei Eduardo e com boquete ele tomou uma boa dose de leite, ajudei em sua punheta e fomos dormi aliviados. No dia seguinte eles iam embora.
Logo pela manha eu agradeci a Eduardo pela colaboração e falei que quando fosse de férias iria visita-lo, foram embora depois de dois dias recebi SMS de Eduardo dizendo que não pensa em outras coisas a não ser viverem novos momentos comigo.

 Que não se importa o que eu possa fazer com a prima dele que a adora demais, mas vai sempre desejar está sempre perto de nós, já que não pode a substitui que apenas possa-me complementar em momentos de carência.
Já estou até pensando em convida-lo a vim passar um final de semana comigo.
O que vocês acham?
Sexo e vida tesão e prazer.

Docecomomel(hgata)

Feira de Santana:Bahia :Brasil

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Traição fora do comum.




Meu nome é Marcela sou casada tenho 30 anos sem filhos.
Meu marido é engenheiro florestal está sempre viajando e acabo eu tendo que resolver todas as pendencias da casa. Nunca havia traído ele, mas aconteceu um fato que acabou me jogando nos braços de outro homem.

Um macho rustico e viril que me fez esquecer o juramento de fidelidade. Pois bem nossa casa apareceu alguns pontos de infiltração e meu marido Edgar procurou um colega que indicou dois profissionais para efetuar o serviço. Primeiro veio o pedreiro senhor com mais de 50 anos sem muita conversa fez seu serviço em dois dias. Depois foi a vez do pintor. Ah este soube me levar no bico e logo me deixei ser seduzida por ele.

No primeiro dia de serviço Artur este é o nome do pintor agilizou e deu massa em todos os pontos que seriam pintados. Foi embora dizendo que no dia seguinte já poderia lixar para pintar.
Olha eu fiquei olhando para ele enquanto fazia seu trabalho e ver seu corpo másculo me chamou atenção. Artur percebeu que olhava para ele e não esboçou nenhum tipo de constrangimento, ele que estava vestido com uma calça de moletom de cor cinza e uma camisa grosseira tipo de empresas patrocinadas.
Quando teve um momento eu olhei para ele e percebi que estava excitado.
Caracas o tamanho do cacete dele parecia um porrete atravessado na frente.
Meus olhos ficaram vidrados e brilhando, ele percebeu que fiquei louca de desejo e tesão:
Depois de algum tempo eu sai de perto dele e fiquei observando as paredes da sala que seriam pintadas e não percebi que ele se aproximou por trás e com um abraço forte me enlaçou em seus braços.

Dizendo assim sei que é loucura, mas estou louco de tesão por você!
Você tem toda razão se me botar para fora se quiser ,mas eu percebo que quer tanto quanto eu. Sinto seu corpo vibrar de tesão. Eu estática sem reação alguma demorei a responder minha voz saiu baixa, mas ele conseguiu entender quando eu falei assim.
-Eu também quero fazer amor com você, meu marido está trabalhando eu quero sentir esse cacete entrar na minha xoxotinha apertada e meladinha de casadinha safada fogosa.

Artur ficou louco quando ouviu me assumir que o queria também e começou me beijando e me puxando pela mão fomos andando em direção até meu quarto.
O safado já conhecia minha casa e assim que entramos me fez deitar na cama e logo começou a tirar minha roupa quando estava só de calcinha, ele ficou só me olhando admirando eu só uso calcinhas de renda vermelha ou preta e neste dia estava com uma vermelha bem devassa que desenhava minha xoxota cheinha. Artur se inclinou e começou alisar minha xoxota e afastava calcinha de um lado e outro. Artur enfiava a língua e lambia minha xoxotinha rosada e lisinha, ficou minutos só metendo a língua brincando com meu clitóris, foram minutos de muito tesão que ele chegou a rasgar a minha calcinha e enfiar sua boca gulosa e me chupar com muita sofreguidão.
Não aguentei muito gozei horrores me sentia uma presa se debatendo nas garras de um animal caçador. Logo ele também estava nu sobre a cama e com cacete em riste, grosso cheio de veias cabeçudo parecia o dobro de tamanho do meu marido. Ele esfregava seu porrete em minha xoxota, que latejava de tesão. Eu parecia enlouquecida de tanto tesão que estava sentindo.

Quando Artur meu amante começou com movimentos de quadris eu sentia toda pressão da cabeça do cacete roçando na entrada da xoxota provocando sensações de muito prazer eu delirei. O Safado me provocava mandando que eu pedisse que ele me fudesse.
Eu sem querer dá o braço a torcer querendo afirmar que estava sentindo prazer como nunca havia sentindo em minha vida com meu marido.

Só curtia seus movimentos de quadris com seu cacete roçando a entrada da minha xoxota ate que o prendi com as pernas e com movimento de cintura de cima para baixo forcei para que ele metesse gostoso. Senti a cabeça de o cacete entrar dilacerando abrindo caminho entre minhas carnes ate seu cacete grosso está todo alojado dentro da minha xoxota.

Fui aos céus de tanto prazer era delicioso demais, ele ficou ali parado só me beijando e mamando meus seios com muita vontade, enquanto eu gemia de prazer, gozava gostosinho.
Quem diz que tamanho não e documento nunca foi fudida por um cacete de 17 cm e depois se depara com um de 21, para perceber a diferença. Pois eu me sentia realizada tenho um macho bem dotado, num caso extraconjugal me fodendo gostoso dentro da minha casa na minha cama e fazendo coisas que jamais meu marido teve a ousadia de fazer. Parecia um sonho

Quando ele viu que já não aguentava mais de vontade de gozar fez um movimento de corpo e me colocou de quatro e ficou acariciando minha bunda dando tapinhas de leve para não deixar marcas. Ate lamber meu anel ele fez, foi uma sensação inesperada que me causou um arrepio pelo corpo inteiro que já estava em chamas de tanto tesão. Ele posicionou-se bem atrás de mim abriu um pouco as minhas pernas para que pudesse ficar brincando com minha xoxota também se certificando que estava todo atochado. Assim começou a enfiar o cacete e tirar novamente de dentro da minha xoxota, em segundos começou a mexer devagarinho e aumentava os movimentos e tirava o cacete deixando só cabeça dentro e forçava de vez me causando tremores de excitação, eu só conseguia mesmo dedilhar meu grelinho.

Gozei, gozei várias vezes assim eu nem sabia que tinha orgasmos múltiplos. .
Logo ele disse que ia gozar me puxou contra seu corpo segurando pelos cabelos de maneira forte forçou o cacete bem fundo.
E como um garanhão não parava mais de gozar... Muito gostoso sentir seus espasmos de gozo até pensei que camisinha ia estourar se Artur não parava mais de gozar... Caracas que loucura eu estava fazendo traindo dentro da minha própria casa, mas estava tão bom que ate esqueci minha condição de mulher casada. Ficamos abraçados alguns minutos e fomos tomar um banho. Ambos na minha suíte embaixo do chuveiro.

Mão aqui e ali causou sensações maravilhosas.  Quando ele já de cacete duro me abraçou por trás e cochichou no ouvido que queria algo mais senti pânico e ao mesmo tempo me sentia tentada, sai do Box fui até o armário voltei com camisinhas um pote de creme umedecedor ele pegou de minha mão com sorriso de alegria. Pronto se é pra trair que seja uma traição completa.
-Não querida se você não quer tudo bem!

Quero sim tanto quanto você só seja cuidadoso. Abaixou-se deu uma salivada no meu anel. Deixando-o meladinho depois encheu de creme deixando meu cuzinho mais aliviado e relaxado colocou a camisinha me apoiou na parede do boxe e começou a forçar, como estávamos bem cheio de tesão a penetração foi fácil em segundos me estava fodendo gostoso, cada vez mais rápido ele socava.
Meu cuzinho já estava relaxado, recebeu aquela jeba imensa causando uma sensação de estar toda preenchida.
Logo ele disse que ia gozar.

Senti que seu cacete se dilatava e com força ele me segurou pelos quadris e gozou, sentia seu cacete latejando, pulsando e explodindo aquela imensa quantidade de esperma dentro da camisinha que  teve momento pensou que ia estourar derramando todo seu leite em meu cuzinho.

Assim meus amigos foi a minha primeira traição, mas não foi a ultima, pois o pintor me prometeu entregar a obra em cinco dias e passou mais de uma semana e nada de acabar o serviço também em vez de está pintando eu e ele estava era pintando o sete em nossas tarde de muita safadeza. Já se passaram um bom tempo e nunca nos desligamos totalmente vez ou outra marcamos e vamos até um motel e curto muito com ele.

Afinal ter um amante bem dotado não é pra qualquer uma.
Estou feliz assim... Apaixonada por um homem safado e muito tesudo!


Docecomomel (hgata)
Feira de Santana
Bahia Brasil.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...