Desejos do Facebook

Valeu ...O reconhecimento!

Grata aos seguidores.

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Minha colega de trabalho é uma puta gostosa



Eu confesso que sinto ciúmes da minha amiga do trabalho.
 Aquela FDP, é o tipo de mulher que por onde passa os homens ficam babando, me roubou o lugar no escritório quando eu já ia passar a ser chefe do pessoal quando ela entrou saindo de uma renomada faculdade.
Todo do escritório agora só tem olhos para ela.
Afinal não posso negar é uma morena clara, muito gostosa, com rosto muito bonito, cabelos lisos e pintados com fios claros. Uma falsa loira.
E uma verdadeira cavala no sentido de mulher gostosa e safada.
Eu fico louco quando olho para ela, mas a puta já se engraçou com o chefe que é muito safado e não dispensa uma funcionaria nova.
Eu sou casado meio calvo, mas sou bem simpático e sempre tenho umas amiguinhas dos escritórios vizinhos para sair na sexta-feira à noite antes de voltar para casa.
Adoro sexo, amo chupar uma xoxota lisinha faço de tudo para levar minha parceira ao delírio.
Aí depois de muito fazê-la gozar ai sim vou ao êxtase.
Mas esta minha nova colega está me tirando o foco só penso nela, imagino sempre ela cavalgando em meu cacete igual uma amazonas.
Mas eu sempre penso que terei a chance de possuí-la nem que seja por uma única vez.
Meu chefe tem um apart. hotel que sempre deixa reservado para seus encontros extraconjugais. Ele é um babaca só pega as mulheres  mesmo porque tem dinheiro e poder e dá presentes caros e finos levando-as para restaurantes finos e caros.Mas bem sei que na hora do rala e rola mal  consegue dá uma.Mas fazer o que as mulheres se deixam levar por prometi mentos financeiros.Eu me garanto com meus 40 anos de idade,saudável com cacete de 21 cm cabeçudo e cheio de veias.Adoro sentir os olhos vidrados de minhas putinhas em meu cacete,e quando começam  a chupar vou ao delírio.Demoro o máximo para gozar o importante é o prazer delas depois sim eu me acabo,adoro anal,mas nem todas consentem dizem que meu cacete é grosso,mas com jeitinho eu consigo e aproveito dando muito prazer com carinho faço-as gozar nas pontas dos meus dedinhos,seu grelinhos suaves como pétalas de rosa,se desmancham soltando seu néctar.
Naquela tarde de sexta-feira quando meu chefe me chamou até sua sala e começou a relatar que tinha um compromisso com uma moça muito prendada, mas por motivo particular não poderia ir e não conseguia o entrar em contato, pois o numero da tal pessoa para avisar estava fora de área...
Como eu sou de confiança me pediu que eu fosse até o local e desmarcasse o encontro.
Poxa eu pensei que pena não é chefe, ele indeciso falou nem me diga estou doido por ela e logo hoje me aparece este compromisso inadiável.
Tudo bem chefe irei e aviso sim.
Tome a chave pode ir com carro da empresa, fique com ele no final de semana está bom?
Na segunda conversamos!
E saiu apressado do escritório.
-Eu arrumei minha mesa olhei d um lado a outro vi que todos tinham saído.
Sexta-feira é assim mesmo.
Pequei o carro da empresa e fui direto ao Apart. hotel entrei e fiquei esperando vendo TV. Com poucos minutos alguém bate na porta, levanto do pequeno sofá e vou abrir espantado digo você aqui?
A colega nova do escritório parada ali na porta com os olhos espantados, disse que palhaçada é essa?
-Não é palhaçada querida o nosso querido chefe me pediu vir até aqui...
-Como você vim até aqui temos um encontro!
Pois é comecei a mentir eu vim no lugar dele.
-Ah é?
-Sim e como você já está aqui sugiro que entre.
-Verdade.
-Ela entrou ofereci uma bebida, coisa que aceitou e depois começou a falar Caracas que chefe nós temos me convence a sair com ele e depois manda um subordinado.
Pois é querida lá no escritório sou subordinado, mas aqui somos amigos e compartilhamos de muitas farras juntos. Veja até o carro ele deixa comigo em finais de semana,sem deixar de citar as mulheres que saio e dividimos numa boa ainda mais que o papai aqui é bem dotado ele adora ver as mocinhas gemer na cabeça do meu cacete.
Nosso chefe é bem safado adora ménage, gosta mesmo de safadezas.
Adora fazer Uma DP e sou parceiro dele nestas orgias.
Mas é claro com muito sigilo.
-Hum estou curiosa ver estes dotes que tanto você está dizendo, mais o chefe não vem?
Não hoje só eu se topar estamos aqui para o que der e vier. Abracei-a sem dá tempo de responder,fiquei me esfregando em seu corpo sentindo o calor de sua xoxota encostando em meu cacete,que começou a reagir rapidamente.
Ela toda safada entrou no meu jogo, começou a ronronar igual um ágata no cio.
Amores querido já que estou na chuva que me molhe ensope encharque, comecei a mentir precisa terminar a mentira.
Já que ele sempre consegue as coisas devido a ter dinheiro eu tinha mesmo era que aproveitar o momento, então resolvi ter um caso rápido no lugar do chefe com toda certeza ela não iria dizer nada.
Fui aos poucos tirando suas roupas, levei-a no colo até a cama olhando-a bem nos olhos fui tirando minha roupa, quando ela viu o tamanho da ferramenta sorriu falando.
-Uauu acho que vou me dá bem com você.
Fui até perto da cama encosto meu cacete bem perto do seu rosto, ela segura começar passar pelo rosto todo já deixando um pouco melado, pois o pré-gozo já estava soltando sua seiva, a deixo chupar com vontade, faço movimentos dos quadris como se estivesse fodendo sua boca até que subo na cama e começamos a fazer um sessenta e nove.
Que xoxota lisa gostosa, seu grelo quase não cabia dentro, durinho latejando em meus lábios. Em minutos senti seu primeiro gozo.Que delicia a filha da puta pagava de patricinha ,mais era uma verdadeira putona, esfregava sua xoxota na minha cara deixando toda lambuzada.Eu me deliciava com tudo isto,realizando meu sonho de ter em meus braços o que importava que foi através de uma mentira eu queria era fuder muito ela.E quando ela terminou de gozar deu uma virada na cama e começou a cavalgar no meu cacete fui ao deus.Potranca gostosa e safada é o sonho de consumo de todo homem.
Uma mulher de verdade é o que homem gosta.
Depois de vários minutos sentindo suas carnes suculentas e macias ensopando meu cacete, eu não aguentei coloquei-a de quatro (4) e afundei mais até explodir em um gozo insano e real.
Foram jatos leite que soltei em sua xoxota lambuzada e quente. Ela gemendo gozou novamente na cabeça do meu cacete, ficamos quietos abraçados de conchinha ate finalmente meu cacete sair de dentro. Logo fomos tomar um banho e entre risos e beijos ela disse-me,Carlos você é um amante e tanto.
-Ainda teremos mais momentos assim e com um pouco mais de tempo meu amor. Ai sim teremos um prazer mais brando. Ela sem dizer mais coisa alguma abaixou e começou a pagar um boque te sensacional. Meu cacete rígido quase nem cabia em sua boca.Ouvindo seus gemidos como se fossem musica,era uma coisa linda e maravilhosa poder está ali realizando meu fetiche.
Depois a coloquei apoiada na parede e comecei a dá um banho de gato, minha boca passeando por seu corpo tesudo de cabo a rabo. Quando vi que minha safadinha estava entregue aos meus desejos encostei meu cacete na porta do seu anel e com um jeito simples e delicado como se fosse uma alavanca elevei meu corpo fiquei completamente encaixado em sua bunda e fui aos poucos metendo meu cacete que entrou com um pouco de dificuldade, mas em instantes minha potranca rebolava na cabeça do cacete e com destreza e agilidade fiz minha putinha gozar gostoso falando palavras doces e melosas em seu ouvindo apenas sentindo sua respiração ofegante.
Não aguentei muito e explodi em um gozo inundando seu rabo guloso. Foi a foda mais prazerosa que tive nos últimos dias.
Eu nem consigo descrever em palavras o que senti, mas uma coisa tenho certeza meu patrão perdeu e feio, pois safadinha gamou e já marcamos de sair no próximo final de semana. Claro que vale a pena ficar um dia preso entre 4 paredes fazendo dela minha escrava sexual. Pois não vou deixar barato e se preciso for já levo um Cialis para evitar um embate físico.
Se ela que trepar eu quero muito mais.
Depois volto para contar como foi meu dia inteiro no motel com minha potranca linda e safada.

Docecomomel.


Feira de Santana, 17 de abril de 2015.
Bahia Brasil.

http://www.climaxcontoseroticos.com/

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Pegando namorado da amiguinha




Eu confesso que desde a 1°vez que eu vi o namorado novo de uma grande amiga minha eu senti muito tesão.
Estávamos em uma pizzaria quando ela chegou com ele, meus olhos não saiam de cima dele.
Tínhamos marcado de comer algo antes de ir para o show na cidade vizinha.
Eu e meu marido e mais dois casais de amigos.
Eu sentia-me uma adolescente olhando para aquele homem alto negro com sorriso um tímido. Era novo na turma.
Mas a minha amiga bem sabia que eu e meu marido somos adeptos ao sexo livre, gostou comeu lavou está novo o importante é ser feliz.
Logo o carro que havíamos locado chegou foi opção nossos afinal todos gostam de beber em finais de semana.
Meu marido foi na frente conversando com motorista, eu e as duas amigas fomos ao banco de trás.
Todos conversando alegres e sorridentes. Mas na minha cabeça não saia à ideia de possuir aquele negão gostoso que era o namorado de minha amiga.
E logo ficou acertado de no dia seguinte eles irem tomar banho de piscina na minha casa.
Já fiquei feliz de saber que teria a chance de olhar aquele negão tesudo de sunga.
A conversa girava em torno do show, quando meu marido disse: Já que o show vai terminar tarde os amigos poderiam ir logo direto para nossa casa.
Todos concordaram e eu principalmente.
Ótimo meu marido concordou em casa tem sungas e Milena pode emprestar biquíni para suas amigas!
Tudo bem foi geral a concordância.
Eu já fiquei de prontidão sabendo que minha amiga iria tomar todas e com certeza seria minha chance de pescar seu namorado.
O show foi maravilhoso eu bebi o mínimo possível bem ao contrário de todos com exceção de minha colega Diana, seu namorado teve que carrega-la do carro até o quarto.
Quando abri a porta para ele coloca-la na cama e me vi bem pertinho dele senti um intenso tesão.
Ele colocou ela na cama eu ajudei e assim do nada se foi querendo ou não no momento não percebi ele passou por detrás de mim e seu cacete tocou em minha bunda.
Estava rígido eu olhei para ele quando ele pediu desculpas dizendo que era tesão acumulado, pois namorada estava saindo do período e ainda mais que embebedou naquela noite que iriam curtir um pouco mais.
Que com toda certeza iria ter uma sessão de cinco (5) contra um para poder dormi.
-Com uma risada safada eu falei:
-Estamos empatados então, pois meu marido também estava chapado e com certeza já estaria roncando.
-Eu ia saindo do quarto quando Bruno este era o nome do negão namorado de minha amiga, me deu um beijo, e segurou com firmeza com as duas mãos em.
Minha bunda.
Correspondi e com um sorriso safado disse que poderia encontrar-se comigo em 15 minutos no quarto do final do corredor,
Deixarei a porta aberta com uma toalha pendurada.
Ele perguntou sobre meu marido, disse que não se preocupasse que estava dentro do controle.
Dei um beijão e sai dizendo que o esperava ansiosa...
Fui me certificar que todos estavam alojados, um casal amigo já podia ouvir os gemidos de dentro do quarto meu marido roncando com TV ligada, apagou a luz cobri com um lençol peguei um conjunto de baby deu e fui tomar um banho.
Tomei meu banho passei creme hidratante vesti meu babydool com um roupão por cima peguei um pacote de camisinhas e fui para o quarto apressadamente, mas sem fazer barulho.
Meu marido vai adorar quando eu lhe contar que o trai quando ele dormia.
Mas tinha que preservar o sigilo não queria que servisse de jacota perante seus amigos.
Entrei coloquei toalha na maçaneta deixei o quarto à meia luz fiquei na cama sentada esperando.
Logo a porta foi empurrada lentamente e Bruno entrou estava vestido com uns shorts estava sem camisa, seu tronco forte me excitava e quando Bruno me abraçou dando um beijo possessivo ficou nas nuvens.
Tive certeza que minha noite encerraria com chave de ouro.
Foi tão gostoso aquele beijo que fiquei molhadinha. Bruno fechou a porta tirou meu roupão e começou a tirar minha roupa, caiu de boca em meus seios mamando como um bezerrinho faminto, eu gemia e com uma das mãos enfiei dentro do short e comecei a masturbar, o cacete grande e grosso quase não conseguindo fechar a mão.
Babava de tesão.
Bruno me segurou no colo e me colocou na cama, eu fiz um sinal que iria tirar colchão para evitar barulho, assim joguei colchão no chão e deitei.
Bruno veio por cima caindo de boca na minha xoxota meladinha e eu comecei a boquejá-lo.
Delicia de cacete, me sufocava, mas não deixei sair barato chupava e lambia a cabeça roxeada do cacete gostoso.
E quando Bruno meteu a língua bem funda da minha xoxota não aguentei e comecei a gozar. Em segundos senti minha boca ser invadida pelo leite de Bruno, tentei não desperdiçar, mas era tanto que acabei deixando escorrer pelos cantos dos lábios. Ficamos abraçados com a respiração ofegante. Bruno pediu desculpas por não ter avisado que ia gozar, eu sorri dizendo que não tinha problemas e fomos tomar um banho.
Caramba que cacete gostoso, já estava duro de novo.
Aí meus amores eu provei de um macho gostoso e fudedor.
Bruno me comeu no Box do banheiro de quatro (4).
Quando seu cacete começou e entrar eu me sentia como se estivesse dividida ao meio.
Foi estocada que pareciam que iam me arrombar dilacerar minha xoxota e quando anunciou o gozo e tirou seu cacete de dentro de mim direcionando para minhas costas, foi algo fenomenal receber um banho de leite.
Parecia um cavalo despejando sua seiva deliciosa em uma potranca, e sem esperar já foi me chupando me fazendo gozar incansalvemente em seus lábios gulosos.
Queridos não posso negar, mas foi a melhor trepada de minha vida. Bruno um verdadeiro garanhão, adoro negros, sua forma física e seu poder de foder incansavelmente me atraem muito.
Acabamos o banho e voltamos para cama.
E recomeçamos os folguedos do sexo, na arte de trepar tem algumas coisas que apetecem muito mais mesmo do que propriamente o orgasmo.
Quando Bruno deitou-se no colchão e me chamou para cavalgar.
Ah aah ahh delicia... Eu amo meu marido, mas ele não varia muito nas posições e quase sempre a mesma coisa, papai e mamãe. Então quando estou com um amante quero comer de me lambuzar.
Adoro sentir um cacete meter com muita força em minha xoxota, amo ficar quicando em um cacete bem duro sem deixar de falar em anal.
Adoro... Ser currada sem dó nem piedade até chegar meu gozo e a exaustão dos meus sentidos. E assim eu e Bruno saboreamos com muito tesão e fizemos de tudo um pouco e já ficou acertado que no meio da semana aproveitando o ensejo que meu marido vai viajar ele vir passar a noite comigo.
Eu vou adorar ter ele na minha cama espaçosa e com toda certeza vou filmar para quando meu marido voltar ver e tiver certeza que a mulherzinha dele está sendo bem tratada.
Delicia nem quero pensar o que vai rolar no meio da semana,
Mas finalizo aqui com beijo em todos e um pequeno aviso curtam a vida, pois ela é curta demais.


Docecomomel(hgata)

Feira de Santana, 11 de abril de 2015.
Bahia Brasil.

http://sensacoescomemocoes.blogspot.com/

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Comi a namorada do meu amigo.




Olá sou o Marlon  na época que ocorreu o fato que vou relatar eu tinha 22 anos de idade morava com meus  pais. Estudava apenas.
Não tinha uma namorada fixa.
Gostava de sair com meus amigos para baladas  e sempre acabava com alguma gata, algumas é claro tinha uma esticada no programa que acabava em algum motel ou quem sabe em uma rua escura perto da balada. Sabem como é vida de estudante.
Algum proveito eu tinha do momento.
Mais eu andava de olho em uma gata linda que morava perto de minha casa, era muito bonita morena clara, com olhos verdes, bunda e seios medianos e um par de coxas que me deixava louco principalmente quando ela voltava da academia.
Vestida com aquelas roupas justa que desenhava a xoxota cheinha que parecia um capô de fusca. Quando ela passava a rapaziada ficava babando.
O Nome dela era Bruna também era estudante, ela morava sozinha seus pais moravam no interior.
-Aí um belo dia um colega de faculdade apareceu em minha casa e me chamou para ir à casa de uma amiga. Aí logicamente eu fui mas eu não sabia que a tal amiga a quem  ele se referia era a mulher que povoava meus sonhos objeto de minha cobiça e alvo de minhas punhetas solitárias.
Quando eu vi já estava na porta da casa dela, não poderia voltar mais atrás para não dá bandeira.
Ela nos recebeu muito bem só que o meu amigo era namorado dela e eu não sabia do relacionamento deles.
Então ficamos conversando tomando vinho  jogando conversa fora mesmo.
Logo percebi que estava sobrando afinal não sou vela fui embora deixando os dois sozinhos.
No dia seguinte quando voltava da faculdade passei em frente à casa dela que vou dá aqui o nome de Bruna gostosa, eu vi que ela estava no jardim.
-Passei direto sem nem olhar para ela nem cumprimentar.
-Já um pouco mais tarde meu celular toca era um numero desconhecido quando ouvi a voz sensual meu coração disparou era Bruna me perguntando o que houve que passei na frente de sua casa ela estava no jardim e nem a cumprimentei.
Respondi que não a tinha visto.
Foi quando ela me convidou a ir até sua casa naquele momento, pensei relutei em responder até que disse que iria em dez minutos (10).
Chegando lá ela me ofereceu vinho começamos a beber novamente só que agora só estava eu e ela sozinho.
Foi quando ela disse-me que queria ver um filme só que a TV e DVD ficavam no quarto dela afinal morava sozinha.
Eu respondi que acompanharia em ver o filme.
Ficamos os dois, sozinhos eu ainda tímido  sentado na beirada da cama, foi quando ela disse que poderia ficar a vontade.
E começamos a ver o filme foi quando Bruna disse que estava com sono que o vinho lhe havia deixado mole.
 E deitou-se na cama toda esparramada.
 Eu também fui aos poucos deitando sentindo o calor de seu corpo encostado ao meu.
Logo não conseguia controlar meu estado de excitação e ficou bem visível isto, ela percebeu ou fingiu não ver.
Fiquei ali ao lado dela olhando seu corpo todo estirada na cama, aí depois aos poucos fui abraçando sentindo que era correspondido nos carinhos.
Passava a mão em suas coxas, em seus cabelos alisava seu corpo por completo.
Depois comecei a esfregar meu cacete ainda com a roupa em sua bunda, enconchei mesmo, ela continuava sonolenta esperando meus carinhos.
Depois de um bom tempo sentindo seu corpo colado ao meu, vi-la-ei e fui aos poucos tirando suas roupas, primeiro a blusa, seus seios lindos e firmes alisei abocanhei de um a um.
Senti sua respiração ofegante, mamei chupei e mordisquei sentindo seus gemidos abafados.
Uma delicia a putinha sabia o que queria e como queria.
Trouxe-me até a alcova esperando o que sempre desejei oferecer a ela sexo muito sexo.
 Depois tirei sua bermuda e a minha também fiquei só de cueca.
Quando vi a xoxota lisinha dela com a micro calcinha de renda vermelha delirei, delicia...
Sobrava muita xoxota nas beiradas da calcinha. Também pelo tamanho calcinha, tinha que sobrar mesmo!
Não agüentei abaixei sentindo seu cheiro adocicado enfiei os dedos sentindo que ela estava toda meladinha.
Abri suas pernas e cai de boca entre suas coxas.
Chupava e melecava os dedos provocando ao máximo, afastava a calcinha de um lado para outro lambendo todo seu mel, ela fingindo que dormia primeira vez que vi uma mulher gozar dormindo, mas eu bem sabia que estava acordada e muito esperta a safada.
Esperei sua respiração se acalmar e afastei-me um pouco para apreciar seu corpo cheio de tesão, até que ela abriu os olhos me vendo chamou pelo meu nome.
Marlon o que aconteceu aqui?
O que aconteceu Bruna foi o que sempre desejamos que acontecesse, Aí  meu Deus isto não poderia ter acontecido levantou se enrolou em um lençol e foi até a cozinha tomar uma água fiquei na cama esperando ela voltar achando que teria que forçar um pouco a barra senão a putinha não ia me dá nada mesmo e  eu teria que ficar na mão grande.
Bruna voltou em instantes, ai comecei a conversar falando que sempre a desejei que quando a vi toda linda e formosa não resistir, que se ela não me queria não era nem para ter me telefonado.
Ela concordou que eu tinha razão que agiu sem pensar que tinha namorado, mas que ia ficar no passado que não iria acontecer mais.
Ela nem bem terminou de falar eu a abracei e comecei e beijar dizendo que a amava fazia tempos, que não se preocupasse que sairia de sua vida assim repentinamente como entrei.
Ela percebeu que eu estava sendo sincero segurou em minha mão e falou olhando bem no fundo dos meus olhos:
-Vamos  então terminar o que já começamos... Eu fiquei em transe abracei e beijei Bruna com muito carinho deitei –a na cama e tirei o lençol que a cobria ai foi quando cai de boca em sua xoxota meladinha e começamos a fazer um sessenta e nove maravilhoso.
-E mudávamos de posição na mesma hora que eu estava em cima já ficava por baixo dela sentindo todo seu tesão na ponta da minha língua.
Ela suspirava e soltava urros de prazer, mas não deixava de me chupar com muita gulodice até que gozou novamente e entre espasmos de êxtase pedia que a fudesse bem gostoso.
Ela nem precisava pedir só fiz saborear todo seu néctar  e coloquei-a de quatro (4) e com estocadas  firmes  comecei a socar sem dó nem piedade em sua xoxota apertadinha até ela gritar pedindo que batesse nela.
Eu dava tapas em sua bunda puxava seus cabelos longos fazendo com que se sentisse uma potranca,ela gemia rebolando com meu cacete todo atochado.
Foi quando eu tirei meu cacete de dentro dela deitei-me na cama e ela veio por cima e recomeçou uma cavalgada  desenfreada até eu explodir em um gozo intenso enchendo sua  xoxota  de  esperma até escorrer pelas pernas. Ela arfava com a respiração ofegante.
Esperei um pouco logo ela se acalmou fomos tomar um banho.
E em pé no Box trepamos mais uma vez, só que desta vez foi algo mais calmo sem tapas nem mordidas, pois a safada ainda teve a coragem de dizer que  meu cacete era bem maior e mais gostoso do que do namorado dela.
Quando ela falou assim eu soquei sem dó nem piedade até gozar. Só fizemos anal no segundo encontro quando puder volto para contar,pois a safadinha chegou a se mijar quando comecei a comer o rabo  cabaço dela.Assim foi a nossa primeira e não única vez.
Acabamos  nosso banho e já ia embora quando ela falou que agora ia me querer sempre.
Depois deste dia sempre de duas (2) a  três (3) vezes por semana eu e Bruna fazíamos mil e uma estripulias.
Ai vocês me perguntam  e o namorado dela?
- Ora lá eu quero saber dele eu quero é fuder com a Bruna e pronto ele que abra o olho para a concorrência.
E já temos um ano assim está um pouco complicado ultimamente porque estou de namorada, mas sempre quando volto tarde da noite, ou de algum lugar ou da casa da minha namorada já tenho a certeza que minha putinha safada está louquinha me esperando para trepar bem gostoso.
E claro que não vou deixar ela na mão não é verdade?

Docecomomel (hgata)

Feira de Santana o4 de abril de 2015.
Bahia Brasil.
Vejam meus blogs.
http:// sensacoescomemocoes.blogspot.com.br/
http://www.climaxcontoseroticos.com/ler_conto.php?id_conto=321

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...