Desejos do Facebook

Valeu ...O reconhecimento!

Grata aos seguidores.

quarta-feira, 12 de julho de 2017

A prima gostosa da minha esposa





Olá eu sou o Luís vou relatar hoje uma aventura que tive e continuo tendo com uma prima de minha esposa.
Tenho 36 anos sou casado e vivo bem com minha esposa ela sabe que vez ou outra dou minhas puladas de cerca é claro que não admito mas ela desconfia. Sou viciado em sexo adoro sexo anal minha esposa não gosta muito então sinto minhas necessidade de procurar fora.
Eu trabalho em uma cidade próxima a que moramos, como trabalho com escala sempre tenho folgas no meio da semana.
Outro dia ao chegar em casa encontro uma prima de minha esposa que tinha vindo do interior com seu irmão para fazer alguns exames. Eu já a conhecia só não tinha percebido como ela era gostosa, seu nome é Suzana uma morena muito bonita com corpo bem feito adoro mulher com ancas largas são as melhores para fazer sexo anal.
Á noite jantamos juntos e fui assistir televisão deixei minha esposa e sua prima conversando as duas conversavam muito e davam muitas risadas comecei a prestar atenção na conversa delas logo comecei a me interessar.
Minha esposa e bonita mas sua prima não era muito bonita de rosto, mas era bem gostosa. Tem 1.66 alt., 66 Kg, cabelos escovados na altura do ombro, peitos pequenos, coxas grossas e um bundão de coroa delicioso.
Ai fui ficando mais atento na conversa das duas até que ouvi minha esposa dizer assim:
Deixa de ser boba Suzana você precisa arranjar alguém não pode ficar sem sexo menina isto te faz mal à saúde. Eu sei prima mas não quero me envolver com ninguém ainda mais que meu marido doente depois da diabetes o pau não sobe mais.
-Eu entendo prima mas aqui na capital é mais fácil você pode sair curtir uma noite com muito sexo e pronto.
-Eu vou pensar prima...Vontade eu estou nem sei há quanto tempo eu tenho um orgasmo.
-Ouvi isto me atiçou de um jeito que meu cacete ficou logo duro.
No dia seguinte eu estaria de folga depois das 13 horas eu não disse nada a esposa principalmente depois que ela acertou com a prima que levaria o primo para a clínica e sua prima Suzana ficaria em casa ajeitando a comida e limpando a casa.
Verdade prima não precisa de nós duas e quando seu marido chegar a casa está arrumada e a comida pronta!
Assim fui deitar e quando minha esposa veio para cama eu já meio que adormecido abracei-a e transamos.
Só mesmo o básico uma foda simples de papai e mamãe. Ela ficou constrangida por ter outras pessoas em casa. Na manhã seguinte minha esposa saiu cedo e me deixou no ponto de ônibus e seguiram para clínica.
Até de noite amor vou ficar quase o dia todo fora na clínica os exame de contraste demora viu? Sim até de noite eu falei e desci do carro.
Ai minha esposa partiu. Esperei o carro sumi de vista e voltei para casa.
Entrei sem fazer barulho a prima da minha esposa Suzana estava na cozinha sentada tomando café.
Se assustou quando me viu e perguntou o que houve?
Não houve nada Suzana apenas não vou trabalhar hoje eu não disse nada a minha esposa porque queria conversar com você em particular!
O que aconteceu?
-Não aconteceu nada ainda!
-Estou assustada você disse que quer falar comigo!
-E que ontem eu ouvi você conversando com tua prima, então eu decidi que você não vai precisar sair em busca de ninguém para ter sexo, eu estou aqui pronto para te servir!
-Mas primo! Se a prima souber ela te mata!
-Mata nada ela desconfia que dou minhas puladas de cerca ou você acha que não?
-E Claro Suzana que saio com outras mulher tenho minhas folgas de sair com os amigos e acaba sempre em motel!
Ficamos um tempo conversando ela começou a se soltar, contou que o marido estava doente e que fazia uns 2 anos que não trepava.
Não acreditei muito porque as mulheres do interior tem fama de puta. Principalmente na vila, que tem muitos turistas.
Mas como eu estava louco de vontade de comer a safada fiz de conta que acreditava. Botei minha mochila na cadeira e me aproximei dela. Seus seios arfavam aí segurei em seus ombros e comecei a beijar, no início ela timidamente ficou estática, mas logo começou a corresponder.
Ela ainda tímida tentou me enrolar um pouco, falando que eu tinha entendido errado eu disse que entendi e muito bem que a queria naquela hora e sabia que ela queria e precisava de muito carinho e eu estava disposto a dá o que ela precisava no momento.
Pronto acabou-se a resistência quando comecei acariciar os bicos de seus seios e beijar sua nuca descendo as mãos apalpando sua bunda dura apesar de seus 40 anos.
Bem tesuda ai segurei em sua mão e levei até o quarto de hóspedes onde estava alojada... Caracas quando coloquei Suzana deitada e tirei sua camisola, a safada estava na seca mesmo sua buceta estava melada, pensei que ia escorrer cai de boca chupando em segundos ela abocanhou meu pau que chupou com tanta vontade que ficou até dolorido. Na mesma hora que ela estava por cima de mim me chupando logo já estava por baixo em com a boca entre suas pernas com dedo no cuzinho para ativar a corrente 220 rsrsr. Parecíamos dois jovens loucos e famintos por sexo. Foi delicioso receber na boca seu primeiro gozo. Suzana estremecia o corpo inteiro pensei que ia entrar em convulsão. Ai não aguentei despejei meu leitinho em sua boca, ela de boa tomou meu leitinho sem engasgar nem cuspir esperei ela deixar meu pau limpinho que continuou teso botei ela de 4 e comecei a socar o pau de tudo que era jeito. Metia lentamente ai tirava e socava de vez. Ela gemia rebolava parecia uma potranca louca por cacete.
Ai quando eu deitei na cama de barriga pra cima a puxei e ela veio cavalgar. Linda tesuda quicando no meu cacete seus cabelos já estavam soltos, apertava seus seios ela rebolava ensandecida até que começou a gemer alto e seu corpo ficou tremendo e safada gozou, senti seu gozo escorrer pelo meu pau inteiro. Esperei ela se acalmar ai botei ela de 4 segurei em seus cabelos e soquei sem dó até esporrar mais uma vez. Não gozei dentro esporrei em cima de sua bunda.
Ela deitou-se eu por cima ai ficamos alguns minutos relaxando até que fomos tomar um banho.
Ela não quis tomar junto comigo então deixei ela ir depois eu iria. Já peguei camisinha e gel enquanto ela estava no banheiro quando ela voltou do banheiro enrolada na toalha eu falei deita um pouco enquanto eu tomo meu banho ela deitou e cochilou só foi acordada quando eu deitei a seu lado. Ai deitei de ladinho, abraçado a ela e começamos a conversar ela disse que era loucura o que estávamos fazendo, eu perguntei se ela não tinha gostado?
Ela sorriu e disse que nunca gozou gostoso em toda sua vida como hoje.
-Então Suzane é errado sentir prazer?
-Mas você é marido da minha prima! Sim sou marido de sua prima, mas não sou propriedade dela, Suzana sua prima também curte fora do casamento?
-Não acredito, pois pode acreditar e eu não me importo ela gosta de machos negros.
-Jura? Depois vocês conversando pergunte a ela se teria coragem de me trair.
Com certeza ela vai te contar e pedir segredo. E conversando meu pau foi ficando teso encostado na bunda dela que safadinha foi deixando meu pau já teso entre suas coxas.
E ai delicia de prima vamos terminar nossa farra?
 -Você é louco mesmo e tarado!
-Ai fui laceando a putinha lentamente ela se rendia a meus carinhos, lambuzei seu rabo com saliva depois passei gel umedecedor botei camisinha e pedi que ficasse de 4 com as pernas entreabertas, acariciava com as pontas dos dedos o clitóris que estava teso e com jeito e delicadeza fui enfiando meu pau em seu rabo discretamente ai ela quando sentiu a cabeça passar gemeu alto aí parei.
Esperei uns minutos e empurrei de vez o pau inteiro...Ela gritou esperneou e gemeu mas eu não deixei escapar e continuei com os carinhos até ela se acostumar e começar a rebolar gostoso no meu pau.
Caracas que rabo apertado, a bunda imensa eu alisava e dava tapas e alisava seu grelinho teso e puxava seus cabelos socando sem dó até sentir seu gozo.
Fiquei por mais de 10minutos socando gostoso em seu rabo gostoso. Tinha momentos que sentia suas pregas apertarem meu pau, latejando uma delícia de puta safada.
Ai já não aguentava mais soquei mais algumas vezes e gozei enchendo a camisinha.
Suzane estremecia de tesão, pois gozamos simultaneamente até ficarmos os dois atracados com a respiração ofegante.
Ai fui tomar banho e sai para quando a esposa chegasse não saber que tinha voltado para casa só para foder gostoso com sua prima.
Acertamos de ficar tudo em segredo.
A prima da esposa ficou uma semana em minha casa e tivemos outras fodas, teve um dia que minha esposa pediu que a levasse até o centro pois queria fazer umas compras ai eu levei mas antes fomos até um motel que fodemos tanto que eu e ela quando terminamos de gozar gostoso acabamos cochilando que só acordei quando o celular tocou e era minha esposa perguntando o que tinha acontecido.
Aí aleguei engarrafamento fizemos as compras e fomos embora, ainda no caminho a prima me pagou um boquete no carro, aí depois disso tudo que ocorreu entre nós ela vem nos visitar de boa e sempre arranjamos um jeito de dá uma boa foda que sempre são maravilhosas e vale a pena correr o risco de ser descoberto.
Passou-se uns 6 meses ai eu deitado com minha esposa depois de dá uma trepada ela disse que queria me dizer uma coisa!
Se eu a perdoaria?
-Claro o que foi que houve?
Ai ela começou a falar que sempre soube que eu a traia e armou para eu poder aliviar s necessidade da prima dela.
Que não se arrependia pois sabia que ela era uma pessoa infeliz no casamento com marido doente.
Eu nada disse mas ela sabia de tudo que houve então nos abraçamos e transamos mais uma vez.
Depois eu venho para relatar aqui pra vocês o dia que a prima da minha esposa veio até minha casa. E em uma tarde chuvosa minha esposa foi dormi após almoçar e eu e sua prima transamos no quarto ao lado até anoitecer.
Foi a melhor tarde que passamos juntos.
Uma pena ela morar distante senão eu não a deixaria um dia sequer sem foder.


Docecomomel(hgata)
docecomomel2011
Feira de Santana ,12 de julho de 2017
Bahia: Brasil

sábado, 8 de julho de 2017

Corno sem Vergonha e Manso



Meu nome é Lucas tenho 23 anos sou noivo de Márcia que tem 21 anos, que é uma morena linda. Somos jovens eu amo demais minha noiva, mas sempre estamos brigando porque ela insiste e poucas vezes temos algum momento de intimidade.
Poxa Marcia assim não dá, você nunca quer transar comigo e quando acontece algum momento mais íntimo você sempre goza na minha boca e eu fico só na masturbação!
Assim não dá garota!
E com estas palavras sai da casa dela e fui para um bar, comecei a beber. Como era uma sexta-feira logo o bar estava lotado homens mulheres sozinhas e acompanhadas eu fiquei no balcão do bar.
Liguei ainda duas vezes para minha noiva quando ela atendia eu desligava.
Caracas se ela queria me matar por falta de sexo eu que não vou entrar nesta onda. Como eu tinha chegado cedo fiquei em um local um pouco reservado.
Depois de alguns minutos vi dois colegas da faculdade de minha noiva no balcão.
Eles conversavam animadamente, eu estava perto mas como eles estavam de costas não davam para me verem.
Eles se chamavam Mauro e Luís. Um pouco mais maduro na idade um deles é casado.
Como eu os conhecia de vista pensei em ir até eles para conversar um pouco, pedi um drink fiquei aguardando logo em seguida iria até os conhecidos e colega de faculdade de minha noiva.
Ouvi eles dando risada, logo Luís falou e aí Mauro não vai sair com sua gatinha hoje não?
-Nada a safadinha está de mau humor disse que o noivo agora insiste em fazer sexo com ela.
-Mas é obvio que ela deveria saber que ele não ia ficar vida toda só nos beijos e abraços!
-E verdade Luís, mas a safadinha me jura que só sente tesão comigo que nunca transaram apesar de serem noivos!
-Se acabaram de rir e um deles falou é o cara é etário mesmo noivo e nunca puder com a noiva deve ser um molenga!
-Nada Luís ela que não sente tesão com ele, agora vou te falar uma coisa a mulher é uma cavala na cama geme gostoso e não tem bobagem não é uma puta vadia eu chego ficar de pernas bambas quando saímos para o motel, parece que vai morrer quando goza me deixa louco a vadia.
-Pena que não tem coragem de terminar com noivo, pois queria ela para ser minha putinha sempre.
-Caracas eu fiquei estático os dois estavam falando de mim e minha noiva, tomei meu drink de um gole só paguei a conta peguei taxi e fui embora.
Estava louco de raiva, mas meu corpo estava possuído por um tesão descomunal, meu cacete parecia um porrete dentro da calça.
Dei endereço ao motorista de minha noiva, assim que carro parou bati na porta ela veio abri estava vestido com um baby dolo não procurei conversa entrei sabia que ela estava sozinha seus pais tinham ido ao sitio.
O que você quer Lucas?
-O que eu quero Márcia?
Quero o que você sempre me negou, sexo Marcia sexo muito sexo. Não adianta me negar acabei de ver seu amante se cartando no bar que você é um cavala na cama!
Quero o que tenho por direito afinal somos noivos, quero esta Márcia vadia sem pudor que traí seu noivo com colegas de faculdade, quero a Márcia vadia que adora fazer boquete, quero a Márcia que manda noivo embora dizendo que está cansada e vai para o motel com colegas.
-Eu quero Márcia você, não me importo que você saia com outros desde quando me deixe satisfeito e realizado na cama!
Márcia eu te amo, mas quero você do jeito que você é!
-Lucas você tem certeza do que está falando?
-Claro quero ser corno, mas um corno feliz ao teu lado Márcia não me negue este direito!
-E sem dizer mais nada Márcia segurou em minha mão e fomos andando até o quarto dela.
Começamos a nos beijar como loucos, em instantes minhas roupas estavam jogadas pelo quarto e pude aproveitar cada pedaço do seu corpo.
Márcia e eu íamos fazendo carinhos e ela ia ditando as regras dizendo como era que eu deveria fazer à partir daquele dia, eu concordava com tudo que ela falava o tesão intenso me deixava louco sem noção pelos perigos que iria adentrar em me tornar um corno manso e submisso. Fodemos muito naquela noite, Márcia estava muito gostosa era bem vadia mesmo e eu adorei o jeito dela ser na cama. Dormimos abraçados e realizados.
Na manhã quando acordei Márcia não estava na cama levantei tomei um banho e fui a sua procura ela estava na cozinha tomando um café.
-Oi amor eu falei, ela respondei oi Lucas senta ai quero conversar com você.
-Sentei a seu lado ela me passou uma xicara de café logo em seguida começou a falar!
-Olha Lucas eu adoro você, mas tem um detalhe em minha vida que nunca contei a você.
-Conta agora Márcia estou aqui para te ouvir!
-Tem certeza que quer ouvi? Não vai se aborrecer?
-Tenho pode falar! –Olha Lucas eu gosto de você e muito, mas eu sou louca por sexo, não quero ficar presa a um homem só eu gosto de curtir Lucas de ir a motel de transar com mais de um homem até se for o caso Lucas eu já sai até com casal!
-não é safadeza Lucas é prazer que eu sinto!
-Você me aceita assim? Você quer transar comigo e outro homem?
Você aceita eu chegar em casa depois de uma tarde de motel com outro? E mesmo assim querer fazer sexo comigo me chupar a xoxota toda fodida?
Me diga Lucas se você aceitas todas estas condições então casamos. –Ou quem sabe podemos fazer um teste antes.
-Marcia eu não sei se suportaria ver você com outro!
-Para saber Lucas só testando topa?
-Vou topar pois te amo muito se são estas condições aceito Márcia.
Ela me deu um beijo e disse te amo Lucas e muito...No dia seguinte minha noiva me ligou dizendo se eu poderia ir até a casa dela as 17 horas. É claro que eu fui ansioso por uma boa foda, mas quando cheguei lá o assunto era outro minha noiva queria que eu ficasse no quarto ao lado enquanto ela se divertia com o colega da faculdade.
-Mas Marcia! Exclamei ela disse você não falou que topava ser corno então Lucas é hoje ou então terminamos tudo agora e para sempre. Pensei tentei argumentar, mas ela irredutível ai eu comecei a pensar nas ultimas fodas nossas e como ela estava bem safada e gostosa achei que seria bobagem minha querer só ela para mim sozinha então eu disse tudo bem Márcia eu aceito.
Ah Lucas como eu te amo, só não aguento ficar com um macho si Lucas me perdoa é mais forte do que eu.
-Está bom Marcia eu já disse que concordo.
-Então amor vem olha este quarto é do meu irmão menor nele tem um espelho, mas que na verdade é um vidro você poderá nos ver mas eu e ele não mas eu sei que você está aqui então farei tudo do jeito que você possa ver os melhores momentos na melhor posição tenho certeza você vai amar. Só não pode fazer barulho viu amor?
-Tudo bem minha safada vou adorar ver você sendo arregaçada.
-Olha amor até parece que você sabe mas ele realmente tem uma ferramenta enorme.
-Sei então aproveita putinha.
Márcia saiu do quarto mas antes avisou que iria fechar a porta por fora. Fiquei ali no meio do quarto olhando de um lado para outro até que vi que sobre o criado mudo tinha uma caixa de suco e bolo.
A safada sabia que eu ia topar já deixou um lanche para mim. Meu Deus me proteja desta angustia ver a mulher que amo com outro.
Não demorou nem 5 minutos vi que chegou um carro, ouvi vozes. Reconheci que era Mauro ai ouvi passos eles vieram até o quarto.
Fiquei sentado em frente ao tal espelho e pude ver com nitidez os dois abraçados no meio do quarto, então minha safadinha liberou o corno hoje foi?
-Foi amor ele ia sair com amigos do trabalho.
-Ah muito bom então temos a noite toda só nossa!
-Claro amor quero fazer desta noite a melhor noite que tivemos juntos! Com toda certeza;
-Ele se afastou dela tirou a calça camisa e ficou só de cueca segurou em sua mão puxando-a até ele fazendo com que ela abaixasse para ficar de joelho.
Então safadinha começa mamando estou louco para saciar tua sede de leite.
-Marcia toda fogosa falou eu que estou sedenta de seu leitinho Mauro meu tesudo safado.
-Caracas quando Marcia abaixou a cueca dele saiu um cacete de dentro enorme, cabeçudo cheio de veias estava tão teso que inclinava para cima.
Minha adorada noivinha abaixou e caiu de boca naquele cacetão, chupava com maior desenvoltura fazendo seu colega e amante Mauro urrar de tesão. A minha noiva safada não se fez de rogada e logo segurou o cacete do macho e sem perder tempo caiu de boca fazendo um belo de um boquete. Ela é como se diz no meio da putaria, de garganta profunda, porque consegue engolir toda a pica do macho. E não só isso, ela ainda deixa a pica toda babada, que é muito gostoso.Eu adoro e vendo ela fazendo daquele jeito em seu amante eu fiquei morto de tesão.Jamais imaginei que iria sentir tesão vendo minha noiva pagar um boquete para outro ainda mais sabendo que eu estava vendo tudo. A safada virava os olhos e olhava bem para o espelho sabendo que eu estava vendo nitidamente ela chupando pica. Realmente acabei de crer minha noiva é uma puta mesmo precisa de mais de um macho para satisfaze-la. O tal Mauro virava os olhos de tanto prazer que sentia no boquete quando eu percebi ele segurar em seus cabelos e forçar alguns movimentos de quadris logo ele urrou alto chamando ela de safada e despejou um litro de porra na cara dela, e ainda colocou ela pra chupar a pica toda gozada. É claro que nada era forçado ela fazia do jeito que ela queria.
Depois da pica toda limpa, ele ainda meio bomba ela continuava a chupar ai ele botou uma camisinha Após colocar a camisinha, o macho foi para dentro dela, da minha putinha, da minha noiva que até poucos dias atrás eu acreditava que era só minha.
 Ele meteu tanto na buceta dela que parecia que iria colocar até as bolas tamanha a força, que ele fazia o barulho de seus corpos estalavam que dava para ser ouvido no quarto ao lado. Os gemidos pareciam urros, na sequência de estocadas, a minha noiva foi ficando cada vez mais maluca, gozou repetidas vezes, até perdi as contas.
No final, depois de comê-la em todas as posições, ele tirou a camisinha e gozou, na cara dela que chegou a escorrer pelo pescoço e seios.
Minha noiva ficou prostrada com a respiração ofegante aí Mauro foi tomar um banho e já veio vestido. Chegou perto dela que ia levantar, mas ele não deixou e falou fica ai toda gozada para teu corno te limpar já estou saindo, mas amanhã volto com mais tempo.
O fdp abriu a carteira e jogou na cama uma nota de 50 reais, então era este o preço do meu chifre uns míseros 50,00 reais, mas o prazer que eu senti valia milhões esperei ele sair logo minha noiva veio abriu a porta eu abracei ela percebeu mancha de esperma na minha roupa ai deduziu que eu havia gozado vendo-a com outro isto foi assinatura do meu título de corno manso. Ela me abraçou e perguntou o que achava de tudo aquilo eu disse que tinha adorado ver pois também tinha gozado mas na punheta, ela sorriu me pegou a mão e fomos para cama de início eu fiquei apenas olhando-a para seu corpo esperando um sinal seu como um bom corno manso deve fazer. Quando ela com a cara de vadia me puxa sobre ela fui conferi de pertinho o que me sobrou foi uma puta totalmente esfolada e quase arrombada de tanto que tinha levado pica e de tanto gozar.É claro que um banho de língua foi como um relaxante para curar todos os males. Márcia ronronava e eu caprichei deixando –a toda limpinha o tesão tomava conta de meu corpo com muito cuidado abri suas coxas e meti meu pau que entrou folgado com pequenos movimentos gozei deixando assim a marca do corno.
Márcia me deixava louco me dizia juras de amor, mas eu bem sabia que agora jamais ela iria deixar de me dá chifres.
E eu nem me importo mais o mais gostoso é saber que ela em qualquer circunstância sempre volta para meus braços. E isto foi início de uma trajetória de um casal feliz, nos casamos Marcia tem seus machos com encontros esporádicos, alguns em nossa casa em minha ausência, mas tudo filmado e documentado ou ela para variar vai a motéis neste caso ela já atendeu ligações minhas e eu ouvia seus gemidos enquanto era fodida. Coisa que eu adorava era ouvir seus gemidos os tapas que levava em sua bunda, depois voltava para meus braços e eu a enchia de muito carinho afinal é para isto que corno serve dá carinho e atender os caprichos da mulher amada. Sou corno, mas sou um corno feliz.

Docecomomel (Hgata)
Feira de Santana,08 de julho de 2017
Bahia :Brasil



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...