Desejos do Facebook

Valeu ...O reconhecimento!

Grata aos seguidores.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Tornei-me amante do meu sogro.




Transei com meu sogro... Gostei que fiquei cativa
Por ter casado muito jovem e inexperiente eu pouco sabia da vida.
Meu casamento não durou muito meu marido adorava farras e viajava com amigos para festas e baladas.
Cansei de encontrar telefone anotado com nomes de mulher em seus bolsos.
Marcas de batom em suas roupas e chupões em seu pescoço.
 Foi inevitável nossa separação, eu com apenas 23 anos separada do marido estudando faculdade e sem condições de arcar minhas despesas.
Como poderia ir morar sozinha sem dinheiro.
 Quando estávamos decidindo a situação legalmente meu sogro me ajudou em minha defesa e foi peça chave como se fosse meu advogado.
Ele sabia que a separação foi causada pelo seu filho irresponsável, então ficou decidido que eu ficaria morando em sua casa ate terminar a faculdade.
Sua casa era enorme e ele viúvo gostava de companhia. Concordei de ficar até acabar minha faculdade afinal faltava  apenas dois( 2) semestres,assim poderia achar um emprego e  seria melhor.
Nos primeiros 15 dias pouco eu via meu sogro que sempre ia para o sitio perto da cidade. Meu ex-marido sumiu mesmo .
Eu me sentia a dona da casa, quando chegava da faculdade sempre tomava banho e vestia roupa de dormir. Até que um dia adormeci no sofá e acordei já bem tarde sentindo que alguém me admirava.
Assustada abri os olhos e deparei com meu sogro parado em pé me olhando.
Levantei e pedindo desculpas fui em direção a meu quarto.
Meu ex-sogro sorriu e disse Marcela enquanto você dormia ai no sofá eu te olhava e pensei, meu filho é um otário.
Porque seu Guido?
-Tendo uma mulher como você dentro de casa sair catando vagabunda por ao.
-Mas já passou seu Guido o deixa não me apetece mais conviver com ele.
Levantei do sofá e fui para meu quarto, quando já bem tarde eu estava dormindo ouço alguém bater a porta... Estranhei quando ouvi seu Guido me chamando.
Abri a porta e olhei fixamente para ele.
Ele apenas disse poucas palavras.
Marcela eu não aguento mais te desejar tanto... Agora que você não é mais minha nora de uma chance para este pobre homem que sofre te desejando.
-Mas seu Guido...
Nem mais nem menos menina te desejo demais, você me deixa noites sem dormir. Eu só penso em você menina.
-Vem amar este pobre coroa que te adora.
E meus pensamentos em desalinho me causa um remorso incrível. Jamais notei qualquer intenção de seu Guido para comigo.
Deixei-o entrar em meu quarto e comecei a falar...
Seu Guido eu não sabia que o senhor gostava de mim.
Gostar é pouca Marcela eu te amo.
 Calma Sr. Guido.
. E veio me abraçando,
-Ah Marcela quanto tempo perdido te desejando a vendo sofrer por causa de meu filho e eu te amando secretamente.
-Te quero menina, como mulher como amante, como esposa.
E deu-me um beijo suave, mas com muito ardor eu sentia seu corpo em estase.
Eu estava carente, mas não de sexo, mas de amor e ali naqueles braços encontrei o que mais desejei amor.
-Com carinho abracei e beijei falando.
Calmo Guido que vamos ter bastante tempo!
 E fomos para seu quarto.
Pausadamente ele ia tirando minha roupa, beijando-me e acariciando cada parte de meu corpo.
Eu estava excitada e feliz, pois encontrei o amor que tanto desejei em um homem.
Deitada sendo acariciada eu me sentia como se estivesse em outro plano de vida. Guido me olhava com olhos brilhantes de desejo.Quando finalmente tirou sua cueca e ajoelhado entre minhas pernas.Meus olhos cintilaram de tesão.
Que cacete, aproximadamente uns 19 cm, liso com cabeça bem vermelha. Guido segurou em meu púbis e terminou de tirar minha calcinha:
Com a boca começou acariciar sobre minha xoxota.
Não eram chupadas, mas carinhos com beijos molhados, me atiçando me provocando...
- Não vejo a hora de meter nessa sua xoxotinha que deve ainda esta apertadinha e louca para fuder!
-Ah eu gemi como uma gata no cio.
Encostei-me prendendo minhas pernas em sua cintura...
E falei ah Guido eu também estava louca pra sentir seu enorme cacete na minha xoxota:
- Então vem Guido... Vem ... Vem enfiar esse porrete gostoso na minha xoxota.
-Vem agradar tua norinha que anda louca para transar.
Meu sogro parecia um garanhão enlouquecido.
 Desesperado foi logo encostando e empurrando todo cacete entre meus lábios vaginais até encostar cabeçorra no meu útero.
Gemi alto e ele parou... Te machuquei amor?
-Não Guido eu gemi foi de tesão...
- Ahh delicia.
- Ooooh my good!
 -Mete!
-Me rasga toda com esse porrete delicioso!
-Ele dando estocadas fortes entrava e saia de dentro de mim.
-A cama ia ao ritmo balançando junto ao nosso embalo.
- Porra que sacanagem... Como é gostoso saber que estou fudendo na xoxota da minha  nora!
Deitada sobre a cama eu recebia aquele macho que me rasgava minhas entranhas deixando vestígios de fogo dentro do meu corpo
.Ah Guido que delicia fode tua nora, meu sogrão tarado e gostoso fode enche tua norinha de leite.
-Não ah eu vou gozar. Vou gozar ah que delicia e fechei minhas pernas em sua cintura deixando-o só no ritmo do meu rebolado.
Foi uma explosão mutua logo Guido começa e gemer.
- Não para!
- Não para!
 -Vou gozar! Vou  goooozarrrrrr!!!!!
-Ah que gostosooooooooooo!
-Meu corpo vibrava gostoso num longo orgasmo quando senti Guido gozando dentro da minha xoxota...
 Foi tão bom que simplesmente achei que não devia me preocupar com aquela enorme quantidade de porra que saía da minha xoxota e escorria por minhas coxas.
Ficamos abraçados e entre beijos ouvi dizer.
_ Ah agora você não me escapa mais menina.
-Não vou deixar você sair da minha vida jamais.
- Vamos tomar um banho que ainda temos a noite toda para amar.
- Não demorou muito e estávamos no banheiro tomando banho e entre carinhos e mãos bobas, já estávamos preparados para uma nova sessão de muito cacete na xoxota da norinha.
-Enquanto ele começava a chupar meus peitos:
- Eu amo você...
 Pena que vamos ter que continuar escondendo este meu amor por um tempo, mas é só ate seu divorcio sair.
-Ai quero mostrar para todo mundo!
-Sem nenhum constrangimento, que você é minha deusa, amante e mulher.
- Vem agora amor quero sentir teu gozo na minha boquinha vem!
-Você é muito safado ein Guido!
- Você é mesmo muito gostosa Marcela. ... Mas estou adorando ver que gostou de ter relações sexuais comigo!
Somente um ano depois é que mudamos para uma cidade próxima e moramos em um apartamento no centro da cidade.
-E eu terminei meu curso da faculdade.
 E somos felizes, tivemos problemas com meu ex- pois ficou revoltado de perder.
Afinal ele todo sara dão e quando me viu toda feliz com seu pai, não quis aceitar.
Mas a escolha foi dele e agradeço por ter-me encontrado com Guido no caminho de minha vida.
Pois estou feliz.
-E quanto a sexo tenho plena liberdade de viver minhas aventuras.
-Afinal eu apenas estava adormecida para os prazeres da vida.
-E Guido permite e fica feliz de saber que sua esposa é bem conquistada e admirada por quase todos os homens.
.Continuo sendo uma boa esposa que simplesmente gosta de ter amantes pra variar e inovar nas posições sexuais.
E novas modalidades.
E depois fazer direitinho meu dever de casa com meu amante e marido que é meu ex-sogro... Safado e muito gostoso.



docecomomel(hgata)
Visitem meus blogs
http://desejosdeinsanos.blogspot.com.br/
Skype.docecomomel2011@hotmail.com


quarta-feira, 19 de junho de 2013

Meu namorado Afro e bem dotado.






Olá:
Não sei se meus leitores já observaram, mas tenho um fetiche, ou uma tara, nem sei denominar ao certo o que é.
Mas eu particularmente adoro um negro, se for um bem dotado... Ai que eu me acabo.
Sou morena clara, mas fui abençoada em ter nascido na Bahia.
A população em sua maioria composta por negros e afrodescendentes.
Minha terra é abençoada pelas belezas naturais, povo alegre e festivo e. Cada negro digno de ficar com o tesão a flor da pele.Sua tez reluzente,seus músculos e sua genética fora dos padrões causam a maior euforia dentre todas as mulheres.
Sou louca por um negro.
Vou contar quando tive o privilégio de ter um namorado negro...
E que negro!
 Eu conheci Tadeu em um aniversario de um amigo comum.
Achei muito bonito, sorriso que esbanjava alegria.
Fomos apresentados dançamos, ficamos nos beijamos muito, trocamos contado e assim foi uma semana de bate papo e SMS de mimos.
Marcamos de sair no sábado.
As 21 h meu celular toca é o Tadeu avisando-me que já estava na frente da minha casa.
Retoquei meu batom e sai toda feliz.
Tadeu muito gentil abriu a porta do carro e beijou-me com apenas um selinho.
Achei normal afinal estávamos saindo e borrar a maquiagem não seria o ideal naquele momento.
Fomos a uma balada, adoro musica eletrônica e dançamos muito.
Não sou uma consumidora alcoólica, mas neste dia acompanhei Tadeu e tomei uma pequena dose de uísque.
Fiquei com um meio fogo e comecei a dançar esfregando-me em Tadeu que ria adorando meu pequeno show particular.
Eu sentia que Tadeu estava excitado seu cacete rígido apertado dentro da calça jeans.
Também pudera eu estava me esfregando pelo seu corpo propositalmente.
Da balada para o motel foi algo rápido.
No caminho enquanto Tadeu dirigia eu alisava seu cacete sobre a roupa até que ele abriu a braguilha e colocou seu cacete para fora, foi quando eu comecei a punheta-lo.
Fiquei como enlouquecida com aquela visão maravilhosa sentir entre minhas mãos, aquele cacete grosso cheio de veias, com cabeçorra vermelha.
E enquanto Tadeu dirigia entre a loucura do transito eu comecei a mamar o cacete do meu negrão. Mamava loucamente sem conseguir enfiar tudo na boca, chupando bastante a cabeça do cacete, Eu mamava e punhetava aquele cacete feito uma puta no cio e logo meu negrão começou a gemer e enfiou a mão por baixo de minha saia encontrando minha xoxota ensopadinha de meu mel.
Tadeu estava tão louco de tesão quanto eu.
Ainda bem que o motel não era tão longe entramos como dois desesperados e já fomos nos agarrando tirando as roupas e caindo os dois na cama.
O momento era de reconhecimento de mãos e bocas que se exploravam.
Quando Tadeu foi insinuando sua boca ávida pelo meu púbis fiquei em êxtase.
Claro que não sou santa e fui lentamente descendo com a boca pelo seu corpo ate chegar a seu cacete rígido.
Seu gemido rouco foi gostoso de ouvir, mas não larguei do cacete dele, fui percorrendo aquele cacete grosso latejando de excitação ate chegar aos culhões.
O negão enlouqueceu de tesão levantou-me com vontade me encostou-se ao frigobar e com força começou e meter o cacete.
Eu gemia e rebolava mais do que a pior vadia.
O cacete dele entrava até final e logo ele puxava deixando só cabeça latejando na minha xoxota gulosa.
 Tentei me conter, mas não conseguia.
Aquele cacete me causava imenso prazer eu me sentia como se tivesse sendo rasgada ao meio. Era muita sacanagem.
 Meu orgasmo veio com uma intensidade descomunal ai logo comecei a gemer e gritar.
Tadeu me segurou colocando-me em seu colo e estocava com muita força e vigor.
Fui à loucura... Eta negão safado gente.
Parecia um bate estaca me fudendo sem parar: Ele metia sem dó e eu já não me importava se alguém fosse me ouvir e gritava loucamente. Ele me acompanhou gemendo a cada estocada que ele dava. Sentia a mistura de prazer e do tesão.
Ele me apertava e gemia feito louco enquanto me fodia, sem dó nem piedade.
Depois de passado alguns minutos sinto seu cacete se avolumar mais ainda, com força seu orgasmo chega com intensidade:
Foi um delírio total. sua respiração ofegante seus lábios contraídos seus gemidos profundos.Nós  tínhamos a luxuria estampada em nosso rostos.
Ficamos abraçados e pude saborear cada segundo de seu prazer... Logo meu negão queria me enrabar,mas pedi a ele para deixar para outro dia pois a xoxota já estava  ficando ensopada  eu queria mais...muito mais.Ele concordou,mas logo fizemos um papai e mamãe delicioso.
Depois eu conto como foi meu anal com meu negão bem dotado. Ok




19/06/2013.
Docecomomel(hgata)
Veja meu blog
http://desejosdeinsanos.blogspot.com.br/
Skype:docecomomel2011@hotmail.com.
Imagem do google

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Sexo e Aventuras !







Olá meus querido hoje vou relatar uma aventura que me ocorreu no ano de 2012.
Foi quando eu viajei de férias para Fortaleza.
Tenho velhos amigos que moram na maravilhosa cidade.
Eu já tinha contato com uma velha conhecida de bate papos no MSN e quando lhe falei que iria passar uma semana em sua terra ela me passou seu telefone, dizendo que eu poderia ligar.
Que talvez quem soubesse poderíamos nos encontrar.
E algo comum nos dias de hoje acontecer uma aventura em apenas um simples encontro, pois bem o que ocorreu foi muito bom e eu adorei. Na sexta feira pela tarde liguei e marquei  com minha amiga para que pudesse vir a meu encontro já que ela conhecia a cidade bem melhor do que eu.Ela aceitou e endereço dado fiquei a sua espera.
Só a conhecia de foto e pela Web Cam.
Quando estou na lanchonete e vejo aquela morena entrar eu fiquei encantado, até que fim pôde vê-la assim de pertinho, isto me causou a maior excitação.
Ficamos conversando um bom tempo depois fomos a uma loja que vende lembranças do Ceará e trocamos muito carinho, mas nada aconteceu naquele fim de tarde, mas foi marcado de sairmos no dia seguinte.
Na hora marcada em uma praça perto da orla eis que surge aquela morena linda, andava rebolando como uma diva.
Sua saia jeans destacava suas pernas torneadas e seu bumbum ficava mais arrebitado ainda.
Fiquei babando de tesão, de está com aquele pitéu sendo desejada por todos os homens que cruzavam nosso caminho.
Fomos a uma pizzaria tomamos chope, conversamos bastante a excitação estava me consumindo. Depois de alisar suas pernas por baixo da mesa.
Fiquei super excitado e ela discretamente alisava meu cacete, e rindo perguntou se eu iria viajar.
-Vais viajar meu querido Carlos?
Viajar? Eu!
 Não por quê?
 Esta de mala arrumada.
-Sorri e respondi...
 Vou viajar sim, mas para o aconchego de seu corpo!
-Hum... Que delicia Carlos!
Você é muito galante e divertido.
-Podemos ir para algum lugar próximoe mais sossegado¹
-Eu a indaguei.
-Podes pagar uma diária de hotel?
-Claro com o tesão que estou pago até uma semana para saciar meu desejo por você.
Ela sorriu e disse que a noite prometia, assim saímos abraçados em direção a um ponto do taxi.
Pegamos um taxi e fomos para um hotel ali perto da orla.
Assim que preenchi a ficha subimos o elevador entramos no quarto e nem bem fechei a porta me atraquei com aquela morena fogosa com beijos e abraços.
Ela gemia de puro êxtase.
Fiquei louco de tesão.
 Quando ela entrou no banheiro dizendo que tinha uma surpresa eu fiquei meio decepcionado, mas ansioso pela surpresa.
-Mulheres ah estas deliciosas frutas que adoro saborear!
-Quando a porta do banheiro se abre estou deitado na cama só de cueca, esperando minha diva.
–Pronto Carlos estou aqui prontinha.
-E que bela e deliciosa surpresa.
Meu cacete deu uma esticada enorme quando vi aquela diva fazendo pose na porta do banheiro.
Vestida com baby doole vermelho realçando o colo de seus seios, sua calcinha fio dental atochada na bunda.
Fiquei babando!
Uma potranca de deixar ate defunto de cacete em pé.
Venha meu bebê... venha com papai venha!
Exclamei.
E com passos lentos minha diva se aproxima sobe na cama e em pé fica rebolando, meus olhos faiscavam de excitação.
E minha diva foi abaixando-se logo estava sentado sobre meu corpo, meu cacete roçava em sua xoxota que mostrava todo desejo, pois a umidade de sua xoxota era intensa, mostrava em seu baby dooll.
Eu apalpava seus seios mordiscando, e sugando com carinho, sem pressa, o prazer é o fator maior.
Adoro levar uma mulher as portas do paraíso, senti-las vibrar de gozar.
-E maravilhoso.
Como todo bom amante como sempre adoro os preliminares
Muitos beijos pelo corpo todo
Muito toque com as mãos, descobrir os pontos fracos de uma fêmea, é maravilhoso.
Adoro sentir que elas estão a ter prazer, beijei chupei-a toda.
Adorei sentir aquele grelinho bem cheio de tesão, entre meus lábios gulosos e sedentos de mel.
O doce e maravilhoso néctar da fruta maravilhosa do paraíso.
A putinha sentava em minha boca rebolando com a xaninha toda úmida.
Deliciosos momentos de prazer, depois que minha diva já tinha gozado duas vezes e saciado a minha sede de seu mel.
Invertemos coloco-a por cima e deixo-a rebolar, com meu cacete atochado em sua xoxota.
Posição maravilhosa,minha deusa me conduz,rebolando e eu com as mãos livre e boca para complementar minha euforia e fome de sexo.
Ora eu beijava os seus seios, apertava a sua bunda.
Ela continuava cavalgando, lentamente era bom demais, com os joelhos bem juntos para ficar mais apertadinho.
Eu já estava pronto para gozar.
Quando a coloquei de quatro (4) na beirada da cama e eu em pé por trás.
Segurando pelos seus cabelos puxando sua cintura, eu forcei lentamente. E cada parte do meu cacete que adentrava seu corpo era um gemido alto que minha diva soltava.
Já com cacete todo naquela xoxota maravilhosa quente e apertada comecei a meter bem forte.
Foram varias estocadas me apoiando eu sua cintura segurando pelos cabelos como se fosse uma potranca no cio.
Depois mudamos e com um delicioso papai e mamãe. Metia copiosamente ate senti meu cacete ser ensopado pelo seu mel.Minha diva gozava gemendo e rebolando com meu cacete encravado na xoxota apertadinha e lisinha.
Uma delicia de fêmea
Não tive como segurar estoquei com maior intensidade e quando já ia gozar tirei a camisinha jogando longe.
Exporrei jatos intensos de um leite grosso por todo seu corpo. Parecia que havia séculos que não trepava pois gozei muito mesmo.
Seus seios e barriga ficaram lambuzados.
Minha diva me pede um beijo.
Abaixo-me e ficamos colados com nossos corpos unidos pelo prazer.
Logo nos recompomos e recomeçamos uma variedade de posições que me fizeram gozar com mais intensidade ainda.
Minhas férias maravilhosas que jamais me esquecerei do momento que curti com minha diva.
Cada dia uma aventura em um lugar diferente.



Docecomomel(hgata)
Vejam meus blogs.
Meu skype docecomomel2011@hotmail.com

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Uma voz... Uma cantada ...Uma noite de amor.




Já faz um tempo que aconteceu este fato, mas sempre fiquei adiando para descrever. Afinal este é  meu próprio conto ...Vivenciei esta aventura.
Então vamos lá, primeiramente irei me apresentar. Apenas darei nomes fictícios aos personagens para evitar algum constrangimento.
Eu sou Camila agora tenho 24 anos, mas quando ocorreu à aventura tinha 19 aninhos e era muito bobinha e confiava demais nas outras pessoas.
Eu sou morena de 1,73... Olhos pretos e cabelos, tenho seios tamanho médios,uma bunda empinada e bem arrebitada
Vou relatar minha melhor aventura sexual... Eu estava no meu trabalho de recepcionista quando atendi um telefonema de um representante comercial.
Depois de responder todas as perguntas com maior cordialidade possível, Eis que ele me elogia e agradece dizendo que voltaria outra hora a ligar, mas para falar comigo nada em relação ao trabalho.
Eu sorrir e concordei dizendo que poderia ligar quando quisesse, mas achei que seria apenas um galanteio ate que...
Novamente recebi outra ligação conversamos nos apresentamos e assim foram dias seguidos.
Com sua voz de tom grave e suave era gostoso de ouvir seus galanteios.
Assim nos fomos nos conhecendo e conversando por telefone ate nos vermos pela web sem.
O cara era lindo tinha 35 anos morenos de estatura mediana, com um sorriso lindo. Eu me encantei é claro!
Foram dias de conversas ate que decidimos nos conhecermos pessoalmente marcamos um encontro.
Arrumei-me toda... Coloquei uma roupa linda e sexy.E fui a seu encontro.
Quando cheguei ao local marcado ele já estava me esperando, todo arrumado e muito cheiroso. Quando me aproximei dele eu estava nervosa e ansiosa.
Ficamos conversando na praça do shopping e logo estávamos como dois enamorados.
Carlos Juan era seu nome.
Muito sincero disse que é noivo, mas que não deixa de namorar, pois quer ter certeza que está com a pessoa certa. Depois de um bom tempo conversando saímos para dá uma volta.
Carlos Juan me abraçou e sua mão forte segurava com firmeza minha cintura.
Entre uma olhada de vitrine sempre Calos Juan ia me beijando. Aquela sensação ia me deixando louca.Claro que eu não era virgem,mas um namoradinho de colégio inexperiente é bem diferente de um homem maduro que sabe o que quer e como quer.
E entre um elogio e outro o tempo foi passando e logo fomos almoçar juntos.
Depois do almoço Carlos Juan perguntou-me se poderíamos ir para um lugar mais sossegado! Concordei que sim e saímos em seu carro ouvindo uma melodia que embalavam meus pensamentos. Passamos perto de um motel e ele indicou  que eu poderia escolher qual deveríamos ir.
O carro seguia lentamente ate que avistei um motel bem bonito indiquei e ele entrou, pediu uma suíte. Carro na garagem Carlos Juan abriu a porta da suíte e veio  me ajudar a sair do carro.
Um cavalheiro.
Começou me beijando e me pegou no colo e no meu ouvido disse hoje garota você será minha rainha.
Senti um breve arrepio.
Entramos ele colocou-me na cama fechou a porta e começou a me beijar.
No inicio beijos simples e molhados que foram tornando-se mais arrebatadores.
Cada beijo e uma peça de minha roupa eram tirados e vice versa. E fomos ficando deitados e logo seus lábios estavam com volúpia me lambendo.
Sua língua envolta do meu clitóris me elevava ao êxtase.
Meus gemidos de inicio tímidos se tornaram grunhidos de um animal ferido.
Carlos Juan sabia despertar minha libido, ora seus lábios na minha xoxota, logo já brincava com meu anel.
Meus seios foram mordiscados e sugados como se fossem saciar a fome de um bebe.
Foi quando ele ficou em pé ao lado da cama e me ofertou seu cacete rígido.
Claro que cai de boca, lambia a cabeça e meu lábio ia até o saco deixando úmidos. Carlos Juan segurava em meus  cabelos e falava.
Ai putinha que boca gostosa!
Ah delicia... Mama teu porrete mama!
Quando finalmente abocanhei a cabeçorra latejando, Carlos Juan soltou um gemido segurando minha cabeça e ficamos em frenesi em um vai e vem de enlouquecer qualquer um.
Foram momentos de luxuria.
Logo ele retirou seu cacete vibrante de minha boca, colocou uma camisinha e veio aos poucos me puxando até a beirada da cama.
Minhas pernas presas á sua cintura, ficamos encaixados, seu cacete encostado nos lábios vaginais, e lentamente começou a meter bem devagar.
Eu comecei a gemer ele acelerava e gemia também.
 E o ritmo ora cadenciado ora ia aumentando a velocidade.
 O som de nossos gemidos misturado ao som do contato de nossos corpos.
Ficamos alguns minutos sentindo o ápice do prazer até que ele começou a meter com maior intensidade e rapidez e eu acabamos gozando muito.
Quando mais eu gozava mais ele metia.
Quando eu já sem forças e Carlos Juan me coloco de quatro sem tirar o cacete de dentro.
 Segurando na minha cintura puxando ao encontro de seus quadris.
Incessantemente dando alguns tapas na minha bunda sinto seus espasmos de gozo.
Ah que safada gostosa!Gozou como se fosse um garanhão reprodutor.
Ficamos alguns minutos abraçados, como acontece com um casal normal que chegam ao ápice do prazer e entre um beijo e outro Carlos Juan e eu vamos tomar banho.
Momentos que sucederam.
Carlos me esfregava e eu a ele.
Uma total cumplicidade de dois seres que se atraiam.
Assim voltamos para cama. Carlos Juan...alisava  minha bunda e dava leves tapas.
E sempre seus dedos corriam ate meu anel... Assim foram minutos com  brincadeiras até que ele sussurrou ao meu ouvido.
-Amor meu Junior quer mais...
-Ah é?
-Sim olha com ele esta alegre...
Verdade a cabeça latejando que chegava apontar para seu umbigo.
-Hum... Amor é se você me quer também quero!
-Mas eu quero-te foder diferente agora, Diferente como?
-Ah amor quero foder teu rabo, você parece uma potranca com esta bunda que quero saciar minha fome de foder nele.
Ah amor eu tenho medo, tenha não eu tenho cuidado só quero te dá prazer. E Carlos Juan começou a dá beijos na minha bunda e apertava e abria e sua língua escorria até o meu anel.E sua língua passava de lá pra cá e daqui pra lá e eu ficando arrepiada.
Logo eu estava de quatro no meio da cama e Carlos Juan ajoelhado a meus pés. O safado sabia convencer,beijos lambidas e dedadas me deixavam eufórica:
Estava com o tesão no auge.
Camisinha encapada, KY no local certo e comecei a ser comida.
Carlos Juan começou a forçar lentamente, empurrava um pouco e parava.
Ahh... Que delicia,ai gata que gruta apertada e tesuda.
Claro que agora estava gostoso, mas quando comecei a sentir aquela tora me rasgando parecia que ia dividir-me ao meio.
E lentamente fui sentindo uma dorzinha que foi logo substituída por um prazer intenso.
Quando Carlos Juan meteu seu cacete todo no meu rabinho, ficou um tempinho para que me habituasse e logo começou a estocar com um ritmo acelerando e parando. Fui a meu limite.Gemia e urrava de prazer,Carlos Juan  falava palavras que me incitava a liberar meu lado profano.
Eu rebolava e gemia enquanto ele socava incansável ate começarmos um gozo intenso.
Respiração ofegante ficou atracada por alguns minutos até que ele me fala.
Garota que foda deliciosa ein... Você é demais.
Fomos tomar um banho e logo recomeçamos novamente só saímos do motel quando já era mais de meia noite.
Acho que nem preciso dizer que meu representante agora toda semana vem me ver...
Claro que não só ver como provar!
Sempre passamos a noite no motel e cada vez sinto mais prazer e tesão por ele.
E o tempo vai passando algumas vezes ficamos em minha casa onde temos mais liberdade.
Depois eu conto como foi que curtimos um ménage eu ele e uma colega de trabalho.


Docecomomel (hgata)
Vejam meus blog e Sigam.
http://sensacoescomeemocoes.blofspot.com.br/
http://desejosdeinsanos.blogspot.com.br/




quarta-feira, 5 de junho de 2013

Pagando traição com traição







Quando comecei a desconfiar que meu marido estivesse me traindo fiquei furiosa. Mas precisava de  alguma forma armar um flagrante. Bem que desconfiei quando vi Marcos se esmerar em roupas mais refinadas e perfumes. Logo pensei deve está querendo impressionar alguma funcionaria nova da repartição. Ai os dias foram passando.Marcos começou chegar  mas tarde do trabalho.Ainda teve o desplante de dizer que iriam fazer  horas extras na sexta –feira.
Foi quando tive a total certeza que seria hoje o dia do flagrante. Telefonei para meu primo Evandro pedindo ajuda. Expliquei  o que  era e fiz juras que apenas queria um flagra nada de escândalos ,apenas imagens que comprometessem a fidelidade do meu marido
Exatamente as 17.30 estavam eu e meu primo Evandro dentro de seu carro estacionado próximo a repartição que meu marido trabalha.
Quando avistei o carro saindo da guarita imediatamente Evandro ligou seu carro e fomos seguindo-o a distancia.
Marcos é claro todo sorridente com uma jovem loira sentada no banco do carona.
Iam conversando sem se preocuparem que poderiam ser vistos.
Marcos com certeza deve ter dito que é separado, ou que a mulher seja alguma safada. Como quase todos o fazem colocam seu defeitos na companheira e esposa quando quer levar alguma outra para a cama.
Assim seguimos por alguns minutos.
Depois de rodar por mais de 20 minutos Marcos se dirige a um local onde tem vários motéis.
Quando ele fez sinal que iria entrar em um Evandro fez o mesmo olhei com olhos arregalados para ele.
-Apenas riu se é flagrante minha querida prima precisa ser completo.
Comecei a tirar fotos onde mostrava nitidamente a placa do carro.
Quando entraram em um apartamento luxuoso, entramos em um ao lado.
Fotos foram tiradas ficamos eu e Evandro sentado na cama apenas ouvindo os gemidos que eram oriundos do apartamento ao Lado.
Senti uma raiva intensa do meu marido.
Pois pensava nas noites que dormia frustrada sem sexo, pois o mesmo alegava cansaço e que precisava acordar cedo.
Fiquei possessa de raiva.
Foi assim que Evandro meu primo falou... Marcela não adianta você pegar ele em flagrante e depois quando ele começar a correr atrás,você ficar com peninha e voltar para este safado.
-Não quero jogar lenha na fogueira, mas todos da família sabem o quanto ele é um crápula.
Precisa Marcella é do troco, dá um belo par de chifres neste safado para ele aprender com quem foi mexer desta vez.
-Uma boa ideia Evandro, mas me responde quem vai querer uma coroa de 42 anos separada e ainda por cima traída.
-Bem... Eu sou um forte candidato ao cargo e olhe que sempre tive maior tesão por você apenas não tentei nada por respeito a sua mãe que é prima.
-E a você que eu achava que vivia bem com seu marido.
-Agora vejo que perdemos foi tempo.
-E dizendo estas palavras me segurou pelos ombros e deu-me um beijo arrebatador.
-Senti um espasmo de prazer.
-Caramba jamais pensei que poderia ocorrer algo assim tão rápido em minha vida.
-E em minutos estava eu e Evandro no maior amassa na cama do motel.
--Eu nem lembrava porque tinha chegado até ali... Só pensava em aproveitar o momento. Ufa e que momento bom viu?
-Eu pedia e gemia que empurrasse o cacete ate o talo. Evandro dizia palavras que me incitavam a me comportar como uma vadia.Eu estava fora do normal.
-Em um motel com um amigo e dando para ele como se fosse a maior safada.
Evandro gemeu e forçou até que a cabeça do cacete entrou.
Soltei um gemido gutural, parecia um animal em cio. Eu pedia e gemia que empurrasse o cacete ate o talo. Evandro dizia palavras que me incitavam a me comportar como uma vadia. Eu estava fora do normal.Prendi minhas pernas a sua cintura e ficamos em um ritmo balanceado.Havia momentos que Evandro tirava o cacete deixando só cabeça dentro,olhava-me nos olhos e dizia.Quer mais minha puta safada? Vai... pede...implora!
Ahh eu quero maltrate tua puta safada... Leve-me ao êxtase... Meu limite!
E Evandro tirou o cacete colocou-me de quatro (4) e começou a estocar furiosamente sempre dando tapas na minha bunda.
Em alguns momentos dedilhava meu clitóris deixando-me mais alucinada ainda.
Eu jamais senti tanto prazer em uma trepada como estava sentindo naquele exato momento. Meus pensamentos eram de puro êxtase e prazer.Meu gozo se aproximava Evandro parecia um bate estaca incansável.
Quando eu não aguentava mais comecei a implorar...
Ah que delicia...
Mete mais forte...
Assim... aii ...Eu vou gozar ...
Evandro me segurava pelos cabelos e ia dizendo minha potranca quer gozar é?
Goza... Que quero sentir teu mel lavar cabeça do meu cacete safada...
Goza safada...
E meu corpo começou a liberar sensações que eu jamais senti.
Parecia que não era eu ali naquele momento.
Ai... "Mete mais forte ...Vai mais forte...Castiga-me"
Imediatamente começamos a gozar, sentia seu membro todo enfiado na minha xoxota. Ficamos atracados alguns minutos e logo Evandro me virou em um papai e mamãe e tornou a  enfiar  o cacete de novo,vamos repeti r dose e deu mais uma sequencia de estocadas e senti novos espasmos de seu gozo.
Caramba... Que Delicia!
Alternando entre beijos e abraços sentia seu cacete latejando dentro de mim.
Comprimir minhas pernas deixando-o preso e com alguns movimentos de quadris recomecei a gemer e... Gozei.
Evandro com um sorriso de orelha a orelha me beijando, falou que jamais esperava tanta sintonia entre nós dois. Rimos e fomos tomar um banho.
 Recomeçamos e Evandro e eu abraçados como dois amantes satisfeitos de uma aventura. Era só alegria e prazer. Quando ele falou-me Marcella seu ex-marido é um otário de não perceber o vulcão de mulher que tinha em casa!
Ex? Evandro!
Claro! Você acha que vou deixa você com ele novamente?
Perdeu... E deixa de falar nesta otário que temos uma noite para aproveitar.Aposto com você que ele nunca  fez sexo anal,estou errado?
Você esta certo Evandro só agora percebo que perdi (6) seis anos de minha vida ao lado de quem não me merece.
Esquece querida agora é uma nova etapa, estou junto para apoiar e recuperar o tempo que perdemos.
Assim logo pedi meu divórcio e meu ex-marido ficou surpreso, afinal achava que tinha uma boboca que iria ficar o resto de seus dias a espera de sua esmola.
Afinal prazer não se compra se sente.
Mas nada é por acaso. Perdemos uma trilha mas não um caminho.





Docecomomel(hgata)
Vejam meus blogs.
http:sensacoescomemocoes.blogspot.com.br/
http://extasesedeliriosdedocecomomel.blogspot.com.br/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...