Desejos do Facebook

Valeu ...O reconhecimento!

Grata aos seguidores.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Loucuras Gostosas !


Casando com a verdade
Trabalho em uma empresa Multinacional onde predomina funcionários masculinos.
Eu em particular adoro sinto-me o cento das atenções.
Mas nem todos encaram desta forma principalmente por eu ter um cargo de chefia.
Mas faço o que posso para desempenhar meu papel na melhor forma possível.
Já percebi que preciso mostrar minha forca e determinação como mulher pra sobreviver naquele ambiente, em algumas vezes se torna hostil.
Mas isto é um caso aparte.
Caminhos profissionais não são oferecidos de mão beijada, mas sim galgados com suor e muito trabalho. Recentemente estava na copa era um horário do lanche e ouvia dois colegas de repartição conversarem,sabia que era de minha pessoa no meu canto estava lá quieta fiquei.
Os dois colegas era Lúcio e Mauro. Os dois são recém contratados o Mauro é afro descendente tem um currículo muito bom em diplomas ,mas em prática nenhuma,eu que dei apoio para ser contratado ,mas ele não sabe disto.
A conversa dos dois era assim.
-Lucio, pois é Mauro a
Marcela tem grande peso aqui na empresa, é chefe de setor e tem grande capacidade de criatividade!
_Ah. Isto não importa vejo ela se rebolando de lá pra cá o que quero mesmo é meter nela,será que o chefe geral come ela?
_Cara isto é coisa de se dizer?
_É sim tenho maior tesão nela queria sentir era o peso dela rebolando no meu cacete isto sim, quando ela sentisse minha manjuba de 22 cm ela iria rebolar e gemer pior que égua no cio. rsrsrs
_Tá bom cara se você tem tara por ela corre atrás, mas eu to fora de problemas, mas dizer que ela dá pro chefe é perigoso isto pode dá justa causa.
_RSS... Justa só se for a buceta dela com meu cacete atolado.
_Caramba você tá doido é?
Doido para enrabar ela isto sim.
Fiz uns movimentos gerando barulho e vi dois homens com olhos esbugalhados e surpresos.
Cumprimentei e sai em direção a minha sala de trabalho.
Mesmo em cochicho ouvi o Lucio falar xi cara se ela ouviu?
_To nem ai o que falei é o que penso e quero fazer mesmo.
Fui para casa e não saia dos meus pensamentos as palavras do Mauro, a bem da verdade ele era um verdadeiro armário, alto forte com seus dentes alvos e brilhantes, mas daí a insinuar que fiquei excitada com as palavras dele, isto não posso negar.
E, além disso, bem claro e direto.
Bem vou cuidar da minha vida e hoje é sexta feira e vou sair para curtir a nighit.
Na sexta à noite nós saímos com um grupo de amigos, fomos a um barzinho ouvir um som ao vivo e comer aperitivos acompanhados de um bom vinho.
Para minha surpresa quando me dirigir ao banheiro passou por uma mesa e reconheci o Mauro meu colega e subordinado da empresa. Seu sorriso iluminou o ambiente e levantou-se vindo me cumprimentar.
Acabando os cumprimentos retornei a mesa, mas continuava a olhar para o Mauro que acredito que fazia a mesma coisa que eu, por diversas vezes nossos olhares se encontravam.
Não demorou muito Mauro dirigiu-se a nossa mesa e o convidei a sentar conosco, coisa que foi aceita com bom grado.
Tai você como o julgamento às pessoas é algo enganoso, ele gentil e logo estava amigos de todos.
A Luciana minha amiga e colega me cutucaram e disseram.
Haja tem um pitéu para esquentar sua cama final de semana ein Marcela,
Poxa Lu, nada disto, poxa nada o cara fica com os olhos vidrados em você,
Acorda menina e vai à luta rsrsr.
Esta Luciana é fogo conversou ela logo quer traçar.
Mas bem que o Mauro é um homem muito bonito, se me cantar cai na rede sim. rsrsrsrr
Assim ficamos em conversas até bem tarde e já íamos embora quando Mauro salientou, pode deixar amigos que levo a Marcela afinal somos colegas de trabalho e não há riscos.
Ou há?Rsrsr
Todos riram e Luciana afoita se há riscos com certeza não é pra Marcela. Rsrsr.
Entre risos despediu-se.
Até gente já fui, beijos.
Saíram deixando-me as sós com Mauro.
Assim m fomos em direção a minha casa, e sentia o olhar de Mauro percorrendo meu corpo parando mais em meus seios, isto me deixou rubra e excitada.
Ele notou e indagou com um sorriso.
Um doce por seus pensamentos e um beijo se eu adivinhar.
Ah eu não pensei nada Mauro.
Pensou sim e ficou excitada por sentir meu olhar e desejo por você, dizendo de imediato quero sim Marcela te comer e não posso negar veja.
E você também esta excitada ou não.
Não!
Mentira esta sim veja!
Dizendo isto meteu sua mão entre as minhas pernas e enfiando seus dedos entre a lateral da calcinha começou a brincar com meu grelinho.
Entre surpresa com a ação e prazer do ato fiquei sem reação, apenas soltei um suspiro e um gemido.
Esta vendo Marcela você quer tanto quanto eu.
Veja como estou!
Seu cacete realmente estava a ponto de rasgar a calça, e, diga-se de passagem, parecia ser bem grande pelo volume que fazia.
Não tive como evitar e minha mão começou a acariciar seu membro, no inicio por cima da roupa depois vi com olhos atônitos seu cacete de fora, minha vontade era de cair de boca. Mas ele estava dirigindo e isto não era bom.
Bem me diga vamos ficar assim ou vamos provocar um acidente?
Acho melhor irmos para minha casa, ou motel?
_Ele assentiu que gostaria de ir para um motel
Então vamos!
Senti aquelas mãos firmes nos meus seios... Seu cacete roçando a minha bunda.
Finalmente entramos na suíte para alivio senão iria dá na garagem mesmo de tanta euforia do Mauro.
Quase sem querer sai de perto do Mauro, ainda consegui ir ao banheiro, mas logo Mauro veio me fazer companhia.
Nossas mãos trocavam caricias e pude ver com muito bom grado seu cacete riste que fazia um arco, de tão excitado quase batia no umbigo.
Jamais me imaginei assim, eu ali com os olhos fechados, suspirando e sorrindo... sendo acariciada pelas mãos forte do Mauro.
Eu acariciava todo seu membro e sentia toda sua excitação, seu cacete rígido com as veias dilatadas.
Era delicioso prever o que iria acontecer logo em breve.
Minhas mãos escorregavam pelo seu corpo e eu estava quase explodindo de texto,
Ele, então, colou sua boca a minha.
Meus pensamentos diziam não meu corpo dizia sim, mas o texto tomava conta de mim e eu sentia um desejo insano de ser possuída.
Com o corpo dele já totalmente colado ao meu, senti que o pau dele estava completamente duro e empinado entre as minhas coxas.
Suspendendo-me entre seus braços começou a meter, minha excitação deixava minha xoxota super-encharcada.
Não havendo empecilho nenhum.
Ele me segurava pela cintura e metia com forca e ritmo enquanto dizia que eu era muito gostosa.
Que sonhava sempre em me comer.
E sabia que eu também pensava nele.
Convencido, mas muito gostoso.
Disse que quando me via toda sexy pela empresa a vontade me era de idade raptar.
E que já ate poeta no banheiro da firma já bateu pensando em mim... rsrsrs.
Entre trocas de confidencias sentia seu membro se alojando na minha xoxota.
Delicia ficar a mercê do seu membro que vibrava a cada estocada.
Que ele com o maior prazer dariam a mim aquilo que nenhum homem já deu.
Eu ouvia aquilo e vibrava de tesão.
Já gemia alto,quando explodi em um orgasmo forte meu corpo entrou em ondas convulsivas de prazer,deixando-me tremula.
Sem me importar com nada eu pedia mais, queria mais .
Logo em poucos minutos gozei.
Seus dedos massageando meu clitóris.
Fui à loucura,
Meu corpo todo tremia, sentia um misto de realização e excitação.
Depois de algum tempo eu tive a certeza que encontre i a fonte de energia para esquentar minhas noites de solidão.
Tivemos uma conversa franca e direta e colocando as nossas diferenças de lado.
Decidimos ficar juntos, mas tentando não ser liberal na empresa, pois isto poderia prejudicá-lo.
Mas adorei a idéia de tê-lo sempre, isto ele teria sempre meu apoio e nossas noites recheadas de muito sexo e tesão.
Assim comecei a dá de novo, Assim aquela noite estava acabando... E sem nenhuma surpresa o excitação tomou conta de nós novamente!
E o vendo na cama com seu membro apontado para o alto não resistir e comecei a chupá-lo, pedindo que me comesse
Muito que eu não queria que nossa noite acabasse.
Assim fizemos um sessenta e nove e provei de sua seiva quente.
Acredito que a noite é uma criança... Então vamos brincar de preferência de papai e mamãe e coisinhas mais.

Docecomomel(hgata)
Imagem aleatória do google






Queridos leitores, desculpe se o conto excedeu aos padrões formais de meus escritos, mas tive esta experiência.
Não recente, mas tive e adorei com certeza.
Loucura total

terça-feira, 29 de março de 2011

segunda-feira, 28 de março de 2011

Amor e Muito Sexo Virtual




Depois de meses infindaveis de contato virtual ,chegou o grande dia vou conhecer meu amigo do Estado do Rio de janeiro.Por foto e web cam já o conheço nos minimos detalhes em tamanho, altura, peso e espessura,ops .
Pois é nos conhecemos na maior intimidade pois rola sexo virtual dia sim dia não.E eu adoro,mas hoje sentirei seu calor de macho e seu sabor.
Uau... Só de pensar já fico excitada.
São 19 horas estou apreensiva o seu vôo acabou de aterrisar.
Já sinto calafrios de ansiedade.
Bem já o avistei o meu amigo e amor virtual ,mas se depender de meu desejo nem vou esperar para chegar em meu apartamento vamos direto para um motel afinal é fogo na xoxota em excesso.
Eduardo se aproxima com um sorriso cativante e nossos braços se entrelaçam em um beijo cinematografico.
Sua lingua adentrando minha boca,sua saliva morna misturada a minha,é pura excitação e desejos.
Pegamos sua bagagem e saimos do aeroporto abraçados ,indo para o estacionamento.
Logo já foi dizendo .
_Marcela estou com tanto desejo de você que nem sei se aguento chegar até seu apartamento.
_Ah...Eduardo não diga isto pois é o que sinto ,estou ansiosa para complementar nossa relação.
Já são meses de espera para sentir você no real sentido da palavra sexo.
_Vamos então acabar com esta ansiedade.
E comecei a dirigir no transito de Salvador,ainda bem que este horario está mais tranquilo,e posso desenvolver uma velocidade maior diminuindo o tempo de chegar a minha moradia.
Chegamos e subimos abraçados como dois enamorados.
Eduardo estava tão ansioso quanto eu.
Assim que entramos e começamos a nos beijar,eu sentia seu cacete roçando em mim.
Suas mãos ávidas procuravam a minha xoxota.
Era muito tesão.
Até parecia que iamos transar ali mesmo na sala,nossas roupas estavam espalhadas pelo tapete.
Entre beijos e abraços decidimos fazer um sexo louco, sem preparação para o ato.
Fomos para o banheiro e lá recomeçamos nossa estripulias, começamos a nos beijar, ele roçava o cacete em mim, puxava meu cabelo,mordiscava os meus seios.
Eu estava ficando louca,queria logo que ele me fodesse.
Mas ele protelava maltratava-me deixando mais ainda excitada.
Quando ele abaixou-se a minha frente e começou a me chupar fiquei com as pernas tremulas e logo explodi em um gozo intenso.
Eduardo me chamava de... putinha safada.
Goza na boquinha de painho minha gostosa.
Parecia música para meus ouvidos,isto me incitava a gozar mais ainda.
E assim Eduardo me segurando no colo fomos para a cama.
Eu deitada já esmorecida de um gozo vi reacender o desejo.
Quando Eduardo aproximando da cama com seu cacete em riste,e apontando-o para mim diz com uma voz dengosa.
Tome seu leitinho Marcelinha direto do produtor.
Eu apenas me ajoelhei na cama e comecei a chupar aquele cacete gostoso, que eu só conhecia por foto. cada lambida que eu dava, cada chupada ... Ele gemia muito e gostoso. Eu ficava olhando pra ele e mamando-o cada vez mais eu queria enfiar tudo aquilo na minha boca, seus movimentos eram cada vez mais gostoso.
Eu chupando seu cacete com vontade e Eduardo mexendo seu quadris .
Seu membro aprofundava cada vez mais em minha garganta.
Gostoso sentir seu sabor especial de macho.Sua babinha adocicada.
Suas mãos sempre na minha xoxota que estava encharcada e muito molhadinha.
Quando já a ponto de explodir em um orgasmo Eduardo diz.
Marcelinha...Eu ...Quero comer seu rabo.
Suas palavras foram suaves mas senti como uma ordem e assim eu virei de costas e ele começou a me falar putarias,
Isto me deixava mais enlouquecida de tesão.
Sabia que ele estava preparando meu corpo suas mãos me alisavam e acariciavam deixando cada vez mais receptiva.
Logo que seu cacete já encapado foi enfiando aos poucos me rasgando toda.
Era so gemidos e urros de ambos.
Ele metia com força e vigor e era muito gostoso.
Ficamos assim um tempo em um vai e vem frenético.
Nossos corpos exalavam odor de sexo .
Quando Eduardo começou em um vai e vem mais veloz senti como se tivesse sendo rasgada,meu rabo mordiscava seu cacete ele gemia alto e gostoso.
Assim ele me colocou no beiral da cama e com um pé apoiado no colchão,acelerou os movimentos e começou a me encher de porra, era muito prazer eu gemia alto pois já não aguentava mais e comecei a gozar novamente.
Senti meu corpo todo tremer, senti-me preenchida e realizada.
Seu leite começou a escorrer pela pernas e mesmo cambaleante fomos até o banheiro como se fossemos dois animais no cio atracados e unidos pelo prazer de uma bela foda.
Ficamos realizados e felizes e logo recomeçamos uma nova etapa de carinhos.


Docecomomel(hgata)
“Não confundam autor com sua obra”
27/03/2011.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Traí...Gostei e teve Bis!




Bem nunca fui de traí, mas atire a primeira pedra quem nunca errou.
Sou casada e tenho dois filhos adolescentes de 16 e 17 anos.
Então em minha casa é um entra e sai de jovens constantemente.
Meu marido viaja muito algumas vezes demora até 15 dias, isto me deixa carente e por muitas e muitas vezes me masturbo compulsivamente sinto desejos de sexo.
E para ajudar a TPM aflora mais a minha libido.
Pois bem meus filhos como citei acima tem muitos amigos, de colégio futebol, mas em especial existe um amigo do meu filho Marcelo que se chama Ricardo ele é um pouco mais velho é um freqüentador assíduo de minha casa.
Algumas vezes ficam jogando e vendo filmes até que o Ricardo acaba até dormindo em minha casa.
E uma presença constante.
Mas no ultimo final de semana aconteceu algo inusitado, acredito que os jovens estavam vendo filmes pornôs e o Ricardo estava entre eles.
Eu estava na sala sem conseguir conciliar o sono estava lendo um livro e ouvindo musica para relaxar.
Pois bem eu não sabia que o Ricardo estava na minha casa e como já era bem tarde estava só de baby dool.
Um básico pretinho afinal o calor era intenso, e para minha surpresa quando me dirigi à cozinha tomar um suco dei de cara com o Ricardo que estava só de bermuda sem camisa. A surpresa foi de ambos.
Mas uma coisa eu pude notar seu olhar penetrante em meus seios e minhas coxas. Não é que eu também visualizei o moço com cacete armado.
Pois bem nosso olhar acendeu a chama e a libido de ambos.
Não sei o que aconteceu comigo, pois as minhas palavras saíram involuntárias.
Para surpresa do Ricardo. Quando eu apenas disse!
Vendo filmes com os garotos não é Ricardo? Se quiser abaixar este fogo, sabe onde é minha suíte!
E quando ia saindo dei uma piscada de olho.
Ele atônito ficou e mais ainda quando eu segurei em seu membro.
_Te espero é só deixar os meninos dormirem está bom?
Fui para o meu quarto tomei um belo banho passei uma loção e fiquei deitada a espera, sabia que logo ele chegaria isto era uma certeza.
Quando ou vi um leve toque na porta, levantei e ao abrir dei de cara com Ricardo com fisionomia envergonhada e um misto de medo.
Acho que pensou que eu ia repudiá-lo.
Entre!
Assim que o fez fechei a porta.
Bem Ricardo sabe por que está aqui?
Bem eu fui convidado, mas ainda não tenho certeza dos seus desejos dona Marcela.
_Para, por favor, nada de dona.
Sou apenas a Marcela, e neste momento serei a sua Marcela.
É parece que perdi o juízo, mas então devo aproveitar este surto na melhor forma possível.
Na cama com um jovem cheio de energia para dá.
Assim eu o abracei sem cerimônia e comecei acariciar seu cacete por cima da bermuda, que, diga-se de passagem, ate parecia uma barra de ferro de duro.
Fomos tirando nossas roupas às mãos exploravam nossa intimidade.
E fomos para cama.
Eu o reboquei segurando pelo seu cacete.
Mais que rápido nossas bocas procuraram nossos sexos.
Um sessenta e nove gostoso e sensual.
Ricardo fez questão que eu gozasse muito entre seus lábios
E é claro eu não poderia negar algo tão gostoso assim afinal merecemos.
Seu membro, não era muito grande, mas em compensação até parecia um pepino gigante de tão grosso com as veias dilatada e cabeça avantajada.
Pouco difícil para chupar, mas com jeitinho como todo brasileiro conseguir mamar bem gostoso.
A babinha saia em grande quantidade.
Hum... O moço não era tão inexperiente assim.
Conseguia se controlar me deixando cada vez mais fogosa.
Quando me pediu para ficar de (4) quatro, pensei hum...
Mas só pensei.
Eu de quatro recebia seu cajado na xaninha molhada, cada estocada era mais forte ainda me deixando com mais tesão.
Ele tirava o cacete deixando só a cabeça e tornava a meter, era uma sensação diferente sentia minhas entranhas serem preenchida pelo membro gostoso e viril.
Quando já tinha vários minutos neste vai e vem gostoso ouvi sua respiração acelerar e me preparei para receber seu fluxo de leite.
Mas o danado do Ricardo apenas tirou seu cacete retirando a camisinha e encostando seu membro nas minhas costas me banhou com seu leite quente e gostoso.
Ah...Deilciaaaaaaaaaa.
Ficamos atracados como dois animais no cio e seu leite a escorrer entre nós.
Fomos tomar banho e nos esfregamos, a energia que brotava de nossos corpos reacendeu nossa excitação.
Fomos para cama e Ricardo deitando-se cavalguei muito nele que me apertava entre suas mãos como se não quisesse acreditar que eu estava ali com ele.
Entregues em momentos de sexo e êxtase.
Mudamos de posição e quando fiquei deitada ele vindo por cima metia cada vez mais profundo.
Bumbava mesmo com vontade e força.
Sentia-me uma piranha de 5ª, mas as sensações eram até o momento desconhecidas, o sexo selvagem, sem pudor e proibido afinal sou casada há anos.
Isto tornava cada momento mais especial.
Quando coloquei meus pés em seus ombros sentindo todo sem membro entrando em mim foi uma das sensações mais gostosas que já senti na cama.
Éramos dois ensandecidos rebolando seus corpos em busca do prazer vil e espetacular.
Não suportamos mesmo e explodimos em um gozo intenso.
Agora senti todo seu membro regurgitar e me encher de esperma.
Acredito que se a casa não fosse grande até os jovens poderiam ouvir nossos urros e gemidos de prazer.
Senti seu liquido e preencher minha xoxota.
Adorando é claro.
Carne nova, um verdadeiro garanhão disponível e eu com uma fome.
Ninguém merece passar por isto.
Afinal lavou está nova.
Ficamos abraçados e trocamos idéias e sempre com maior descrição quando se é possível ausência do marido tenho meu Ricardão para saciar a fome de sexo.
Afinal a procedência é mais que recomendável.
Recadinho amigo dos filhinhos e Ricardão prazeres da mamãe



Docecomomel(hgata)
"Não confundam o autor com sua obra'
Imagem do google
Meus Blogs
http://sensacoescomemocoes.blogspot.com/
http://desejosdeinsanos.blogspot.com/

quarta-feira, 23 de março de 2011

Uma Mulher Papa-Anjo


Eles adoram isto,
Ela adorava ser chamada pelo codinome de papa-anjo.
Pois bem Elza era uma professora solteirona que adorava dá aulas de reforço escolar.
Como era anunciado o final do ano e muitos alunos precisava do tal reforço sua casa só andava cheia de adolescente que não eram muito aplicados em estudar, em sua maioria do sexo masculino.
Um grande mistério era que os alunos ficavam entusiasmados com suas aulas particulares.
Eu e meu irmão mais velho fomos alunos da professora Elza, mas de longe se notava a diferença em tratamento de alunos de sexos diferentes.
Como sou curiosa um dia fiquei surpresa quando o Paulo (meu irmão ficou feliz que teria aulas além do horário normal).
Hum... Isto está me cheirando a sacanagem das boas eu sei que Paulo é muito safado apesar de seus 16 anos eu o ouvia no banheiro direto se masturbando.
Ele estava feliz de ficar, então dei boa tarde a professora e fui para casa, ou seja, fingi que sai, mas fiquei escondida na ante sala que a professora guardava o material.
Quietinha com a respiração ofegante e olhos abertos.
Não havia muito que fazer.
A não ser esperar.
Não demorou muito ouvi sons de gemidos fiquei gelada sem saber o que era.
Meu coração batia acelerado.
Eu tremia de medo imaginando as piores coisas que a professora poderia está fazendo com meu irmão e o outro colega.
Ah... santa inocência a minha os murmúrios que eu ouvia não era mais nem menos que gemidos de prazer.
Pois bem como estes olhos negros e inocentes eu vi o Paulo (meu irmão e seu colega (Marcio) peladinhos como nasceram fazendo a maior safadeza com a professora.
A cena era esta os dois jovens com seus cacetes juvenis eretos sentados na mesa e a professora os punhetando.
Pela fisionomia de todos nada era obrigado.
Os gemidos em uníssono.
Elza, sorrindo apalpava os moleques se contorciam de prazer.
- Como é garotos quer melzinho da tia Elzinha hoje?
Q. q queremos sim Elzinha diziam gaguejando
Onde?
Na boquinha?
Você é quem manda Elzinha.
Hum... Veremos onde e como meus pupilos safadinhos!
E com as mãos segurava seus membros rígidos, doidos para esporrar na professora matrona e boa de lábia.
Vai gozar agora ou não Paulinho?
E sem dá tempo de responder caia de boca no cacete do jovem adolescente que sentia os prazeres da boca da professora experiente a sugar-lhe seu cacete rígido.
Gemendo e mexendo os quadris insinuava umas investidas em direção a boca gulosa da professora.
Que por sua vez mantinha um cacete na boca sem deixar de massagear do outro amiguinho
Muito gulosa usava as artimanhas de mulher maduro aliado à falta de prática dos garotos, para satisfazer seus caprichos sexuais.
Paulo se contorcia, parecia que não iria demorar muito a explodir em um gozo.
Isto porque ela o acariciava cada vez mais e mais.
Masturbava-os com força.
Masturbava-lhe com bastante intensidade...
Eles se contorciam e soltavam gemidos cada vez mais altos.
Eu só de presenciar já não suportava mais a tamanha vontade de gozar também.
Mas precisava suportar até achar um meio de sair dali sem ser notada.
A cada toque dela, um gemido.
A cada gemido dele, uma chupada mais intensa em seu membro,
Ela dava com muito prazer.
Via-se o brilho de seus olhos.
E assim seguiram alguns minutos mais até que, Paulo sem agüentar mais.
Geme alto e forte.
- A... Eu... Eu... Eu não estou agüentando mais ...
É sério!
Eu vou goz......arrr
Ahhhhhh!
Gozou jatos e mais jatos de leite na boca gulosa da Elza.
A mulher por sua vez, sorria e sugava mais ainda seu cacete,não deixando desperdiçar nem uma gota sequer.
-Muito bom ela dizia
Meu bom garoto!
É assim que eu gosto de ver.
Aluno aplicado! Delicia!
Agora me vem-me deixa eu provar de seu coleguinha, mas abaixe-se e vá chupando a tiazinha ai que logo te dou meu melzinho.
Meu bom garoto! Safadinho bom de língua você ainda vai longe assim.
E sem palavras depois do gozo vejo com meus inocentes olhos meu irmão abaixar-se ficando entre as pernas da Elza e começar a chupar seu grelo, que parecia que saia de dentro de suas coxas.
Aquele membro intumescido esticado entre os lábios do Paulo que parecia um bezerrinho faminto sugando do seio materno
Eu disse que você ia gostar, não disse?
Pois agora quer sempre não é meu bezerrinho mama ai na tua vaquinha mama!
Ah delicia Elzinha teu grelinho até parece que tem mel.
Ahh...shisss.deliciaaaa.
Goza ai goza.
Minha vaquinha gostosa.
Estas palavras eram ditas por Paulo que sorvia de seu grelo com muita vontade e prazer.
E rebolando na carinha de menino faminto por sexo, soltavam gemidos cada vez mais ousados
Seu amiguinho de tanto despreparo físico explodiu em um gozo que molhou os seios da professora que irritada mandou lamber tudo.
Afinal era sua primeira aula.
Sem muitas palavras apenas Sim, senhora professora.
E foi isso que ele respondeu começando a lamber seu próprio esperma dos seios da professora.
Ela sorria satisfeita.
Aproveitou cada minuto sentia-se o objeto de prazer.
E obrigando o jovem que havia acabado de gozar a ficar vendo seu amigo lhe chupando.
Ela cada vez gemia mais.
Enquanto Paulo se deliciava em chupar cada vez mais sua xoxota faminta.
Eu sentia minha xoxota ardendo e melada.
Sentia arrepios profundos na espinha.
Mas não sabia o porquê destes arrepios, só bem muito tempo depois foi que descobri que me tornei uma yoveur.
Amo de paixão ver cenas de sexo.
Isto me excita e estimula ao orgasmo.
E você sente prazer como?
Ah... O Paulo depois de um certo tempo de tomar muitas aulas particulares passou direto no colégio agora é um bom aluno e sua especialidade é línguas.
Como ele mesmo diz adora.
Não pode ver uma xoxota que quer logo sugar de seu néctar.
E seu amiguinho se aperfeiçoou agora já sabe onde depositar seu liquido precioso.
Sem muita demagogia, mas teve meu total apoio e consentimento,sendo que agora é meu namorado.
Muito bom de cama.
Aff. Delicia.



Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam autor com sua obra"

terça-feira, 22 de março de 2011

Prova de Sedução !


Eu tenho um colega de trabalho que é um verdadeiro D.Juan ele acha que todas as mulheres querem dá para ele.
Aí vocês sabem quando tem alguém que não ta afim vira um verdadeiro esparadrapo, cola mesmo.
Mas colegas minhas já me disseram que ele tem um cacete enorme.Por isto se vangloria tanto de suas conquistas.Sempre me convida para tomar um chope dia de sexta –feira,mas ainda estou curtindo minha fossa com termino de meu ultimo relacionamento,mas pensarei em aceitar e ver se o cara é bom mesmo de cama com a fome que estou de cacete jejuando há quase quarenta e cinco dias.
Verei o que pode acontecer.
Marcos com aquela cara de safado sacana de sempre, chegou até minha mesa e dizendo!
E aí Marcelinha topa sair com o Marquinho para tomar um chope?
Bem hoje é sexta feira topo sim Marcos que horas você me pega lá em casa?
_Oba. Umas 20hs está bom?
_Claro meu querido estarei ansiosa te esperando, Fui para casa tomei um belo banho vesti uma tanguinha fio dental preta e saí do banho com aroma e vestida do jeito que os homens gostam. Prontinha para matar.
Eu sabia que ele era casado, mas eu não sou ciumenta afinal só vamos tomar um chope. Será?
Afinal uma boa companhia e um bom sexo são tudo que preciso para afogar as magoas de ser traída.
Quando minha campanha tocou senti algo diferente, como se meu corpo estivesse alertando para o que poderia acontecer. Bem marcos Muito charmoso me trouxe flores a combinação ideal flores e uma boa noite de amor e sexo.
Muito bom mesmo o D.Juan com sorriso encantador saímos e fomos em uma pizzaria muito legal com som ao vivo.
Marcos muito gentil era muito bom falante completamente diferente daquele cara colega de trabalho chato.
_Já tínhamos tomado dois chopes quando Marcos com uns sussurros disse e aí Marcelinha vamos dá esticada e vamos para um lugar sossegado?
Ah Marcos... Há esta hora bem que gostaria mas você bem sabe que as igrejas fecham cedo.rrss
Ótimo senso de humor, mas bem sabes que a nossa oração é a dos prazeres carnal querida, e já me deu um beijo daqueles surpresa que lhe deixa sem chão, mas muito gostoso.
_Bem Marcos vamos sim curtir nossa noite.
_Oba... Até que fim a minha Marcela resolveu dar-me uma chance.
Mas sabe sem compromissos, pois bem sei que você é casado, sou sim, mas não sou castrado, e não deixo a minha esposinha saber de minhas aventuras.
Ahh. ainda bem !
Vamos amor que a noite é uma criança.
Seguimos em direção a um bairro onde tem vários motéis, ouvindo uma musica bem suave e romântica.
Diga-me Marcos você é tão bom como dizem?
Depois você mesmo me responde está bem?
Hum isto está me deixando excitada, pois pode ficar mesmo minha gostosa você vai ser o aperitivo do meu final de semana!
Uauu.. Um aperitivo!
Claro um petisco igual a você estou aqui doidinho para te comer.
Entramos em nossa suíte e Marcos já me levou em direção ao banheiro.
Já veio desabotoando meu vestido que caiu ao chão me deixando só de calcinha.
— Você é linda! E começou a beijar meu corpo sua boca úmida deixava um rastro de fogo em meu corpo.
_E enfiando a mão nas suas calças coloquei aquele membro esplendido para fora.
Oh my good que beleza, até parece um mastro com suas veias latejantes ansiei de receber logo aquele órgão.
_Mas ele queria mais muito mais, queria me possuir completa.
Assim fomos tomar um belo banho às caricias elevavam ao êxtase. Marcos com seus lábios sedentos provou de meu néctar,ali mesmo no banheiro rápido e fácil tive meu primeiro orgasmo.
Senti-me vulnerável a experiência daquele homem me deixou com a libido a flor da pele.
Na cama fizemos posições inusitadas Macros não tinha pressa, seu objetivo maior era dá prazer e isto ele sabia muito bem onde procurar.
Brincava com meus lábios vaginais e meu grelinho, me levando à loucura.
Depois de alguns minutos cavalgando no meu garanhão sentia que estava chegando o seu limite, Fiquei de quatro e arreganhei-me pra receber aquele cacete que já estava prestes a me inundar com seu leite.
Marcos me agarrava na minha cintura, com as duas mãos, me puxando contra si e enfiava seu membro até o final. Logo, senti a cabeça latejante e quente abrir levemente os meus lábios vaginais e aprofundar nas minhas entranhas,
Eu movia os quadris, rebolando com muito prazer, Era o côncavo e o convexo.
Um dando e outro recebendo e todos tendo o maior dos prazeres.
E o ritmo cadenciado de nossos corpos entre gemidos e urros de prazer elevava nossos corpos aos mistérios dos prazeres.
Até que não nos agüentamos e anunciamos juntos que iríamos gozar.
Era corpo contra corpo e um estremecimento percorreu a ambos num orgasmo fantástico o.
Abraçados ficamos ofegantes, sem palavras o descompasso do coração, já dizia tudo o prazer obtido pelos dois.
E com olhar de menino travesso Marcos me levou no colo fomos tomar um belo banho para revigorar as energias para logo recomeçar mais uma aventura de amor e sexo.
Nossos corpos transpiravam cheiro de sexo.
Assim começamos a nos beijar e logo estávamos pronto para amar.



Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam o autor com sua obra"

sábado, 19 de março de 2011

Desejos de Um Coroa!


Alguns meses atrás, Beatriz, uma amiga e colega de trabalho convidou-me a passar alguns dias de nossas férias em uma fazenda de uns parentes dela.
Ficava situada no estado do Mato Grosso.
Adorei a idéia, pois gosto muito de passear a cavalo.
E Beatriz me confirmou que seu tio é criador de animais de raça.
Apesar da diferença de idade entre nós duas, éramos grandes amigas e confidentes.
Preparamos nossas mochilas e numa quinta-feira tomamos um ônibus para a cidade de nosso destino.
Seu tio o Eduardo ficou radiante com nossa chegada e a todo o momento afirmava que gente jovem e bonita dava animo a sua vida de solidão e trabalho.
Apesar de muito simpático e com belos traços, me pareceu muito triste e desanimado quando chegamos.
O que eu não sabia é que nosso anfitrião, Eduardo era ex-marido de uma tia de Beatriz que por ironia do destino fugiu com um peão da fazenda.
Naquela noite, apesar do cansaço ficamos conversando até tarde.
O tio nos mostrou a casa e os quartos onde ficaríamos e, desculpando-se, recolheu-se a seu quarto.
Nós também estávamos cansadas, pois tínhamos viajado praticamente o dia todo e assim, fomos dormir.
No dia seguinte, levantamos bem cedo, tomamos um farto café da manhã e saímos.
Fomos ver a fazenda que tinha lindos campos cheios de cavalos e gado. Depois de percorrer pela fazenda sempre acompanhada de nosso anfitrião, observei seus olhares para meu colo dos seios.
Percebi que olhava muito para mim, não como o tio de minha amiga, mas como um homem mais velho que aprecia uma mulher.
Afinal, nos meus 32 anos eu sou uma morena que se cuida, e é claro que tenho meus atrativos.
O tio Eduardo apesar de sua fisionomia triste tem um rosto bem feito e um bom volume entre as pernas. Um bom exemplar de macho. (Claro que já observei,afinal ele sempre fica bem pertinho de nós)
Também o considero um cara simpático.
Bem depois do almoço fomos nadar em um riacho próximo a fazenda o Tio Eduardo muito gentil nos fez companhia.
Apesar de seus 54 anos notei que estava com um físico forte e porque não dizer maravilhoso. Acredito que vivendo entre a Natureza isto o ajuda.
Seu tronco forte com cabelos escuros denotava uma grande força física, com suas coxas grossas e musculosas.
Hum um verdadeiro Deus grego do interior esperando para ser amado.
Depois de brincarmos muito de um lado para o outro na água Eduardo aproximou-se e indagando a mim se era solteira.
Afirmei que sim e ele com um charme fora do comum disse. Ah que bom!
Bom! Por quê?
Pois esta livre para mim!
Enrubesci na hora, não esperava assim uma cantada tão direta.
Mas você é casado! Não, não sou mais a minha ex-esposa preferiu a vida de pular de pica em pica do que ficar casada comigo.
Bah... Problema dela deixa acabar seus bens com rapazinhos jovens na capital.
Em troca de fodas fenomenais e orgias.
Eu agora já estou bem!
Graças a Deus!
Conversamos muito sobre cada um de nós e ele me contou que trabalha muito na fazenda e por isso nos finais de semana gosta de receber amigos e parentes para relaxar ao máximo deixando o stress diário.
Foi quando eu perguntei por que não casa de novo?
Casar jamais, mas quero uma companheira leal e carinhosa que me faça companhia até nos meus pensamentos...
Ah... Com seu jeito charmoso e simples deve ter montes de moças casadouras atrás.
Claro que tem sim, mas atrás do que posso dá a elas em material, mas amor mesmo ainda não achei a candidata.
Com um sorriso nos lábios me diz quer se candidatar querida Marcela!
Disse com uma voz sensual e com tom baixo que senti como se fosse uma caricia, em meus ouvidos.
Confesso as palavras saíram de meus lábios sem eu pressentir, de puro ímpeto, falei: “seria ótimo!”
Eduardo olhando em meus olhos indagou você disse o que Marcela?
Eu gaguejei e afirmei com veemência seria ótimo ser sua namorada!
Mas sabe namoro de coroa não é de beijos e abraços e de cama mesa e cama...
Afinal não sou criança.
Eu sei muito bem disto Eduardo também não sou criança nem ninfeta sonhadora sei que a realização do amor complementa a vida sexual do casal ou vice versa.
E olhando para Eduardo vejo seu sorriso maroto e observo que está excitado.
Hum... Charme Marcela surtindo efeito.rsrsrsr
Bem Marcela nesse momento quero que você seja minha amiga o restante o meu corpo e o seu dará as respostas mais tarde, veremos... Até onde podemos ir e deu-me um beijo nos lábios. Fiquei sem chão sentindo-me a cinderela do século XXI.
Aff enrubesci.
Como eu relatei, Eduardo estava só de short fino e apesar de não ter um cacete tipo Long Dong, ator de filme pornô, notava toda excitação de seu membro que teimava em ficar atravessado quase saindo.
Dei-lhe um beijo na face e sai de perto, pois a Beatriz que tinha ido colher frutas estava retornando.
Eduardo ficou surpreso com meu beijo e foi nadar, afinal precisava acalmar a sua excitação.
Beatriz voltou e dizendo que de noite iríamos a um baile na fazenda vizinha de amigos do tio.
Ah droga eu não queria ir queria ficar com o Eduardo, que hesitante eu sentia que queria o mesmo que eu, mas concordamos e fomos todos.
Afinal é sábado e a vizinhança esta toda lá.
Vamos sim vai ser ótimo, os meninos daqui são muito legais e adoram recepcionar as visitas. Mas cuidado que são muito atiradinhos viu.rsrsrsr
Dizendo isso olhou para mim e piscou seu olho esquerdo
E falou com um tom de brincadeira, mas Marcela já tem dono!
Caímos na risada, mas eu já sentia que já era sua namorada e bem mais tarde seria sua amante ou amada quem sabe.
Só bem mais tarde quando voltar saberei.
A festa foi ótima dançamos e conversamos com todo o vizinho são realmente hospitaleiros.
Chegamos exaustas de dançar e o Eduardo também dançou muito tanto comigo como a Beatriz.
Uma delicia sentir seus braços em volta de minha cintura e doce aroma de sua pós barba.
Estava muito elegante e charmoso. Rejuvenesceu anos.rrsrs
Eu e beatriz demos um beijo de boa noite em Eduardo e fomos dormir. Mas na verdade queria era dormir com ele,mas como não foi possível fui até meu quarto tomar um banho e tentar relaxar.
Depois de um tempo de aproximadamente 30 minutos ouvi alguém bater a porta com um leve toque. Ah era o Eduardo que assim que abri a porta já veio me agarrando e dando um beijo longo e demorado. Senti minhas pernas cambalear de emoção jamais achei que Eduardo viria até meus aposentos ,e com poucas palavras segurou em minhas mãos e falou, “vem comigo”. Ato contínuo me encaminhou até o corredor onde ficava a sua suíte. Entramos, ele fechou a porta e disse: ”precisamos de um banho antes de qualquer coisa”Banhados e acariciados ao extremo sentir toda sua virilidade masculina.
Seu cacete rígido e grosso apontava para o céu, Eu estava alucinada vendo toda sua excitação.
E cai de boca quando ele com voz de menino pidão falaram... Chupa seu pirulito Marcela é todo seu,Sem vacilar comecei a mamar naquele mastro róseo com chapeleta vermelha, eu deixava a cabeçorra adentrar a minha boca sugando seu melzinho que saia discretamente do cacete.Estava possuída não sabia se chupava ou sugava seus lindos bagos lisinhos.
Já com vontade imensa de gozar ele me chama, “vem para a cama que eu quero chupar você até gozar!”
Quero sentir o seu delírio e o sabor de seu mel.
“Eu vou te ensinar como chupar,vou sugar seu grelinho do jeito que eu gosto.
Você tem que se liberar para que goze quantas vezes quiser!
Eu quero sentir você gozar muito hoje!
Até exaustão de nossos sentidos.
Sua voz estava rouca e cheia de tesão .
Seus lábios comprimiam os meus
Brincando com a minha xoxota encharcada de mel,entre gemidos e sussurros meus pedidos de socorro em busca do prazer,agora vai... pára senão eu gozo, lambe meu mel...enfia a língua bem lá no fundo... lambe meu grelinho vai não para por favor... assim meu gostoso, vem, me dá essa cacete gostoso..”
Depois de vários minutos que pareciam eternidade eis que eu o seguro pelos cabelos, forçando sua boca contra minha xoxota.
Deixando sua cabeça entre minhas coxas em um frenesi fui a um orgasmo intenso e prolongado
Gozei muito forte, gemendo alto, liberando uma grande quantidade de mel que Eduardo sorveu com o maior prazer como se fosse um bebe faminto no seio materno.
Um verdadeiro show senti ir às profundezas do fundo de seu ser.
O prazer imenso e intenso me deixando exaurida em um torpor suave.
Como se estivesse flutuando, Em um mundo surreal!
Depois daquele gozo, meu tio adorável e bom amante se aconchegou a mim e foi dizendo “Agora é todo seu Marcela tome é seu e dizendo isto aproximou seu cacete de minha face acariciando todo meu rosto.
Recomecei a mamar gostoso sentindo seu membro firme e latejante com as veias alterada. Apossando-se de minha boca.
Eu o punhetava quase levando ao gozo extremo, mas conseguia nos conter.
Quando o Eduardo afirmou assim?
Não é assim não... Amorzinho que te quero.
Hoje nós vamos nos matar de foder.
E ficando de quatro senti ser penetrada com vigor extraordinário.
Penetrava a minha xoxota molhada com força e vigor elevando-me aos prazeres extremos do corpo.
Assim tivemos nosso primeiro orgasmo juntos da noite.E ficamos abraçados nos acariciando para em breve recomeçar com as traquinagens sensuais de um casal que se encontraram para viver uma grande aventura de amor e sexo.


Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam o autor com sua obra"

sexta-feira, 18 de março de 2011

Quem &Pegou&Quem !


Andava reclamando da vida, que não tinha tempo para paquerar, para namorar, que não pegava ninguém, quando em um certo domingo, em uma festa, na casa de uma amiga, ela quem me pegou.Chegou de mansinho como quem não quer nada, eu relutei, lutei até, contra ela, mas ela foi mais forte. E, finalmente, no comecinho da noite caimos no sofá de minha amiga e de lá saimos muitas horas depois.Enfim, quando deu minha hora de ir embora, ela não queria me largar, e não tive outra opção a não ser levá-la comigo para casa.Ao chegarmos em casa, não tive tempo para absolutamente nada, a não ser um banho rápido, para então, ela me derrubar na cama e tomar conta completamente de mim. Durante a noite ela quase não me deixou dormir, e durante dois dias não me permitiu levantar da cama. Dois dias a pão e água. Eu falei pão? Esqueçam o pão, ela me deixou apenas na água. Me deixou completamente acabada, com o corpo todo dolorido por mais 3 dias, de tanto tempo deitada, se é que vocês me entendem. Foi realmente um feriadão inesquecível.Estão achando que estou falando de quem, algum ficante? O homem dos meus sonhos? O amor da minha vida? Ledo engano, estou falando é de uma baita gripe mesmo. Que ao final acabou pegando todo mundo lá em casa, mas, apenas a mim, ela pegou “de jeito!”.Me deixando onde gosto está sempre na cama,mas não deste jeito.

segunda-feira, 14 de março de 2011

Amor e Paixão





Quero ...

Eu te quero tão perto de mim,
Como as estrelas ficam juntinhos da Lua.
Eu também te quero a me iluminar
Quero sentir seu semblante sempre sorrindo.
Quero tua Luz replandecente
À iluminar meu corpo nú em alto mar.
Preciso de você como as aves precisam do vento para plainar,
Muito mas muito além do mar.
Seu brilho me dá força
E tua energia me dá Luz.
Alma de minha Alma.

Docecomomel(hgata)
Imagem do google


“Decifra-me ou te devoro!!”

domingo, 13 de março de 2011

Doces Desejos de Meninos.



Essa noite, eu tive uma insônia horrível, foi depois que acordei assustada com meu sonho.
Não sei dizer se a palavra correta é assustada, ou ansiosa para que o sonho tornasse realidade.
Sonhei que estava com dois homens em uma cama espaçosa onde o limite era sexo e mais sexo. Sentia aqueles membros rígidos me aprofundando dentre minhas carnes.
Excitada e desejosa não conseguir conciliar o sono.
Meu corpo desejava que eu estivesse fazendo sexo insaciavelmente.
 Então no meio da noite, fiquei ansiosa esperando o dia raiar para ver como realizar tal feito.
 Acordei muito molhada sentia um calor na minha xoxota.
Meu corpo pedia sexo meus sentidos continuavam com a libido a mil.
Preciso urgente resolver isto, mas meu namorado está viajando a trabalho.
Que fazer em um momento tão complicado assim?
 Daí então eu coloquei um filme bem picante e com brincadeiras solitárias me satisfiz parcialmente.
Eu confesso que não sei onde isso vai parar.
Estes desejos que afloram do meu intimo, me deixam inquieta.
Sinto-me impotente a minha vontade.
Quero transar e não consigo esperar.
 Então ataquei com a maior cara de pau o rapaz que trabalha na padaria e veio me entregar à água.
_Bom dia Dona Marcela!
_Bom dia Diogo, logo cedo no batente não é!
Sim assim que a Srª ligou seu Edgar mandou logo entregar seu pedido.
_Entra não precisa ficar com vergonha, pois estou de roupão!
_Bem Dona Marcela não é vergonha é que a senhora deste jeito... Os pensamentos traem ai já sabe fico com desejo afinal sou jovem !
_Hum... Desejos de que Diogo?
_Ah Dona Marcela a Sr sabe um mulher do tipo da senhora qual jovem não imagina coisa e depois bate punheta na sua intenção?
Você já fez isto Diogo?
_Claro sempre que venho aqui sinto cheiro de sexo no ar vou correndo para a padaria para descascar uma!
_Hum  e porque não me satisfaz junto também?
A senhora iria topar dá sua xaninha para um garoto sem graça como eu?
_Hum se fosse agora daria todos os prazeres imagináveis a você meu garoto, mas você está ocupado não é?
_Não, eu estou indo fazer umas coisas no centro da cidade e estou com tempo livre, e se estivesse ocupado eu perdia até o emprego, mas saciaria este desejo e tara que tenho pela senhora.
_Ah senhora está no céu, Diogo me chama de Marcela mesmo está bom?
Está bom demais Marcela, veja como estou cheio de tesão, dizendo dirigindo o olhar para seu membro excitado.
Se aproxime Diogo!
E com seu jeito tímido veio até mim sem saber ao certo o que poderia acontecer.
Pois bem com o tesao que senti durante a noite e não me satisfiz normalmente, perdi o pudor e a vergonha e já fui segurando no cacete do jovem.
Que parecia um porrete de tão duro que estava.
Abaixando sua bermuda vi com alegria aquele membro já soltando uma babinha, pois era tão grande sua excitação.
Diogo você é virgem?
Não! Mas podemos dizer quase só transei duas vezes com uma amiga de colégio, mas a nossa inexperiência e o medo de ser flagrado pelos pais dela nem deram chance de aproveitar direito as sensações de dois jovens que estreavam para a vida sexual.
_Ah... Então podemos retificar isto!
 _Está bom deixe-me guiar aos prazeres de seu corpo.
Abaixando ficando de joelhos em seus pés alisava e beijava com delicadeza aquele membro em ascensão.
Não muito grande, mas com cabeça enorme que parecia um cogumelo rsrsr.Acho  certo me especificar com brincadeiras do que denominar nomes e apelidos fora do normal.
Sem muita demora levei-o até minha suíte e começamos a tomar um banho longo e cheio de trocas de carinhos.
Assim pude ter uma visão total daquele jovem rapaz.
Olhos pretos sorriso de menino com vontade imensa de provar do meu corpo e saciar sua fome de sexo.
E por que deixá-lo na vontade!
Não é mesmo.
 Pois bem comecei a chupar seu cacete no chuveiro e ouvia seus gemidos de prazer.
Isto me incitava a chupar mais ainda.
Com movimentos dos quadris ele introduzia mais ainda seu membro na minha boca.
Ah dona, Ops desculpe.
 Ahh Marcela não agüento mais de vontade de gozar.
Posso?
Goza Dioguinho na boquinha de Marcelinha vai... Enche de leite a tia Marcelinha vai meu menino gostoso.
Anda goza...
Sem suportar mais de vontade sinto espasmos de seu cacete em minha boca deixando golfadas grossas e espessas de um leite gostoso.
Sorvi daquele precioso néctar e sugava mais ainda seu cacete que parecia que não amolecia nunca.
Seu orgasmo deixou ofegante e com sorriso nos lábios.
 Fomos para cama e deitada pude sentir a posse de seus lábios sedentos em minha xoxota.
Menino esperto me sugava muito e sempre entre sussurros falava palavras cheias de excitação.
Que qualquer mulher fica doida de ouvir.
Ainda mais por um jovem inexperiente, mas com total desenvoltura estava me deixando  mole de tanto gozar.
O elixir da juventude é muito bom para qualquer balzaquiana.
E entre seus lábios tive orgasmo intenso e prolongado.
Seu instrumento de prazer rígido como nunca veio até minhas entranhas e com estocadas vigorosas gozamos novamente. Sentir seu corpo colado ao meu foi sublime vital para alegrar meu dia.
Poxa que saúde!
Entre beijos abraços e carinhos o Diogo fez-me prometer que sempre possível deixaria ele me visitar. Mesmo que eu não o quisesse como namorado, mas poderíamos ser amigos e amantes.
O que eu poderia fazer a não ser concordar, afinal um jovem em pleno vigor físico só iria contribuir para saciar a minha fome constante de sexo prazer e muito amor.


Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam o autor com sua Obra"

Algumas fantasias e fetiches:



Podolatria: Beijar,chupar,lamber e cheirar os pés (suados ou perfumados). Fazer massagem com os pés; pisar em cima e etc.

- Feminização: Desfilar para outros de calcinha ou roupa feminina e se portar como mulher.

- Biotok ou massagem prostáica: Massagem no ânus e introdução de dedos ou acessorios.

- Chuva Dourada: Urinar no cliente

- Chuva Prateada: Cuspir no rosto ou no pênis

- Voyerismo: Exibir-se na masturbação (minha ou dele), ser observado transando.

- Fetiches por Partes do Corpo: Observando e adorando; pés; cabelos; lábios; seios e etc.

- Fetiches por Peças de Vestuário: Meias de nylon; luvas; sutien; espartilho; cinta liga; mini-saia; vestido longo e etc.

- Fetiches por Calçados de Salto Alto: Sandalias; botas e tamancos.

*PS: Se preferir,compre voce mesmo a lingerie,
o sapato ou a roupa.
Presentinhos são sempre muito bem vindos e agrada a todos.
Respeitando o gosto livre e opcional de cada um.

Web pesquisas

sexta-feira, 11 de março de 2011

O laço e o Abraço.


Dedico este texto a todos leitores deste pequeno e humilde espaço que está sendo muito bem recebido entre os leitores e visitantes.
Completamos hoje dois meses de vida!
Muito grata pela receptividade e o meu obrigado sincero e um forte abraço a todos



O Laço e o Abraço

Nossa!!! Como é engraçado!...

Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço...

Uma fita dando voltas? Se enrosca...

Mas não se embola, vira, revira, circula e pronto: está dado o laço.

É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço.

É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo, no vestido, em

qualquer coisa onde o faço.

E quando puxo uma ponta, o que é que acontece? Vai escorregando

devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço.

Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido.

E na fita que curioso, não faltou nem um pedaço.

Ah! Então é assim o amor, a amizade. Tudo que é sentimento? Como um

pedaço de fita?

Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer hora,

deixando livre as duas bandas do laço.

Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade.

E quando alguém briga, então se diz - romperam-se os laços.-

E saem as duas partes, igual meus pedaços de fita, sem perder nenhum

pedaço.

Então o amor é isso...

Não prende, não escraviza, não aperta, não sufoca.

Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço.



Do site www.mundomensagens.sites.uol.com.br/ Maio 2004
Colaboração Solange Araújo














quinta-feira, 10 de março de 2011

Folias de Carnaval !


Bem depois dos dias de feriado de carnaval, muita praia e muito sol.
Eis que resolvo curtir o ultimo dia de festa
Afinal quem não gosta de ver tanta gente bonita. Musica ao vivo e muito amor.
Fui ver as melhores bandas no Campo grande.
Ah chiclete é sempre chiclete
Mas a diversidade e qualidade de bandas de vários estilos encantam a turistas e baianos.
Eu fui conferir e tomar uma cervejinha, o calor abrasador sem deixar de falar do calor humano.
Estava com dois amigos de trabalho vendo alguns trios passar.Meus dois amigos logo estavam com outros amigos ,e o rala beijo corria solto na multidão pregação total.
Quando de repente dou de cara com um gato. Achei lindo fiquei pasma de ver tanta beleza; Logo fui apresentada a aquele Deus que me encantou. È o Pablo primo do meu colega de trabalho.Poxa que coisa ver e admirar ele me deixou super excitada.Alto cabelos castanhos e olhos esverdeados..
Sem deixar de admirar o sorriso.
Pronto apaixonei-me de verdade. Depois que fomos apresentados ficamos íntimos e começamos a dançar ao som do axé.
Ah Claudia Leite.
Pablo arrasou meu coração.
Sentia seu calor a me abraçar.
Seu corpo atlético me deixou eufórica. É Claro que dançando juntos agarradinhos abraçados sem deixar de notar seu cacete rígido a roçar na minha bunda.
Os beijos rolavam soltos. A excitação imensa era sentida por nós dois.
Depois de algum tempo juntinhos ele me chamou dá uma volta para ver o circuito de outro local. Eu fui sem deixar de avisar aos amigos que logo voltaríamos.
E assim saímos de mãos dadas. Entre a multidão.
Mas o Pablo sabia muito bem o que queria e Eu também.
Depois de andar algum quarteirão chegou a um local que eu já conhecia de passagem.
Um pequeno hotel que em algumas ocasiões é usado mesmo como motéis a necessidade que faz a ocasião
Entrando rapidamente de acordo nossa ânsia e.
Começou aquela pegacão. Fomos tomar um banho no cubículo do banheiro e ficamos abraçados sentindo nossa excitação de nosso desejo.
Eu rebolava na sua frente sentido toda excitação de seu pau que já expelia uma babinha
Aquela famosa babinha que chamo de pré- gozo.
Ele ria. Apertava-me contra ele
E eu só de olho e dançando a vontade!
Sentindo cada vez mais seu cacete se avolumando encostado a mim.
Roçando procurando espaço para se aprofundar.
Foi quando me abaixei e comecei a mamar gostoso naquele pauzão.
Lindo com a cabeça arroxeada e enorme.
Depois de mamar muito minutos seguidos Pablo tenta se afastar, mas eu com firmeza continuamos segurando seu cacete sente-o esporrar seu liquido precioso minha garganta abaixo.
Não desperdicei uma gota sequer lambia seu cacete ate seu saco deixando reluzente.
Prontinho para me preencher.
Porém logo estava rígido para meu prazer. Pablo me pega no colo e leva-me a cama..Deitada sentiu sua sede de xoxota,o menino caiu de boca me lambendo e chupando meu clitóris com um jeito gostoso e safado.
Ah delicia sentir sua gula de xoxota.
Cada sugada me levava ao paraíso.
Ele me chupava e sempre acariciando meus peitos, Quase me enlouqueceu.
Chupou-me tudo que tinha direito, gozei abundantemente entre seus lábios.
Fiquei sem reação, aquele macho era uma excitação e estava tão gostoso, que eu cada vez queria prolongar aqueles momentos intermináveis de prazer.
Ah delicia como era gostoso ser beijada e chupada com tanta avidez.
Meus seios jamais foram apertados e acariciados deliciosamente como estavam sendo naquele exato momento.
Sem pudor estava me entregando de corpo e alma .
Queria sentir seu membro adentrando minhas entranhas, provar de seu vigor
Ficando deitado de costas na cama comecei a cavalgar Pablo gemia muito e isto me incitava a rebolar cada vez mais.
E como uma explosão de odores chegamos a novo e intenso orgasmo. Juntos em uníssono.
Nosso gemido só não superava a música ao longe.
Que enlouquecia os foliões ao ritmo quente de uma tarde de terça feira de carnaval.
Mas para que melhor do que dançar rumba a horizontal com um homem para relaxar seu corpo e aumentar seu astral de ser mulher safada e gostosa.
Marcamos pra esse final de semana. Pra terminar.
Nossa festa de carnaval.
Ah deliciaaa!


Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam o autor com sua obra"

terça-feira, 8 de março de 2011

Carência Sexo e Amor!





Ola como alguns leitores sabem sou baiana, da terra do axé muita pimenta e sensualidade no corpo.
Bem eu moro em um pequeno condomínio, são poucas casas os aposentos de dormir ficam na parte superior.
Então se seu vizinho for escandaloso você também ouve gemidos e sussurros.
No mes de dezembro mudou-se para morar a meu lado duas moças. Duas simpáticas moças vinda do estado do Rio de janeiro.
Como não gosto de tomar parte da vida alheia me deixava indiferente se eram bi-sexuais ou não o gosto e prazer dos outros só dizem respeito a eles mesmos.
Mas um dia de feriado estava na piscina do condomínio quando minha vizinha aproximou-se puxando assunto. Nos apresentamos e foi ai que soube que a Edna me confidenciou que é bi-sexual e mora com a Marli faz 5 anos.
São sócias em uma empresa de marketing.
Mas a Edna não deixou de anuir que são livres para terem relação, sem causar ciúmes.
Mas que na verdade a Marli adora mesmo quando sabe que a outra está de paquera nova.
Diz que dá ênfase ao ciúme e incrementa a sexualidade de ambos.
Sai da piscina e despedindo-me fui para minha casa, mas notava o olhar de Edna sobre o meu corpo.
Bem o fato foi esquecido por dias até que encontrei com a Edna em um shopping e como ia para casa ofereci carona. Ela aceito e no percurso me disse que Marli tinha ido a são Paulo e iria ficar dias.E indagando se eu não me importava de almoçar com ela no domingo.
Claro!
No domingo às 11 horas toquei a campanha da casa de Edna. Que estava muito bonita com um vestido tomara que caia amarelo.
Ofereceu-me um vinho e eu aceitei.
O vinho a conversa animada a musica ambiente deu espaço para a sensualidade do desejo de nossos corpos. Eu jamais tive desejos por outra mulher.Mas a minha curiosidade alterava a minha libido e a imaginação corria solto.Visualizava cenas cinematográficas entre eu e Edna.
E como um magnetismo a Edna se aproximou de mim e a queima roupa indaga se eu já tive experiência sexual com mulher!
Não nunca tive !
Porque não?
Preconceito?
_Não de forma alguma apenas sempre tive namorados e nunca pensei neste termo de testar.
_ah bom,pois bem você não sabe o que esta perdendo ,caricias e entregas de corpo e alma de um ser para outro sem reservas, mas com respeito e carinho.
_Dizendo desta forma Edna até me deixa excitada RS.
_Mas não me vejo chupando uma xoxota
_ah, mas pode deixar ser chupada e sentir muito carinho e gozar muito.
_bem vamos mudar de assunto que estou ficando excitada!
_ está vendo já sente prazer de conversar imagine se deixar ser possuída por mim.
Você iria ter orgasmos que jamais teve com qualquer macho. Dizendo isto levantou-se indo buscar vinho.Ficamos bebericando e...
Depois de um tempo, sem perceber ela se chega por trás colocando seu rosto em meu ouvido, sinto seu hálito quente com a respiração ofegante. Fiquei arrepiada!
Ela com sua voz rouca me diz! “o que foi, estou te deixando nervosa?”.
Sem nenhuma reação sinto sua mão me abraçarem por trás indo pousar em meus seios, que estavam com os mamilos eriçados.
E sem que eu pudesse tentar ou querer resistir ela passa um de suas mãos pela minha coxa e subindo até minha xoxota, colocando-adentro da minha calcinha procurando meu sexo molhado.
Um tesão forte subiu e sem que eu pudesse impedi-la sinto seus dedo me pressionando e logo em seguida um prazer que nenhum homem havia me proporcionado. Eu gozei entre seus dedos.
Gemia meu corpo em êxtase.
Segurando-me a ela sinto convulsão, meu corpo entrega-se a luxuria e Edna segurando em minha mão me leva para o quarto.
Marcela querida não precisa fazer o que não quer, mas se entregue ao êxtase e desejos de seu corpo.
E tirando nossas roupas ajoelhadas na cama. Os carinhos eram apenas interrompidos pelos gemidos de prazer.
Edna com muita delicadeza beijava-me todos meus seios foi mamados e sugados com uma delicadeza impar.
Seus lábios suaves e mornos me elevavam ao paraíso.
Eu retribuía com beijos ternos.
Ela sabia que havia um bloqueio em minha mente que precisava ser rompido e sem pressa me conduzia ao prazer.
Quando Edna começou a sugar minha chuta eu tive um serie de orgasmos que gemia e minhas pernas tremiam. Jamais senti assim.E olha que não sou ninfeta inexperiente tenho meus caminhos desvendados na trilhas dos prazeres.
Pois bem gozei varias vezes entre seus lábios. Edna muito gentil não exigia mas sentia que prazeres estava sentido igualmente.
Mas por opção sem forçar nada apenas pediu-me que insinuasse uma relação hetero.
Assim o fiz usando um consolo!
E eu com um cinto amarrado a minha genitália, acariciava seus seios e beijando-a com suavidade.
Comecei a introduzir um consolo com estocadas lentas até que o consolo adentrasse em sua xoxota.Edna gemia muito adorando receber um pênis,mesmo que artificial.
Fizemos a posição papai e mamãe.
E entre gemidos e urros Edna teve um orgasmo intenso e duradouro.
Me abraçava muito e depois agradeceu por ter participado ativamente neste ritual de prazer sem preconceito .
Onde o que mais queríamos era saciar nossos desejos.



Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam o autor com sua obra"


segunda-feira, 7 de março de 2011

Apelidos dados ao Pênis


1. Pela necessidade de reduzir o impacto ou esconder o sentido do nome real (o próprio conceito de eufemismo);

2. Pela necessidade de expressar, qualificar ou ressaltar características de órgão (o próprio conceito de nome ou apelido).

Nome: "palavra que designa pessoa, coisa ou animal, qualificação; título, honra, reputação, fama; Dar nome a: apelidar, tornar famoso." • Apelido: "denominação ou título distintivo, que designa alguma qualidade notável ou característica; nome particular que se dá a alguma coisa; designação alusiva a algum defeito da pessoa." • Eufemismo: "ato de suavizar a expressão de uma idéia, substituindo a palavra por outra mais agradável, suave, delicada ou polida".


  • Pênis - alavanca-de-arquimedes.
  • aparelho, arame, arma, badalhoco.
  • badalo, bagre, banana, barbarroxa,.
  • bicho, bimba, bordão, brachola, caceta
  • cacete, cahado, caibro, camandro, cambanje
  • cambão, canivete, caralho, careca, carimbo.
  • catano, catatau, catso, cazzo, chouriço, cobra,
  • espada, espeto, espiga, estaca, estrovenga,
  • ferramenta, ferro, fumo fuso, ganso
  • instrumento, jeba, judas, lascão, lenha
  • lingüiça, madeira, mala, malho, mangalho
  • mango, manjuba, manzape, manzapo
  • marsapa, marsapo, marzapo, mastro
  • mastruço, membro, minhoca, minhocão
  • minhocuçu, nabo, negócio, nervo, parte,
  • parte central, passarinho, pau, pau-barbado
  • pau-barbudo, pau-de-cabeleira, pau-de-fumo
  • pau-de-sebo, pé-de-mesa, peça, peia, peru
  • pica, piça, picha, pichuleta, picirica, piciroca,
  • picolé, picolé-quente, pila, pimba, pingola,
  • pingulin, pino, pinto, piroca, piru, pirulito
  • pissa, pistola, pito, piu-piuporraz
  • porrete, prativai, pua, reta, robalo
  • rola, sarrafo, seringa, tora, trolha,
  • vara, verga, vergalho.
  • Me deu um calor fazer este posts,não sei porque a imagem é M.a.r.a.v.i.l.h.o.s.a !




http://www.simplicissimo.com.br/colunas-adormecidas/en-passant/por-que-damos-tantos-nomes-e-apelidos-para-penis
Imagem do google

Apelidos da Xana



Toda mulher tem algo especial entre as pernas, algo muito especial, que todas nós conhecemos, se não cara a cara, já a vimos na frente do espelho, já a analisamos detalhadamente, esse algo especial, chama-se: Vulva, também conhecida por Vagina ou largamente reconhecida por Buceta.
A vagina (do latim vagĭna, lit. “bainha”) é um canal do órgão sexual feminino dos mamíferos, parte do aparelho reprodutor, que se estende do colo do útero à vulva, dirigido de cima abaixo e de trás para frente. Na espécie humana, se localiza entre as duas coxas. A aparência externa pode variar de mulher para mulher. A cada lado da abertura externa da vagina humana há duas glândulas de meio milímetro, chamadas Glândulas de Bartholin, secretoras de um muco lubrificante na copulação. Externamente as variações da aparencia são amplas e o formato são diversos.
Vagina è vagina, não importa a aparência e cada uma cuida da sua da forma que melhor lhe convém. Pelo menos é o que eu espero! Claro que essa parte do nosso corpo que tanto adoramos, necessita de um apelido, bonitinho e carinhoso, outros engraçados e ridículos, muitas vezes para nos referirmos a ela em situações e lugares que não podemos faze-lo abertamente e quantas vezes nós, nos momentos de reflexão e intimidade, conversamos com ela, com a nossa caixinha de jóias, princesa, gatinha… Eu por exemplo, converso muito com a ...!

Abaixo uma lista de apelidos para a vagina:

aranha - esta deve ser cabeluda!
bacalhau - não toma banho!
barata - será nojenta?
bichinha - coisinha fofa!
bombril - esta deve ter os cabelos enrolados!
buceta - a mais comum de todas!
buça - para não dizer buceta!
buraco - que falta de imaginação!
caranguejeira - parente da primeira, porém muito mais cabeluda!
capô de fusca - a mais automotiva de todas!
carne-mijada - faz sentido!
chavasca - deve ser feia pra dedéu!
cona - la hermana!
crica - a da Cristina!
gruta - umida e escura!
gruta-do-amor - muito romântica!
passarinha - a que te da asas!
perereca - uma das mais conhecidas!
pepeca - rescém nascida!
periquita - conhecida como a perereca!
perseguida - todas elas!
racha - a maior de todas!
tabaca - essa é bem antiga!
xana - uma gata!
xexeca - novinha!
xota - essa é bem safada!
xoxota - bem comum!
xuxa - deve ser de baixinhas!

E você como chama a sua?


por: Lena Lopez

Fonte Original do Post
http://sinceridadeexagerada.blogspot.com/search?updated-max=2010-11-08T12%3A56%3A00-02%3A00

domingo, 6 de março de 2011

Amor e Sexo




Amor é um livro
Sexo é esporte
Sexo é escolha
Amor é sorte...
Amor é pensamento
Teorema
Amor é novela
Sexo é cinema..
Sexo é imaginação
Fantasia
Amor é prosa
Sexo é poesia...
O amor nos torna
Patéticos
Sexo é uma selva
De epiléticos...
Amor é cristão
Sexo é pagão
Amor é latifúndio
Sexo é invasão
Amor é divino
Sexo é animal
Amor é bossa nova
Sexo é carnaval
Oh! Oh! Uh!
Amor é para sempre
Sexo também
Sexo é do bom
Amor é do bem...
Amor sem sexo
É amizade
Sexo sem amor
É vontade...
Amor é um
Sexo é dois
Sexo antes
Amor depois...
Sexo vem dos outros
E vai embora
Amor vem de nós
E demora...
Amor é cristão
Sexo é pagão
Amor é latifúndio




Sexo é invasão
Amor é divino
Sexo é animal
Amor é bossa nova
Sexo é carnaval
Oh! Oh! Oh!
Amor é isso
Sexo é aquilo
E coisa e tal!
E tal e coisa!
Uh! Uh! Uh!
Ai o amor!
Hum! O sexo!


Rita Lee / Roberto de Carvalho / Arnaldo Jabor

sábado, 5 de março de 2011

Caindo de boca...Na folia!


Caindo de boca na...Folia !


Olá gente esse é meu primeiro carnaval distante da folia.
Eu resolvi ir para a região Sul.
Praias lindas e muito sossego.
Fomos a um grupo de oito pessoas, sendo que só dois eram casais o restante são amigos de faculdade.
Livres e desimpedido.
Eu fui com Marcos meu namorado galinha.
Volta e meia brigamos, mas voltamos sempre.Já virou rotina.
O meu conto começa quando eu fui visitar um lugar com lindas paisagens ,muito bom para fotografar.
Nesta pequena viajem fui com meu namorado e um casal e o Eduardo amigo do grupo.
Mas durante a viagem Eduardo nosso amigo aproveitando que Marcos (Meu namorado) estava cochilando e ele displicentemente passavam levemente a mão em minhas coxas e subia devagarzinho, enquanto eu ficava desconcertada e tentava me afastar.
Eduardo era muito bonito um pouco mais alto que meu namorado, com o cabelo loiro, um corpo delicioso...
O que mais me atraia nele eram seus olhos verdes sempre fui muito atraída por olhos verdes.
Bom Marcos acordou e Eduardo afastou-se, mas sem deixar de me olhar.
Depois de ficar o dia todo naquele local maravilhoso, você sentia o ar puro, aquele cheiro delicioso de natureza...
Depois fomos dividir o grupo que ficariam em duas cabanas.
Sendo que eu e Marcos, Eduardo e Lucas em uma delas
O que me deixou muito excitada, levamos nossas malas para a cabana, nos organizamos e ficamos sentados na cama para descansar.
Marcos estava super carinhoso, ele me deitou na cama, e beijou, e sussurrou algo que me deixou excitada “delicia estou doido para transar com você e agora"!
Eu fiquei toda molhadinha de ouvir isto eu estava com muita vontade de transar também, mas tinham os outros na cabana e o horário era impróprio, para o nosso desejo ser realizado.
Marcos com sua impetuosidade disse que se danem se eles quiserem participar que venham!
Aff ...Marcos você parece que quer isto mesmo ?
Eu vi como o Eduardo te olha se ele quiser pode vim que fazemos uma festinha.
De verdade!
Ah Marco você esta se excedendo, para de tomar cerveja, por favor, não estrague nosso final de semana.
Estou nada queria mesmo que o Eduardo viesse para fazer uma farrinha.
Sei que você gostaria também.
Bem aquele loiro não é de se jogar fora, eu concordei de pirraça para chatear o Marcos. Bem era isto que você queria ouvir pois bem,eu daria a ele e a você junto.Mesmo assim eu e Marcos fomos para cama e transamos,mas assim que ele gozou caiu prostrado na cama e dormiu.
Álcool e sexo não combinam mesmo rsrrsrs. Me deixou na mão o safado nem tive meu orgasmo.
Droga!
Bah... Homens .
Chateada com tudo isto.
Levantei e fui tomar um banho deixando Marcos dormindo.
Quando ia saindo do banheiro dou de cara com Eduardo que estava na porta do banheiro à espera para também tomar seu banho.
Olhou-me fixamente e com um sorriso, interpelou.
Marcela quer dizer que seu namorado queria que eu fosse transar com vocês?
.Bem com você topo sim, mas com ele só se ele deixar eu fuder o rabo dele até aprender que mulher não se divide.
Eduardo dizendo isto segura com firmeza em seu membro que estava rígido.
E pelo volume acredito que era bem desenvolvido. Como eu fiquei a ver navios com o Marcos me comportei como uma safada e...
Acariciei seu membro e olhando em seus olhos Eduardo ficou sem saber o que fazer e...
Segurando em minha mão fomos para o banheiro.
Disse com olhos reluzentes de desejo.
O que queria naquele momento era ele.
Eu como uma louca desvairada, apenas me ajoelhei e tirei suas calças junto com a cueca, vi seu membro enorme na minha frente e comecei a passar a mão sobre o seu membro.
Enfiei o pau dele na minha boca, fiquei mamando ele estava doido de excitação,quando parei e me levantei,comecei a beijar o pescoço dele e falei baixinho "quero que você me coma agora!
Nisso ele não pensou duas vezes e pediu para que eu ficasse em pé e caiu de boca na minha xoxota lavadinha que estava fervendo de tesão.
Ali no chão mesmo, sentia toda sua energia.
Quando gozei em sua boca Eduardo ficou como alucinado. Dizia-me coisas incitava-me a rebolar em sua cara que ficou encharcada de meu mel.Logo levantou e com seu cacete em riste que fazia uma curva em arco e começou a enfiar o membro dele devagar,eu rebolava enquanto ele ficava me tocando,estava encharcada.
Segurando-me pelos braços fiquei pendurada em seu pescoço recebendo seu cacete com estocadas firmes.
Edu tirava seu cacete e voltava a enfiar tudo de uma vez.
Nossos gemidos eram verdadeiros urros de prazer e êxtase.
Ah Eduardo mete todo em sua putinha me rasga de prazerrrrrrrrrrr.
Com isto ele ria do meu delírio e dando um tapa na minha bunda e enfiou, seu dedo no meu rabinho.
Como um animal encurralado gemia bem gostoso.
Aaah como era bom sentir aquele cacete gostoso dentro de minhas entranhas eu rebolava e gemia muito como uma loba no cio.
Eduardo reduzia o ritmo para prolongar meu orgasmo.
Sentir um cacete rígido se avolumar para expelir todo seu leite dá uma sensação inigualável de prazer.
E assim foi que senti aquele membro jorrar seu leite quente.
Não resistir e gozei novamente junto com ele. Eduardo cambaleou e descendo-me ao chão fomos tomar um banho.
Depois de banhados ainda chupei aquele pau gostoso, com descrição saímos do banheiro sem deixar de marcar para termos umas horas livres para terminar de consumar nossa aventura sexual em pleno final de semana carnavalesca.
Delicia...
Voltando ao quarto estava Marcos dormindo como um anjo, mas bem que ele é um anjo mesmo ficou me instigando a ter desejos com outro que não fosse ele mesmo.
Bem veremos como farei para ficar com Edu!
Quem sabe o Marcos topa e resolva fazer uma DP
Aì sim estarei realizando dois desejos em um ato só
Ah delicia de carnaval...


Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam o autor com sua obra"



quinta-feira, 3 de março de 2011

Eu & Você !




Em sua frente eu estou
Apenas com minha pele nua
Com seu jeitinho sinto-me a vontade
Você se ajoelha a meus pés
Vejo seu mastro super excitado
Delicioso sentir seu cheiro
Começa a me beijar suavemente
Cai entre as minhas coxas
Gemidos e urros a sentir.
Vem subindo lentamente
Até eu poder te possuir
Quente e úmida sinto-me em brasas
Acaricia-me como uma leve pluma
Teu cacete apontado em riste
Você entre as minhas pernas
Faz-me sempre rebolar
Logo em um gozo insano iremos chegar
Este meu rebolar me eleva em frenesi
Sinto a umidade de seus lábios
Provando e sorvendo de meu mel
Meu clitóris enrijecido é um grande sinal.
Estou no ápice do orgasmo como sempre me faz sentir
Sinta a rigidez entre seus lábios a contrair.
Neste vai e vem de sua língua
Deixando vestígios de saliva
E na misturas de odores
Abro-me para te receber
Com estocadas firmes e fortes
Me farto de você
O vai e vem constante
Explodimos em um orgasmo insano
Largados Eu e Você
Inertes na cama
Explorando de todo meu ser
Em momentos de saboroso prazer.


Docecomomel(hgata)
Poetando na blogosfera
Imagem do google

quarta-feira, 2 de março de 2011

Dando para o marido da minha mãe!


Desci do ônibus olhando de um lado para outro.
Minha mãe disse que viria me buscar.
Afinal depois que casou de novo e foi morar no interior fazia tempos que não nos víamos.
Logo um mulato forte aproximou-se de minha pessoa, indagou se eu era a Marcela filha de Elza?
Sim sou eu mesma.
_Muito prazer sou o Getulio marido de sua mãe.
_ Prazer é meu, onde está ela?
Foi ao medico, pediu-me para vim buscá-la, daqui passamos na clinica pra ir buscar-la.
Bem o atual marido de minha mãe era até simpático.
Mas na verdade não quero muita intimidade.
Chegando a clinica entre beijos e abraços minha mãe sorria. Estava feliz de eu não ter ficado magoada, afinal ela separou-se de meu pai.
E bem melhores caminhos opostos separados do que viverem infelizes.
Eles estando felizes claro que os filhos também ficam.
Fomos para casa e já ficamos de sair na sexta-feira para dançar.
Ah Marcela o Getulio é um pé de valsa adora dançar você vai gostar dele.
Tudo bem mainha amanha veremos os dotes de dançarinos de seu novo marido.
_Claro filha eu estou muito feliz com ele, saímos muito e nos divertimos bastante.
E você sabe minha vida sexual é super ativa. Sei que seu pai também já esta de mulher nova.Desejo felicidades,afinal o desgaste de nosso casamento estava nos prejudicando muito.
Tem razão mãe...
_Realmente estou feliz demais, dizendo isto me deu um beijo.
No outro dia fomos a um local para dançar, eu Getulio e minha mãe.
Dancei muito com amigos de minha mãe e com Getulio, mas eu notava que ele ficava excitado enquanto dançava comigo, delicadamente disfarçava, me deixando constrangida.
Caracas o cara era tarado mesmo.
Isto me deixou com a libido ativa.
Na sábado minha mãe iria trabalhar e pediu para o Getulio me levar a lugares bonitos para conhecer a cidade.
Fui... Mas não achei que iria acabar transando com o meu padrasto.Já era umas 16 horas quando o Getulio me disse que me levaria a uma vila onde tem uns lugares antigos para tirar fotos ,coisas ainda do tempo do Brasil colonial.
Eu fui e adorei ver a igrejinha, construídas pelos escravos o engenho a estação de trem, antiga e desativada.
Quando já estávamos de volta o Getulio estava estranho.
Mas nada eu poderia fazer até que. Em nosso retorno o Getulio parou o carro e bruscamente me abraçou.
Opa. calma que coisa!
Ah menina deixa de bobagem que sei que você esta querendo tanto quanto eu sinto seu cheiro de fêmea no cio.
E sua mãe me disse que você esta sem namorado.
Vem provam do papaizinho aqui.
Aqui não passa ninguém se você não quer te deixo ai.
Mas Getulio que coisa!
Que tem menina dá um fodinha com um coroa caipira como eu.
Venha desça do carro.
Assim eu fiz ficando do lado do carona.
Ele pediu que eu colocasse as mãos sobre o carro que ficaria bem juntinho só para dá encochada.
Seu cacete estava explodindo de tesão.
Notava sua bermuda esticada na frente.
Eu me apóie com as costas no carro e ele com suas mãos me acariciavam-me com jeitinho se aproximando tirou minha calcinha que caiu por terra.
Claro que eu estava excitada.
E ajoelhando a meus pés começou a me chupar.
Que delicia... Minha gostosa sua xoxota vai me afogar de tanto gozo.
Realmente eu gozava aos borbotões.
Assim me fez gozar muito em sua boca.
Sem pressa, como estivéssemos em um local fechado.
Não em uma estradinha de uma vila do interior.
Colocando-me de costas e com jeito para que se ocorresse passar alguém não o notasse tirou sua cueca, e colocando seu mastro para fora começou a meter seu cacete entre as minhas pernas.
Que logo encontrou o caminho da minha xoxota e com estocadas fortes meteu todo.
Gemi de prazer.
Naquela posição, vendo seu membro piscando e latejando dentro de mim.
Sentia seu odor forte de macho gemendo, na minha nuca dando beijos molhado por todo meu pescoço.
Sentia ondas de êxtase ficava toda arrepiada.
Suas estocadas eram em ritmos sensuais, sem violência.
Induzia-me a rebolar em seu cacete. E que cacete grosso ein.
Eu disse que eu iria ser bem carinhoso, que não deixaria doer.
Sei fazer com prazer Marcela.
Foi movimentando pouco a pouco até que eu me entreguei de corpo e alma aos prazeres.
E passamos gemer num misto de dor e prazer, explodindo em um orgasmo.
Depois daquela safadeza fomos para casa.
Depois ele me levou a um motel, em um horário que minha mãe estava no trabalho.
E fizemos uma verdadeira sacanagem.
O Getulio e eu fodemos tanto que perdi a conta dos orgasmos que tive.
Nos dia seguinte disse a minha mãe que já iria embora.
Ela não entendeu porque a pressa, mas precisava ir afinal iria dá problemas, pois ate ir ao meu quarto enquanto ela dormia o Getulio queria.
Dando desculpas de trabalho logo retornei.
Para evitar um problema maior é melhor fugir.
Mas quem disse que o Getulio me deixa na saudade sempre tem assuntos a resolver e algumas vezes.
Aparece com a desculpa de pernoitar.
Minha mãe fica feliz de saber que ele na minha casa não vai querer sair com mulheres da capital, que este seguro!
Mas fazer o que né?
Realmente mãe ele esta bem seguro... Mas entre as minhas pernas.rsrsrsr assim ele fica para dormir.
Se for possível conseguir dormir com ele.
Parece uma maquina de foder.
È Claro que meu padrasto bom de cama me deixa saciada e feliz.
E afirma que minha mãe jamais poderá saber, mas que fica impossível para ele ser de uma mulher só.
Que bem antes de mim já tinha suas potrancas para saciar-lhe com a maior descrição para não deixar minha mãe saber, pois a ama e precisa conciliar a vida sexual com a emotiva. Bem ate que neste ponto ele é correto.
Mas que cara safado e gostoso.
Pois sempre achei muito arriscado andar com homem casado.
Ele foi uma exceção, pois no início eu não queria.
Mas valeu muito a experiência, pois Getulio é muito gostoso.
E gosta de deixar as mulheres da família realizadas e felizes.


Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam o autor com sua obra"

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...