Desejos do Facebook

Valeu ...O reconhecimento!

Grata aos seguidores.

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Traí meu marido com um sobrinho seu...II



Olá... Eu sou a Marcela e vou relatar hoje como e quando eu continuei a trair meu marido depois que fui assediada pelo sobrinho dele em uma viagem que fizemos.
Este sobrinho de meu marido é um jovem nerd que está morando em nossa casa.
Seus pais moram no interior e meu marido o convidou a vir morar conosco com alegação que nossa casa é imensa e eu fico muito sozinha, pois o próprio viaja muito.
 Não sabendo ele que na ultima vez que fomos visitar sua irmã a mãe de Tiago nos transamos e agora tenho certeza que não vamos parar de lhe dá sempre chifres.
Trazer um homem para morar em casa não é coisa boa e ainda depois do que houve será pior ainda, mas eu não poderia dizer nada então aceitei pelo menos falta de sexo não irei sentir. Ou vocês acham que eu vou ficar batendo siririca com um cacete sempre disposto no quarto ao lado.
Assim que voltamos do interior eu e meu marido transamos muito. . .Foram três dias de muito sexo, meu marido me fez gozar em sua boca duas vezes seguida. Na noite anterior de sua viagem só não fizemos sexo anal. Nossos gemidos devem ter ecoado pela casa pois vi a luz do banheiro acessa de madrugada.
Pensei deve ser o Tiago batendo uma.
Gozei abundantemente sabendo que meu amante estava corroído de ciúmes se acabando na punheta ouvindo meus gemidos de prazer.
Assim meu marido viajou logo cedo eu dormi até, mas tarde e não vi quando Tiago saiu para seu estágio.
Passei o dia colocando a casa em ordem, saí a tarde fui ao comércio quando passei por uma rua onde havia vários sex shoppings, resolvi entrar e comprar uma fantasia.
Adorei a roupa toda preta com cinta liga e calcinha super transparente, com renda na frente uma máscara e um pequeno chicote.
A mulher gato... Nossa fiquei contando os segundos até chegar à noite.
Quando Tiago chegou e entrei na sala eu estava vendo TV. Ele um pouco de cara amarrada (fechada) veio até o sofá e ia me dando um beijo na face, eu o segurei pelo pescoço e dei-lhe um beijo na boca de língua.
Ele correspondeu, mas notei um pouco de frieza.
Terminado o beijo eu indaguei se havia algum problema?
_Ele respondeu problema? Não por quê?
-Por nada meu querido, depois de alguns minutos ele começou a falar que passou a noite se martirizando ouvindo meus gemidos enquanto transava com seu tio que é meu marido.
-Ah meu amor você precisa aprender a conviver com esta situação, não posso deixar de trepar com seu tio afinal ele é meu marido e isto poderia trazer desconfianças...
-Tiago assentiu e com sorriso frio falou então o corno na estória sou eu!
Como não poderia confirmar nada, mas a situação era até engraçada. Resolvi reverter à situação e fingindo um sem querer apalpei o cacete de Tiago que já estava rígido.
Foi quando eu lhe disse que tinha uma surpresa para ele.
-Surpresa!
 -Oba!
E ele falou toda manhosa Marcela você me mata de tesão passei o dia todo ansiando chegar a casa e ter você todinha para mim.
-Sorri uau Tiago e eu ansiando esperando você chegar para acabarmos com nosso desejo de uma trepada completa, segurou em sua mão levando até o meu quarto.
Tiago meio tímido me perguntou se era isso mesmo que eu queria, respondi isso o que Tiago?
Olha Marcela dá trepada casual em outro lugar é uma coisa e treparem sua casa em sua cama na casa de meu tio é outra coisa.
_E foi dizendo se começarmos seremos amantes para sempre. -Afirmei é isto mesmo que eu quero Tiago nesta viagem que fiz a casa de seus pais eu descobrir meu lado mundano e que não sou de um homem só.Não se preocupe que seu tio ainda vai acabar aceitando.
Enquanto falava a cada minuto sentia mais tesão pedi a Tiago que me esperasse um minuto enquanto iria ao banheiro.
Ele assentiu e entrei sem fechar a porta e de dentro do banheiro ia conversando em ele.
Um minuto Tiago pode ficar a vontade na cama que já volto. E quando eu sai do banheiro vestida  com a roupa da mulher gato toda cheirosa e perfumada Tiago foi a loucura levantou veio  junto a mim e me carregou no colo deixando-me na cama e caiu por cima me beijando com um louco.
Parecia um tarado ensandecido dizendo que era louco por mim, queria eu largasse seu tio para ficar com ele e dizia que eu era gostosa demais. Eu nunca vi tanta avidez em poucos minutos eu estava sem roupas e com as pernas escancaradas e Tiago me chupando como a um louco. Eu me contorcia em êxtase o sexo oral é como um TNT que implode dentro do corpo elaborando mil e uma emoção.
Inevitável seria dizer que não gozei em abundancia deixando expelir meu mel que Tiago sugava saboreando cada gotícula do meu fluido corporal.
Começamos um 69 e Tiago controlava meu corpo, eu estava parecendo uma boneca nas mãos ágeis de Tiago. Quando eu estava por baixo logo em minutos já estava por cima com cacete todo atochado.Parecia um porrete de duro.
Estava louca para saborear seu leite, mas ele controlava-se me deixando cada vez mais extasiada de prazer já tinha gozado duas vezes em abundancia.
Foi quando Tiago me colocou de quatro e beijava meu corpo inteiro, sua boca.
Quente e molhada me deixava como uma louca, depois ele ficou em pé na cama e eu retribui com mais um boquete muito gostoso, eu estava parecendo uma puta profissional, era safadeza demais. Então ele foi ficando atrás e pediu que abrisse bem as pernas, foi forçando seu cacete na entrada do meu anel e com uma das mãos acariciava meu clitóris. E encostava cabeça do cacete e tirava,parecia um castigo eu ansiando receber seu mastro e Tiago ficava me maltratando ate que ele segurou o cacete e apontou  forçando o meu cu sem deixar eu escapar segurou em minha cintura e forçou ate a cabeça entrar.
Eu gritei e comecei a gemer até que ele enfiou tudo em uma só estocada, eu dei um grito e ele começou a meter feito um louco, ficou bombeando todos os mais forte, aquelas sensações eram uma delicia, a dor desapareceu por encanto.
 Coloquei uma das mãos atrás para ver até onde Tiago tinha metido seu majestoso cacete e só conseguir apalpar os culhões. Eu estava literalmente com um cacete atochado no rabo e só poderia aproveitar  as sensações maravilhosas que isto me proporcionava com muito gosto.
Quando Tiago sentiu que eu estava relaxada já acostumada com seu cacete começou um vai vem e dizia coisas me chamando de safada gostosa e dava tapas em minha bunda.
Eu rebolava gemendo pedindo, que me enchesse de leite. Quanto mais eu gemia mais tesão Tiago sentia.E logo como um louco alucinado começou a bom bar que o barulho de nossos corpo ecoavam pelo quarto e cada sentimentos de seu cacete  tomava dimensões desproporcionais dentro do meu rabo ,eu estava me sentindo dividida ao meio.
Tiago forçou mais um pouco e comecei a sentir seu cacete se avolumar e logo fortes jatos de esperma eram expelidos de seu cacete dentro do meu rabo.
E assim depois de alguns segundos senti meu cuzinho arregaçado latejando e logo cacete de Tiago sai de dentro de mim.
Até sorrir de ver a quantidade de esperma que tinha na camisinha.
Tiago tirou limpou com um papel toalha e ficamos abraçados, Vir-me-ei e fui limpar aquele cacete delicioso que prazer imenso havia acabado de me proporcionar.
 Claro que ele gemia e dizia que logo estaria recuperado e íamos continuar nossa safadeza.
Menino novo é claro foi mais rápido do que pensei... Saber que eu causava aquele furor  sexual  me dava  tesão.
Logo eu já estava rebolando recebendo aquele cacete na minha xoxota lisinha, depois de ter sido arregaçada no seu cuzinho era evidente que Tiago queria uma foda completa.
E eu nem precisei pedi pois ele já sabe que depois de um gozo eu adoro um bom boquete.
E depois em minutos fudendo minha xoxota Tiago saiu de dentro das minhas coxas e colocou-me em uma posição na cama e tirando a camisinha meteu o cacete na minha boca e sugando e lambendo recebi jatos de leite na garganta.
Meu marido e tio de Tiago sempre evitou fazer isto, fazíamos 69, mas ele jamais gozou na minha boca. Coitado tanto tempo perdido com  falso pudor.
Pois mulher precisa ser uma puta na cama e fora dela uma dama. Pois bem eu sou puta e adoro trepar.Alguém se opõe?

Meu último conto.... de 2013:
 Docecomomel

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Traí meu marido com um sobrinho seu...

Traí meu marido com um sobrinho seu...
Olá... Eu sou a Marcela e vou relatar hoje como e quando eu fui assediada pelo sobrinho de meu marido em uma viagem que fizemos.
Este sobrinho de meu marido é um jovem nerd que frequenta nossa casa. Eu em muitas vezes  o observava,notei que  ele Tiago sempre que estávamos vendo TV ele me olhava e em minutos estava com uma almofada no colo.
Comecei a desconfiar que o jovem ficasse excitado e logo depois sumia da sala indo até o banheiro ou para o quarto de visitas que ele sempre se hospedava.
Ficava curiosa, mas meu marido achava que ele era menino não sabendo ele que já perto de completar 19 anos, claro que ele ficava se masturbando na intenção da esposa do tio.
Como não poderia falar senão iria dizer que é implicância minha pelos seus parentes, então resolvi entrar no jogo da sedução.
Íamos viajar para o interior justamente para o sitio dos pais de Tiago.
Fomos todos nós com meu marido minha sogra sogro e Tiago.
Pelo motivo de maior comodidade minha sogra que é idosa fui ao banco da frente, atrás eu Tiago e meu sogro que quase dormiu a viagem toda.
Durante o trajeto Tiago roçava seu corpo ao meu, se era sem querer ou não eu não sabia definir... Sempre seu braço encostava em meus seios,sentia arrepios de excitação.
Eu tentava disfarçar conversando muito com meu marido e notava que Tiago a cada momento que passava me apertava mais no carro.
Resolvi reverter à situação e fingindo um sem querer coloquei minha mão sobre sua virilha e afastei mais no banco da frente conversando com meu esposo e minha mão permanecia sobre a virilha do sobrinho do marido o Tiago... Que muito safado e inconsequente segurou minha mão forçando a assegurar com firmeza em seu cacete rígido.Meu sogro  ao nosso lado só roncava.Também acordamos de madrugada para viajar.Meu marido conversava ,mas sempre com atenção voltada ao movimento da estrada.Nada percebia o que se passava com sua esposa e sobrinho bem ali na sua presença;
Depois de alguns minutos eu estava com a mão enfiada na calça de Tiago masturbando-o discretamente, que não aguentou e gozou... Minha mão ficou lambuzada de seu leite.
Pensei jovens... Estava tão  bom que não aguentou a pressão.
Limpei minha mão discretamente e seguimos viagem.
Chegando ao sítio fomos recebidos pela minha cunhada e seu esposo.
Tiago olhava disfarçadamente para o colo de meus seios, eu fingia não ver, mas depois da safadeza que fizemos no carro nas barbas do meu marido com toda certeza iria rolar uma boa sacanagem enquanto estivermos no sitio.
E a oportunidade surgiu no dia seguinte a nossa chegada. Minha cunhada a mãe de Tiago no dia seguinte de nossa chegada falou bem que poderíamos ir tomar banho cachoeira, mas hoje tenho compromisso, mas Tiago leve seus tios que mais tarde eu e seu pai encontramos vocês por lá.
Meu marido foi logo respondendo hoje eu quero visitar u amigo que me convidou a provar de sua cachacinha.
_Eu respondi a meu marido ah amor eu não queria ir vocês quando começam a conversar sobre terras demoram horas e está um calor infernal.
-Meu marido respondeu este certo querido você tem toda razão vá com Tiago logo após o almoço eu irei encontrar-me com vocês, bem sabes que conheço a cachoeira de ponta a ponta.
Claro que sabemos que você foi nascido e criado aqui amor, caímos na risada, logo cada qual foi cuidar de seus afazeres. Olhei para Tiago e vi seu sorriso de safado disfarçadamente.
Eu e Tiago colocamos toalhas e coisas para um lanche em uma mochila e seguimos em direção à cachoeira, fomos de motocicleta já que era só nos dois. Antes de sairmos meu marido saiu com seu cunhado para visitar seus velhos amigos. Durante a viagem Tiago segurou em uma de minhas mãos que estava em sua cintura e colocou sobre sua virilha. Seu cacete já estava rígido eu disfarçadamente acariciava,precisava ser disfarçadamente pois ao longo do caminho do sitio até a cachoeira a todo momento encontrávamos algum morador dos arredores e bem sei que  meu marido o tio de Tiago é bem conhecido  ali,onde nasceu e morou até se tornar adulto.
Chegamos e caímos na água que estava um delicia de gostosa, o calor ajudava a temperatura da água estava ótima.
Tiago tomava banho de short, ate estranhei, mas nada disse eu com um biquine bem composto. Eu nadava e mergulhava de um lado para outro depois de um bom tempo ambos tomando banho com olhares cúmplices e as poucas pessoas que ali se encontravam iam indo embora ate que eu e Tiago ficamos a sós. Quando eu senti alguém se posicionando atrás de mim segurando-me pela cintura a rigidez aparente de um cacete latejando encostar-se à minha bunda. Foi quando Tiago tirou seu short e colocou seu cacete latejando entre as minhas coxas.Soltei um pequeno gemido e ele disse abre mais estas pernas gostosa que é agora que você vai sentir a firmeza do meu mastro e veio forçando entre a perna do biquine até que senti a cabeça do cacete encostar-se-á na minha xoxota molhada.
Lentamente cutucava meus lábios vaginais que se abriam quando com uma estocada forte eu senti ser invadida, Soltei um gemido abafado. Tiago riu e dizia ao meu ouvido geme gostoso minha potranca cavaluda que sei que você escandalosa,ouvia sempre você com o corno do meu tio se esbaldando fugindo enquanto eu no quarto perto me esfolava na poeta...Geme safada e com força e vigor estocava seu cacete em minha xoxota sempre puxando meu rosto para beijar ,parecia um ensandecido,apertava meus seios ,minha bunda me beijava e estocava com força.Depois de um bom tempo...obtive outro orgasmo e ouvi Tiago dizer mija no cacete de seu macho safada e senti sua respiração ofegante...Ai pedi que não gozasse dentro de mim...Ah safada quero gozar sim quero fazer neném em tu safada...E forçou  mais acelerando as estocadas despejando um farto gozo no fundo de minha xoxota.Quando senti o calor de seu gozo não aguentei e gozei intensamente...Ficamos atracados por alguns minutos e logo nos afastamos pois ouvimos barulho de um carro que se aproximava.Entre surpresa e alegre avisto ao longe meu marido com os pais de Tiago,este assim que ouviu barulho do carro afastou-se dando mergulhos para disfarçar...Recuperada ouço meu marido falar Marcela saia do sol você esta vermelha e ofegante...
Tem razão amor o sol esta muito quente vai dá um mergulho e vou sair...
É claro que a culpa é do sol quente não dá trepada fenomenal que tinha acabado de dá que me resultou em (3) três maravilhosos orgasmos... Coisa que nunca aconteceu antes entre eu e meu marido....Um caso apensar!

Docecomomel(hgata)
Skype docecomomel2011@hotmail.com
Boas Festas

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Traçando a tia da esposa...





Olá eu sou o Marcos tenho 32 anos sou casado com a Emanuela que é uma gata, nos damos maravilhosamente bem na cama.
Minha esposa é muito gostosa, fogosa e safada.
Sou muito feliz com ela e nestes três (3) últimos anos depois que casei nunca estive com outra mulher.
Moramos perto da casa de minha sogra que é uma senhora viúva e depois que sua filha casou-se comigo para ela não ficar sozinha veio uma irmã sua do interior morar com ela.
E uma mulher solteira já com seus 40 anos.
Eu sempre fico olhando para ela, seus seios pequenos sempre durinhos com os bicos eriçados me dão maior tesão. Sempre fui tarado por coroa, pois minha primeira mulher na adolescência foi uma coroa muito safada que me ensinou a foder gostoso. Saudades...Elsa onde quer que esteja.
Mas a vida tem fases só precisamos entrar de cabeça nas boas fases da vida.
Assim levo a vida de boa, esta semana eu fui à casa de minha sogra consertar o chuveiro e vi a tia de minha esposa apenas de BabyDolly.
Também fui sem avisar.
Ela ficou envergonhada, ao contrario do que senti, pois quando voltei para casa bati uma deliciosa punheta em sua intenção.
Ainda bem que minha esposa estuda de noite e quando ela chegou da faculdade fodemos muito. Mas a tia dela não saia de minha cabeça.
Preciso achar um jeito de tirar uma casquinha, senão fico doido de tesão acumulado por ela.
Mas como sempre afirmo Deus sempre ajuda a seus filhos, e eu sou um agraciado enfim chegou o grande dia.
Minha sogra precisou fazer uma pequena cirurgia e minha esposa foi lhe fazer companhia no hospital, em plena quarta-feira.
Logo à tarde minha esposa me telefona dizendo que...
Teriam que dormir no hospital e para minha alegria minha esposa me pediu que fosse fazer companhia a sua tia, que tem medo de dormi sozinho na casa imensa.
Ainda relutei fazendo charminho, mas minha esposa Emanuela soube me convencer, se é que precisava não é?
-Ah amor me faz favor, te peço... Está certo amor  eu vou ,mas vou ver meu jogo na TV e tomar minha cerveja,claro amor não se incomode você vai está  na casa da sogra.
Eu confesso que estava ansioso e não me arrependo do que fiz naquela noite e ainda faço quando tenho oportunidade.
Quando cheguei falei com a minha tia que iria dormir, mas só depois do jogo, ela se interessou em saber que times iriam jogar eu disse e ela respondeu que iria assistir um pouco até o sono chegar.
-Respondi que seria ótimo, pois teria companhia também. Assim que jogo começou eu já estava na segunda cerveja a  tia de minha esposa começou a tomar uns goles também disse que  seria bom para relaxar,mas que não tem o habito.
-Não se preocupe tia se embebedar toma conta de você afinal estamos em casa não é?
-Sim Marcos estamos nós dois aqui sozinhos em casa.
-E o jogo continua e meu time perdendo eu esbravejava xingava e tomava cerveja, mas observei que minha tia estava mais solta conversava mais... Ai pensei a coroa vai embebedar e vou mandar ver cacete nela.
Já no intervalo do jogo eu fui ao banheiro e deixei a porta aberta quando estava dando minha mijada a tia empurra a porta, instintivamente eu me viro de cacete na mão, ela claro olhou com olhos arregalados.
-Nossa!  Marcos e saiu ligeiro do banheiro.
Demorei um tempo e voltei para sala. Desculpe tia por não ter fechado a porta assustei você?
Claro!Não estou acostumada e ver homens mijando e ainda mais com cacete enorme como o seu... Enorme tia ele é até de tamanho médio.
_Que nada achei enorme bem você sabe que sou solteira e até hoje só tive um homem na minha vida.
-Ah é?
Não sabia, mas porque não teve outros tia, ah Marcos coisas da vida... coisas que não fazemos, mas que quando o tempo passa nos arrependemos.
-Entendo tia eu também só tive duas mulheres, mas sinto excitação por outra inclusive uma que estou louco para transar com ela.
-Mas ela não sabe.
-E porque você não diz a ela, talvez ela esteja sentindo a mesmo, maioria dos homens casados têm amantes, e você não seria exceção.
Verdade tia... falou verdade.
-E ela estando próximo abraçou-a pelos ombros e senti que soltou um arrepio pelo corpo inteiro.
Olhou fundo nos meus olhos e perguntou... Esta mulher que você sente tesão sou eu Marcos?
-Sim tia desde o dia que chegou aqui na casa da sogra que fico louco por você sente desejo... Muito tesão mesmo.Olha como estou excitado!
Sem palavras comecei acariciar seus ombros, beijei-a com carinho senti seu corpo entregue aos carinhos, fui aos poucos desabotoando sua blusa e vi de perto o que sempre imaginei seus seios.
 Aqueles peitos redondinhos e pequeninos com os bicos durinhos, enfim perfeitos para serem apertados acariciados e sugados.
Eu caio de boca naqueles mamilos rosadinhos, ela esfregava com uma das mãos meu cacete, eu mamava e mordiscava de leve e minha querida tia tesuda dava leves gemidos.
Caímos no sofá e o restante das roupas foram tiradas.
Em minutos estávamos fazendo um 69.
Ela começou a chupar meu cacete com força e foi a partir daquele momento que percebi o quanto era gostosa era minha tia.
-Rapaz quanto tempo perdido.
Senti sua xoxota quente escorrer mel em abundancia, eu lambia e chupava ate senti meus lábios estalarem.
 -Ahh Marcos maltrata mais a tia não.
-Eu jamais imaginei que você tinha tesão por mim...
-Ah se soubesse há tempos tinha acabado com esta abstinência. E falava e chupava meu cacete com uma desenvoltura de causar inveja a qualquer  puta.Eu é claro caprichava na xoxota dela. A Safada gozou duas vezes na minha boca, é claro que suguei até a ultima gota.
-Quando vi que estava perto de gozar falei que ia tirar o cacete da boca santa, mas ele pediu leitinho ai não tive como negar a fiz ficar de joelho na cama e mandei ver esporradas de leite nos seios, boca e pelo rosto todo.
-Parecia possuída gemia e engoliu meu leite... Aí que delicia Marcos esta chuva de leite.
Esperei ela limpar meu cacete, que deixou limpinho e brilhante e fomos tomar um banho. Foi no banheiro que rolou a sacanagem.Ela começou a me ensaboar. Logo estava de cacete em riste coloquei suas mãos na parede do Box dei uma leve abaixada e comecei a meter forte e profundamente em sua xoxota, e ela gemia e gritava.
-Vai seu tarado, comi minha xoxotinha, me dá seu leitinho nos quartos da tia dá.
E eu gemia feito um louco e atochava com vigor meu cacete.
Parecia uma puta rebolando com meu cacete todo atochado
-Vou-te foder todinha sua puta!
-Isso fode mesmo safado, fode me come gostoso, sou sua puta sim fode safado!
E antes de gozar me afastei um pouco e com um dedo enfiei em seu rabo. Aí delicia seu rabo latejava mordiscando meus dois dedos...Acelerei as estocadas  e gozamos juntos.
Minha tia parecia uma puta meu cacete nem bem amoleceu ela pediu que tirasse de sua xoxota fogosa e caiu de boca, limpando meu cacete que não deu nem tempo de amolecer já estava pronto pra outra.
Aí vocês imaginam não é?
 Ela me fez ficar deitado e subiu no meu cacete com uma maestria que parecia uma novinha com sede de cacete.
Logo em instantes começou a cavalgar em mim.
Eu adorei, é claro ficar vendo sua xoxota engolindo minha tora em um sobe e desce sem parar ate que usei de malicia e logo estava com meu cacete todo atochado em seu rabo. A safada gemia pedindo para parar,mas não dei ouvidos fodia sem parar por mais de  15 minutos e e logo já tinha gozado naquele rabo litros de leite.
Ela com seu charminho claro que gostou, pois nem bem tinha acabado de gozar senti seu rabo contraindo apertando meu cacete. Ai sim o orgasmo foi completo.
E como dizem panela velha que dá comida boa, eu vou vivendo bem com minha esposa e sempre presente entre as pernas de minha tia.
Que agora é diplomada em sacanagem... Ate me perguntou se eu não tinha um colega para fazer algo juntos nos três.Estou pensando seriamente em convidar o segurança da empresa.Ai ela vai ver o que é bom pra tosse,pois pelo apelido dele já da pra deduzir o que espera...Pois é o meu amigo e segurança de trabalho chama-se João 3 pernas...
Coisas da vida, mas é verdade, pois na empresa rola um vídeo com ele e caso raro... Mas fazer o que não é?
Entregar minha tira para ele ai já sabem depois vou ter um fole pra fuder... Mas se ela quer claro que vou atender seu pedido....

Docecomomel
Vejam meus blogs
Imagem do google

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Minha Chefa me Seduziu... Amei...




Depois do dia que eu estava no arquivo do departamento pessoal e minha chefe me encochou,observei que algo mudou. Eu sempre fui hetéro,mas notava que minha chefa me olhava e sempre passava a língua pelos lábios demoradamente se insinuando. Era algo que estava mexendo comigo.
Ate dois dias atrás eu não cogitava ter contato com outra mulher, mas depois do dia que estava no arquivo arrumando as pastas dos clientes sobre uma pequena escada e minha chefa entrou fechou a porta e me vendo em uma posição meio complicada, sem dizer nada, enfiou a mão sobre a minha saia e apalpou a minha xoxota.
-Com a cara de safada ainda disse, deixa ver se ta gordinha a xaninha da princesa Isabel, apalpou e correu dedo deixando-me perplexa.
E levou ao nariz aspirando o odor da minha perereca.
Eu desci as escadas deixando as pastas sobre a mesa e corri até banheiro.
Meu coração acelerado tomou água e coragem lavou o rosto para disfarçar e sai toda desconfiada e fui para minha mesa.
Como os telefones estão interligados em poucos minutos recebi uma ligação interna, era a minha chefe, pedindo desculpas dizendo que não resistiu e que faz tempo que me paquera... Que se eu quiser ir ate algum lugar para poder conversar com todo respeito.Que o limite quem impõe sou eu!
-Pensei e algo me dizia que a coisa ia ficar séria, a curiosidade a vontade de conhecer o oculto.
Eu concordei que poderíamos ir sim comer algo após o trabalho.
-Nem bem havia concordado logo comecei a receber SMS com mensagens de carinho e uma pitada de erotismo.
-Hum isto me colocou em duvida se deveria ir ou não sair com a minha chefe... E já no final da tarde decidi e fui.
Fomos a um barzinho comemos alguma coisa e bebemos chope, eu já estava no segundo chope e minha chefa também quando ela me falou que tinha espuma no canto dos lábios, eu sem pensar respondi limpe... Mas eu queria que ela limpasse com um guardanapo não com a boca dela.Entre a surpresa e o susto me vi sendo beijada em um local publico.Para minha sorte o barzinho estava em meia luz e quase ninguém viu.
Quando ela tirou seus lábios dos meus falou... Estou ansiosa para beijar-lhe toda...Vamos até meu apê prometo ser cuidadosa.
Aí o tesão tomou conta levantamos pagamos a conta e saímos em velocidade.
Quando entramos no apartamento de Marlene ela deixou a sala com meia luz que dava um clima, mas se e aconchegante, eu sentei em um sofá enquanto Marlene disse que ia tomar uma ducha. E eu fiquei ali observando a sala com uma ansiedade imensa.
E pensava o que eu estava fazendo...
As respostas não chegavam e eu decidi me jogar por inteira viver uma aventura com a minha chefa.
Logo ela surgiu na sala vestida com uma micro saia de couro e uma blusa preta brilhante.
Fiquei observando realmente é muito linda ela, com suas coxas grossas mais ressaltadas pela saia curta.
-Pensei agora é tudo ou nada.
E Ela veio com tudo.
Aproximou-se e me abraçou acariciando meus ombros, logo uma de suas mãos ia descendo ate meus seios.
Os bicos dos seios eriçados e ela ia apertando entre seus dedos e logo meu vestido foi tirado e fomos até o imenso tapete da sala e Marlene me deitou e colocava sua boca em meus seios mamando deliciosamente tirando gemidos roucos de minha garganta.
Era sublime, eu gemia e ela não parava de mamar sua língua brincava com os bicos dos seios e uma de suas mãos percorria meu corpo que queimava como se fosse um fogo.
Ela toda provocante passava a mão sobre a minha xoxota demorando um pouco mais, mas sem introduzir na calcinha. Isto me atiçava eu estava toda lambuzada,minha xoxota clamava por sexo.
E logo sua boca em contato com a minha nos beijávamos com sofreguidão, quando ela disse... Peça meu amor peça para eu te possuir.
-Ah Marlene me possua me faça sua puta vadia, me faça sua mulher!
Sem esperar mais tempo sua boca foi descendo pela minha barriga, com beijos molhados e lambidas leves que me eriçavam deixando-me arrepiada.
E finalmente sua boca parou sobre a minha xoxota e Marlene afastou a minha calcinha e caiu de língua. Chupava minha xoxota,meu grelinho turgido,mamava mesmo ate sair estalos de seus lábios.
Ficou um bom tempo saboreando do meu grelo até que quando já estava no segundo orgasmo comecei a fazer o mesmo que há poucos minutos Marlene havia feito comigo.
Lambi e suguei seu grelo, que era um pouco crescido, mas nada que não pudesse saborear com delicadeza e prazer que é o ponto G da mulher.
Foi algo maravilhoso sentir seu gozo.
Minha primeira chupada em uma mulher e meu primeiro gozo.
Foram gemidos e urros em uníssono.
Relaxamos um pouco e logo voltamos.
Agora já mais sabedora eu chupava e metia um dedo deixando-a mais atordoada de tesão.
Nossa que delicia... Quando Marlene ficou deitada e pediu que sentasse em sua cara fui a loucura.Era bom demais...Não aguentei e gozei novamente.
Invertemos a posição e senti toda sua xoxota escancarada no meu rosto, saboreei cada dobra, cada cm e cada gota de seu mel. Exaustamos em goso.
Depois ficamos abraçadas nos lambendo até que caímos no sono como duas enamoradas só acordei na madrugada com cheiro delicioso de café.
Era Marlene tomada banho e com uma bandeja de café da manhã e um sorriso nos lábios.
Sentei recostei nas almofadas e ela se aproximou e deu-me um beijo.
Sorri para ela e me bateu uma emoção quando ela disse café fresquinho para minha namorada e deu-me um beijo nos lábios. Não Marlene minha boca esta suja...Esta nada,está com gosto do meu tesão,do meu amor por você e sem esperar resposta deu-me um beijo de língua que me tirou o ar.Ainda bem que não trabalhamos no sábado pois fizemos muito sexo e amor pela manha toda.
O tempo foi nos acomodando e eu e Marlene temos nossas vidas em separado, mas temos um grande laço de amor, respeito e muito sexo.
Ainda em sigilo, pois tenho meus cachos e ela sabe disso e respeita minha opção.
Eu é claro a adoro e já me convidou a morar em seu apartamento... Mas ainda estou pensando, namorar é bem melhor que casar. O que vocês acham?
Pois fico na duvida, pois adoro um bom macho e se for morar com ela isto pode mudar e privar minha liberdade, pois eu quero é gozar.



Docecomomel
Comentem por favor.

sábado, 30 de novembro de 2013

Eu Sou um Corno...e Mans






Ser corno não é opção é devoção.
Quando eu ainda era guri sempre ouvia um tio meu falar esta frase, na minha ingenuidade eu não sabia o que significava, mas agora sei.
Eu sou um corno manso, me refiro à palavra manso porque sei que minha mulher é uma putona e nada faço para impedir ou separar-me dela, pelo contrario adoro quando ela me conta como foi sua ultima trepada e com quem foi.
Entre uma metida e chupada ela vai me contando e comparando eu fico alucinado e gozo muito.
Só peço e exijo que sempre se previna, pois camisinha é essencial.
Ela toda safada adora rebolar em uma vara, e eu dou corda nem ligo, pois sei quando chego a casa ela está me esperando para ter relações sexuais mais,também quem mandou casar com menina nova e fogosa.
 Eu fico imaginando o que os caras que ele trepa ,dizem quando me veem passar com ela abraçada,me divirto com a saia justa que eles ficam com medo de eu descobrir. E eu sabendo de tudo dá um tesão isto só quem é corno manso sabe.
Não adianta negar,eu confesso que agora mesmo neste exato momento  enquanto escrevo minha mulherzinha safadinha ,está gemendo no cacete do mais novo funcionário meu.
Ele nem imagina que estou os vendo pelo circuito interno de TV.
Meu cacete está parecendo uma tora ,vou deixar eles bem a vontade e quando ela chegar em casa,ver o que reservei para ela,muito cacete até pedir para parar.Adoro vê-la gozar,seus olhos parecem sair  do lugar enquanto goza,ai eu meto mais ate explodir em gozo juntos.Puta safada tem que sofrer no cacete para aprender.Mas estou apenas vendo eles e batendo uma na solidão do meu escritório,enquanto ela e meu funcionário fazem hora extra”
Que hora extra que nada,mas foda extra isto sim,também quando minha esposa Sandra viu meu novo funcionário ficou logo doida para dá pra ele,logo pediu permissão.
Claro que dei ,mas na condição que não assustasse o rapaz e pedisse sigilo a adrenalina de está fazendo algo as escondida deixa com mais tesão.
 E com  a desculpa que estava com dor de cabeça eu sai deixando os dois colocando em ordem o estoque ,eu não esperei nem  uma hora e minhas esposa já estava pagando o maior boquete,nem sei como aquentou aquele cacete enorme na boca, rígido ,com a chapeleta vermelha.
Minha puta safada chupou tanto que o molecote não aguentou e gozou enchendo a boca dela,que é claro não deixou desperdiçar.
Ele nem bem gozou e logo começou a chupar a xoxotinha da minha safadinha que gozou lambuzando –o também deixando cheio de tesão.Claro que não é para todo mundo comer a mulher do patrão é o desejo de todo funcionário.
¬-Mas quando eu  vi minha esposa Sandra ficar de quatro sobre uns cobertores no deposito ai pensei...Que safada vai dá o rabo...Pois não deu outra Minha Sandra na posição de quatro e o molecote só fazendo carinhos,cuspia nos dedos e sempre laceando,deixando molhadinha e ela ronronando ,já previ que iria perder pregas...
Não deu outra com a camisinha no cacete o molecote foi encostando ,acariciando a bunda brincando com grelinho dela e ela toda ansiosa esperando.
Quando eu percebi  ele já metia a cabeçorra segurando para não escapar ,Sandrinha minha safadinha gritou quis sair,ele segurou em sua cintura e afastou,ela achando que ele havia desistido se enganou ele empurrou cacete todo de vez.Sandra gritou e gemeu...
-Ai filho da puta você me arrombou...Ele rindo arrombei nada fica quieta que já você se acostuma e pede mais.E os dois ficaram quietos e Sandra poe a mão para trás para ter certeza que o cacete estava todo dento e desabafou.
Ai que tesão...Pensei que não aguentava tudo dentro!
E com estocadas foi em ritmo cadenciado e entre urros e gemidos Sandra rebolava gozando no cacete do molecote que estava feliz de estar trepando com a patroa.
Eu sem aguentar mais gozei explodindo em minha própria mão.Desde que passei a ser corno nunca vi Sandra gozar tanto com outro como hoje,ate preocupei-me pois o moleque é jovem e seria um pareo forte.Se limparam e continuaram o trabalho depois de meia hora Sandra entrou com a cara mais safada me disse ,amor o moleque é uma maquina de fuder, eu nuca gozei tanto em uma só noite.
Estou um caco vou tomar um banho e relaxar.
E fomos tomar banho eu a esfreguei e a limpei com maior carinho do mundo ,realmente sua xoxota estava vermelhinha e assada sem deixar de notar o rabinho esfolado.
Levei-a para cama e como todo corno manso lhe dei um bom banho de língua deixando que descansasse para mais tarde.Mas o tesão era tanto que não aguentei e bati uma bem gostosa,Sandrinha me ajudou lambendo meu cacete deixando bem limpinho,depois adormeceu cansada.E eu é claro fiquei pensando em como conservar aquele molecote na empresa,pois queria ver minha Sandra feliz.
E como disse ser corno não é opção é devoção eu adoro ser corno e adoro comer minha mulher depois que deu muito para algum colega, amigo ou funcionário. O importante é vê-la feliz e isto é amor ver a pessoa que amamos feliz e realizada.
Se tem algum corno ai....Pule e grite que é feliz.


Docecomomel
Imagem do google

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Comendo e sendo comido


Olá, pessoal!
Esse relato é bem curto... É relato mesmo aconteceu e estou esperando o bis...
Um amigo e colega de trabalho, que chamarei de Luciano, era um sonho de consumo: Alto com 183, 79 kg com pelos distribuídos por todo o tórax, forte sem ser malhado, mas definido, um macho pegador e com um belo volume que se destacava em suas calças... Além disso, um sorriso maroto e um jeito safado que nunca vi igual...Sua barba por fazer estilo bad boy,me fascinava.E sua boca ahh uma boca santa...rsrssr
 Os sorrisos sempre dizem muita coisa.
Fui a um churrasco no sitio deles e acabei dormindo lá.
Minha noiva na época não foi.
Era tudo simples... Mas tudo arrumado.
 A casa era pequena, então colocaram um colchão na sala ao lado do banheiro para mim. Então quem precisasse ir ao banheiro passaria bem junto a mim. No meio da madrugada, vi meu amigo excitado se masturbando no banheiro, à esposa dele bebeu demais e dormia profundamente... Deixando-o na mão é claro.
Fiquei louco de tesão e. Tomei coragem e...
Levantei lentamente e entrei no banheiro quando ele me viu assustou-se, mas com um dedo nos lábios pedi silencio e me aproximei pegando em seu cacete que parecia uma rocha de duro.
Eu acariciei o cacete dele, tirei o meu para fora e comecei a punhetar um pouco, sentindo aquela tora grossa, de uns 21 ou 22 cm pulsando em minha mão. A cabeça parecia um cogumelo
 Então coloquei na boca.
 Ele fingiu surpresa, mas soube bem depois, que é um comedor nato de cú, só mantém a pose de hetero, mas isto não vem ao caso.
 E eu comecei a mamar, aquele maravilhoso cacete e passada a surpresa inicial ele segurava minha cabeça enfiava o máximo e eu só deixei de mamar depois que ele gozou na minha garganta, ele só quieto sem dizer nada gemia baixinho olhando para a porta do quarto onde sua esposa continuava dormindo, depois que ele gozou...
Deu-me um beijo nos lábios e falou depois acabamos...
Pois minhas pernas estão tremendo da gozada sensacional...
Quero depois uma foda completa viu?
 E segurou no meu cacete me masturbando me fazendo gozar. Safado pegou sua mão melada  com meu esperma lambeu e passou entre meus lábios fazendo-me limpar toda mão lambuzada do meu leite.
Adorei esta trepada...
No outro dia pela manha enquanto tomava café ele rindo falou a mesa para esposa que tinha tido um sonho que adorou!...
Eu fiquei com vergonha, mas esposa dele não desconfiou de nada. Logo que voltamos para a cidade repetimos a brincadeira assim que surgiu uma oportunidade.
 E foi a tarde mais maravilhosa de minha vida quando fomos para o motel ele adorou e eu me vesti de gueixa que era uma fantasia antiga dele. Trepamos direto pela tarde toda,ele parecia um garanhão fudendo uma potranca gozava em poucos minutos já estava novamente teso.
Pessoal comente nos contos, pois isso nos incentiva a publicar mais... E um recado para alguns que se acham machões aguentar um cacete no rabo por 20 ou 30 minutos sentindo prazer e dor tem que ser muito macho viu....
Agora eu e ele somos amigos, moramos no mesmo condomínio e sempre damos um jeito de termos momentos íntimos, que são momentos de muito sexo e adrenalina pura e agora ele também me dá boas mamadas e o prazer de ambos é maravilhoso.
E Vamos que vamos pelos caminhos dos prazeres.

Docecomomel
Visitem meus blogs
Imagem do google.

Ps.Conto relato que foi vivenciado por um amigo,com  pitada de docecomomel

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Trai meu noivo com meu patrão...E gostei muito!





Transei com meu patrão
Olá. Em dei corno em meu noivo com o patrão,mas gostei tanto do coroa que resolvi ficar com os dois,agora não sei quem é o corno o noivo que não sabe ou patrão que sabe e adora saber  que trepo muito com meu noivo também,e adora que lhe conte como é a trepada.
Hoje vou relatar como foi difícil para mim quando comecei no meu novo emprego de secretaria e meu patrão um coroa muito safado ficava me assediando.
Até que ele tinha boa pinta e uma secretaria do escritório que teve caso com ele disse-me que é muito safado na cama e a levou ao êxtase total na cama que tem um cacete bem tesudo que as garotas de programa que ele sai o apelidaram de mister bengala.
Deduzi então que deve ter uma bengala entre as pernas.
 Foi assim que comecei a observá-lo também.
Mas quando nossos olhares se encontravam eu me sentia inibida e muitas vezes eu observava que mesmo de longe ele ficava olhando para minhas pernas. Como eu precisava trabalhar de blazer era natural que em alguns momentos me descuidava e uma simples cruzada de pernas ,ele ficava vigiando-me.
Já estava impossível, pois me submetia ao stress de ficar o máximo de atenta.
Chegando o final do mês, folhas de pagamento a fazer, férias coletivas se aproximando, eu precisei fazer hora extra.
Já quase 22 h prontificaram a ir embora quando meu patrão disse-me que me levaria em casa, pois estava tarde para ir de ônibus.
Seria perigoso afirmou ele. Não sei se o perigo maior é ficar em um ponto de ônibus ou ir no carro dele pois bem eu sabia que era um lobo vestido em pele de cordeiro pois era assim que o senhor Eduardo se comportava.
Sem querer causar maior constrangimento aceitei.
Eu já entrei no carro de retaguarda, pois bem sabia que ele tentaria algo, no meio do caminho o meu patrão me perguntou se eu traia meu noivo?
Claro que não senhor Eduardo, eu o amo e respeito, ele sorriu dizendo, mas eu perguntei se já havia traído não se o amava?
-Mas eu respondi ambas as perguntas.
-Ah tá bom eu também amo minha esposa e traio-a sempre sinto necessidade de sexo... Muito mais sexo que ela me oferece.
-E falando assim colocou uma de suas mãos na minha coxa.
-instintivamente fui ficando excitada olhando em outro ambiente ele era um coroa muito simpático e para minha surpresa eu deixei ele com sua mão em minha coxa e abri as pernas levemente.
O Meu patrão entendeu como um sinal e deixou sua mão escorregar indo direto ate a xoxota. Quando ele viu que estava úmida o fundilho de minha calcinha soltou um grunhido como um animal ferido e falou.
Pronta Eliane se você nunca traiu seu noivo hoje será a primeira vez!
-Acelerou o carro e entrou no primeiro motel que encontrou. Eu não relutei nem disse nada pois das conversas com as amiga do trabalho eu estava super curiosa de provar da performance do patrão cujo codinome era Mister Bengala.
Adentramos no motel e assim que o Eduardo meu patrão fechou a porta abraçou-me e ajoelhou-se a meus pés. Surpresa com a atitude dele fiquei estática e Ele se embrenhou entre as minhas coxas.
Com um suspiro falou quero sentir este aroma adocicado e delicioso que é de mulher excitada. Cheirava  minha virilha e entre as coxas sempre sussurrando ah que puta deliciosa!
Quando me levou até o pequeno sofá e me colocando sentada foi tirando minha roupa deixando-me só de calcinha.
E por coincidência neste dia eu estava com uma calcinha de renda vermelha que quando ele viu falou...
Ah calcinha vermelha a cor do pecado e da paixão... E começou a lamber minha xoxota sem tirar a minha calcinha,apenas afastava de um lado a outro deixando um rastro de tesão.Até  que depois de sucessivas lambidas entre os lábios vaginais arrancou a calcinha de dente e vorazmente começo a mordiscar e sugar meu grelo,que  de tanto tesão parecia um dedo rígido.Foi uma das maiores sensações que já senti em toda minha vida.Parecia um bebe faminto sugando um seio materno que iria saciar sua fome.Eu instintivamente rebolava e gemia explodindo em um gozo intenso.
Eduardo que tinha tirado suas roupas segurou minhas pernas colocando-as em seus ombros com peso de seu corpo encaixou seu cacete entre meus lábios vaginais e meteu sua bengala que entrou rasgando me fazendo gritar. Foi grito de inicio de dor mas o entre sai e o vai e vem de seu corpo foi me deixando extasiada de prazer.
Foram sucessivas estocadas que me faziam rebolar e gemer ouvindo o estalo de nossos corpos sentia o verdadeiro prazer de está com um macho garanhão e aventureiro que procurar ofertar os melhores momentos de prazer a uma mulher. Eu e meu patrão Eduardo fizemos varias posições ali no sofá.Ele parecia um jovem incansável em foder gozava  e seu cacete não demorava muito já estava duro como porrete.Ele adorou quando ficou deitado na cama e com cacete duro eu rebolava por cima em um galope desenfreado quicava como uma verdadeira amazonas galopando incessantemente ate atingir o gozo.Quando tomávamos banho Eduardo me ensaboando,me beijava e mordiscava os meus seios.sempre cacete cheio de tesão me encostou na parede do Box e falou afora putinha para fechar com chave de ouro nossa primeira noitada.
E u ri e perguntei primeira?
-Claro e você acha que vou deixar escapar uma cavaluda como você? Seu noivinho será um eterno corno, mas agora minha gostosa você será minha e para sempre. E falando foi colocando uma camisinha e seu cacete encostava no meu rego e com dois dedos ia me laceando me deixando lambuzada de Ky até que me inclinei e com uma das mãos abri a bunda e ele forçando seu cacete até a cabeça passar.
-Confesso a vocês que senti uma lagrima escorrer pela em face de dor era imensa seu cacete era bem grosso e com jeito ele forçava um pouco e tirava ate que senti que e estava todo dentro. Parou alguns minutos para que acostumasse  quando o ardor habitual passou.Ele começou a estocar e dizia sacanagens sem parar.
Gostosa, cavaluda aguenta o cacete do patrão bem dotado, ele foi ficando bem excitado, ate não aguentar e meter todo cacete, deixando cada vez mais arrombada metia e tirava todo e tornava meter fundo fazendo eu me sentir uma vagabunda ate que mais uma vez meteu e a respiração se tornou ofegante e Eduardo gozou muito. Parecia um garanhão metendo sem parar dando tapas e apertando a bunda fazendo que eu gozasse nas pontas de seus dedos com a massagem que dava no meu clitóris.
Pois é agora que sou amante do meu patrão sou a chefe do escritório, tenho um ótimo salário além da mesada que ele me dá e estou pensando seriamente em terminar meu noivado. Mas ainda vou pensar pois isto é bom para despistar.
Meu amante e patrão não liga que continue com meu noivo e ainda quando sabe que transei com meu noivo adora me chupar para sentir o gostinho de meu gozo.
Quem estranhou foi meu noivo que nunca usamos camisinha e agora eu faço questão. Prevenir para um futuro saudável  é o melhor remédio.

Docecomomel
Vejam meus blogs.
19//11/2013.
Imagem do google


quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Trepando gostoso com meu vizinho coroa





Meu vizinho  era safado,mas eu mais ainda.
Confesso a vocês que estava gostando da brincadeira de seduzir meu vizinho.
Olá eu sou Marcela tenho 32 anos sou solteira, sou morena com cabelos curtos, porém cacheados, seios de tamanho médios e uma bunda um pouco arrebitada.
Estudo e pratico esportes.
Sou personal trainir...
Ando diariamente no condomínio que moro.
 Eu sempre que vou fazer minha caminhada pela manhã encontro um vizinho que me olha com cara de safado. Outro dia ele passava a mão em seu cacete com vontade enquanto eu estava fazendo aquecimento na quadra.
Era algo proposital, ele consciente ou não estava me assediando.
Foi aí que procurei saber quem era ele, a empregada da minha casa tinha a ficha dele completa. Quando eu perguntei a Ana ela logo me respondeu rindo.

Ah deve ser o senhor Gustavo, e eu dei o retrato falado e ela confirmou.
É senhor Gustavo Marcela ele é divorciado, mas é muito safado já comeu quase todas as diaristas do condomínio.
Um tarado e caiu na risada, safado ele é, mas é muito gostoso.
E Ana ria e eu deduzi que até ela caiu na benga do coroa... Foi quando ela com cara de safada começou a falar!
E foi dizendo sabe como é ele me ofereceu carona e acabei dando para ele dentro do carro.
Quase me afoga com tanto gozo.
Eu ri dizendo, mas você não tem jeito em Ana?
Ah Marcela o meu marido só pensa em ficar na venda bebendo cachaça.
E eu na seca, nada demais umazinha para aliviar a pobre aqui e riu.
E ainda tem mais a mulher que se engane com seu Gustavo, pois é muito bom de foda.
Assim os dias foram se passando e meu vizinho eu nunca mais encontrei até que um dia...
Estando sozinha na piscina quando o encontro. Estava bonitos seus cabelos com fio brancos brilhava ao sol.
Eu estava tomando banho com biquini azul e tinha acabado de sair da água, vesti uma saída e me dirigia ao bar quando passei por ele e com um gracejo disse-me.
Bem que me disseram que sereias existem!
Apenas sorri e fui tomar meu sorvete sentado em uma mesa que ficava de frente para ele não era muito perto, mas dava para notar seus olhares.
Depois de muito me olhar ele veio ate minha mesa e pediu licença e sentou e veio se apresentando.
Olá eu Sou o Gustavo seu vizinho e já não estou aguentando ver você tomar este sorvete, sem deixar de pensar como gostaria que eu fosse ele para sentir seus lábios saboreando-o como você esta fazendo com este delicioso sorvete de creme.
Entre a surpresa do momento eu fiquei sem palavras para responder.
E ele ficou ali sentado bem perto com os olhos vidrados no colo de meus seios. Depois sem mais nem menos ele convidou-me para comer uma pizza na sexta-feira à noite. Olha é claro que se  seu namorado não se importar de você sair com um pobre velho apenas de companhia.
-Ah não se preocupe meu namorado está viajando para os Estados Unidos fazendo um curso, creio que não vá se importar que eu saia com um bom amigo e vizinho.
Com certeza que não vá se importar mesmo afinal que mal faz em sair para comer, não é mesmo, mas eu bem sabia que sua intenção era bem outra.
Na sexta-feira me arrumei vesti um vestido tomara que caia preto com uma abertura lateral e uma minúscula calcinha de renda preta que ficava enfiada no rego da bunda. Uma maquiagem simples e esperei seu Gustavo vir me buscar. Quando ele chegou achei-o muito bonito com uma calça jeans impecável e uma camisa polo bem alinhada.Seu sorriso nos lábios mostravam sua aprovação quando me olhou.
-Uau gata você está linda... Está vestida para matar este pobre velho vai ser invejado por todos hoje na pizzaria.
-Ah Seu Gustavo o senhor é muito gentil.
-Mas me faça um favor não me chama de senhor pode me chamar de Guto como todos os amigos o fazem!
 Esta bem Guto, Obrigado por me considerar uma amiga. E assim fomos ate a pizzaria o Guto era só gentileza e xavecou-me o tempo todo, bebemos apenas um chope. E ficamos conversando e a todo momento sua perna tocava na minha ,realmente eu estava esperando apenas o tempo passar que com certeza iria esticar a noite com ele.
Que mal há. Sou livre de meus atos ele divorciado simpático e gostei muito dele com sua forma de tratar uma mulher desejando, mas sem ser vulgar.
Quando ele falou se eu gostaria de tomar uma bebida em sua casa antes de ir para casa.
-Aceito sim Guto afinal é bem melhor do que beber e sair dirigindo por ai, podendo causar um problema tanto para nós como para os outros!
-Menina de juízo é assim mesmo que penso, então vamos tem certeza que quer ir mesmo, pois bem sabes que a noite pode ter uma surpresa mais agradável.
Uau adoro surpresa e sorri sabendo o que estava por vir e desejando é claro... Esta conversa de gato e rato estava me deixando excitada.
Assim fomos quando ele parou seu carro na garagem de sua casa mandou esperar ate abrir a porta e eu entrei. Ele fechou a porta acendeu a luz e veio me abraçando e com seus lábios mornos começou a me beijar, sua língua entrava em minha boca deixando um gosto de morango.
Ah Marcela não sabe como te desejo... Ah Guto eu nunca nem notei, apenas via você me olhando e nada mais.
-Não sabe quantas punhetas bati em sua intenção quando a via passar andando com suas roupas de Cooper meu desejo era correr atrás e te prender e comer você até exaustão.
-Calma agora estamos aqui e cadê à bebida... Ri alto quando ele disse é mesmo agora estamos aqui e a sós e vamos aproveitar cada minuto deste precioso tempo. Ele saiu indo em direção a cozinha e voltou com duas taças de Martine com gelo.brindamos a nossa saúde e ficamos sentados no sofá ele veio me abraçando me beijando,apertava meus ombros acariciava meus seios,estávamos no maior clima quando ele levantou apagou a luz deixando apenas o ambiente em meia luz dando um clima mais ameno e prazeroso.Quando suas mãos encontraram o zíper do meu vestido lentamente foi abaixando,eu também procurei tirar sua camisa e ele tirou a calça assim ambos ficamos de roupas intimas.Sua cueca boxe preta mostrava em sua extensão um cacete volumoso que parecia que nem ia caber mais dentro da cueca.Quando seus dedos ágeis procuraram a minha xaninha e ele suspirou quando sentiu o fundo da calcinha úmida...Apalpou e levou ao nariz sentindo o aroma. Ai as gentilezas foram para o espaço Guto tinha uma boa pegada e foi me segurando pela cintura e falando ao meu ouvido.
Vem minha puta gostosa, vou fazer de você a maior vadia na cama... Vem gostosa deixa a vergonha de lado quero sentir você bem excitada rebolando com meu cacete atochado nesta xoxota gostosa...Sou seu macho agora e vou querer foder de todo jeito e posição quando seu namoradinho chegar vai te encontrar bem arrombadinha...
Ai delicia e sem dó nem piedade começou a esfregar seu cacete em minha xoxota que estava ensopada de tesão, quando me dei conta estava de quatro apoiada no encosto do sofá e Guto só roçando seu cacete que lambicava de tesão. Quando Guto começou a meter o cacete vi estrelas,pois me senti dividida ao meio era bem grosso o cacete e entrou rasgando e com estocadas fortes Guto metia sem dó nem piedade ,dava tapas na minha bunda dizia palavras obcenas.
Rebola minha safada... ah que delicia...
Eu vou gozar... ah safada vou te deixar arrombar de tanto te fuder...ai...Eu vou gozar.
E a cada minuto o prazer aumentava, ate que senti seu cacete se avolumar mais e Guto segurar com firmeza em meus quadris explodindo em gozo. Foi simultâneo também gozei de imediato ,sentia meu mel escorrer na cabeça de seu cacete.
Minha respiração ficou em compasso com as metidas e foi amenizando até ficarmos atracados fazendo planos e trocando juras de amor eterno. Ai já sabe depois deste dia o Guto é meu amante permanente e meu namorado corno em suas viagens fica se especializando para podermos casar. Enquanto isto vou me divertindo com meu amante e cada dia nossas transas são mais espetaculares.O Guto ate andou cogitando para que eu fique com ele permanente,mas eu disse que vou pensar.Que vocês acham desta ideia.
Eu acho que quem tem dois tem um então...


Docecomomel
11/112013

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Estuprada pelo cunhado.



Eu senti quando ele colocou minha calcinha um pouco para o lado e começou a passar a língua levemente em minha virilha, eu suava frio e gemia baixinho.
Estava sonolenta e alcoolizada. Sabia que ocorria comigo me sentia em transe meu corpo não reagia e minha vontade não prevalecia fiquei entregue ao êxtase.Quando ele tirou minha calcinha completamente e colocou dois dedos na minha xoxotinha lisa sem nenhum pelo,  e lentamente passava a língua com gosto em meu grelo.Eu rebolava sentindo o toque de minha virilha em sua barba por fazer.
Depois de alguns minutos explodi em um intenso gozo e com vontade puxava seus cabelos, forçando sua cabeça de encontro a minha xoxota e segurava meus gritos e gemidos para ninguém acordar.
Foram momentos de intensa magia. Depois percebi o peso de seu corpo e com as pernas escancaradas entrelaçadas em sua cintura fui  violentamente castigada com golpes de seu instrumento rígido e grosso.Foram incontáveis estocadas e em um vai e vem de seu corpo sobre o meu sentia sua boca morna procurando meus lábios ,minha língua era sugada e com espasmos violentos senti todo seu leite quente explodir em minhas entranhas.
Aquietamos-nos e por poucos segundos ouvi uma voz ao meu ouvido... Soava longe bem longe...À noite eu volto minha putinha...Lentamente senti que saiu de dentro de mim e com  uma das mãos limpou-me com papel toalha cobriu-me com um lençol fino e eu continuei a dormi.
Quando ouço alguém chamar meu nome levanta e fica sentada no colchonete.
Acorda menina isto são horas? Abri mais os olhos e vi minha irmã em pé na porta sorrindo.
-Oi, Desculpe Luana por te acordar, mas já e quase a hora do almoço?
- Ah tem nada não minha irmã, mas o vinho de ontem me pegou feio e não consegui levantar cedo.
Todos perderam a hora mesmo... Até o Edson perdeu a hora hoje e olha que acorda é cedo,eu que não bebi tomei meu calmante dormi muito bem.
Quando minha irmã falou no nome de seu marido eu estremeci sentindo um arrepio imediato.
Apenas fui tomar banho já com a certeza que fui violentada enquanto dormia.
Comecei a esfregar-me e percebi manchas nos meus seios e dentre as coxas.
Quando comecei a lavar minha xoxota senti escorrer um liquido pegajoso e esbranquiçado.
Foi à certeza que precisava ter que meu cunhado aproveitou-se de minha sonolência e bebedeira e transou comigo inconsciente.
Minha mente despertou e pude Lembrar como em um filme as cenas do que havia acontecido.
Chorei copiosamente sem saber o que fazer, minha irmã me parecia tão feliz com seu marido e dois filhos e eu uns dias de férias que chego para ficar com ele sou estuprada. Que coisa que fazer agora e só voltarei para casa ainda no próximo domingo.
Ainda me restam quase uma semana.
-Quando acabamos de almoçar e minha irmã disse que tinha consulta com oftalmologista e perguntou se eu poderia ficar com as crianças depois que a empregada fosse para sua casa.
Claro Lys que fico sim as crianças são uns amores, fico sim vendo TV com elas. Logo que minha irmã saiu as crianças cansadas de brincar foram dormir a empregada foi embora e quando o relógio marcou as 17 horas minha irmã ligou avisando que houve um atraso e só voltaria mais tarde,mas que não se preocupasse que seu marido iria buscar.
-Nem bem desliguei o telefone ele chega.
-E ai cunhadinha tudo bem? Você dorme que é uma beleza ein?
-Tudo bem sim Edson minha irmã acabou de ligar, e disse que você iria busca-la...
-Ah eu vou sim ela vai me ligar quando estiver perto de ser atendida, mas vim em casa ver você e. as crianças.
_Estamos bem brincaram tanto que dormiram de cansadas.
-Maravilha assim podemos aproveitar um pouco a sós, uma hora e meia dá para fazer o que passei o dia todo pensando em fazer com você.
- Ah Edson não estou entendendo...
-Ah não! Você me parece ser uma mocinha sabida como que não entendeu, então eu explico quero trepar com você e agora.
-E dizendo assim segurou em minha mão me fazendo ajoelhar a seus pés.
- E falou com a voz bem ríspida, calma cunhadinha se você não me percebeu te comi gostoso durante a madrugada é agora que você vai ter participação ativa.
E abriu a braguilha colocando cacete meia bomba de fora e empurrou na direção de minha boca, mas Edson... Nem mais nem menos cala boca putinha que estou doido pra gozar na tua boca e forçou segurando pelos meus cabelos,sem outra opção comecei a lamber a glande.Ele forçava e seu cacete entrava com força em minha boca,eu estava apavorada,mas a sensação era prazerosa,sentia minha xoxota se encharcar,era algo que eu não conseguia controlar.Depois de alguns minutos sinto em minha garganta jatadas de esperma.Edson como safado que é me fez engolir tudo.
Depois olhei com raiva par ele, mas ele nem se importava estava satisfeito, mas o cacete não abaixava e me jogou no sofá.
E veio por cima, nem colocou camisinha e começou a meter, parecia um animal em cio. Seus gemidos grotescos enquanto me fodia me deixavam assustada.Falava palavras obcenas,que eu era bem putinha apertadinha que ia me arrombar que queria gozar gostoso no meu cú.
Que era meu cavalo que ia me ensinar a gemer gostoso enquanto me fodia do jeito que ele sempre faz com as vadias dele.
O bem da verdade o cara era gostoso mesmo falando obscenidades e forçando-me a trepar com ele na ausência de minha irmã sua esposa eu estava sentindo imenso prazer. Quando Edson me colocou de quatro(4) (posição que adoro )e com estocadas fortes batendo bem fundo eu gemia muito,ele dizia geme tesudinha que vou te encher de leite,ai que delicia de mulher cavaluda e com estocadas fortes senti novamente ser preenchida pelo seu esperma quente.Foram fortes jatos de leite.Me abraçou e ficamos assim por um bom tempo,até ouvi o toque do  seu celular. O Safado ainda com cacete dentro de mim responde todo meloso para esposa que estava preso no transito em instantes chegava onde ela estava.
Desligou e sorriu e tirou cacete de dentro de mim e eu sentis sua porra quentinha escorrer entre os lábios até as pernas e Edson com cara de safado aproxima-se e dizendo.
Vem putinha lambe teu cacete que já vou buscar tua irmã e ela não pode sentir cheiro em mim.
Eu Lamb a saboreei deixando todo limpo.
-Vá tomar banho e caladinha senão quem vai sofrer as consequências é tua irmã e você bem sabe que ela adora o marido dela... Não sabe?
-E já ia saindo quando parou na porta com a chave do carro na mão e diz...
Hoje bem tarde pode esperar que quero comer seu rabo gostoso putinha... Hoje e todos os dias que você permanecer aqui...Estamos entendido e pegou algo e colocou na cintura,ai sim pude contatar que estava a mercê de meu cunhado que além de me chantagear andava com uma arma na cintura.
Depois eu conto como foram meus últimos dias na casa de minha irmã e como meu cunhado sempre dava um jeito de trepar comigo todos os dias.


Docecomomel
05/11/2013.
Vejam meus blogs

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Menage com o marido de minha tia!





No feriado de 07 de setembro eu e minha prima fomos passar uns dias na casa da irmã de minha mãe no interior.
Lugares propiciam para caminhadas, acordar cedo, tomar leite direto da teta das vacas, comer comida caseira tudo que as pessoas querem para fugir da loucura da cidade grande.
No primeiro dia foi ótimo fizemos caminhadas e adormecemos exausta.
Minha tia é meia irmã de minha mãe.
Uma senhora cinquentona muito simpática e jovial. Ela casou-se pela segunda vez depois que seu marido faleceu.Seu novo marido um homem forte ,negro e um pouco mas novo que minha  tia.
Eu não gostei do olhar que dirigiu a mim quando cheguei, eu ainda não o conhecia, mas minha prima que sempre a visita falou, não liga não Marcela ele é assim meio calado, mas é ótima pessoa e riu.
-Você nem imagina como ele é bom... rsrsrs
Na madrugada fria acordo assombrada com sons de gemidos...
Fiquei sem saber ao certo onde estava, depois de alguns segundos me oriento e percebo onde estou... Levanto e vou na direção dos gemidos e fico estarrecida com a cena inusitada que eu vi.
Minha prima pelada, cavalgando no mastro imenso do marido da nossa tia.
Seus gemidos pareciam, nem sei dizer ao certo o que, mas que a cena me abalou isto eu tenho certeza.
-Vou gooooozaaaarrrr...
- Ele dando estocadas bastante fortes falava!
 - Então goza... safadinha no cacete de teu macho...
- Goza!
-Eu sabia que você não ia demorar de vir provar de novo do seu macho comedor...
- Goza no cacete que logo eu gozo no seu rabo gostoso putinha safada.
-E Marina minha prima parecia uma ensandecida galopava sem parar, ate que o vi segurar pelos cabelos dela puxando seu corpo de encontro ao seu se erguendo como um felino e ligeiro a coloca na mesa que tinha na varanda e com força estoca diversas vezes e em minutos o orgasmo.
-Marina gemia e tremulava que pensei que estava tendo uma convulsão epiléptica.
-O marido de minha tia que vou chamar de Pedro segura em seu corpo e com uma das mãos segura no cacete e em segundos vejo espasmos de gozo sendo despejados pelo corpo de Marina.
-Loucura... Mas uma loucura deliciosa pensei e ia saindo quando uma mão segura em meu pulso.Me assusto e quando olho é o marido de minha tia o Pedro.
-Minha prima sorri satisfeita dizendo veio apreciar Marcela? A madrugada?
-Não eu acordei sem saber o que estava acontecendo e pelos gemidos vim parar aqui e você não tem medo de nossa tia acordar?
-Pedro então respondeu não ela não acorda além de Fo der gostoso ela tomou um remédio só amanha lá pelas 9 horas que minha senhora acorda.
-Foi ai que entendi porque nem se preocupavam com os gemidos que faziam.
-O safado além de comer a esposa depois dava um remédio.
-Ele falou bem já que a princesa chegou vamos mudar o rumo da prosa, assim que ele falou foi que me dei conta que os dois estavam sem roupas.
-Marina intercedeu em meu lugar, calmo Pedro a menina é virgem!
Ah é? Hum eu saberei preservar o cabaço, mas com certeza terei muito prazer comendo seu rabo e dizendo isto foi me induzindo a ajoelhar-me ficando com rosto próximo a seu cacete que estava meio bamba.
Pedro segurou em minha cabeça e forçou o cacete em minha boca... Toma putinha chupa ai o tio Pedrão que é hoje que você vai saber como seu tio é gostoso.
E eu comecei a chupar aquele cacete negro cabeçudo e grosso, quase nem cabia em minha boca. Pedro segurava em minha cabeça e com movimentos dos quadris fodia literalmente minha boca como se fosse uma xoxota.
Minha prima Marina Sorria e batia uma siri rica falando palavras que incitavam o Pedro a foder com mais intensidade.
Logo a Marina se aproximou de nós e abaixou-se enfiando uma das mãos em minha xoxota, gemi alto eu nunca senti prazer desta forma.
Minha xoxota estava super melada, super quente, e em segundos estávamos os três em um emaranhado de corpos mãos e bocas elevando a um clima de êxtase total.
Eu não conhecia este lado safado de minha prima, sempre achei que fosse hetero, mas surpresas chegam de repente e algumas vezes são muito prazerosa como aquela que eu estava sentindo naquele momento.
O Pedro safado estava a ponto de explodir em gozo na minha boca e Marina minha prima estava me proporcionando o melhor sexo oral de minha vida.
Apesar de virgem sempre fiz estripulias com meus namorados, mas sensações como as que estavam sentindo naquele momento eram incomparáveis.
Quando Pedro com uma estocada mais forte me fez engasgar, eu respirei fundo e senti seu cacete se avolumar e em segundos recebi jatos de esperma goela abaixo... Tossi mas ficou impossível de não engolir o safado Pedro em sua experiência bem sabia induzir qualquer mulher a saborear de seu mastro rígido e teso.E meu corpo entrou em êxtase e comecei a gozar.
Vocês acham que minha prime Marina desgrudou a boca de mim?
-Não,ela continuou chupando,sugando muito forte meu clitóris que entrei em transe e... Gozei outra vez...
Respirações ofegantes, levantamos e fomos para o quarto.
Era obvio que a farra ia continuar.
E na cama Pedro me induziu a ficar de quatro e Marina por baixo se encaixou em mim, encostou sua xoxota na minha boca, e colou sua boca na minha xoxota. Pedro adorando ver nosso 69 dizia podem se lambuzar a vontade pois quero as duas bem meladas, quentes...
Meu Deus eu quase gozei só de senti-la daquela forma...
Se esfregando em mim, gostoso, gemendo sem parar até que senti seu gozo em minha boca e gozei mais uma vez...
E Marina gozava muito estremecia seu corpo eu apertava sua bunda adorando esta nova experiência. Pedro em pé logo atrás...Masturbando-se até que se aproximou e com os dedos começou a lacear meu anel.
Eu nada disse, pois estava muito gostoso o que eu sentia além do prazer minha prima Marina elevou-me a um plano de êxtase que jamais eu havia sentindo.
E ele veio por cima de mim... Forçando seu cacete,apalpava minha bunda dava leves tapas.
Marina como uma gata ronronava lambendo minha xoxota.
Uma ótima sensação... Quando Pedro começou a me enrabar de inicio foi um pouco de dor, mas logo foram só gemidos de intenso prazer.
Leve torpor do prazer até que comecei sentir fisgadas no meu reto e ardência aí tive a certeza que Pedro estava completamente com cacete atochado no meu rabo.
Gemi alto... Deliciando-me com peso do corpo de Pedro sobre meus quadris.
Eu adorando sentir o corpo de um macho sobre o meu...
Ainda mas com um imenso cacete atochado no rabo.
Era algo diferente o prazer muito bom...
Logo depois Pedro me segurou e com movimentos de quadris me Fodia sem dá tempo nem de respirar.
O safado parecia um garanhão em um galope sobre uma égua no cio.
Marina saiu de baixo ficando a minha frente e ficou beijando minha boca sugando minha língua mordiscando meus lábios.
Era insano surreal.
Quando com uma sucessão de estocadas Pedro anunciou o gozo Marina como uma cadelinha amestrada ajoelhou-se a sua frente ele jogou a camisinha longe e expurgo em sua cara e seios.
Eu fiquei desejando ser ela, pois queria mais uma vez o senti gozando na minha boca... Mas sabia que mais tarde teríamos mais...
Assim fiquei rebolando sentindo seus dedos explorarem meu sexo satisfazendo-me plenamente...
Huum que delicia... Mas isso,fica para o próximo...Que vou relatar como eu perdi minha virgindade com o Pedro.
E agora reconheço que perdi tempo e foi a melhor coisa que fiz foi me entregar a um homem experiente e sabedor das artimanhas do sexo selvagem.
Na verdadeira compleição das palavras.
Pois o prazer é o limite e seu corpo é seu prazer.
 E assim foi meu melhor feriadão e quando acordamos cedo à mesa do café nossa tia perguntou se dormimos bem eu e Marina respondemos em uníssono que a noite não poderia ter sido melhor e rimos satisfeitas.
Apesar de está me sentando de lado, mas nada a reclamar.
E quando o marido de minha tia entrou na copa minha tia lhe pediu que nos levasse até a cachoeira para um passeio que ela iria ficar fazendo umas guloseimas.
Ninguém se negou é claro a ir passear na cachoeira, pois o Pedro bem sabia o que ia aprontar junto conosco por lá.
Uau... Delicia.
Depois eu conto como foi.


Docecomomel (hgata)
Imagem do google


http://sedentosdesexo.blogspot.com/

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Aventura Louca,uma trepada casual!










E a primeira vez que passo a relatar as minhas aventuras.
Meu nome é Andressa eu tenho 32 anos, sou morena, separada não tenho filhos e adoro curtir a vida.
Eu trabalho com vendas, sempre tenho a oportunidade de conhecer muitas pessoas, especialmente homens casados, que são ótimos amantes e muitos discretos.
Eu que não sou louca de perder a chance se sair com algum destes clientes e passar boas horas a sós e ter a oportunidade de por fodê-los muito, alguns já meio coroas chegam ficar de pernas bambas. Adoro tudo isto.
Nesta ultima semana em uma viagem bem rápida uma cidade próxima eu passei pra rever alguns clientes, e um deles bem safado, que já conheci quando eu ainda era casada e sempre me paquerava.
E neste contato comercial desde o primeiro momento vi que não se continha de olhar para o colo dos meus seios e não tirava os olhos de minha bunda maravilhosa.
Mas o começo desta aventura eu contarei sem muitos rodeios depois do Edgar fazer um belo de um pedido me convidou a tomar uma cerveja. Como
Disse que não bebia, mas poderia acompanha-lo em um suco de frutas.
Edgar sorriu feliz e foi logo dizendo que em 10 minutos já estaria saindo do seu comercio.
Se eu poderia espera-lo?
_Claro que sim!
 Como eu havia ido com meu carro ele pediu que o acompanhasse até um estacionamento que assim iríamos com seu carro.
Assim eu fiz.
Entrei em seu carro e Edgar muito sorridente perguntou onde poderíamos ir?
Respondo que ele que decidisse.
Logo saí em direção à autoestrada eu sabia mais ou menos para onde estava indo
Mas apenas fingia distração.
Logo Edgar entrou em um motel recém-inaugurado e com sorriso falou... Estava doido para vir aqui ,mas queria vim com uma princesa,mas vim com uma rainha.E segurou em uma das minhas mãos.
Entramos e Edgar e eu começamos e nos beijar no meio do quarto e aos poucos nossas roupas eram tiradas e jogadas pelo chão.
Eu não conseguia resisti ao desejo de ser a safada gostosa e puta, que eu adorava ser na cama e foder bem gostoso. Não resisti muito ao tesão e começamos a nos agarrar no quarto com a porta ainda aberta.
Edgar era bem safado nosso sexo estava muito intenso e bem safado. Em minutos eu já gozava em sua boca.
Resolvemos nos dar um tempo e fomos ao banho.
Olhar para Edgar e ver sua cara lambuzada foi até cômico, mas adorei sentir sua pegada.
 Tomamos banho Edgar me ensaboava o corpo todo, o mesmo eu fazia com ele.
Abaixei e lhe fiz um boquete ele gemeu gostoso sentindo o calor da minha boca enquanto lhe mamava gostoso.
Mas não quis gozar logo, ai fomos para cama e Edgar disse que adora dar umas tapas na bunda da mulher e que gosta enquanto fode adora ouvir uns gemidos ou gritos de prazer.
Claro que os gemidos da companheira de transa são muito bom.
Vesti uma calcinha de renda vermelha e subi na cama e fiquei de quatro (4). Logo Edgar também subiu na cama e ficou atrás de mim,e com as duas mãos apalpava minha bunda e dava leves tapas,depois começou  afastar minha calcinha de  um lado e outro e começou a enfiar primeiro  a língua e com um dos dedos friccionava meu rabo .
Enquanto me contorcia de excitação, e logo em seguida mais tapas e a língua subiam e desciam até que minha calcinha foi rasgada.
Edgar sugava meu grelo que ouvia os estalos de sua língua.
Mudamos de posição e começamos um sessenta e nove (69) não resisti e comecei a lamber primeiro a cabeça e depois engolindo e chupando as bolas como se estivesse chupando um pirulito de morango... Que adoro
Estávamos em pleno fogo, ai Edgar ficou louco de tesão colocou camisinha no cacete.
E ambos doidos de prazer ele não querendo gozar naquele momento ainda. Edgar já tinha provado do meu gozo duas vezes.Fiquei de quatro na beirada da cama e Edgar apalpava minha bunda,dava tapas,metia língua na minha xana,lambia meu cuzinho que piscava de tesão.Batia com cacete na minha abunda.estava louco de tesão eu era sua putinha,seu objeto de prazer.
E nesta sequencia de delírios Edgar não aguentava mais  resistir me  puxou até beirada da cama e segurando pela cintura começou a bombear com intensidade e  vigor.
Meu tesão aumentou quando eu sentia seu cacete latejando todo enfiado nas minhas entranhas.
Aquele porrete parecia que ia me deixar arrombada para sempre.
E nesta sequencia de fodas sempre alternando na xoxota e nos seios, fizemos uma espanhola e Edgar sempre me chamando de minha putinha safada.
Ora ele estava por cima, de frente, de papai e mamãe, teve um momento que Edgar colocou minhas pernas toda levantada em seus ombros ambos gemendo muito. E com sucessivas estocadas seu cacete parecia me rasgar ao meio.
Até que depois de alguns minutos sinto espasmos e ele finalmente enche a camisinha de leite.
Em seguida me abraça e com sorriso maroto falou-me que havia tomado um remédio para prolongar o máximo nossa foda.
Rimos juntos e ficamos no motel ate o amanhecer. Edgar está colecionando minhas calcinhas, sente maior prazer de rasga-la em meu corpo e cai de boca na minha xoxota. E rindo diz que esta adorando estuprar sua putinha safada.Ele apesar de seus 51 anos tem muito vigor,estou amando ser sua putinha de luxo.
Edgar adorou transar comigo e sempre que vou até sua cidade, já é certeza de termos um tempo para mais uma transa maravilhosa. E estou levando assim minha vida , com muito sexo casual com muito carinho e respeito. Espero que tenha gostado deste relato que não é verídico meu... Mas me foi passado por uma amiga que está vivenciando esta aventura.

Beijos doces.
Docecomomel
Vejam meu vídeo.
http://www.youtube.com/watch?v=orGuigbsyMw&feature=youtu.be

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Fetiches Traição e Safadeza!





Quinta feira da semana passada eu tinha um medico agendado e logo ao acordar antecipei o almoço, pois sabia que poderia demorar. E assim viria para casa mais tranquila. Meu marido Eduardo ficou em casa, pois estava de folga do trabalho. Assim sai para ir ao medico,mas eu não sabia que uma prima minha do interior iria chegar em minha casa.
Melissa é uma prima que tenho, sempre ouço dizer que é safada que em troca de dez reais ela faz um boquete.
Sabem como são boatos
 Mas como não me interessa a vida alheia. Não vou perguntar a ela é claro sobre os boatos.
Quando cheguei à recepção da clinica a atendente avisou-me  que eu seria a  2ª paciente a ser consultada, pois houve cancelamentos, eu gostei, pois voltaria mais cedo para casa.
As 11 h chegando a minha casa eu vejo tudo fechado, mas como tenho a minha chave abri a porta e vou direto até meu quarto e para surpresa minha... Vejo com estes olhos que a terra há de comer uma cena inesperada.
Meu marido deitado sem roupas de cacete em pé e minha prima como uma eximia amazonas em um galope desenfreado. Fiquei estática sem conseguir nem respirar.
Os gemidos de ambos, não deixaram eles  ouvirem minha respiração ofegante em pé na porta. Foi um susto e ao mesmo tempo foram momentos de prazer, pois eu nunca vi tanta vontade de foder em meu marido como estava vendo naquele momento.
Sai e fui ao banheiro e com uma siririca deliciosa gozei copiosamente.
Depois sai de mansinho e meia hora depois cheguei e vi minha prima e meu marido conversando como se ela tivesse acabado de chegar. Depois dos cumprimentos minha prima saiu e eu chamei meu marido para uma conversa amigável.Aí o clima esquentou pressionei até me confessar a verdade.
Eduardo jurou de pés juntos que foi a primeira vez e que ela deu em cima dele e não ia passar por boiola e mandou ver.
Que sempre desejou comer outra mulher na nossa cama e não resistiu ao fetiche e fodeu-a muito ,ainda me assumiu que gostou de fazer garganta profunda e que minha prima Melissa adora foder com muita sacanagem... E ainda afirmou que desde a hora que eu sai que ele e minha prima Melissa foderam quase a manha toda,que fez tudo que teve direito com ela que é mundana mesmo e das mais safadas. E jurou que jamais iria se repetir tal fato.
Fiquei irada, esbravejei dizendo que iria ter troco. Ele me abraçou pedindo perdão mas eu nada lhe respondi.
Foi esta desculpa que meu marido deu, mas... Pediu perdão e fez juras de amor.
Aceitei seu perdão, mas com uma condição ele vai ter que me ver dando para outro macho e aceitar de boa eu receber um cacete que não seja o dele e ainda se quiser poder filmar.
Ele tentou argumentar, mas fui radical e não teve outra opção, aceitou.
Quem sabe ele goste de ser corno e fique sempre vendo a mulherzinha dele gozando no cacete de outros machos... Assim fiquei três dias sem ter contato sexual, com meu marido ,eu não o deixava meter na minha xoxota, mas de boa gozava muito em sua língua deixando-o alucinado para depois ele se masturbar. Foi apenas um pequeno castigo.Que me custou intensos gozos com sexo oral que adoro.
Eduardo sabia que eu não voltaria atrás e assim, já até escolhemos quem vai ser o meu parceiro de sacanagem. Eduardo tomou coragem e conversou com Marcos um colega de trabalho.Que aceitou radiante de poder trepar com a mulher do amigo. Ele é negro e já o vi de sunga e deu para notar que é bem dotado.
Bem safado.
-Ah delicia um macho me fudendo e meu marido vendo.
-Vou gozar horrores.
Eles já aceitaram e combinamos para sexta-feira, pois vamos para o litoral. Será na pousada e meu marido me disse que vai filmar tudo. Mas preciso usar uma máscara de fantasia.

Delicia estou contando os minutos... Depois eu conto como foi !!!
Beijos...


Visitem meu blog e se quiserem continuar lendo mande email, pois será um blog só para convidados.
==>>Docecomomel2011@hotmail.com


http:/desejosdeinsanos. blogspot.com.br/

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Negro e bem dotado...Alguém resiste?






Olá.
Eu sou a Marcela tenho 36 anos sou morena clara peso 62 kg e minha altura é 1,69. Eu estudo pedagogia e trabalho em um escritório meio turno.
Sou uma pessoa de bem com a vida.
Amores... São como ondas do mar. Vem e voltam... Moro em um pequeno condomínio composto por 10 casas.Um lugar aconchegante e simples,mas muito bem cuidado.Bom,eu tenho um vizinho que mora sozinho ele é  um negão,alto e forte meio bombeado e muito gostoso.Eu já o vi varias vezes quando vou saindo de casa e ele chega de seu Cooper matinal.Seu corpo negro suado do exercício físico brilha ao sol.Um tesão com suas pernas musculosas. Ele é policial do batalhão de choque,poucos sabem disto,mas minha faxineira e amiga da empregada dele  e ouvi as duas conversando...Bem assim.
-E não é mulher,já viu que coisa um macho daquele se desperdiçando sozinho... Ele não tem mulher não?
-Olha mulher certa não, mas sei que trás mulheres para casa em finais de semana, pois quando chego é bagunça de todo quanto é jeito.
-Ai... Minha faxineira diz bem assim e tu querias que a mulher arrumasse é?
 -Com um homem daqueles eu não consigo nem respirar imagine arrumar nada. (risos) .Ouvindo as duas proseando até eu sorri.
Um dia estava voltando da escola e como era um dia chuvoso não havia ninguém na rua. Estava andando distraída quando ouvi alguém chamar, vizinha ou vizinha... Quando olhei era o meu vizinho o nome dele é Paulo:
-Olá vizinho tudo bem? Interpelei...
-Sim vizinha hoje estive em sua casa e sua faxineira disse-me que só voltaria à noite, então resolvi prestar atenção a sua chegada.
-Entendo alguma novidade?
-Não eu apenas vou fazer aniversario no próximo sábado e decidir chamar meus vizinhos para uma pequena reunião.
-Hum desde já meus parabéns. Ele respondeu obrigado,mas poderia ser com um beijo de felicitação?
-Claro desculpe-me e fui a sua direção dar-lhe um beijo de cumprimento na face, mas quando eu me aproximei ele apenas enlaçou uma de suas mãos em minha cintura e beijou-me na boca. Fiquei petrificada com a ousadia,não abri os lábios e o beijo ficou em um selo de lábios.
-Ele sorriu e soltou.
-E já foi saindo dizendo te espero ansiosamente no sábado.
-Aff que petulante quem ele pensa que é? Foram meus pensamentos, mas eu bem sabia que ele pensava que era um cara gostoso cheio de energia. E tinha toda razão pois esbanjava virilidade.
Assim a semana transcorreu normalmente, na sexta feira outra vizinha e amiga me perguntou se eu iria pra o aniversario do Deus Negro?
-Deus Negro! Sim Marcela não se faça de inocente, não me diga que você nunca pensou naquele homem como macho? Se não pensou é a única do condomínio que nunca notou a força que emana daquele corpo. Ai ai ainda bem que Mauricio está em casa senão me deixaria ser seduzida por ele para uma comemoração mais intima (risos) pós-festa. (risos)
-Droga ainda mais esta desde o dia que Paulo me fez o convite e deu-me um leve beijo que não sai dos meus pensamentos, ainda mais que estou solteira já há (4) meses.
Problemas a vista foi que pensei... Mas no sábado logo cedo fui ao salão,fiz minha unhas dei uma geral em meu corpo  em termos de depilação. As 20hs comecei a me arrumar, vesti um vestido preto tomara que caia e um sapato preto. Me esmerei no perfume e a maquiagem foi leve nada que chamasse muito á atenção.
Quando cheguei à casa do meu vizinho por lá já havia alguns amigos do condomínio mesmo, entre uma conversa e outra eu observava o Paulo que estava muito elegante e bonito. Notei também que não tinha nenhuma mulher de companhia com ele.Depois dos cumprimentos formais eu fiquei de conversa com a minha vizinha Vera e seu marido Mauricio.
E ela como sempre me alfinetava e ai Marcela, veja como está bonito nosso Deus negro e sorria.
-Ah Vera para de provocar!
-Ah deixa de ser boba ele não tira os olhos de você menina!
-Hum ...Nada respondi ,mas eu bem sabia a atração que estava sentindo pelo Paulo.
Já perto de meia noite as pessoas iam saindo e eu decidir ir embora e quando fui me despedi do Paulo ele pediu que ficasse mais um pouco que me levaria em casa. Sem jeito de negar-me fiquei,mas sentia que algo estaria por vir.
Logo todos foram saindo para suas casas. Eu já me dirigia até a porta quando Paulo segurou-me pelos ombros e com uma das mãos apalpou minha bunda.
Fiquei com a respiração já ofegante, ele sempre sorrindo foi beijando meu pescoço. Apertava-me de encontro a seu corpo másculo e forte, me deixando vulnerável e com muito tesão. Fechou a porta e fomos até o meio da sala onde havia um tapete,discretamente abaixou as alças do meu vestido que caiu e Paulo foi beijando meu corpo,me elevando ao clímax.Meus pensamento ficaram entregue ao torpor do prazer.
Entreguei-me de corpo e alma e fui tirando sua calça acariciei seu cacete sobre a cueca sentindo toda rigidez de seu membro. Salivei e beijei sua virilha. E abaixei a cueca de onde me saiu um belo membro negro de aproximadamente 21 cm com a cabeça vermelha,a impressão de uma tocha acesa,já ia abocanha-lo quando Paulo com sorriso falou.Calma ainda não é a hora apressadinha. Quero brincar com você primeiro minha gostosa. Ansiei este momento.
Paulo e eu deitamos no tapete ele beijava-me, mordia meu pescoço, minha barriga, minha xoxota por cima da calcinha, mas sem tirar, afastava de um lado e outro e metia sua língua tocando meu grêlo deixando-me cheia de excitação.
 Depois ele se deitou e pediu que eu me levantasse e sentasse em seu rosto.
-Isto não era um pedido, era uma ordem.
-Mas eu ainda sentia um pouco de vergonha, relutei um pouco até que Paulo segurou em minha cintura e me conduziu ate seu corpo;
_ Tira calcinha minha safada gostosa. Fiquei mais excitada ainda vendo seu olhar de suplica. Resolvi entrar no clima e entreguei-me de vez na sacanagem.
Paulo acariciava meus seios, ia com uma mão até minha bunda e apertava,dava tapas e acabei me virando e lentamente fui deitando sobre seu corpo. Minha boca tocava sua virilha.Eu lambi e acariciei seu cacete deixando úmido de minha saliva,até abocanhar de vez e mamar como a uma bezerrinha . Mordia meu grêlo, lambia e sugava todo meu mel,mas eu estava muito excitada, adorando aqueles momentos.
 A estas alturas já estava todo molhado seu rosto todo lambuzado de meus fluidos e eu alucinada pra ser comida e... Bem comida.
Ele ficou em pé e eu de joelhos e Paulo junto a mim chamou-me segurando o cacete apontando para minha boca.
-Vem me chupar, vem putinha...Vem tomar leitinho.
Nossa o mastro estava tão  duro que chegava fazer um arco apontando para o umbigo. Cheguei bem juntinho, dei uma lambida por toda cabeça, e  abocanhei bem firme.
Segurando na base virando minha cabeça de um lado a outro.
Paulo safado segurava-me pelos cabelos e batia com cacete em meu rosto
 Depois de um bom tempo engolindo ele inteiro, descia e chupava seu saco. Ouvia seus gemidos,que pareciam urros.
-Isso vagaba, chupa gostoso vai, ah delícia puta safada boqueteira ,papai vai da leitinho bebezinho quer?
Segurava em meus cabelos, metendo em minha boca como se ela fosse uma xoxota, e eu não conseguia nem parar depois de um tempo senti seu cacete se avolumar e jatadas de leite exporrar garganta adentro.
 Foram momentos únicos Paulo gemia de prazer...Eu é claro também sorvi de seu leite sem deixar perder uma gota se quer.Nos beijamos e ele sentiu ainda o sabor de seu esperma em minha boca.Fiquei no tapete de quatro e Paulo coloca uma camisinha e nossos desejos unidos em êxtase em segundos nossos corpos acoplados em um frenesi galope e extenuados gozamos juntos.Elevando-nos ao prazer máximo de um intenso e surreal orgasmos simultâneos.
Digo surreal pela intensidade do orgasmo.Foi a minha primeira vez com Paulo um negro lindo,bem dotado safado que sabe chegar e tomar conta da situação.
Bem depois eu conto como foi o nosso primeiro anal...Porque foi difícil de aguentar seu mastro de 21 cm e com a intensidade que Paulo gosta é preciso saber e querer ter muito prazer.



Aguardo comentário.
Docecomomel(hgata)
Vejam meus blogs:Imagem do google
http://desejosdeinsanos.blogspot.com.br/


domingo, 29 de setembro de 2013

Meu cunhado... Fez meu marido virar corno






O que vou passar a narrar, foi algo que eu realmente vivencie eu jamais esperei que acontecesse comigo, quando vi e dei por mim, eu já estava dando gostoso para meu cunhado. O irmão mais novo do meu marido.
Algumas coisas vão acontecendo e quando nos apercebemos estamos envolvidos e não há volta.
O prazer o desejo reprimido chega a um ponto que nos deixa em total anestesia mental que a vontade de trepar é mais forte e você acaba perdendo o pudor e a vergonha,
Bem eu e meu marido moramos em Salvador não temos filhos, somos um casal bem liberal em relação a sexo.
Ele bem sabe que não agüento ficar mais que dois dias sem foder. E por ironia do destino ele precisou ausentar-se e foi a São Paulo fazer um curso pela empresa que ele trabalha.
Na noite anterior trepamos muito e Marcos falou brincando... Ah meu amor esta semana será muito ruim e cansativa depois de um dia cansativo não poder saciar minha fome  de xoxota.
Respondi ah amor nem fale que já estou imaginando como será ruim sem você aqui.
-Ah amor use o Junior, meu marido se referia ao vibrador que ele havia comprado para mim a qual colocamos nome de Junior.
-Não querido suportarei sua ausência e ficarei a sua espera. Marcos deu-me um beijo e sorriu feliz.
Assim logo cedo meu marido viajou.
Bem perto de meio dia recebo um telefonema da cunhada do meu esposo falando que seu marido iria precisar vir a Salvador e se poderia ficar em nosso apartamento.
Repondo que sim e não disse que estaria sozinha.
Meu cunhado é um cara muito legal e divertido. Sempre quando vamos ao interior ficamos em sua chácara.
Evandro é um homem muito bonito, apesar de rústico, pois trabalha no sitio com seus empregados plantando maracujá. E um homem da lida na terra.
Seus olhos verdes cristalinos deixam qualquer mulher encantada.
Bem de tarde ouço a campainha e vou abrir a porta lá estava meu cunhado parado a porta com uma mala e uma sacola cheia de guloseimas vinda do interior.
O convidei a entrar e nos cumprimentamos com um forte abraço, seu cheiro forte de masculinidade inundou minhas narinas.
E meus sentidos ficaram em alerta.
Depois de perguntar por seu irmão mais velho e franzir a testa quando eu disse que havia viajado.
-Evandro falou que não era certo ele ficar ali a sós com ela...
-Bobagem Evandro eu falei que você viria e seu irmão Marcos ficou feliz de saber que eu teria companhia em sua ausência.
-Ah se é assim esta bom ficarei, mas vou procurar não incomodar em nada.
-Que coisa Evandro a escola que trabalho está em reforma e estarei semana toda em casa será um prazer ter você aqui comigo.
Logo à noite após o café ficamos vendo TV e colocamos toda a noticia da família em dias. Ouvi Evandro meu cunhado ligar para sua esposa ,mas não disse que seu irmão estaria ausente.Estranhei o fato dele omitir ,mas nada disse.
Bem depois que ele havia ligado ele me disse que nem falou com a esposa, pois sabe como é ciumenta. Pois Evandro eu disse a seu irmão que você está aqui e ele bem sabe se por acaso surgir uma atração entre nós é algo normal ,faz parte do ser humano e ele bem sabe que o amo demais.
Mas que as necessidades físicas afloram e algo pode acontecer sim.
-Evandro ficou espantado e indagou, quer dizer Marcela se por acaso surgi uma atração entre nós você encara com naturalidade?
-Claro e por que não?
-Bem não havia pensado desta forma, mas bem sei que minha esposa pensa diferente. Logo fomos dormi levei Evandro para o quarto  de hóspedes lhe dei cobertores e toalha de banho e  fui dormir.
Já era de madrugada quando ouço alguém batendo levemente na porta abro e vejo que é meu cunhado Evandro apenas de cueca sem camisa com um olhar estranho.
O que foi Evandro não está conseguindo dormir?
-Não Marcela aquela nossa conversa sobre atração e outras coisas mexeu comigo e não conseguir dormir pensando em você... Estou muito excitado para conciliar um sono.
-Mas Evandro...
-Olha Marcela somos adultos e podemos muito bem encarar uma aventura sem deixar vestígios que causem magoas as pessoas que amamos!No caso nossos companheiros.
E terminando de falar me abraçou fortemente e sua boca apossou-se da minha e ficamos entregue em um beijo longo e arrebatador.
Aí vocês devem imaginar o que é a fome aliado a vontade de comer, em poucos minutos estávamos atracados em minha cama.
Evandro colocou-me deitada e em instantes debruçou sobre a minha xoxota ensopada e caiu de língua, salivando e sugando meu grelo eu só  ouvia seus lábios estalarem.
Eu gemia me contorcendo e segurava sua cabeça puxando seus cabelos, era algo involuntário, em poucos minutos gozei. Foi ai que mais senti a intensidade de sua língua.
Evandro saciou sua sede com o mel de minha xoxota deixou-me em frangalhos e logo veio com seu cacete rígido e colocou na portinha da minha xoxota inchada, ensopada.
 Começou a pincelar colocando a cabeça do cacete entre meus lábios vaginais sem muita demorar logo estava com seu porrete  todo dentro de mim, eu estava radiante e delirava de prazer.
Evandro gemia dizendo ai que xoxota quente e gostosa você tem minha cunhadinha vou-te foder muito estes dias, safada deliciosa.
Ah Evandro que delicia sentir você todinho dentro de mim, até parece sonho. Meu cunhado trepando comigo.
Pois é Marcela agora meu irmão tem um sócio... Rebola safada, tesuda gostosa. . .
E continuava estocando com firmeza até parecia um bate estaca me fazendo vibrar de excitação. Quando ele tirou cacete deixando só cabeça dentro e com firmeza empurrou de vez gemi  gritando.
Ahhh... Safado deste jeito você vai arregaçar a mulher do seu irmãozinho, eu vou virar a sua puta, sua cadela.
Evandro acelerou mais e em poucos segundo senti seu cacete se avolumar, ele encheu a minha xoxota  de leite. Parecia que ia me inundar.
Ficamos abraçados alguns minutos e fomos tomar um banho.
Quando levantei senti seu esperma escorrer pelas pernas. E tomando banho juntos um esfregando  o outro logo ele estava de cacete duro parecia um porrete.
Safadinho no banheiro começou a deslizar a mão pela minha bunda e ensaboado os dedos logo me estava laceando, meu anel rosadinho já piscava de tesão.
Evandro me fez ficar apoiada na pia e começou a lacear minhas pregas com a cabeça do porrete. Evandro abriu o armário do banheiro procura de algo encontrando camisinhas  e um lubrificante,eu sempre deixei guardado ali até parecia que ele já sabia e colocou a camisinha no cacete e lambuzou como o óleo lubrificante seu cacete e com as pontas dos dedos ficou brincando com meu anel deixando-me preparada e assim me inclinei apoiando no armário da pia e logo comecei a sentir fisgadas.
Evandro forçava aos poucos e parava sempre me fazendo vibrar com seus carinhos,depois eu coloquei as duas mãos para trás e abri bem o meu rabo deixando o meu anelzinho rosado bem exposto. O safado do meu cunhado ficou louco segurou em minha cintura e empurrou todo cacete de vez.
Vi estrelas, mas suportei dando gemidos de prazer, Evandro estocava com um ritmo cadenciado fazendo com que tanto eu como ele aproveitasse o momento de êxtase e prazer.
Muito tesão,comecei a sentir minha xoxota latejando era anuncio de um gozo dei um gemido
Pedindo para ele bombear cada vez maia forte, que eu já estava gozando, ele ficou alguns minutos bombeando o meu cuzinho quente eu rebolava e gemia muito, Evandro soube me proporcionar o melhor sexo anal de minha vida. Foi prazer do inicio ao fim sem aquele desconforto que em alguns casos acontecem.Senti seu cacete se avolumar e com a voz entrecortada de tesão ele começou a xingar o meu marido seu irmão de corno .
Que seu irmão agora seria um corno manso e seu sócio, que eu seria sua puta para sempre.
E dizendo assim acelerou mais que seus quadris batiam fazendo estalos de encontro a minha bunda.
E logo encheu o meu rabo com seu leite. Até pensei que camisinha não ia suportar a pressão cavalar de seu gozo.Ficamos atracados uns minutos acabamos nosso banho e fomos para cama.
Já de madrugada acordei ele com um  boquete ele sorriu e  disse que jamais esperava que  eu fosse tão safada assim.
Eu apenas falei que o boquete era para finalizar a noite com chave de ouro.
 Eu chupei o seu cacete como uma profissional, chupava e lambia cabeça brincando com orifício fazendo-o gemer e forçar seus quadris para cima.
Eu estava verdadeiramente mundana, passava a língua na virilha dele, chupava muito o cacete dele, como nunca havia feito com o meu marido.
 Depois de um tempo, que eu estava chupando Evandro segurou em minha cabeça e eu sentir cabeça do cacete tocar fundo na minha garganta ele sem me avisar encheu a minha boca de leite, e eu claro que não sou idiota não deixei escapar uma gota se quer, dizendo que era a minha vitamina da madrugada. Foi maravilhoso senti a intensidade de seu gozo em minha boca.
Levantei depois de uns minutos escovei os dentes e voltei a deitar ficando abraçada a ele até de manha quando fomos acordados pelo seu celular.
Ouvi conversar com sua esposa enquanto acariciava meus cabelos.
E Com um sorriso ouvi Evandro responder.
Não minha querida, eu estou bem minha cunhada esta me dando tratamento vip.
Beijos e saudade ele falou desligando o celular. Evandro riu e falou minha esposa esta preocupada querendo saber se você esta cuidado bem de mim?
Melhor noite que esta impossível. deu-me um beijo e levantou pois precisava ir resolver seus assuntos.
Logo banhado e alimentado Evandro me beijou e falou que voltaria após o almoço.
Bem meus queridos e assim foram quatro dias de muito sexo com meu cunhado que foi embora um dia antes de seu irmão chegar e assim pude descansar e relaxar para esperar meu marido que agora tem um sócio. mas está entre família esta tudo ótimo...Ou não?

Docecomomel (hgata)
Imagem do google
29/09/2013

https://www.youtube.com/watch?v=8OvpkHOSyFE

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...