Desejos do Facebook

Valeu ...O reconhecimento!

Grata aos seguidores.

sábado, 31 de outubro de 2015

Corno...Mais feliz.




Olá pessoal vou relatar como e quando eu comecei a ser um corno manso. Foi a partir da primeira vez que minha noiva na época me fez senti a melhor sensação de minha vida. Pois bem eu sou Ricardo tenho 32 anos sou casado e somos liberais.
Quando há alguns anos atrás eu estava noivo de Adriana uma morena muito gostosa que sempre chamou atenção por onde passamos, naquele final de semana fomos a um aniversário em um sitio de um parente da minha noiva.
A festa estava muito animada tomamos algumas bebidas, dançamos e namoramos muito.
Eu feliz da vida com minha noiva, vendo-a sendo muito cobiçada por todos os homens ali presente.
Mais eu tinha certeza que ela era só minha. Apesar de atrair os olhares de outros homens.
Estava ficando tarde e depois de ter tomado as bebidas não nos deixaram ir embora.
Sei que é perigoso dirigir alcoolizado além de ser um ato irresponsável concordei em ficar por lá.
Como tinha muita gente o único lugar que tinha vago era o quarto do primo dela, a tia da minha noiva sugeriu que dormíssemos na cama dele. Eu concordei já estava exausto doido para descansar. Deitamos abraçadinhos na enorme cama de casal.
No meio da noite o primo de minha noiva o Leandro entrou para o quarto e deitou-se na ponta da cama.
Sendo que ela estava deitada no meio.
Adriana estava ainda acordada e eu também, só que ela não percebeu que eu estava apenas descansando com os olhos fechados.
Foi quando eu percebi um movimento rápido da minha noiva que fez com que ela ficasse deitada sobre meu peito e a bunda ficasse virada para seu primo Leandro, que malandro não perdeu tempo.
Eu ressonava sem perder um minuto de toda cena espetacular ali na minha frente.
Fiquei doido de tesão quando vi o Leandro lentamente se aproximar e começar a roçar o cacete na bunda de minha noiva.
Adriana logo colocou uma de suas mãos para trás e começou apalpar o cacete do seu primo tarado.
Os dois agiam como se eu não estivesse ali naquele momento.
Depois de alguns minutos de mãos bobas minha noiva Adriana ajoelhou-se na cama e começou a pagar um boquete em seu primo Leandro.
Meu cacete estava a ponto de explodir, ela gemia baixinho e ele também.
Foram os dez minutos mais tensos e cheios de tesão que tive em toda minha vida. Mais valeu a pena o prazer que eu sentia.
Depois eu fiz um movimento como se tivesse me virando na cama, mais foi para ceder mais espaço para eles, fiquei de lado assim eu conseguia ter a visão exata do que eles estavam fazendo.
Adriana convencida do meu alcoolismo nem pensou duas vezes em poucos minutos estava rebolando no cacete do seu primo.
Ele subia e descia os quadris, ela rebolava como uma gazela safada.
Muito safada percebi sua respiração entrecortada por suspiros era seu orgasmo em plena cavalgada.
Sossegaram alguns minutos. Depois vi seu primo Leandro ficar em pé próximo à cama e começar a se masturbar e em instantes lançar jatos e mais jatos de leite na cara da minha noiva Adriana.
Foi muito gozo. Logo ele se retirou do quarto.
A safada se limpou e depois ainda suspirando me abraçou.
Foi quando percebeu que eu estava de cacete duro, ai veio no meu ouvido e chamou-me de corno safado.
Eu louco de tesão apenas sorri.
Ela beijou-me abaixou minha calça e começou um galope desenfreado logo em instantes uivava como uma louca gozando em meu cacete.
Vire-a de quatro (4) e soquei sem piedade, metia com força e vigor fazendo-a gemer urrando como a um animal no cio. Puxei seus cabelos, socando sem parar ate que não aguentei mais e enchi sua xoxota gulosa com muito leite.
No outro dia acordamos e fingimos que nada acontecido.
Foi a primeira vez que eu me tornei um corno submisso.
Não tenho vergonha de dizer que adoro saber que minha esposa gostosa, safada, ama sair com outros homens e eu concordo e sinto tesão,que depois de algumas horas de sexo fora de casa ela está toda entregue só para mim.
Gosto de chupar ela e sentir o grelo dela bem molinho na minha boca.
Depois disso aconteceram outras dezenas de situações com outros homens e hoje somos muito felizes e bem casados e nesse tempo ela já teve transas com uma infinidade de homens. Sempre comigo vendo ou sabendo
Sei que nem todos concordam, mais eu não sou dono do corpo dela, apenas quero vê-la feliz e ela a mim.
Sentiram-se prazer nisto é problema nosso mais que sentimos sensações de intenso prazer eu não posso negar.
Agora estamos casados felizes e se depender de minha vontade minha esposa amada Adriana vai foder é muito. Eu quero é vê-la feliz e realizada como mulher.



DocecomoMel
Feira de Santana,30 de outubro de 2015.
Bahia Brasil.

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

O clímax do tesão em traí





Olá eu sou a Silvia e vou contar uma pulada de cerca que me aconteceu neste ultimo final de semana.
Eu estou trabalhando em um salão de beleza e na ultima quinta-feira era aniversario de uma das colegas. Perto da hora de irmos embora resolvemos comprar alguns petiscos e umas cervejas.
Seriamos as quatro amiga e colegas de trabalho.
Quando já estávamos fechando o salão chega o Ricardo que é o namorado de Luana uma das manicures.
Como ela não tinha avisado que íamos para casa de outra colega ele veio busca-la.
Como não tínhamos carro foi bom porque assim Ricardo nos levou e ficou também de companhia. Conversávamos animadas entre brincadeiras e piadinhas.
A cerveja ajudava a desinibir a todos. Quando em um determinado momento Luana que era a namorada de Ricardo falou.
Meninas quem de vocês vai aliviar com algumas horas de muito sexo o Ricardo?
Todas nós rimos e Luana complementou a conversa falando que estava há quase uma semana sem dá para o namorado que estava menstruada e iria fazer alguns exames, que teria que ficar sem ter contato físico por mais três dias.
Ficamos conversando e acabamos deixando o assunto de lado, pois acreditávamos que a Luana tinha excedido na bebida. Só que o Ricardo estava olhando muito para meus seios, cheguei a ficar encabulada, pois sua namorada estava ali presente.
Finalmente uma das meninas disse que queria ir embora, pois estava muito cansada.
Ricardo se dispôs a nos levar, primeiro deixou a Isa e logo foi deixar sua namorada e enfatizou que eu seria a ultima, pois era a que morava mais próximo a casa dele.
Concordei de boa sem imaginar que ele estava com segundas intenções mesmo com a namorada presente.
Ai como já tinha dado a ele uma vez na presença da sua namorada e outras tantas vezes as escondidas peguei e falei:
-Se você que é namorada dele não se importar eu também estou carente não ha nada de mal em ajudar os amigos.
Ela riu achando que eu tinha dito em brincadeira, Ricardo ouviu e logo ele falou. Claro Silvia que não há nada demais. Concordo com vocês.
E sem mais desconversamos o assunto. Ricardo foi ao banheiro e ao passar bem próximo a mim falou:
Delicia!
Gostosa hoje eu bato uma na tua intenção e seguiu em direção ao banheiro sempre olhando para trás.
-Ai a conversa morreu bebemos e conversamos ate 22.30
-Foi ele que levou nós todos até em casa eu e as três colegas
-Ai logo o Ricardo levou as duas mocas que moravam um pouco distante levou sua namorada me deixou por ultimo, pois moro perto da casa dele.
Ele muito safado na casa da namorada desceu do carro e ficaram se agarrando na porta de casa enquanto eu espero por ele dentro do carro.
-Vi bem nitidamente que até o dedo na xoxota dela ele meteu. Parecia provocação.
Depois veio e enquanto vinha até o carro dava para perceber que seu cacete esta super. Rígido quase rasgando a calça.
Fingi não perceber, mais isto me causou um tremendo momento de excitação.
Foi quando ele entrou no carro e assim que ligou falou:
E Ai Silvinha pode dá uma passada em algum lugar antes de te levar em casa?
Eu com muita vontade de ser comida, mais ainda dei uma de inocente e perguntei. E tua namorada?
Ele safado como é esticou a mão e disse olha como ela está, foi quando eu vi seus dois dedos melados de vermelho de sangue.
- Foi aí que eu ri e falei então vamos foi ela mesmo que começou com a zoação de querer que alguém aliviasse o pobre do namorado dela.
Caímos na gargalhada!
Ele disse ela é uma joia, mesmo assim deixei-a calminha gozou muito nos meus dedos.
Fomos a um motel bem simples,
Logo que entramos Ricardo desceu do carro e veio logo para o lado do carona onde eu estava
Sem nem eu descer ele já veio encostando-se a minha frente e abriu a braguilha colocando seu cacete todo para fora. Foi assim que logo ele disse toma puta, chupa ai meu cacete que sei que você gosta.
Sem cerimonia alguma segurei em seu cacete que estava babando de tesão e comecei a chupar ali mesmo sem sair de dentro do carro
O cacete de Ricardo era bem grosso cheio de veias com 21 cm, muito tesudo e gostoso eu saboreava com muito prazer e gosto.
Era delicioso o cacete dele.
Era gostoso demais!
Foi ai que caprichei no boquete ele louco de tesão, gemia e socava levemente segurando em minha cabeça... Eu enquanto o chupava ainda mexia com minha xoxota que estava meladinha.
Ricardo louco de vontade de gozar. Pediu para eu parar.
Saboreei mais alguns minutos a cabeçorra gostosa e a contra gosto parei. Foi quando ele se afastou indo abri a porta do quarto e entramos.
Logo eu já fui me jogando na cama, ele tirou meu vestido e começo a me chupar freneticamente, com muita gulodice seu bigode me fazendo cocegas.
Ricardo me chupava e lambia loucamente, foi ai que não suportei e gozei loucamente em sua boca deliciosa e macia. Ricardo tinha um cacete gostoso demais, depois que gozei caprichei no boquete ele louco de tesão.
Ele ficou como doido pediu para parar e me colocou de quatro e começou a me foder como um garanhão.
Fodia metendo com força dava tapas na minha bunda me xingava puxando meus cabelos parecia que eu era sua potranca, quando percebi que ela já estava quase gozando ele tirou o cacete me virou deixando na posição mais tradicional de papai e mamãe e explodiu em um gozo intenso derramando todo seu liquido precioso e morno sobre a minha barriga.
Pois foi melhor papai e mamãe que fiz em toda minha vida. Logo Ricardo me abraçou ficamos melados e fomos tomar um banho.
Lá no banheiro entre carinhos ambos ficamos excitados e fizemos um Anal bem gostoso eu de quatro (4) no Box do banheiro ele me enrabando com muito tesão.
Até que explodiu em um gozo no fundo do meu rabo senti jatos fortes de seu gozo.
Uma delicia... Ricardo gemia que parecia um animal em pleno cio.
Pessoal eu nunca tinha transado tão gostoso assim. Terminamos nosso banho e quando estávamos voltando para cama novamente o celular dele tocou. Era Luana sua namorada.
Sim amor estou em casa deitado.
Ele falava ainda limpando o cacete lambuzado de seu esperma.
Ah se levei a Silvia em casa?
-Claro amor deixei sim, bem que eu queria fuder com ela amor ,mais ela não quis,sabe como é suas amigas?
Foi quando ele colocou em viva voz e eu ouvi, sei sim meu amor minhas amigas são muito leais.
Depois dessa afirmativa ele desligou e sorrindo falou vamos terminar a nossa farra Silvinha?
Foi quando olhamos a hora e vimos que já passara de uma hora da manhã, Ricardo sentou na cama e me puxou para sentar em seu colo.
Subi em seu colo e depois de beija-lo muito comecei a senti a firmeza do seu cacete me cutucando, ergui os quadris um pouco mais e sentei em seu cacete latejando.
Fiquei quicando ate Ricardo me fazer gozar quando ele já ia gozar novamente me pediu que deixasse gozar em minha boca.
Como poderia negar?
Inclinei-me em sua frente e comecei a mamar com muito tesão até senti jatos de esperma na minha cara.
Foi gostoso ficamos mais um pouco tomamos um banho e fomos embora.
No caminho de volta pra casa ainda paguei outro boquete pra ele no carro ele dirigindo. Ricardo ia falando que nunca havia fudido tanto em tão pouco tempo.
Eu caprichava no boquete, ele gemendo que quando começou a gozar novamente quase bate o carro no poste.
Eu como safada que sou saboreie cada gota.
Ai Ricardo parou carro no acostamento e falou sua maluca você me mata de tanto gozar!
Ah meu amor não foi você que disse que estava em atraso então!
E sorrindo limpei meu rosto com a blusa ,lhe dei um beijo, pois já estava chegando em minha casa.
Sorte minha que a rua estava deserta e ninguém viu que eu a Silvia mulher casada e comportada estava chegando tarde da noite com outro homem que não era seu próprio marido, descabelada assada e com cara ainda melada de gozo.
Delicia o Clímax do tesão e foder gostoso com quem a gente gosta e sente muito prazer.

DocecomoMel(*v*)

Feira de Santana 11 de outubro de 2015
Bahia : Brasil

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...