Desejos do Facebook

Valeu ...O reconhecimento!

Grata aos seguidores.

sábado, 29 de janeiro de 2011

Traição,mas sem pretensão!


Traindo, mas sem pretensão.
Eu nunca havia traído meu marido antes, até por que ele é muito gostoso, um verdadeiro garanhão, mas depois que comecei a encontrar camisinhas em seus pertences fiquei magoada e revoltada.
Mas ele estava me traindo com putinhas de rua e bem mais jovens.
Mulher nenhuma em seu juízo perfeito aceita uma coisa dessas.
Algumas pessoas falam que quando o homem trai é por que algo não está bem em casa, no caso eu sempre tive este defeito.
Nossa relação sexual era cheio de êxtase, mas tinha um porem, apesar de eu ter culpa isto já veio de minha criação interiorana e preconceituosa, já fiz análise, mas não resolvei na hora agá trava e sinto ânsia de vômitos. Eu nunca aceitei, e nem concordei com penetração anal, pois sempre achei que tal ato era somente para putas. (preconceito).
Eu jamais quis engolir sêmen, Chupar, sim, sempre o fiz, mas receber o sêmen de meu negão na boca ou engolir.
Isto jamais.
Acredito que este conceito me traz problemas, mas não consigo mesmo.
Tenho vômitos só de pensar.
No final do ano eu fui fazer uma viagem com um grupo de amigos (as), meu marido não quis ir.
Nosso passeio era misto, íamos conhecer o litoral Sul da Bahia.
Fomos num ônibus contratado através da empresa de turismo.
Nossa viagem transcorria normalmente até que a pessoa que estava do meu lado trocou de lugar com um rapaz. A senhora queria ir conversando com uma amiga.
Logo comecei a observar aquele rapaz.
Era maravilhoso: alto, moreno-claro, olhos pretos, coxas grossas, musculoso. E com sorriso de despedaçar corações de ninfetas, imaginem de coroas, desiludidas por traições.
Era um gato!
Um tesão!
Fiquei feliz observando aquele rapaz maravilhoso, com dotes masculinos sentar-se ao meu lado.
Logo comecei a imaginar coisas e fiquei excitada.
Pensei!
Como seria gostoso transar com um jovem?
Depois de algum tempo começamos a conversar.
Foi quando soube que tinha 19 aninhos.
Um anjo.
Aquilo me deixou excitada.
Começamos a conversar sobre vários assuntos e sobre sexo também.
Ele me indagou meu estado civil e eu como uma doidinha disse separada.
Pronto sinalizei avanço coisa que demorou pouco.
E ele me elogiou dizendo que eu era muito bonita e sex. Como eu estava de saia ele começou a acariciar minhas pernas, logo explodiu um beijo bem gostoso.
Eram beijos de língua.
Como era gostoso beijar a boquinha daquele rapaz sensual e atrevido.
Era demais e com uma pegada forte e ousada.
Minha carência depois que havia brigado com meu marido, me deixou enlouquecida de excitação.
Como não havia ninguém próximo entreguei-me a devassidão e desejos ocultos do meu ser, eu levantei a camisa e fiquei acariciando aquele corpo másculo.
Como se fosse uma moça livre, perdi completamente o pudor e comecei a beijar aquele corpo, e desci mais e beijei por cima do short o volume duríssimo.
Apalpei.
Não contive a surpresa de ver aquele mastro duro e cai de boca.
Não gemendo alto para escandalizar a todos.
Mas com descrição fiz um boquete gostoso.
Nossa!
Que delicia sentir todo seu mastro com envergadura e rigidez adentrar minha garganta.
Raul estocava discretamente seu cacete em minha boca, introduzindo seus dedos entre minhas roupas. Acariciando minha xoxota ávida de desejo.
Eu sentia minha xaninha encharcada, gozei muito e rebolando entre seus dedos, Ele não suportou e gozou também, senti golfadas de seu sêmen em minha boca e com uma gula fora do normal sorvi de seu precioso leite.
Não desperdicei não cuspi.
Literalmente comecei a libertar-me de preconceitos de outrora e entreguei-me a lasciva e desejo de meu corpo.
Sem regurgitar sentindo o maior prazer de provar do meu amante que achei em uma viagem de férias.
Chegando a nosso destino e com descrição eu e Raul fomos à busca de uma pousada e consumamos o maior e melhor relação amorosa de minha vida.
Coisa que jamais tinha feito com meu marido, liberei e fizemos anal e adorei senti em toda a minha plenitude os desejos reprimidos aflorar.
Eu como uma esposa fiel e casta me soltei e comportei-me como uma verdadeira mundana.
Raul muito adorável me convenceu com carinho a deixar-me levar por meus desejos.
E olha que os desejos reprimidos eram muitos, mas me libertei e transei muito,
Agora deixarei para pensar que destino darei a minha vida depois do retorno do passeio, ainda tenho uma noite com Raul e me entregarei à lasciva do meu corpo.
Posições faremos todas possíveis.
Difícil depois de oito anos de casada sentir o verdadeiro prazer carnal em uma traição em um final de semana com um jovem qualquer conhecido a esmo, mas muito gostoso e gentil.
Será que fiquei lesada ou acordei para meus desejos reprimidos?
Aceito opinião ainda tenho tempo de acordar para vida.
Ajude-me.
Please Babys.

Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam o autor com sua obra"

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Transando com o cunhado







Oi meus amigos e leitores o que vou narrar aconteceu comigo quando eu era solteira. Sabe parece que o destino de nordestino é ir para São Paulo,pois bem eu fui.
No ano de 2001 eu tinha um namorado, como ele tinha seu trabalho fixo e era bem remunerado, não quis me acompanhar e creio que com razão.
Fui para São Paulo fazer um curso de dois anos de duração, e iria ficar na casa do irmão do meu namorado, ou seja, meu futuro cunhado.
Eu já o conhecia quando vinha de férias para Salvador, mas não era muito chegada a ele.
Além de ser casado era muito fechado de pouca conversa.
Antes de viajar eu fiquei noiva do Paulo que é hoje meu atual marido.
A esposa de meu cunhado era uma graça de pessoa, simpática, meiga, educada, super amiga
Mas em contrapartida seu marido parecia um limão de azedo e enfezado.
Eu fazia o possível para não em pouco ficarmos a sós com ele, além de ter poucos horários livres, nós tínhamos uma apatia total.
Nós sempre nós desencontrávamos, para minha sorte. Até que um dia, saí, mas cedo do curso fui e para a casa.
Entrei em casa achei que não havia ninguém, pois estava o maior silencio.
Fui direto para o banho e me achando sozinha fiquei bem à vontade, vestida de
Shortinho de malha bem curtinho e uma blusinha decotada, sem soutiem.
Fiquei na sala vendo um DVD e depois de algum tempo me assustei quando notei meu cunhado estava na sala.
Ele veio e ficou do meu lado e começamos a assistir ao filme que tinha algumas cenas mais quentes.
Para minha sorte ele não disse nada, então ele tirou a camisa e ficou com um jeito despojado toda a vontade na poltrona. Afinal a casa era dele.
Sentia a firmeza de seu olhar, eu me sentia envergonhada e nada poderia fazer até então.
Ficamos nesta e quando apareceu uma cena em que o ator pegou a atriz de quatro e mandou ver no C...
Meu cunhado falou ai.
Como adoro um rabinho!
_E você Marcela meu Mano lhe trata direitinho, acho ele com cara de lesado.
_Um mulherão como você deixar vir para cã sozinha é coisa de lesado.
_Claro que me trata bem não me deixa com fome de amor, mas agora distante está difícil.
_Mas pode contar comigo que não deixarei minha cunhadinha que tem um rabo que parece uma potranca cm fome de cacete, e dizendo isto abriu a braguilha botando seu cacete para fora. Enquanto ele falava isso, sentia-me enrubescer, e observei seu cacete de fora latejando.
Pasma com o rumo da prosa perguntei se a esposa dele não poderia chegar e não gostar de ver a cena.
Ah Marcela a Elza está trabalhando só volta de noite.
_Mas eu falei que não ficaria bem, então ele riu e falou que até o casamento eu poderia dar pra quem eu quisesse e não só pra meu noivo.
_Que ele queria também provar da cunhadinha e era agora.
_Então ele se levantou e falou que estava doido pra fuder minha xoxota.
E já veio com suas mãos me acariciando, enfiando por dentro de minha roupa e falava,
Ai delicia sabia que era bem pequena e fechadinha a xoxotinha da cunhadinha, e com pelos só em cima, e os lábios peladinhos.
_Do jeito que gosto de saborear!
_Como a história me deixando sem raciocinar direito entreguei-me a seus carinhos.
_Depois relutante afirmei que não era certo.
_ Ah deixa quieto pra o mano aprender que mulher gostosa é cabresto curto.
_Além de ser muito sortudo, pois eu era uma tesão de mulher.
_Então ela me falou se entregue ao amor Marcela o Mano está longe a Elza também _Vamos nos amar. eu não quero forçar mas se preciso for ,estou com tanto tesão em você que lhe traço hoje de qualquer jeito!
_E dizendo isto deu um beijo na nuca que me arrepie.
Já abaixando a minha blusa começou a chupar meus peitos, sugando com uma deliciosa maestria, sua língua úmida me excitava
_O Paulo diz que é muito bom de cama, mas duvido te satisfazer como eu farei minha cunhadinha safadinha e gostosa!
Então ele tirou a minha calcinha, falando depois você me diz se gostou ou não.
Então eu tive a melhor chupada que eu recebi até hoje,
Descobri uma nova constelação, pois fui aos céus monte de vezes.
Sua língua me deixava contorcendo de prazer, tive orgasmos múltiplos em seus lábios famintos.
Então eu falei me come na minha cama, pegou-me no colo, levando até o meu quarto e chupando minha xoxota mais e mais, então eu comecei a chupar seu pau. Qual mulher resiste a aquela delicia de cacete. Ufa... Gostosura de sessenta e nove.
Depois eu fiquei de quatro e ele começou a estocar seu cacete super rígido na minha xaninha úmida de tesão e do meu orgasmo intenso.
Eu queria diferente do meu noivo, queria com força, estocando bem forte e eu gemendo muito, quando eu ia gozar de novo, ele tirou o cacete de dentro e mandou-me chupar, logo ele esporrou todo o leite na minha cara e ficou acariciando meu clitóris com seus dedos ágeis
Depois disse que queria me comer por cima que deveria ser gostoso ver minha xoxota engolir todo seu cacete.
Eu com voz dengosa disse só de você gozar dentro de mim.
Vi seu pau endurecer na hora, e começamos tudo de novo.
Então fizemos um papai-mamãe bem legal e nós dois gemendo muito, mas prolongando o gozo.
Mudamos de novo e fui por cima cavalgando e rebolando bem gostoso, até gozarmos.
E minha xoxotinha ficar inchada, mas saciada. Ufa que cunhado safado mas muito gostoso jamais gozei tanto assim com seu irmão.
Ficamos deitados, abraçados, conversando e brincando, e depois disso transamos várias e várias vezes.
Voltei de São Paulo e me casei com meu noivo e até hoje quando meu cunhado vem de férias sempre damos um jeito de aproveitar alguns momentos de prazeres.
E depois desta experiência não consigo ficar só com meu marido sempre tem alguém para complementar minha fome de sexo que estava amortecida.
Mas tive a sorte de um bom cunhado me descobrir e fico satisfeita assim
E hoje posso afirmar que somos felizes assim
Meu marido não gosta muito de diversificar em posições, para não ficar carente dou meu jeito estou errada?

Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam o autor com sua obra"
*Ps Meus contos estão no Recanto das letras*

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Siririca Meu Bel -prazer.



Siririca Meu Bel-prazer


Um belo domingo eu estava naquela inércia total.
Sem ter o que fazer mesmo fui descansar na sacada do meu apartamento, com o notebook no colo me perco em devaneios. Estava tentando escrever algo, mas por ironia do destino estava sem inspiração.
Aí já sabe mente vazia é o ócio do mal.
Fiquei com meu olhar a esmo, até que visualizei duas pessoas na sacada do apartamento do prédio vizinho.
Pelos movimentos pareciam cenas de sexo.
Mas minha curiosidade ficou ativa, adentrei e pegando um binóculo foquei a cena.
Era um domingo frio e a chuva fina dava uma impressão de ser um horário mais cedo. Lá fora todos dormiam.
Afinal domingo poucos acordam cedo.
Eu sou uma exceção!
Olhando fixamente visualizei uma cena que atiçou minha libido.
Claro que não é minha preferência sexual, mas como todo ser humano normal algo mexe com nossa intimidade.
Pois bem meus olhos vidraram na cena que se desenrolava, logo ali no apartamento da frente.
Duas mulheres estavam se beijando, Como uma voyeur optei por ficar ali mesmo, para ver o que iria dar tudo aquilo.
Na rede da sacada assistia de camarote cenas de sexo ao vivo
Do meu apartamento percebi que uma delas era a mais ativa, aquela Louraça, pois arrancava a roupa da outra, enquanto sua boca chupava aqueles enormes seios.
Ela ia percorrendo todo corpo da “amiga” com os lábios sedentos em busca de carinhos e prazer.
A outra morena se contorcia com os carinhos recebidos,
E pelos movimentos dos lábios gemidos iam sendo emitidos.
A mais alta a loira agarrava a outra com tanta volúpia que até em mim me deu um excitação.Fiquei “excitada de verdade”.
As duas foram para a cama, ai pensei agora que a coisa vai melhorar, pois elas antes estavam em uma poltrona bem próxima a janela.
A morena que era a mais passiva das duas, se deita, se abrindo como uma flor para receber as mais infindáveis caricia, para se entregar, sem reservas para sua amada amante.
Pernas abertas deixando a mostra uma xoxotinha desejosa por caricias.
Sua amada enfia-se entre suas pernas, e vai passando a língua em todo o seu púbis.
Em suaves lambidas e chupadas, a morena que era alvo das caricias mal se continha. Contorcia-se muito.
Desejei poder ouvir os uivos das lobas famintas de sexo e por sexo.
As duas se contorciam em uma perfeita sincronia de corpos ardentes.
Enquanto as duas estavam ali bem próxima e ao mesmo tempo longe, eu também logo comecei a me acariciar, e logo eu estava batendo uma siririca também louca pra meu corpo converter os meus carinhos em orgasmo.
A loira e alta mais ativa lambia e chupava a xoxota que parecia uma fruta madura entre seus lábios ávidos de desejos e prazer.
Ahh... E não demorou muito logo estavam fazendo a posição de sessenta e nove (69), e mais gemidos de uivos eram emitidos por ambas.
A mais ativa percebendo que sua companheira estava bem lubrificada, pega um vibrador e começa a meter na sua companheira.
Com movimentos compassados a espera do clímax.
Coisa que não demorou muito para ouvir os gemidos de ambas chegando ao orgasmo.
E mesmo longe e carente é claro que cheguei ao orgasmo.
A cena realmente mexe com a sua libido.
Ambas satisfeitas e realizadas logo após gozo final se deitam, abraçadasunindo seus sexos saciados,E cariciam-se e uma sentindo a respiração ofegante da outra.
Eu? Vou tomar um banho para complementar a minha realização corpórea de uma manhã de domingo sem nada o que fazer, mas que viu e fez muito.
Sentindo um imenso prazer.
Ah delicia.
Até a vista baby.


Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam o autor com sua obra"




terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Um boy para uma coroa ousada


Eu sou uma pessoa que gosta muito de brincar, mas uma dessas minhas brincadeiras me aconteceu um fato.
Posso dizer até inusitado porque não delicioso?
Em meu trabalho sempre vem um entregador de água mineral. E funcionário da padaria é jovem deve ter seus dezoito anos.
Acho engraçado que quando vem até nosso escritório ele vem sem seu fardamento.
Tanto eu como outros colegas até colocamos o codinome de Justin Bieber do Paraguai.
Calça colorida, camisa listrada, boné e ainda por cima um óculos escuros. É o traje que alguns jovens adotaram neste verão.
Pelo menos aqui é o que vejo dizerem.
O Vitor nosso Justin Bieber.é até educado ele quando vem entregar a água coloca no lugar deixando tudo arrumadinho e por conta disto sempre lhe damos uma gorjeta.
Mas no sábado passado ele veio entregar a água em um horário que já havia encerrado o expediente.Só estava eu como sempre sou a ultima a sair pois eu que fecho o escritório.
Como de habito fui até a copa indicar local a ao boy, ele colocou a água depois quando eu estava na minha mesa contando o dinheiro para efetuar o pagamento. O Boy me segurou por trás e com forçame acochando mesmo e com palvras suaves na mina nuca, foi dizendo .
Ah... Dona Marcela como sou doido pela Sra.
Ei, Calma que é isso garoto?
Não sou garoto é que já não agüento de punhetar pensando na senhora, pode me achar louco, mas não sou, admiro muito seu jeito e quando a vejo sinto uma excitação danado.
Pode ver como estou excitado, e já tenho mais de dezoito anos.
Claro que mesmo por cima da roupa dava para visualizar seu mastro alterado de muito excitado.
Sabe Dona Marcela a coisa que mais desejos na minha vida?
Não sei Vitor, diga-me.
Eu adoraria transar com a senhora, ou quem sabe deixar só provar do sabor de sua Xô... ta.Sinto um tesão louco.
_Mas Vitor que loucura é esta?
_mas não é loucura desejar alguém, sei que você está só.
Sentia raiva daquele seu ex-namorado quando o via esperando ai na porta de prédio.
Pois é Vitor agora estou solteira. e livre para amar quem eu quiser.
Bem que poderia dar-me uma chance!
Mas você é tão jovem.
Mas sou homem e sou independente.
Sabe que moro sozinho?
O pequeno apartamento é de minha mãe, mas quem custeia tudo sou eu.
Trabalho e estudo, não sou filhinho de papai Marcela para ficar farreando sei que a vida está ai pra ser vivida, mas tudo tem seu tempo.
Que bom Vitor que você é ajuizado!
Então não mereço uma chance com você que diferença faz alguns anos entre nós?
Pensa e me liga tome o numero de meu celular, mas sabe que sou vidrado em você doido mesmo!
Caramba! Por esta lição não esperava. mas não é que o Justim beeber e bem apetitoso,nunca o tinha observado como um propenso namorado.
E de onde não se espera que surge as melhores jóias.
Fui para casa e não me saia da cabeça a imagem do Vitor com sua excitação a flor da pele. Deixando-me excitada também declarando sua atração por mim. Fiquei a tarde toda de sábado inquieta. sabe Não sei o que fazer.
Bem não resistir e liguei quando ouvi sua voz senti-me uma verdadeira ninfeta ligando para seu primeiro namorado.
_Alô Vitor?
_Sim é ele mesmo. È Marcela!
_Você poderia vir até minha casa para conversarmos um pouco?
_Hoje?
_Sim à noite.
_Está bom me passa endereço às 20 h estarei ai.
Dei endereço e fiquei ansiosa sem saber que roupa deveria vestir.
Mas fiz a opção de vestir uma saia jeans básica com blusa fina, fiquei mesmo com jeitinho de ninfeta.
Às 20 horas em ponto ouvi a buzina de uma motocicleta no meu portão.
Hum nem sabia que o jovem tinha motocicleta.
Vitor estava Lino bem diferente daquele rapaz humilde e jovial que via todos os dias.
Começamos a conversa sobre assuntos triviais, e depois de algum tempo começamos a nos beijar, foi como explosão de sentimentos.
A excitação tomou conta de nossos corpos, sentia-me possuída por um intenso desejo.
Hum... Que delicia sentir seus braços me apertando, suas mãos percorrendo meu corpo, ele começou a acariciar com seus lábios em minha nuca, que boca, que língua, me levava a loucura com sua boca.
Beijávamos-nos, aos poucos fui descobrindo o corpo dele, que delicia muito lindo, não muito musculoso mas bem forte, mais uma delicia de sentir sua masculinidade.
Sentia toda excitação tomando conta de nossos corpos queríamos e devíamos nos amar. A urgência do êxtase nos induzia a isto.
Ele sabia o que estava fazendo, em instantes estávamos na cama nos amando ,começamos a fazer um papai e mamãe deliciosa, os movimentos de seu corpo de encontro ao meu, era leve e suave, mas constante, depois foi ficando mais rápido, estocava forte e fundo, senti um êxtase, quando entrou aquele cacete rasgando minhas entranhas senti um leve ardor, mais depois sentia um prazer maluco, mudamos de posição sem tirar seu cacete de dentro de mim, comecei a subir e descer naquele cacete, ele gemia gostoso e me agarrava pela cintura, seu membro entrava fundo em mim, me dava um prazer indescritível, ele começou a gemer mais e mais. explodimos em um orgasmo intenso e incontrolável.Nossos gemidos se misturavam ,salivas se completavam.Um cheiro inebriante de odores,Complementou a nossa primeira relação.
Meu querido Vitor com seu jeito de garoto, mas com a cabeça e mentalidade de um adulto experiente e responsável.
É claro que não adotei, mas estamos juntos e nos adorando que o amor, e o respeito de um pelo outro fortalece e deixa-nos mais unidos e apaixonados.
Meu menino lindo e sorridente.
O meu Justim Bieber do Paraguai.


Docecomomel (hgata)
Imagem do google
"Não confundam o autor com sua obra"

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Um negão...Como eu gosto!






Olá pessoal hoje é sábado e estou feliz da vida eu saí ontem e conheci um cara muito legal. Aí você sabe entre conversas e apertos, ficamos numa boa.
Pois bem.
Pois é vou contar hoje mais uma das minhas aventuras sexuais!
Sempre em finais de semana saio é algo tipo para carregar as baterias e energias novas.
Como todos saem pra curtir a vida e beber e comer algo entre conversas dá para distrair muito!
Tem us bares aqui na orla que tem música ao vivo são muito bons alguns casais ate se arriscam a dançar juntinhos, eu vou com amigos e adoro curtir muito. Algumas vezes rola até algo tipo ficar e dependendo da pessoa o sexo é vital.
Tinha um cantor no barzinho um charme, era um negro, alto, e bem gostoso!
Olhava pra ele e ficava admirando seu porte físico e que voz, cantava que era uma beleza.
Estávamos bebendo, e conversando quando teve uma pausa na música.
Fui ao banheiro, e passei bem próximo ao cantor que estava bem na passagem quando lhe pedi licença ele olhou-me e piscou o olho.
Aquela piscadela básica de galã.
Quando retornei me ofereceu uma bebida.
Agradeci e voltei à mesa.
Toda vez que olhava em sua direção sentia um excitação danada, e ainda me jogava beijos para atiçar a minha libido.
Depois de algum tempo o garçom veio trazer um recado. ”Me espere ate as 2 h que encerro meu horário”.li o recado e assenti coma cabeça.
Ele sorrindo me jogou um beijo.
Minha amiga Carla que estava com seu namorado riu e dizendo.
Aí hein Marcela parou no cantor!
E olhe que deve ter um... enorme complementou o namorado de Carla rindo.
Ah... Gente só vou conversar com ele.
Duvido que vá ficar em conversas, mas estamos aqui está bom?
Quando o relógio marcou a sua hora de encerrar o Diogo (nome do cantor) veio até nossa mesa e começamos a conversar.
Gostei dele de imediato, bem falante e educado.
Depois que estávamos já entre bitocas e apertos de mãos, Carla anunciou que iria embora, logo o Diogo prontificou-se a levar-me para casa.
Bem o namorado de Carla dizendo cuidado com esta moça viu é uma jóia de pessoa.
Claro que terei maior cuidado não se preocupe.
Depois que meus amigos saíram tomamos uma cerveja e logo fomos embora.
_Em nosso trajeto o Diogo conversava animado, mas em uma breve pausa disse que tal Marcela darmos uma esticada em algum local sossegado só nos dois para nos amarmos muito.
Direto e rápido!
Eu também respondi mais rápida ainda é claro.
_E ai vai rolar ou não?
_Claro que vai rolar sim Diogo!
Fomos a um motel Diogo durante o percurso começou acariciar minhas coxas.
Hum. delicia sentir aquele calor subindo.
Eu comecei acariciar seu membro por cima da calça e ao perceber seu volume soltei uma exclamação.
Nossa! Tudo isso?-
Você não viu nada!
Dei uma respirada e falei que delicia.
Pois é o seu membro enorme sob a roupa parecia que ia estourar a calça.
Seguimos todo nosso trajeto entre carícias e toques.
Entramos no motel e Diogo abrindo a porta, já foi me pegando no colo.
Caiu em cima com caricias e me desnudando aos poucos peça por peça de minhas vestes.
Mordiscava meus seios com delicadeza.
Uma delicia senti-lo.
Nossas mãos se tocavam e roupas eram tiradas.
Já ambos sem roupa puderam visualizar seu membro rígido em estado de total potencia, fazia até uma envergadura de encontro a seu umbigo.
Não resistimos e. Dei um chupão em seu cacete e , ele deu uma gemida e eu disse.- Você ainda não viu nada meu negão ,o que sou capaz de fazer com meus lábios sedentos de você.!
Eu me abaixo e o chupo devagarzinho.
Ele geme e disse muito e diz palavras desconexas.
Que me incitam a devorar mais seu belo e másculo cacete.
Ai... Chupa vai minha putinha, chupa todo seu negão.
Aquele cacete negro com a cabeçorra vermelha ate parecia que ia explodir na minha boca.
O negão veio em minha direção a minha xoxota e lambia com gosto, eu sentia sua lingüinha.
Seus lábios em luta com meus lábios vaginais.
Logo eu tive um orgasmo e Diogo sugou todo meu néctar, sentia seu rosto afundar em toda minha xoxota.
Gozei abundantemente
Após meu gozo Diogo me pede para eu ficar de quatro e enfia devagar todo seu cacete em minha xoxota.
Vai adentrando seu mastro com firmeza e vigor.
Uma coisa de louco sentia um ardor e prazer.
Ficamos em um vai vem gostoso e sensual.
Não demorou muito. Senti a pressão ele apertava-me de encontro a ele, e metia alucinadamente, eu gritava e gemia com gosto.
Geme vai, geme pro seu negão!
Eu gemia alto, e ele metia com mais força.
Metia e eu delirava de prazer!
Até me falava palavras obscenas de: Puta, vadia!
Eu saio da posição, subo em sua cacete e cavalgo gostoso.
Em um galope desenfreado chegamos a um gozo bem gostoso!
Ficamos coladinhos abraçados.
E nos beijamos muito.
Agora tenho meu negão para saciar minha fome de macho.
E que macho hein.


Docecomomel(hgata)
Docecomomel(hgata)
Imagem do google


Feliz...Simplesmente Feliz!


Depois de uma noite cheia de mágias nada melhor que um amanhecer feliz...Simplesmente feliz!


Docecomomel(hgata)
Imagem do google
Docecomomel(hgata)

Um Coroa galante e gostoso!






As primeiras palavras que ouvi de seus lábios foram como um louvor de anjos do céu.
Bem foi assim que eu conheci o Samuel. Meu vizinho recém chegado a minha rua. Era um coroa moreno de aproximadamente uns 50 anos.Muito simpático e bonito.
Quando eu me dirigia para o trabalho um dia apressadamente, pois perdi meu horário de acordar.
Ele ao me avistar apenas com um bom dia disse um galanteio tipo fanfarrão. ”Ah se ela me desse bola, mas é muita areia para meu caminhão”
Eu dei uma risada e seguir meu caminho.
E passado vários dias não vi mais. Apenas soube que é um viúvo aposentado, mas as mulheres solteiras e causadoras estão de olho nele é um bom partido.
Mas por ironia do destino as coisas acontecem, por acaso ou por sorte. Não sei!
Como eu moro em um bairro popular faz muitos anos na minha rua todos são muito ligados e todos aniversários acabam em reunião de comunidade.
Pois uma vizinha minha estava fazendo aniversario e como era um domingo iria dar um almoço uma feijoada. Claro que irei afinal almoçar aos domingos tipo 0800 é ótimo. rsrsr
Ainda com som ao vivo e umas cervas para digerir o feijaozinho.
Estava animadas a reunião e sem querer ouvir uma Sr comentar com outra em segredo que quase todos ouviram.
Sabe Cleuza o nosso vizinho Samuel! Pois ele me chamou para sair, você sabe que sou viúva e só topei Menina! Que coisa o homem tem um cacete enorme e aja fôlego para gostar de foder!
Rsrsr Jura! Rita.
Claro eu não to dizendo! Pois foi a noite toda de meter cacete incansável o danado.
Bem para quem está na seca ouvir isto dá uma curiosidade! E vontade também não é.
Ai fiquei pensando, bem quer dizer que o coroa é assim.
E mudei meus pensamentos e fui tomar uma cerveja.
Para sorte ou azar sei lá quando voltei à mesa, meu vizinho o Sr Samuel estava lá.
Levantou-se com gentileza para eu poder sentar e foi logo dizendo com muita distinção.
Espero que a Deusa da minha rua não se importe deste pobre velho sentar a seu lado.
Claro que não! E o Sr não é velho.
Sou você mesmo me está chamando de Senhor
Meu nome é Samuel!
_Ah desculpe Samuel é força do habito.
--Está bom desculpe se deixar-me fazer companhia durante o almoço.
__Claro tudo bem pode ficar a vontade.
E aí está gostando de morar aqui em nosso bairro?
Estou adorando precisava mudar de ambiente conhece pessoas novas.
_Sabe depois que fiquei viúvo fiquei muito só e como só tenho filhos homens não quis ir morar com nenhum deles. Afinal sou independente financeiramente e ainda estou a procura de outra pessoas para me amar e eu retribuir seu amor.
Logo você encontra! Aqui mesmo na festa tem monte de srªs desimpedidas!
_me diga você está entre elas?
Não claro que não eu digo Srªs que gostariam de ter um coroa tipo o seu para fazer-lhes companhia.
_Ah que pena você não está entre estas moças!
Bem que eu gostaria Samuel, mas ainda estou de coração partido, faz pouco tempo separei-me.
Ah... Mas para esquecer um amor só um novo amor e estou disposto a dar todo meu amor a você, poderia dar-me uma chance.
Ou Não!
O dia transcorreu naturalmente ,quando eu estava de saída o Samuel ofereceu a me acompanhar até minha casa,eu não me importei e concordei, assim íamos conversando e nos conhecendo mais.
Quando chegou a frente a minha casa e dei boa noite tive uma surpresa o Samuel me deu um beijo. Rápido mas com muito ardor.
Entrei e fiquei pensando no Samuel achei gentil e inteligente, sem contar que é um coroa muito bem apessoado e simpático.
E pelos cochichos que ouvi é de deixar qualquer mulher desejosa de tê-lo como homem, no real sentido da palavra. Claro que na cama.
Já era aproximadamente umas 22h quando meu celular toca. Estranhei pois era um numero desconhecido ,e para minha surpresa ,era o Samuel.
Dizendo que ficou encantado comigo e se eu me importaria de ir até minha casa no sábado para conversarmos.
Concordei afinal sou boa ouvinte.
Nem sei se fiz certo, mas vamos aguardar o sábado que é depois de amanha.
Bem sábado chegou como sempre faço acordo um pouco mais tarde vou ao salão cuidar de mim mesma.
Bem de tardezinha já havia feito meus afazeres e estava pensando em sair com amigos. Estava me arrumando quando a campanhia tocou.
Ops. havia me esquecido do compromisso com Samuel que estava ali a minha frente todo arrumado com um buque de rosas vermelhas.
Fiquei encantada é claro, qual mulher não ficaria!
Hum...Isto está me cheirando a cantada, mas vou ver o que acontece.
Samuel entrou estava impecável e me viu arrumada exclamou com um sorriso que bom Marcela que você já está pronta!
Vamos jantar?
Jantar?
Sim reservei mesa em um restaurante novo na orla.
Vamos? Pois é eu fui e adorei o ambiente o Samuel muito gentil e galante.
Quando retornamos para casa ele dirigia com uma mão e com a outra acariciava a minha perna, nada de exagero, apenas um leve toque.
Sentia uma sensação de paz e está acompanhado com o Samuel, ele transmitia alegria e bem estar.
Mas só bastou eu o convidar para um cafezinho que ficou animado.
Até parecia que ia ficar a noite toda em minha casa, mas claro que não sou doida de me envolver com ninguém a alturas destas.
Recém saída de um fracasso de um casamento de anos.
Ou sou?Acho que no final você me responde.
Acabando de tomar o cafezinho o Samuel parecia que não ia embora até que se levantou e estando bem próximo a mim.
Beijou-me na minha boca coisa que me deixou louca de tesão, um beijo quente molhado de língua.
Quando eu menos o esperava começou a descer suas mãos em direção minha calcinha e começou as caricias.
Foi o estopim e começamos em uma explosão de carinhos.
Roupas tiradas e jogadas,abraços e beijos mãos que se afagam.
Daí para a cama foi rápido como uma explosão, como nossos corpo exigiam. Samuel ágil e rápido me levava a delírio.
Eu o empurrei, na cama ele deitado estava sob meu domínio, eu sentei bem devagar no seu cacete quando senti entrar.
Soltei um urro de tesão e entre gemidos.
Foi ai que comecei num vai e vem rápido subindo e descendo em seu mastro em uma verdadeira cavalgada.
Que foi levando nós dois ao delírio não demorou muito, amando toda aquela loucura meu gozo veio e senti minha xaninha encharcar mais ainda o cacete de Samuel que arremetia todo seu mastro de encontro a mim.
Ele me dava um prazer que não sei explicar, mas eu queria cavalgar gostoso no seu cacete.
Sentia-me a dominadora, ele submisso, me elevava ao paraíso entre afagos, dizia-me palavras de carinho que me incitavam a continuar em um galope desenfreado.
Dava-me muita excitaçãoe prazer.
Eu estremecia meu corpo todo, ele me puxava pelo quadril fazendo entrar todo seu cacete em mim.
Ele quase gozando, eu queria muito sentir seu leitinho explodindo nas minhas entranhas, quando devagar comecei a rebolar e fui aumentando o ritmo,logo explodimos em um orgasmo.
Ficamos por um tempo abraçados com a respiração ofegante.
Samuel continuava dando-me beijinhos.
Estava com muita excitação.
Foi um imenso prazer que sentimos.Assim...
Íamos tomar um banho para em breve recomeçar.
Um coroa muito gostoso exímio amante que espera a parceira aproveitar de todos os prazeres para só depois complementar como seu orgasmo...
Agora me ferrei o Samuel quer ficar comigo de mala e cuia Bom de cama é ,mas ciúmes podem acontecer afinal as moças solteiras da rua ,todas de olho nele.
Mas fazer o que não é
Aproveitar de todo nosso tesão que está à flor da pele.


Docecomomel(hgata)
Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam o autor com sua obra"



Um Amor Indecente.



Olá pessoal, me chamo Marcela tenho alguns... Anos e sou baiana. Da terra do axé da alegria e do acarajé. Tenho a pele clara, não sou nem magra nem gorda, sou normal
Alguns me acham gostosa fazer o que não é.
O que vou relatar aconteceu a partir de um encontro casual e por ironia do tempo se tornou realidade.
Todos sabem que sexo e fundamental para o ser humano. Pois bem eu atualmente trabalho em uma empresa de exportação.
E o vai e vem de compradores e fornecedores são imensos. Muitos gentis, bonitos,.feios, alto, magros .
Uma verdadeira diversidade de exemplares de homens de todos os tipos e classe sociais do grande empresário até o micro empresário.
Adoro sentir-me entre eles.
Até que conheci um representante comercial do Estado de São Paulo. Encantei-me com ele .alto branco de olhos azuis de descendência francesa.
Um verdadeiro cavalheiro.
Depois de muitos galanteios me convidou para um jantar, bem aqui o que não falta são lugares paradisíacos para você curtir a noite de sexta-feira.
Durante o jantar o Jean Pierre discretamente encostava sua perna na minha por baixo da mesa, era com um leve toque, mas muito gostoso.
Como não afastei a minha perna claro que dei total liberdade! O Pierre após o jantar foi muito direto.
E indagou-me se gostava de conversar sobre assuntos mais picantes. tipo sexo amor e outras coisas.
Pra sua surpresa eu disse que sim e trocamos um belo e sonoro sorriso.
Isso foi ainda na sobremesa e logo e nosso papo realmente esquentou, começamos a falar dos nossos gostos.
De nós mesmos ele disse que adorava aventuras. Só não gostava de mulheres casada achava injusto trair.
E a conversa ia sempre para a parte da intimidade até que Pierre me perguntou se eu não gostaria de algo real naquela noite mesmo
Eu nem pensei muito e respondi que sim na hora.
Nós Explicamos que queria mesmo era aproveitar o prazer.
Concordei com ele que seria sem compromisso e sem cobranças.
Pois ambos somos livres.
E os bons momentos. Devem ser bem aproveitados. Não é verdade?
Bom.
O Pierre ligou para seu motorista que veio nós buscar e fomos direto para hotel.
Que por sinal muito chique um dos melhores daqui da região metropolitana.
Chegando lá, fomos tomar um drink para desinibir.
Começamos a conversar sobre o que gostaríamos de fazer naquele momento um com outro. E a excitação já tomou conta do ar.
Sentia que já estava super excitado.
Veio até mim e deu-me um beijo ardente.
Claro que também correspondi prontamente.
Com a mão já vinha explorando meu corpo com vontade me apalpando toda.
Eu suspirei quando senti seu beijo gostoso.
Com suas mãos passando entre minhas coxas, que ia subindo por baixo da minha saia indo de encontro à calcinha.
Que naquele momento até então estava encharcada de excitação.
Ele dizendo que não estava agüentando e com jeitinho me induziu.E com minhas mãos ávidas fui até seu cacete.que logo tirei fora de sua calça.
Surpresa com o tamanho e grossura!
Fiquei super excitada e assim fomos para a cama.
Ele para de me beijar e começa a percorrer meu corpo com sua língua morna.
Meu corpo foi possuído por um êxtase gostoso.
Sentia seus lábios no meu clitóris. me sugando gostoso, lambendo como um gatinho ronronando em um pires de leite.
Claro que eu o estava acariciando todo seu cacete, depois de alguns minutos, em carinhos aquela vontade louca de...
Não suportei e...
Olhei pra ele sorrindo e já cai de boca nele!
Eu meti aquele cace tão todinho na boca como se estivesse mamando.
Um delicia mesmo!
Ele então começa a cavalgar gostoso em cima de mim. Aquele papai e mamãe com ritmos leves que dá iniciam a um frenesi total em seu corpo.
E ficava esfregando meus peitos com suas mãos apalpando-os muito.
Eu me seguro o máximo, mas os movimentos de Pierre metendo cada vez mais.
Deixava-me cada vez mais cheia de tesão
Sinto seu cacete entrar mais e mais o vai e vem gostoso.
E começamos a gemer gostoso abraçado.
Então ele pede pra mudar de posição, e vou por cima dele cavalgando em seu mastro.
Logo mudamos novamente e ele não resiste e vem dar uma chupada na minha xoxota.
Chamando-me sempre de minha gostosa.
Assim que começou a passar a língua sinto um prazer imenso e sinto todo meu mel, escorrer entre seus lábios.
Aquele prazer imenso e gostoso e o cheirinho do sexo ficam impregnados no quarto. Mudamos de posição e fiquei de quatro o Pierre parecia enlouquecido de tanto tesão.
Ele segura em meus quadris e sempre apalpando minha bunda, vai empurrando seu cacete em minha xaninha, eu rebolava muito, Aí que ele metia ainda mais pra dentro de mim e naquele vai vem gostoso.
Eu sentia toda sua força e vigor
Estava um tesão realmente louco, nos dois ali naquela imensidão de cama em busca de prazer nossos gemidos se misturavam
Ele me gozar muito,
Pierre ia metendo tudo ate eu sentir ele encostado a minha bunda, ia entrando o máximo.
Uma delicia... Ele começa a gemer alto e gostoso e fala que não vai agüentar mais eu começo a rebolar, mas rápido e chegamos logo a um gozo.
Ah delicia a explosão do êxtase.
Depois relaxamos um pouquinho e fomos tomar banho.
Hum O Pierre no banho estava tocando com dedos ágeis o meu rabinho.
Já sei que assim que sair do banho vou dá para ele. meu rabinho sei que vai doer ,mas afinal ele gosta e eu também .
Disse-me que será cuidadoso afinal é muito GG o seu cacete.
Mas vou suportar e entre urros e gemidos gozaremos até o amanhecer.
Meu Frances é um amor de pessoa.
E na cama um verdadeiro garanhão.
Ainda estamos nos encontrando sempre que Pierre vem a Salvador praticamente fico direto no hotel com ele, Ou seja, já o encontro no aeroporto e vamos matar logo as saudades.

Docecomomel(hgata)
Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam o autor com suas obras"

Maratona...Sexual bom demais !




Nunca fui de sair para festas, mas sempre curtir um barzinho com som ao vivo.
Entre amigos a conversa fluía naturalmente entre risos e piadas.
È muito bom assim principalmente dias de sexta feira.
Entre nossos amigos de faculdade tinha um rapaz que eu admirava demais pelo seu jeito tímido
Eram poucas pessoas nossa turma, mas muito unida.
Mas o Fernando era novo no nosso meio veio através de um primo dele.
Tinha apenas uns 19 anos, cabelos escuros, longos e cacheados, moreno de sol, alto e com um corpo de deixar qualquer mulher doida, ele recém havia entrado na universidade e desde que o vi senti atração.
Algum tempo depois surgiu um feriado e fomos viajar em grupo.
O Fernando também foi!
Quem tinha namorado (a) poderia levar é claro.
Eu e minha amiga Claudia e Fernando formamos o trio dos solitários.
Quando chegou à hora de dormimos, claro que quem era casal ia para seus quartos e os solteiros solitários ficavam na sala.
Eu estava deitada bem próxima a Fernando em nossos confortáveis colchonetes, quase juntos.
Aconteceu algo que deu inicio a uma extasiante aventura.
Acabei me aproximando aos poucos dele, sem querer encostei-me a ele e nossos corpos ficaram eletrizados de tensão.
Dei boa noite a ele e nossa colega que estava bem longe quase embaixo de uma mesa. rsrsrs
E fui dormir.
Eu aparentava está dormindo quando comecei a senti seu toque de mãos a acariciar-me as coxas, subindo pelas costas.
Fiquei desperta é claro!
Era o Fernando com sua timidez avançando em carinhos.
Hum muito bom!
Tentou beijar-me.
Eu sentia o toque de sua boca como uma leve caricia.
Estávamos de conchinha, e percebi os movimentos de seu cacete de encontro a minha bunda.
Que por sinal parecia um porrete de tão duro, sentia aquele membro latejante encostado a mim, mas não dei sinal verde.
Ficamos abraçados até bem tarde.
Entre beijos e afagos e mãos aqui e acolá.
Muito bom para sentir a excitação de um jovem.
Depois do final de semana só de amasso e agarramentos eu e Fernando estávamos com aquela vontade louca de ir mais além.
Nossos corpos pediam e anseios mais ainda.
Encontramo-nos em uma sexta feira a sós, é claro que sabíamos o destino do final da noite.
Em um ambiente sossegado.
Um belo Motel para ser mais exata.
Assim que chegamos.
Conversamos pouco e acabamos nos beijando, ele beijava com muito gosto eu não podia e não queria resistir é claro.
Logo fomos para a cama.
Eu e ele já dávamos sinais de excitação intensa.
Quase a explodir de êxtase.
Ah delicia senti seus lábios tentando fazer-me gozar.
Estava uma delícia.
Senti seus lábios na minha xoxota .Contorcia-me toda na cama.
Logo foi aminha vez de tirar sua cueca e beijar seu cacete. Ahh e que cacete hein.!
Eu comecei timidamente, mas logo coloquei aquele membro que estava no ápice de excitado, e com delicadeza deslizava minha língua na cabeça e fiz um boquete delicioso, chupava só a cabeça, ele é claro delirava de prazer.
Deitamos e colocada a camisinha e, no papai mamãe delicioso para iniciar
Sentia toda sua força e vigor com seu cacete estocando em minha xoxota.
Foi enfiando devagar, sentindo minha xoxota se abrindo para recebê-lo.
Depois que entrou tudo foram só gemidos e urros de prazer.
Mudamos de posição e comecei cavalgar em seu cacete.
O galope desenfreado de nossos corpos era tamanho à vontade e velocidade que fomos à loucura.
Ficamos um tempo naquele delicioso vai e vem a sensação maravilhosa.
Ele pediu para eu ficar de quatro.
E com estocadas em ritmos cadenciados um de encontro ao outro.
Nossos gemidos em uníssono foi demais, que o êxtase tomou conta de nosso ser e acabamos gozando.
Ficamos abraçados entre beijos e caricias.
Para logo recomeçar.
Fizemos caricias mil e logo foi preciso colocar a camisinha, e fizemos um papai e mamãe delicioso.
Nossos gemidos incitavam a mexer e rebolar cada vez mais.
Um dança frenética de nossos corpos em busca de prazer.
Foram minutos de vai e vem que nos fizeram gozar deliciosamente.
Em fim mais um orgasmo simultâneo onde sentia toda a plenitude de um jovem garanhão.
O Fernando com seus dotes masculinos me encantou e cativou
Ficamos todo o semestre juntos, e nossos finais de semana eram verdadeira lições de sexo.
Ou uma maratona sexual.
Mas... Com amor e desejos.


Docecomomel(hgata)
Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam autor com sua Obra!

Cobiça & Desejos



Desejar a mulher do próximo é pecado?
E Desejar o namorado da amiga é o que?
Acredito que seja safadeza então sou safada mesmo. rsrsrsr
Bem há algum tempo atrás eu estava sem namorado e alguns finais de semana eu saia para festas com Claudia minha amiga desde infância.
Era eu Claudia e seu namorado de prenome Fábio.
Mas ela o chamava de Negão. Sem preconceito ,mas ele era afro descendente.
E que negão forte ein.
Em um belo dia de sábado fomos a uma festa e no retorno assim que “Negão” deixou sua namorada em casa, despedindo-se avisando que me deixaria em casa e iria para casa dormir.
Até ai tudo bem, mas o que houve não foi bem assim.
Assim que saímos da gente da casa de Claudia o Fábio já veio se ousando. Achei que estava alto que tinha se excedido na bebida,mas não estava era tarado mesmo.
Bem Marcela agora somos nós, é hoje que te como!
Está doido Fábio? Sabe que sou amiga de tua namorada!
Doido nada quero é dar uma boa foda,tua amiga está naqueles dias e estou a mil aqui,veja como estou ,e dizendo isto já colocou seu cacete para fora da calça.
Poxa o Fábio estava excitadíssimo sua tora negra parecia uma tocha com a cabeça acesa latejante.
Esta fora de si dizendo que ia transar comigo nem que fosse a força.
Fiquei estática com as palavras bruscas do Fábio. E fiquei calma tentando mudar a situação e nem sei onde achei tamanha frieza quando comecei a falar.
Fábio meu querido não precisa se preocupar que não será preciso uso da força. Eu sempre gostei de você e acho lindo só nunca dei em cima de você por consideração a Carla.
_Acabando de ouvir isso o Fábio abriu um sorriso.
_Jura Marcela?
Claro você um gato deste qual mulher não se apaixona!
Pronto desarmei o cara ficou logo mansinho e como ele estava com fome eu com sede de amor resolvi colaborar com ele é claro não sou santa e estou carente.
_Fábio você me promete não dizer nada a sua namorada?
_Ela é tão gente boa que não quero magoá-la.
_Claro se você for onde estou querendo agora comigo prometo e garanto você vai gostar do negão aqui. rsrsr
_Bem cacete de bom calibre tem, veremos o desempenho!
Rapidamente fomos para um motel.
Logo que entramos nos agarramos em troca de beijos e abraços.
Nossa sua boca suave a procura de meus lábios.
Seus beijos molhados me deixavam ansiosa de vontade de ser amada, logo começou a massagear meus mamilos que estavam intumescidos de excitação, mordiscava e sugava com sua língua molhada deixando um rastro de saliva, e seguia seu caminho pelo meu corpo.
Descendo suavemente.
Desabotoou minha calça eu fiz o mesmo com ele, então ficamos sós de roupas intimas.
Aquele Deus negro com sua cueca vermelha. Que (adorooo).
Ufa dava um gostinho de cobiça a espera do prato principal.
Assim que abaixei sua cueca abocanhei seu pau com vontade, o sessenta e nove estava uma loucura,
Não suportamos em preliminares e ele começou a me levar em direção à cama. Fiquei a admirada de ver a impetuosidade de nossos desejos.
Era um fogo recheado de puro êxtase.
Logo trocamos de posição e por alguns instantes, ele começou a massagear meu clitóris com a ponta dos dedos, depois passava a língua para saborear minha xana já estava toda molhada, mais chupava com uma vontade.
Dava cada sugada que eu estremecia de prazer.
Eu não suportei e me esvai em um gozo.
Que loucura sentir seu hálito quente em mim.
Ah pedi entre urros e gemidos que enfiasse seu cacete em minha xoxota.
É claro que o pedido foi atendido, e ele veio bem devagarzinho, primeiro só a cabecinha, depois a metade.
Depois em um frenético vai e vem senti todo sem membro negro com a cabeçorra vermelha a adentrar minha xoxota.
Delicia!
E em ritmos compassados Fábio dava cada estocada que me elevava aos céus o limite do prazer,
Ficamos enlouquecidos de desejos e prazer e tivemos nosso orgasmo simultâneo.
O negão do Fábio muito safado sabia deixar uma mulher no seu auge do prazer, para só depois encher de seu liquido precioso.
Fomos tomar um banho e logo recomeçamos nossas peripécias de pura sacanagem.
È claro que a minha amiga” Cláudia “ nunca ficou sabendo e sempre eu e Fábio saímos às escondidas para uma fuga rápida em um motel onde o nosso prazer é um fator fundamental.
Estou errada?



Docecomomel(hgata)
Docecomomel(hgata)
Imagem do Google
"Não confundam o autor com sua obra”

Meu ex-primo...Atual amante.




Eu estava de férias tranquilamente degustando de um suco com um sanduíche quando meu celular tocou.
Para minha surpresa era a ligação de um primo meu do interior estava chegando para ficar uns dias hospedado aqui em minha casa.
Ah o Fernando!
Logo na mesma tarde fiquei radiante com a visita do meu primo.
Quando a campainha tocou levei um susto, mas por sorte me controlei.
Ele estava com duas malas.
O primeiro pensamento, que reprimi.
Achei-o lindooo.
Foi que sempre senti atração por meu primo Nandão como todos nós sempre o chamamos.
Aquele rapaz forte e loiro de olhos azuis muito bonito parecia um atleta.
Além de ser esforçado super inteligente.
Vendo minha surpresa, Nandão avisou-me que iria ficar até locar um apê.
Pois iria morar agora aqui na capital.
Que legal primo!
Quis logo saber noticias de todos do interior e disse que minha casa estava disponível pelo tempo que quisesse (mentira é claro).
Ter um homem daquele sob mesmo teto é perigo a vista.
Assim o Fernando ficou hospedado em minha casa.
Até que achasse seu espaço que melhor lhe conviesse próximo a seu novo trabalho que iria começar em breve.
Era muito bom à noite quando voltava do trabalho e tinha um ombro amigo para conversar.
Mas eu não poderia negar que sentia uma atração física por ele.
E pelo olhares dele creio que a atração era recíproca.
Uma noite depois de voltarmos de um sessão de cinema, fomos a um barzinho tomar um chope.
Fiquei enciumada ao ver olhares de cobiça de outras mulheres.
Aproximei-me e abracei-o como se tivesse tomando posse dele.
Espantei as aves de rapina. rsrsr
Ele notou e riu, depois comentou assim Marcela porque você me abraçou lá no barzinho?
_Seja sincera!
_Bem Fernando não posso nem devo negar, mas fiquei com ciúmes de você.
_Mas porque?
_ah eu gosto de você ora!
_E porque não fica comigo então?
_Somos primos!
_Somos nada!
_Meu pai que é casada com sua tia.
_Ah é mesmo!
_ Mas fomos criados tão próximos que o considero assim.
_Eu não te considero prima te considero uma mulher que sempre desejei, e nunca me deu espaço.
_AH Fernando diz assim não!
_Digo sim quando você ia pra casa de sua tia eu já adolescente me acabava de bater punheta em sua intenção! Rsrsr
_Ah não sabia desta atração.
_Pois é sempre tive e tenho atração por você, mas você sempre não me enxergava
_Eu tentava viver a minha maneira estudando e procurando meu espaço sabia que um dia iria vir morar aqui na capital.
_E chegou este dia!
¬_Poxa Fernando você me deixou sem graça, não sabia de nada disto.
Assim seguimos o restante de nosso trajeto sem muita conversa.
Ele me olhava calado aguardando minhas perguntas, porque eu não estava entendendo, apesar de está adorando saber que ele me desejava, me deixou com uma excitação fora do comum.
_E agora!
_Olhei fixamente para ele e perguntei:
_Agora como ficamos?
_Você pode me achar caipira Marcela, mas gosto muito de você e a desejo ardentemente
_Eu fiquei surpresa
Quando chegamos a nossa casa! Sim nossa já que estamos dormindo sobre o mesmo teto.
Fui direto tomar banho e saindo fui para meu quarto.
_Quando o Fernando bateu a porta, todo tímido foi logo dizendo me desculpe Marcela por ter dito o que falei, mas é que disse a verdade sobre o que sinto a seu respeito.
_Adoro você e desejo demais.
_A única coisa que ainda me impede de me agarrar a você é para não te magoar.
_Ele sentou comigo na cama e me abraçou.
Pronto ai vocês já sabem, o que acontece quando duas pessoas se atraem.
Lá íamos nós tirando nossa roupa, o que foi ótimo as nossas boas intenções.
Minhas roupas não eram tantas visto que acabei de sair do banho.
Mas comecei a tirar sua camisa seguidamente de sua calça ficando só de cueca boxe branca, que delineava seu mastro rígido.
Logo estava eu sendo chupada pelo Nandão que estava me deliciando com sua língua, que ia de cima para baixo, percorrendo toda minha genitália.
Eu olhando seu mastro e desejando!
Claro que comecei a sugá-lo seu codinome fazia jus a seu membro. (Nandão).
E uma ótima sensação de prazer.
Como eu estava me deliciando com aqueles momentos.
E olha que a coisa era de verdade.
Parecíamos dois pombinhos apaixonados.
Mas eu estava com Nandão e estava tão bom, que não queria que acabassem nunca, aqueles momentos. Não agüentaríamos uma noite toda em carinhos tínhamos urgência do êxtase e do gozo.
Afinal o desejo era enorme.
Ele roçava seus dedos no meu clitóris.
Isto me deixava enlouquecida de prazer.
Gozei a primeira vez, quando senti seus lábios me sugando.
Depois gozei junto com ele , quando começou a jorrar seu liquido quente em minhas entranhas, foi o bastante o seu gozo, que me arrasou.
Explodi em forma de gemidos e urros com maior prazer.
Foi o orgasmo múltiplo mais delicioso de minha vida.
Nandão se deliciava e sucedia em carinhos.
Tomando posse de meu ser.
Intermináveis minutos de prazer.
Depois exaustos ficamos abraçadinhos na forma mais gostosa que tem de um casal ficar de conchinha.
Adorei é claro!
Amar e ser amada por Nandão meu ex-primo agora meu namorado e amante.


Docecomomel(hgata)
Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam o autor com sua obra"

Um amor de professor particular

.




Bem há algum tempo atrás eu precisei fazer um curso de redação. Sempre tive e tenho dificuldades em redigir textos.
Conseguir um professor a domicilio.
E que professor um verdadeiro colírio para meus olhos cansados.
Sempre nos dias de terças feiras e quintas eu tinha duas horas de professor particular.
Assim ficávamos conversando e tirando duvidas. Tiago era um cara muito simpático, solteiro um moreno muito alto.
Para tornarmos amigos muito rápidos, até saímos para uma festa de aniversario de amiga em comum. E começamos a ficar.
Assim o que era para serem aulas particulares tornou-se namoro.
Afinal somos humanos e a carência de ambos nos uniu.
Mas ainda não tinha rolado sexo entre nós ate que um dia na volta de cinema... Aconteceu e foi maravilhoso.
Logo ao descer do carro Tiago começou. Assedio por palavras doces e provocantes.
Com isso começamos a nos beijar alucinadamente, nossa parecia que eu estava adormecida e fui despertada ficando igual um vulcão. Entramos na minha casa e logo ali na sala.
Tiago descia suas mãos ate o meu quadril e apalpava minha bunda.
Adorando suas caricias, sua língua percorria meus mamilos deixando-os rígidos, ora sugava um ou outro seio. Deixei-me levar pelo mar de excitação. Apalpava seu cacete duro que estava a ponto de explodir dentro de sua calça.
Quando abri a braguilha seu mastro saiu imponente e delicioso.
Continuamos nosso prelúdio de amor e começamos a fazer um mais que gostosos sessenta e nove. Adorei cair de boca e chupar seu pau. Tiago chupava minha xoxotinha que estava muito da encharcada,Eu fiquei como uma alucinada depois de ser penetrada ,com a língua ágil e seus lábios sedentos eu gozei gostoso.
Eu pedindo em forma de suplica para que ele me penetrasse, queria sentir seu tezão no embalo de nossos corpos
Tiagooo meu nego vem... Vem mete!
Este cacete gostoso que não to aguentandooo maisss.
Claro que depois de ouvir meus pedidos, recebi seu mastro na minha grutinha úmida e faminta, mas foi ótimo senti-lo ali bombeando um bom tempo.
Quando Tiago me colocou de quatro na cama e posicionou a cabeça latejante de seu cajado na entrada da chuta e começou um bailar louco e alucinado, foi entrando devagar, mas na hora sentíamos um prazer tão intenso que começamos a rebolar muito gostoso.
E explodimos em um orgasmo intenso
Assim ficamos com dois amantes abraçados para logo recomeçar nosso intenso prelúdio de amor.
Tiago insaciável deixou-me a noite toda envolta de prazeres.
Tivemos maravilhosos orgasmos.
Assim ficamos por um bom tempo fazendo amor e nos intervalos redigia e corrigia meus textos.

Docecomomel(hgata)

Imagem do Google

Não confundam o autor com sua obra”

Docecomomel(hgata)

Devassidão de Namoro .


Quando eu tinha 21 anos tinha um namorado, firme como algumas pessoas dizem namorado na porta.
Bem o Daniel meu namorado era muito simpático e ganhou logo a confiança de meus pais.
Mal sabiam eles o que eu e Daniel aprontávamos.
Daniel e eu namorávamos conforme os padrões, na sala vendo TV, com família todinha junto tinham até um gato pra cochilar no colo de Daniel, minha mãe adorava e ficava cativa de ver o carisma de Daniel com seu bichano (gato)
Quando era finais de semana, o Daniel poderia ir embora as 11 h.
Para meus pais claro que ele ia para sua casa.
Mas vejam bem o que fazíamos.
Quando o relógio marcava 10.50 eu deixava a janela de meu quarto encostado.
E Daniel ia embora às 11 horas muito educado despedia-se dos meus pais.
Minha mãe ainda dizia boa noite meu filho Deus te abençoe.
Eu o levava até o portão,mas logo retornava, entrava para tomar um banho e alegava cansaço ia dormi.
No meu quarto Daniel estava a minha espera.
Ele havia entrado sorrateiramente ,pela janela enquanto eu conversava com meus pais.
O mal disto tudo era fazer tudo sem barulho o mínimo de zoada possível se fosse descoberto teríamos que casar moça que não é virgem na época era puta. rsssr
Então eu era um putona, pois dava muito pra o Daniel.
Logo que entrava no quarto Daniel já me tirava à camisola, eu já saia do banho pronta pra dormir.
Mas que dormir nada! Eu queria mesmo era ter relações sexuais.
E Daniel me satisfazia demais na cama.Era quase noite toda transando.
Assim acontecia.
Suas mãos entrando por baixo da minha camisola e passeando pelos meus seios e xoxota.
Seu pau logo ficava duro, e deixava-me sentir seu vigor encostando todo cacete seu entre as minhas coxas.
Ficava em um vai vem entre as coxas cabeça latejante de seu cacete me deixando por demais excitada.
Como era bom o proibido, escondido.
Logo aos poucos suas mãos iam descendo até a bunda, eu segurava seu mastro e fazia movimentos de punheta Daniel delirava de prazer.
Mas os carinhos eram breves o desejo de ambos logo explodíamos em um primeiro gozo.
Arrisquei-me muito, mas o prazer de ter Daniel me deixava sem juízo.
Como deixar de gostar de sentir aquele seu cacete entre minhas coxas e dentro da minha vagina.
Eram momentos divinos entre eu e Daniel só o silencio do quarto, nossas respirações ofegantes.
Nosso olhar cheio de desejos.
Ele meu garanhão insaciável eu sua putinha, ele me sussurrava palavras de baixo calão que incitavam meu lado mundana.
Realmente era sua putinha na cama.
Fazíamos de tudo ,mesmo oral, anal.
Era uma verdadeira sacanagem.
E como adoravámos!
Sempre me dizendo que eu seria a melhor puta de sua vida.
E ficava me chamando de putona, vagabunda, piranha, ai que eu mais rebolava enquanto ele falava isso.
E eu só recebendo cacete.
Daniel adorava todas as posições, mas a de frango assado dava um tesão a mais.
Ele sempre ficava querendo e ansiava por isto.
Sempre o orgasmo simultâneo acontecia assim.
Vislumbrar seu rosto em ardente desejo dava mais vontade de mexer e rebolar sob o seu corpo.
O incansável Daniel.
Meu namoradinho que me deixava alucinada nas noites de sábado às escondidas, onde eu me entregava ao gozo perfeito em sincronia, com o êxtase e a luxuria.
Dois jovens apaixonados que conheceram a vida sexual juntos.
E sempre as escondidos deixavam sucumbir à paixão e o amor.
Formando um casal na dança frenética de corpos, onde o sexo era apenas um complemento de dois seres apaixonado.
Assim ficamos dois anos de namoro com muita fornicação até que o destino pregou-me uma peça e Daniel mudou-se e a distancia soube dá um final a meu namoro.
Saudade sentia demais, mas impossível ir até ele. Precisamos caminhar que a fila precisa andar.
Não é verdade?
Pois andou para mim e já estou de namorado novo um coroa viúvo. Ah delicias ele eu e nossas peripécias,depois eu conto.

Docecomomel(hgata)
Imagem do google
Meu Blog
http://sensacoescomemocoes.blogspot.com/
"Nâo confundam o autor com sua Obra"
Docecomomel(hgata)

Transei com um Casado ! E dai?


Quando somos jovens achamos que quantidade é qualidade. Há algum tempo atrás eu tinha namorados semanais, parecia compulsivo conhecia um carinha novo namorava.
Como dizem agora a nova juventude. ”Eu ficava”, rolava beijos e mais beijos nada mais ousados.
Na flor da idade o que menos se pensava era sexo.
Mas tudo muda é claro.
Eu por exemplo, tive varias namorados, porém, apenas um foi o 'amor da minha vida', até o momento o Renato para quem me entreguei de corpo e alma.
Foi o primeiro homem da minha vida sexual. O que me tornou mulher.
A intensidade daqueles momentos foi algo maravilhoso, e eu posso até dizer que as circunstâncias contribuíram para ser tão especial.
Esse jovem marcou a minha juventude, e se foi, deixando uma lacuna enorme, um vazio sem fundo. E em todos os meus dias eu desejava reencontrá-lo.
Pois é! Sempre o que desejamos acontece senão um todo, mas parcial.
E aconteceu depois de nove anos sem o ver este Natal o papai Noel o trouxe para mim.
Claro que não somos os mesmos. Agora forte másculo com barba e bigode, nem de longe lembra aquele moço magricelo que alguns anos atrás me fez mulher.
E casado com filhos, mas não é castrado.
Eu também mudei já não sou magrela com carinha cheiinha de cravos e espinhas, esmero em maquiagem para disfarçar as marcas que ainda existem.
Coisas do tempo
Vou relatar meu Natal, com o Renato.
Só não gostei que agora fosse casado, mas eu não sou ciumenta espero que a esposa dele também não o seja. rsrsrsr
Fui passar o Natal na casa de parentes em uma cidade do interior, para minha surpresa encontrei-o.
Renato que tinha vindo do Rio de janeiro com sua família, pois bem a mãe dele é vizinha de minha tia.
Adorei vê-lo as sensações que tive foi de pura excitação, afinal ele foi meu primeiro homem.
Foi com seus carinhos que me tornei uma mulher na plena concepção da palavra.
Logo após o dia de Natal encontrei-me com Renato a sós e confidenciou-me que sempre se lembra do que houve entre nós, e que se tivesse oportunidade e chance bem que gostaria de sair comigo.
Hum... Isto me deixou excitada é claro.
Afinal ele e um tesão de homem.
E ficamos nos vendo de longe, afinal estávamos casas coladas.
Logo depois do Natal todos foram a um sitio minha tia e a mãe de Renato com esposa e filho.
Renato alegou ia mais tarde iria levar carro fazer revisão, eu é claro estava com dor de cabeça.
Logo todo pessoal saiu Renato veio até casa de minha tia e com um sorriso foi logo dizendo: Marcela.
E ai vamos curtir os velhos tempos.
Demorei alguns minutos trocando de roupa e sai com Renato em seu carro fomos a um motel fora da cidade, não poderíamos levantar suspeita cidade do interior é fogo todo mundo toma conta da vida de todos.
Renato no caminho já ia acariciando minha xaninha por cima da calça.
Seu cacete super rígido mostrava um volume descomunal.
Hum... Delicia de bons momentos teremos.
Foi dizendo que gosta muito da esposa,mas que é cheia de pudor devido a igreja que freqüenta .
Não se entrega a luxuria e êxtase e isto faz com que ele fique na falta e arranja mulheres para saciar e fazer sexo do jeito que ele gosta.
Afinal qual homem quer ficar só no papai e mamãe!
Bem deixa este assunto para depois e vamos vivenciar nossos momentos.
Está bom Renato?
Entramos na suíte como dois desesperados com fome de sexo.
Começamos a tirar a roupa, e ele já se se ajoelhou caiu de boca na minha xoxota, Claro que fomos logo fazer um sessenta e nove.
Eu logo que vi sua rigidez ,abocanhei seu cacete que estava até pingando de excitação, e chupava e mamava aquele potente membro que não cabia todo em minha boca.
Era do tipo GG.(grande e grosso).E como me sugava o Renato.
Logo me esvai em gozo seu bigode fazendo cócega me deixou sensível e excitada. Renato me lambia e sugava do meu mel.
Eu fiquei com uma ensandecida rebolando por cima de seu rosto.que ficou todo melado de meu mel.
E ficamos num tesão só, de repente ele se levantou pegou o seu cacete e segurando em riste encapou queria meter de quatro.
E enfiou sua língua me deixando mais assanhada ainda e me disse: agora quero enfiar tudo na sua xoxota Marcelinha.
Logo quando ele começou a meter, eu gemia e mexia muito, e rebolava demais até que eu não resisti e comecei a gozar... E ele gozava junto comigo... E pedia pra não parar de rebolar, mas foi uma delicia sentir seu cacete pulsante todinho dentro... Gozamos gostoso...
Quando seu cacete saiu de dentro de mim.
Fomos ao banheiro e recomeçamos a nos amar.
Mas isto é assunto para outro conto.
Renato muito bom de cama e nosso tempo eram curtos e com certeza iremos achar uma desculpa para matar a saudade e ânsia de amar.
Nossa tarde foi bem diferente de anos atrás quando Renato com inexperiência de adolescente e aliado o meu medo.
Só conseguimos fazer um papai e mamãe. Coisas de jovens que não tinha a liberdade de conversas igual agora.
Mas nada é perdido tudo é um aprendizado.
Eu estou adorando e lição com Renato de corrigir nossas falhas de outrora.
Poxa a esposa de Renato não sabe o que anda perdendo com esta de não poder se entregar a luxuria acaba deixando-o nos braços de outras para saciá-lo.
É claro que estou adorando e só iremos embora depois de Ano Novo teremos tempo de sobra para corrigir nossas falha do passado.
Não é Renato bom de cama prá cacete.

Docecomomel(hgata)
Docecomomel(hgata)
Imagens do Google
“Não confundam o autor com sua obra”

domingo, 23 de janeiro de 2011

Paixão & Docecomomel! Eterno amor.








Meu doce mel, Leve brisa da manhã
Jeito de menina em uma grande mulher
Mel das poesias sem fim.
Noites de insônia.
Entre Anjos e querubins
Luz de luar que me encanta com seu poetar
Em seus quereres, Sempre a aprenderes
Mel doce como o mel.
Com seu canto e encanto a me adorar
Entre letras e versos sempre a encantar
Navegarei em teus braços.
Descansarei em teus abraços
Com seus contos e encantos
A me conquistar.
Minha paixão,e eterno A.M.A.R.



Docecomomel(hgata) & Paixão.
Docecomomel(hgata)
Meu anjo poetha.
Imagem do google
"Este pode confundir autora e sua obra em seu eterno amar"

A Balzaquiana Fogosa e seu Pupilo!






Bem depois de varias decepções amorosas tranquei meu coração e joguei a chave fora. Mas a ansiedade de meu corpo e ausência de sexo me tira do serio. Adoro uma boa relação amorosa me entrego de corpo e alma. Ao êxtase e luxuria.
No ano passado mais especificamente em:
Novembro eu fui aniversario de meu colega de trabalho.
Todos da empresa estavam lá.
Foi uma festa.
Este colega meu está em seu segundo casamento já tem a idade de 55 anos, e sua atual esposa também já teve outros casamentos, que lhe deram filhos.
Eu conheci dois deles um rapaz muito bom pinta e uma menina de 12 anos muito fofa e simpática.
Entre bebida e churrasco o tempo foi passando e o Vitor me disse que providenciaria que seu enteado me levasse em casa.
Fiquei tranqüila aproveitando cada minuto da festa.
Já era um pouco tarde quando anunciei que iria embora.
Vitor pediu a seu enteado que me levasse em casa.
Na hora da despedida Vitor muito brincalhão me confidenciou, cuidado o Lucas não é rei, mas adora uma coroa! Rsrsr
Ah... Vitor não preciso de criança...
Poxa não é que o Lucas ouviu!
Eu moro um pouco longe e assim o carro seguia seu destino, só ouvindo uma musica suave.
Lá fora uma garoa fina deixava a noite mais aconchegante para uma noite de amor.
Mas como outras noites irei dormir sozinha.
Depois de vários minutos dirigindo Lucas quebrando o silencio com uma pergunta, que me deixou sem graça.
_Diz-me uma coisa você me acha criança?
_Não claro que não, mas o Vitor foi indiscreto dizendo que você adora coroa respondi na defensiva apenas.
_Ah o Vitor disse por que minha ex tinha 15 anos a mais que eu.
_Ela mudou foi morar em Portugal com os filhos, mas eu a adorava e nossas relações super excitantes.
_Ah mas logo você acha outra gata!
_Não eu quero uma coroa mesmo que me entenda, seja inteligente e goste de coisas normais.
_Não uma jovem que só pensa em futilidades.
_E dizendo isto segurou minha mão.
_O rapaz adiantado mesmo ,veja como fico excitado quando estou perto de alguém mais experiente?
_E o cara estava de cacete duro.
Caramba!
Que tentação eu na seca depois que acabei meu relacionamento com Marcos (galinha) já se foram 45 dias sem nada.
_ Você não quer abaixar meu fogo, Lucas disse olhando fixamente para mim.
_Pois é estou sozinha, podemos tentar algo se der podemos continuar.
_Legal sabia que iria dá certo o desde inicio da festa que te olhava.
_Jura?
_Claro vi que você esta carente tanto quanto eu. -
_E podemos unir nossas carências, quer ir pro motel comigo ou lá em casa mesmo.
_Moro sozinha com meus gatos.
_Em sua casa mesmo. Ficaremos mais a vontade!
_Então vamos!
Lucas dirigia apressadamente.
Claro que fiquei excitada ter um garoto para saciar meus desejos de carne
Qual mulher não se sente no auge.
Mesmo que seja por interesse, ou apenas por momentos de prazer, isto faz bem ao ego.
Hum... Delicia de um bombom.
Lucas moreno claro bonito forte com carinha de anjo com seu sorriso encantador. Fiquei super excitada,sabendo que iria cair no desfrute com aquele pitéu de rapaz.
Afinal sou 17 anos mais velhos, não sou matrona, mas a idade pesa, com certeza.
Mas deixa pra pensar depois vou agora provar dos dotes deste jovem que vai me levar ao paraíso. Ah se vai com certeza.
Lucas deixou o carro na garagem e ligou avisando para Vitor (padrasto) que iria demorar, iria dá uma volta por ai.
Ele disse para não levantar suspeita.
Bom menino, assim que entramos fui direto ao banheiro tomar um banho e sai vestida com Rob de seda preto, sem nada por baixo.
Acreditem estava super excitada, ofereci para Lucas tomar um banho ele aceitou, e logo saiu do banho peladinho do jeito que nasceu e eu gosto.
Lindo sua barriguinha tanquinho, seu cacete rígido, aff enorme e grosso.
Vou me fartar hoje pensei, e segurando pela sua mão fomos em direção ao meu quarto. Lucas ia andando atrás de mim e ia apalpando minha bunda. Nem bem entramos no quarto Lucas já me beijava,descendo suas mãos pelo meu corpo.
Nós jogamos na cama, numa busca desenfreada de prazer, nossas bocas em busca de nosso sexo, o sessenta e nove alucinado. Quando Lucas encostou seus lábios na minha xoxota soltei um gemido, meu maior prazer explodiu em gozo.
Ele explorou de minha sede de amor. Fazendo-me contorcer de prazer ao seu toque. Claro que não poderia deixar ele em branco e como gosto dei-lhe um trato.
Querendo desfrutar um pouco mais, Comecei uma bela mamada, contendo meu gozo um pouco mais.
À medida que ele me sugava, eu me contraia e gemia muito. Alucinado de tanto excitação, não agüentamos mais e gozo veio abundantemente.
Ele engoliu ate a ultima gota de meu néctar, passando a língua sobre seus lábios como querendo evitar qualquer desperdício, só parando quando me afastei.
O Lucas que não quis que eu sugasse de seu esperma. E gozou entre meus seios.
Seu leite quente molhou entre meus seios,escorrendo pela barriga.
Deixando um vestígio de luxuria.
Fomos tomar banho e as caricias incendiava nossos corpos de desejo.
Que coisa, Senti toda vigor daquele pupilo. Era um cacete grande, grosso… gostoso… delicioso… muito duro…
Na cama eu sentia toda sua virilidade ele me segurava com as duas mãos na minha cintura e metia com vigor.
Fazíamos posições mirabolantes.
Quando eu de quatro e com a bunda arreganhada apenas suspirava, gemia e pedia para ser possuída.
Lucas acariciava meu clitóris e metendo na minha xoxota com vontade em ritmos compassados, até que começou com força e fomos a um delírio, explodimos em um gozo mutuo.
Abraçados em caricia começamos a conversar e Lucas diz quer ficar comigo me adorou na cama.
Acho que vou aceitar meu pupilo e juntar as escovas.
Nada permanente, mas a união de dois seres que possam se entende se respeitar e se amarem dentro e fora da cama.
Bem não sou rica, mas a solidão nos deixa mais pobre de espírito e alegrias.
Que mal faz ter um companheiro para dividir os bons e maus momentos da vida.
Ah idade está na cabeça de quem tem preconceito.
Eu tenho é muita vontade de viver e sexo faz parte do bom viver.


Docecomomel(hgata)
Imagem do GoogleDocecomomel(hgata)
Meu Blog
http://sensacoescomemocoes.blogspot.com/?
“Não confundam o autor com sua obra”

Traindo com uma caipira gostosa !




1º conto de 2011 um relato de amigo .Que o Ano Novo nós traga boas inspirações!

Meu amigo Marcos e sua caipira.
Marcos estava se recuperando de uma cirurgia e foi passar alguns dias no sitio de seu irmão. Como ele mesmo disse carregar as bateria dar balanço na vida para recomeçar.
Afinal seu casamento foi por água abaixo depois de brigas encontro e desencontros.
Já estava instalado no sitio havia dois dias, sua rotina era acordar cedo fazer caminhada e ficar na rede lendo algum livro.
Suas refeições a mulher do caseiro fazia, mas ele nunca a tinha visto, até o dia que o caseiro precisou ir à cidade e ele precisava ir buscar seu almoço.
Quando eram aproximadamente 12 h Marcos dirigiu-se a casa do caseiro, E teve uma surpresa quando chegou lá.
Aquela morena bonita com seios enormes com uma bunda de parar o trânsito.
Estava lá com sorriso maroto nos lábios.
Ao ver sua chegada ficou com uma timidez disfarçada, pois seus olhos reluzentes diziam algo em forma de desejos.
Mas era casada.
Ah, pois é uma pena.
Enquanto esperava seu almoço que ela fez questão de servir-lhe Marcos ficou observando a Claudia e ficou excitado.
Procurou desviar os pensamentos.
A Claudia era bonita, mas mal tratada, ele notou tristeza em seu olhar
Seu marido muito rústico não a fazia feliz.
Começou a conversar com Marcos que já estava querendo oferecer amparo.Claro que ele queria mesmo era comer aquela caipira gostosa da bunda grande que concertesa o tal marido não a satisfazia muito.
Ela então falou que estava infeliz que seu marido a tratava muito mal.
Pensava em ir embora, mas ele jurou de matá-la.
Falando e chorando apoiou em seu ombro em prantos.
Marcos ficou sem reação, mas abraçou-a
Mas depois de um tempo abraçados ficando excitados, as palavras eram desnecessárias.
Os dois queriam ir mais além
Não resistindo ao desejo de ambos.
Quando ela disse meu marido só volta amanha.
Pronto foi o sinal verde pra sacanagem.
E foram pro quarto começando debaixo do chuveiro.
Ela já com a xoxotinha em brasa querendo ser comida ele doido querendo possuir o proibido.
Com um fogo, começou a beijar sua boca, enquanto seus dedos entravam e saiam de dentro dela, num vai e vem alucinante.
Chupava seus seios duros de bicos enormes, minha vontade era de mordê-la toda, mas não podia deixar vestígios.
Era demais o tesão que sentia e fui descendo até sua xaninha e cai de boca nela sem dó, massageando seu grelinho com a língua, mordiscando-o com carinho
Ela com voz dengosa gemia muito, isto me incitava a chupar mais ainda seu grelinho saboreando de seu mel.
E gemendo alto suas pernas me prendia entre suas coxas minha boca direto na xaninha.
Como eu chupava agora sua grutinha.
Ela teve um orgasmo intenso.
Gemia e gritava.
Ahh.. Delicia nunca tinha feito isto não sabia que era assim tão gostoso.
Poxa!
Uma mulher que tem marido e nunca foi chupada, quando é descoberta esta fonte de prazer inesgotável.
Torna-se uma expert na arte de amar.
Claudia estava se descobrindo e a seu corpo.
Aos poucos eu fui induzindo a aproveitar dos prazeres, logo foi aprendendo e me proporcionando um prazer imensurável.
Sua boca morna em eu cacete aliado a inexperiência dava um toque a mais de prazer.
Ela mamava meu cacete meio sem jeito babando todo e pedia querendo meu leite.
Era o dia de experiências de Claudia.
Eu jamais poderia negar demorou pouco pra eu encher aquela boquinha deliciosa de leite quente, no que a ela sorveu tudo sem deixar desperdiçar nem uma gota sequer.
Não demorou muito e ela já estava cavalgando em meu cacete pedindo para meter bastante nela que jamais ela foi comida assim.
Ela descendo indo de encontro a meus quadris aquela dança sensual.
Logo disse que ia gozar eu pedi que me esperasse. E segurando firme aumentando o ritmo das estocadas e gozaram juntos.
Naquele dia, passei a tarde e a noite toda comendo aquela delícia. No dia seguinte não tivemos nada, mas sempre fugia e ia carregar as baterias naquele paraíso e voltava com estoque de esperma zerado.
Sempre enviava o caseiro para fazer algum serviço na cidade enquanto eu dava conta do serviço com sua mulherzinha que estava radiante com tratamento de cacete.
Na xaninha na boca e no rabinho virgem que adorou me dá.
E como goza a danada é escandalosa nos gemidos isto dá mais tesão ainda o proibido aliado ao prazer.
Pois depois de ter descoberto à Cláudia sempre ia pra o sitio, ela o recebia com alegria. Até me disse que o marido esta gostando da nova forma dela na cama.Pois antes era só papai e mamãe,mas continua recatada com ele para não desconfiar.
Mas com seu amante da cidade se solta deixando os desejos à flor da pele.
Como todo homem Marcos adorou ser o primeiro a ensinar-lhe os mais infindáveis caminhos do sexo.
E assim sempre está no sitio.
Comendo a caipira do jeito que gosta.


Docecomomel(hgata)
Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam autor com sua obra"


Fui traida por uma amiga.




Bom já se foi o tempo que namorado de amigas é coisa pra ser só vista e admirada jamais cobiçado.
Meu relato é de algum tempo atrás. Eu ainda tinha mais confiança em amigas, mas depois do ocorrido à coisa mudou.
Eu namorava com Vitor já há alguns meses, ele trabalhava fora. E quando vinha para nossa cidade saiamos em finais de semana.
Eu Vitor e minha amiga Elza.
A Elza amiga minha desde a infância, até então eu confiava cegamente nela.
Além de sermos confidentes.
Bom, Elza tem 28 anos, morena, peitos grandes, pernas torneadas e curvas que são bastante admiradas.
O Vitor é muito gostoso por sinal, o cara sarado. Ele tem 32 anos é divorciado.
Eu sou morena clara tenho 28 anos sou tipo falsa magra.
Muitos me acham sex, não posso me vangloriar de meus dotes, espero que os outros o digam, é o mais certo.
Eu falava muito do Vitor para Elza, pois ela muitas vezes ficava me indagando dele, Se ligou se falamos no MSN, se saiamos se rolou sexo.
Estas coisas de amizade que nem sempre é bom se abrir totalmente ficamos muito vulneráveis.
Mostrava minhas fotos com ele.
Falava tanto e mostrava umas fotos dele, que eu tirei em poses sensuais certa vez que fomos a um motel. Ele pelado de cacete armado estas coisas que ele gostava .
Depois de um tempo a Elza me aprontou vou relatar o ocorrido, palavras dela ate então:
Era incontrolável! Ciúmes!
Depois de certo tempo nós estávamos brigados.
E a minha ex- amiga Elza se ofereceu para apaziguar a nossa guerrinha particular, eu ainda como idiota dei numero do celular dele.
Pois bem.
Foi assim:
Ela fez muito bem a amizade deles se tornou sólida e:
E ele começou dá encima dela até que rolou algo entre eles.
O tempo passou e eu soube tudo como aconteceu, a Elza mesma me contou me pedindo perdão, pois sentia uma atração fulminante pelo Vitor.
Mas acabou, mas que rolou muito sexo isto ela disse que teve, mas foi coisa passageira.
Passou um mês e ele veio pra nossa cidade.
No dia, ela foi esperar na rodoviária, foi toda produzida pra ele, só de pensar em ver ele. Que começava se excitar.
Junto a ele ficava o tempo todo excitada.
Precisava ficar a sós com ele e armou assim.
A Elza convidou o Vitor para ir a sua casa dizendo que eu estaria lá, ele na esperança de uma reconciliação foi, mas como eu poderia ir se não estava o par de nada?
Entre uma cerveja e outra Elza se insinuava e Vitor na ansiedade a minha espera bebia mais, coisa que não tem o habito.
E entre conversas ela olhava pra ele de um jeito safado e notou que ele também retribuía. Assim ela sentou-se a seu lado no sofá.
Disfarçadamente, passou a sua perna na perna dele.
Estávamos sentados juntinhos no sofá, um sentindo o calor do outro. Já era bem tarde da noite Vitor esta meio de pileque, ela ofereceu sua casa pra ele ficar e pernoitar, é claro que ele aceitou imediatamente, alegando que naquela hora da noite não dava pra procurar um taxi.
-Elza... Ficou radiante que seus planos estavam dando certo.
-Eles ficaram sozinhos, e ela com uma cara de safada, perguntou se ele não gostaria de tomar um banho para dormir, realmente estava muito calor... Ele aceitou e foi pro banheiro tomar seu banho.
Ofereceu-lhe uma toalha, como a porta do banheiro não estava fechada, pela brecha da porta, Ela o via esfregando-se se ensaboando.
Enquanto isto, Elza se acariciava no sofá discretamente visualizando o corpo de Vitor no banho.
Poxa que sacrifício, Elza queria mesmo era entrar naquele chuveiro e tomar banho com ele.
Mas onde estava minha coragem?
Do banheiro Vitor observava Elza no sofá se acariciando. Então ela o desejava!
Assim que ele saiu do banho veio em sua direção e como um magnetismo a puxa e a beija.
Beijava-a toda, sem ao menos ela poder falar nada, só sentir aquele excitação super inexplicável!
Começou a tirar sua roupa rapidamente e foram pro quarto que fica ao lado.
Estavam completamente nus.
Elza nem acreditava, um desejo seu que estava se realizando.
Ele a puxou para cama e começaram a transar bem gostoso, sem pensar em nada. Só no prazer sentido.
Depois de um orgasmo alucinado e cheio de excitação, ele começou acariciar-lhe por todo o corpo até chegar à sua vagina que estava todinha molhadinha.
Começou a lamber minha vagina bem devagar me deixando loucas de excitação depois fizeram um sessenta e nove.
O Vitor era o que ela sonhava e imaginava, Tinha um cacete delicioso.
Depois ficaram descansando abraçados extenuados de tanto transa.
Fizeram todas as posições imagináveis.
De manhã Elza foi acordada com ele chupando sua vagina, Elza começou a chupar seu cacete
Também bem gostoso, e ele adorou isso.
Gozando em sua boca, ele preferiu derramar seu leite entre seus seios.
Senti seu leite viscoso a escorrer.
Dá um frenesi bem legal.
Depois ele falou que nunca tinha tido uma noite tão boa e agitada assim e queria ficar permanente com ela namorando. Ela indagou e Marcela?
Ah ela agora é carta fora do baralho. Passado!
Que se eu não compareci ao encontro concretiza já desistido do namoro, mas Elza ainda disse que talvez ela estivesse indecisa em reatar ou não. Respondeu-me agora é tarde já é passado.
Então ficaram certo do final de semana dela ir à cidade dele.
E ele vir direto para sua casa sem ninguém saber, E assim ficaram uns quatro ou cinco meses de encontros, relação sexuais fenomenais que lhe deixava feliz.
Ate que por acaso:
Vitor encontrou-se com a Marcela e soube do desencontro, e seus planos de um romance com um homem maravilhoso foi por água abaixo.
Mesmo assim Elza afirma com prazer que foi bom enquanto durou.
E se fosse possível para tê-lo a seu lado faria tudo de novo.
Que valeu a pena de estar com aquele maravilhoso homem.
Muito bom de cama,quando lembra de suas transas ainda fica super excitada.
E...o Vitor é um verdadeiro garanhão eu mesmo ainda sinto saudades de nossas noite de extrema felicidade.
Snif...Snif..Acabou,mas nada é eterno.


Docecomomel(hgata)
Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam autor com sua obra"

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...