Desejos do Facebook

Valeu ...O reconhecimento!

Grata aos seguidores.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Amante de um casado!



Olá .
Eu sou Juliano tenho 31 anos sou negro ,tenho 182.cabelos estilo afro.(Dreads).
Sou um cara muito simpático.
Sou bem dotado e não deixo por menos capricho mesmo nas minhas fodas.
Quem já provou aqui do Negão fica muito satisfeitos (as)
Ando sorrindo, pois a vida é bela e eu adoro viver.
Eu trabalho em uma firma de instalar cortinas, aplicações de adesivos de decorações.
Eu tenho dois colegas que faz o serviço , apenas indico como é para ser feito o trabalho e fiscalizo o andamento da obra.
Sempre que os dois peões estão terminando serviço fico de prontidão ver se está tudo em ordem.
Cliente satisfeito papéis assinados recebo a grana e volto para firma.
Mas o que ocorreu na ultima vez não foi assim , os peões terminaram o serviço,foram embora e eu tive que ficar esperando o dono da casa chegar para conferir pagar e assinar.
Assim que vi o cara pensei logo pela sua forma de gesticular ,que era gay,mas nada tenho a ver com a vida particular de ninguém,mas isto me incomodou ,pois eu sou fissurado em um cuzinho.
Adoro e quando acho um macho que gosta de dá não perco a chance de me esbaldar e furar ate dizer chega.
O Daniel era casado, mas sua esposa estava viajando em um congresso Foi esta explicação que me deu, pois eu esperava mesma era uma senhora ate que ele chegou.
Pagamento feito lhe dei recibo do cheque.
Tudo acertado.
Quando ia saindo recebi o convite para tomar um vinho.
Claro que aceitei já tinha passado o horário do expediente.
Daniel muito solicito me serviu uma taça de vinho com alguns petiscos e foi tomar seu banho.
Não demorou muito voltou com um roupão e seus cabelos molhados.
_Ah o calor está demais, não agüentava mais vontade de tomar banho!
Foi o que Daniel falou assim que veio até a sala.
Indagou você não quer tomar banho afinal quem sabe daqui resolve sair ver a namorada.
-Ah não se preocupe vou direto para casa estou sem namorada certa. Hum é bom saber disto ,fica ai me fazendo companhia,foram as palavras do Daniel
-Eu insisto já que teve que me esperar além do expediente, fica até melhor para saborear o vinho, pode pegar um roupão no banheiro, não se preocupe tá?
-Pensei o cara ta me rodando e não vou deixar escapar, vou comer ele ja já ele não sabe o que o espera.
Aceitei e fui até o banheiro, é claro que caprichei lavando o cacete. Sai do banheiro com um roupão e fui para sala, sentei em uma poltrona de frente para o Daniel.
Só tinha um detalhe não vesti a cueca.
Conversamos algumas amenidades e pude notar o olhar insistente de Daniel em direção a minhas pernas, eu safado como sou me levantei ficando perto da janela. Quando passei perto de Daniel meu roupão abriu e ele pode vislumbrar o tamanho do meu cacete.
_Nossa que cacete enorme!
Garanto que reclamam ein?
Que nada quando se sabe fazer um amor gostoso entra fácil sem incomodar.
Quando falei estas palavras estava segurando o cacete que já estava meio duro.
Eu como se estivesse pensando com a boca disse quer provar?
_Você topa?
Claro... Mas bem sabes que sou casado e minha esposa não sabe deste meu perfil .
Promete guardar segredo?
Claro, não sou casado, mas tenho minha piriguetes que saio sempre, então faremos um trato o que aqui fizermos aqui fica.
Está ótimo.
Mas deixamos de conversa me deixaeu ver este teu cacete.
Claro pode ver e fazer que quiser é todo seu...
Caramba nem bem fechei a boca Daniel começou um boquete gostoso, me chupava, a cabeça do meu porrete negro, que estava como se fosse uma tocha acesa com cabeçorra vermelha, pulsante apoiando em sua cabeça comecei mexer os quadris em sua direção.
Sua boca quase não cabia a grossura do cacete, sou bem dotado mesmo, meu cacete tem 21 cm é grosso cheio de veias, mas ele esmerava no trato.
Chupava a cabeça lambia, caprichava mesmo com a chupada.
Meu cacete teso, ali na boca de Daniel que lambia e babava com uma desenvoltura natural.
O prazer intenso de ambos gemia pedindo que o fodesse todo.
Fode porra me chama de vadia, de putinho me come gostoso. Aí que delicia de cacete,eu forçava meu cacete garganta adentro e falava palavrões,o Daniel sentia mais prazer ainda.
Toma meu puntinho chupa teu negão vai vou te arregaçar com meu porrete seu safado, vou te encher de porra.
Quando mais eu falava, mais ele gemia com meu cacete na boca. Já não aquentava mais de vontade de gozar.Avisei que ia gozar e fiz intenção de tirar de sua boca.Daniel não quis pedia meu leitinho na sua boca,ai já sabem comecei a jorrar meu esperma todo na sua garganta,que gemia quase urrando de prazer.
Gozamos muito seu esperma esguichou em cima de mim e o meu Foi direto para sua garganta gulosa e sedenta.
Daniel lambia os lábios, sorvendo meu leite todo.
Fomos para o banho e logo voltamos para o seu quarto, sua cama imensa era um convite a o prazer. Claro que depois das brincadeiras no banho eu já estava super excitado,não procurei prolongar muito e já fui encochando meu cacete em seu reguinho.
Não deu outro Daniel ficou de quatro na beirada da cama e fui encostando de leve, enchi seu cuzinho de cuspe botei uma camisinha e fiquei só laceando, ora com as pontas dos dedos, ora com cabeça latejante.
Relaxa Daniel que daqui a pouco você vai sentir o que é um macho, seu safado vou ate arregaçar todo com meu porrete preto.
_Vem meu negão que quero ser arregaçado por tu,vem mete gostoso este porrete gostoso que quero sentir ele derretendo em meu cuzinho ...
Vem porra.
Ai...delicia mete todo vai goza ...Goza.
Foi um pedido tão gostoso que não pude evitar atochei mesmo cacete rabo adentro, que ouvi seu gemido ,que parecia mais um grunhido de um animal selvagem.
Esperei dois minutos ele se acostumar com o porrete e comecei a estocar,com muita vontade arregaçando o safado que rebolava mais que puta no meu cacete.
Estava uma delicia.
Acelerei as estocadas dando tapas em sua bunda ,ele gemia gostoso até que sentir sua respiração ofegante e Daniel começando a gozar sem nem tocar no cacete.
Não agüentei acelerei metendo mais um pouco logo explodi em seu cu,sentia seu rabo me apertando ,latejando ai o gozo foi algo transcendental.
Mara... mesmo, Afff nunca mais tinha fudido assim tão gostoso.
O safado é muito bom de tranco agüentou a geba sem chorar.
Esperei meu cacete sair de seu rabo tirei a camisinha e Daniel veio limpar,lambia todo meu cacete até parecia um bebezinho faminto ,mamando gostoso.
Aí vocês podem deduzir tinha acabado de encontrar um amante.
Não posso e nem vou negar ,mas ele é muito gostoso mesmo e não tem jeito efemindo e sempre saímos tomar uns chopes mas tendo a certeza que o final da noite acaba sempre em motel.
Ele sempre muito gentil me oferta presentes e paga todas as contas.
Nada compromissado apenas alguns mimos.
Afinal mereço pois segundo ele nunca gozou tanto como goza comigo atolado em seu rabo.
Ahh... Delicia.Ainda tem a vantagem que não quer troca apenas me faz carinhos.Comer um macho como com muito prazer ...Mas dá ainda não fui totalmente convencido a fazê-lo,mas quem sabe pode surgir algum que me faça mudar de idéia ...Não é?



Docecomomel(hgata)
Vejam meus blogs
"Não confundam o autor com sua obra"

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Enrabando uma Ninfeta e um *Emo







Enrabando Uma ninfeta e um *Emo.


Bem depois de alguns dias que eu tracei o amigo de meu primo o Marcus o *Emo gostosinho, comecei a fazer sucesso com seu grupo de amigos.
A propaganda do meu desempenho na cama correu como rastilho de pólvora.
Como não sou de rejeitar carne nova, tanto faz um bom rabinho ou uma xoxotinha, não dou mole.
Abriu as portas para mim estou dentro.
Marcus o *Emo é bi-sexual e tem monte de amiguinhos (as) e um dia me convidou a sair com ele e outro.
Claro que topei, mas aviso logo não dá e não adianta ficar fazendo chantagezinha que sou irredutível em minhas decisões.
Assim eu e Marcus marcamos de sair no sábado com seu amiguinho, eu queria aproveitar ausência de meu primo que foi visitar seus pais no interior.
A ultima coisa que desejo é um amigo intimo ciumento ainda por cima sob mesmo teto.
Arrumei-me e fui me encontrar com o *Emo em um barzinho, não tenho preconceito, mas já sabem todos acham que quem anda com gay também o é.
Mas o*Emo não demonstra sua opção sexual e vive rodeado de garotas.
Eu na verdade quero é dá e sentir prazer.
Para minha surpresa assim que entrei no barzinho avistou-o acompanhado com uma linda garota.
Cumprimentei a ambos e começamos a conversar sem dá na pista que ali era apenas um encontro que o destino final seria um motel.
*Marcus muito safadinho começou a alisar minha perna por debaixo da mesa, e não demorou já alisava meu cacete, que ficou logo duro.
Fiz um sinal apontando para sua amiguinha, ele sem muita cerimônia disse que era nossa acompanhante da noite.
Fiquei surpreso, mas nada disse.
*Marcus muito liberto foi logo dizendo que Milena tinha vontade de fazer uma DP e ele escolheu a mim para este privilégio.
Hum... Nada mais justo do que eu que lhe dei muito prazer pudesse compartilhar desta façanha.
_Já fiquei entusiasmado em uma noite só dois rabinhos e uma xoxotinha, era bom demais.
Tomamos dois chopes e saímos, Milena pelo braço e já sai agarrado com ela.
No carro Milena foi sentada no banco de carona, muito safadinha começou alisar meu cacete.
O resultado foi uma ereção fenomenal, o cacete logo ficou rígido como um porrete.
No motel*Marcus entrou abaixado no banco de trás, assim que abaixei o portão Milena veio a meu encontro com uma cara safadinha pedindo que eu a comesse ali na garagem.
_Pra que coisa mais gostosa que isto, Meu cacete ficou mais duro ainda quando vi uma ninfetinha encostada no capô do carro pedindo que eu a comesse.
Mas tinha um, porém.
Meu pensamento atingiu de longe o carinha estava mesmo a fim de compartilhar de tudo.
Assim Milena encostada no carro e Marcus começou a chupar a xoxotinha dela, afastava a calcinha de um lado e de outro.
Uma cena digna de filme pornô. Ela se contorcia com espasmos de prazer.
Abri minha braguilha e coloquei meu cacete para fora, queria participar da farra. Comecei abraçando Milena e Marcus ficou atrás dela chupando sua xoxotinha e dando uma lambidas em seu cuzinho.
Coloquei meu cacete entre as pernas de Milena e dava estocadas de leve. Marcus aproveitava e lambia a cabeça do meu cacete.
O * Emo não perdia uma chance mesmo.
Depois de um tempo roçando nas suas coxas roliças comecei a enfiar a cabeça na xoxotinha molhada, bem de leve.
Marcus que estava ajoelhado aos pés de Milena ficou por trás apoiado no capô do carro, logo começou a meter seu cacete no rabo de Milena que gemia de prazer.
Era o recheio de nosso sanduiche.
Eu comecei acelerando a estocada dava com mais força e vigor.
Marcus metia e segurava Milena apalpando os seios.
Milena gemendo muito alto até parecia uma cadela no cio de tão fogosa, pedia que queria os dois juntos explodindo nela. Tinha momentos que ela ficava suspensa agarrada em nós com os dois cacetes encravados em seu orifícios.
Uma safadeza total.
Eu já não agüentava mais de vontade de gozar assim anunciei o gozo Marcos também.
Assim seguramos Milena que rebolava gemendo nos dois cacetes encravados nela e começamos a gozar os três.
Os gemidos pareciam urros com tamanha intensidade do prazer...
Fomos tomar banho os três e Marcus caprichava com sua boca faminta, ora chupava meu cacete ora a xoxota de Milena e ainda sorrindo disse que tirou todo meu leite da xoxota de Milena, que estava fervendo de excitação.
O Tesão foi tanto que me passei de colocar a camisinha, mas espero que tudo dê certo nesta empreitada. Aff.
Depois do banho que foi muito bom Marcus me deixou eufórico com sua boquinha santa, me deixou super excitado.
Fomos para cama e Milena ficou recostada na cama e Marcos começou fazer um oral.
Eu só apreciando a bela cena.
Marcus chupando Milena quando vi aquela cena não agüentei Marcus com sua bunda pra cima com seu rabinho rosado era um convite.
Coloquei uma camisinha e fui encostando, besuntei meu cacete com Ky e seu anel comecei alisar com as pontas dos dedos.
Ele nem se importou já sabia que seria assim mesmo. Era vontade sua.Encostava a cabeça ele empurrava sua bunda de encontro a mim,depois comecei a forçar Marcus gemia falava coisas que saião som abafado pois estava chupando a Milena.A cabeça passou a respiração ,ofegante não pensei duas vezes: Comecei a bombear e cada vez como mais força,ele pedia mais. Eu batia em sua bunda, o punhetava, tirava o cacete quase todo deixando só cabeça logo empurrava todo de vez. Marcus gemia mais que uma gazela desesperada.Acelerei e explodi com um intenso orgasmo.Marcus começou a gozar melando minha mão e o colchão.Seu cuzinho apertava meu cacete mastigando dando mais prazer.Milena vendo a intensidade do gozo de Marcus segurava firme em sua cabeça até parecia que ia empurrar em sua xoxota adentro e gozou muito.Marcus ficou como alucinado chupando-a se deliciando com seu melzinho.Logo ficamos os três prostrados com a fisionomia afogueada olhando para o Infinito.
Milena satisfeita tinha realizado seu desejo de uma DP.
Marcus tinha recebido meu cacete do jeito que gosta.
E eu?
Ora eu estava tomando banho, pois logo ia provar do rabinho da Milena.
Ela mesmo disse que achou divino a performance com Marcos e queria ser arrombada também.
Marcus será apenas espectador neste momento.

Docecomomel(hgata)
"Não confundam o autor com sua obra"
Imagem do google

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Quando Enrabei um EMO




Como relatei no meu primeiro conto,eu fiquei feliz com a chegada do meu primo Fabio vindo do interior.
Mas eu não sabia que tinha tanto tesão por homens.
Assim que comi o Fabio a primeira vez minha vida mudou !
E para melhor!
Fábio foi apenas o começo.
E eu safado como sou adoro uma bundinha.
Adoro ver um macho rebolando na minha frente com meu cacete encravado .
Sou de meter até o talo.
E não dou mole mesmo se é pra meter faço em dó nem piedade até estourar e encher de leite.
Sei que eles reclamam quando cabeça começa a transpor o anel...Mas depois o que ouve-se são gemidos de prazer.
Eu conheci um amigo de Fabio eu nem tinha certeza que era só amigo.
Marcus era estilo”Emo” e sempre estava junto com meu primo,eu notava seus olhares em minha direção,mas ficava na minha.
Um dia de sexta- feira eu estava em casa sozinho e Marcus chegou procurando por meu primo,lhe disse que o mesmo tinha saído com uns amigos até o shopping,mas mesmo assim disse que ia esperar.
Eu nada disse ,mas sabia que o que o”Emo queria mesmo era ficar me olhando.
Então o convidei a entrar e ficar vendo um vídeo que eu estava assistindo, que por sinal era pornô.
Ele entrou e ficou como os olhos vidrados na Tv,estava passando cenas de sexo oral,era um casal.
Pude notar sua inquietação no sofá.
Passado alguns minutos fui tomar um banho,avisei para o Marcus que deixaria a porta do banheiro aberto ,pois se o telefone tocasse eu ouviria.
Claro que a estória do telefone foi arte ,só queria ter certeza que ele viria me espionar,foi dito e feito estava tomando banho e via o “ Marcus” na porta entreaberta me olhando.
_ Hum... O moleque estava alisando seu cacete e dava para ver que estava duro.
Aí pensei vou traçar ele.
Com certeza vou inaugurar seu cuzinho que para mim é virgem.
Foi dito e feito.
Assim que tomei banho sai enrolado na toalha e fui para sala.
Marcus estava sentado no sofá vendo o filme e falou assim.
Veja a mulher nem sabe chupar direito, por isto muitos homens casados nos procuram ,pois sabemos dá um trato legal.
Até parecia que estava me convidando.
Apenas respondi,não sou casado mas adoro um gay,não sei se meu primo já te disse isto?
Ah ele me disse que adora transar com você, mas que você é só ativo,mas que tem altos orgasmos com você.
_E você Marcus qual a sua preferência?
Bem eu adoro um macho mas sou bi-sexual.
Mas adoro dá e quem sai comigo não se arrepende pois sei dá prazer a meu parceiro.
_Hum ...É bom saber disto,me diga quer vir até meu quarto? Ou não?
_Meu cacete estava duro e a toalha amarrada até parecia uma barraca.
_Marcus só respondeu com um sorriso no rosto claro que vou te mostrar meus atributos, mas com uma condição está bem?
_Qual condição...Camisinha sempre!
_Ah isto é imprescindível.
_Mostrei o caminho do quarto e já fui acochando ele pelo corredor.
_Nem bem tinha entrado assim que fechei a porta deixei a toalha cair ao chão.
_ Fui logo dizendo vem mamar em teu macho vem.
Caramba o guri caiu de joelhos e abocanhou meu cacete com uma gulodice,chupava babava,lambia da cabeça até os ovos.
Nem de longe comparava a meu primo ,era um expert em boquete.
Eu como sou safado estocava o cacete goela adentro e ele nem engasgava.
Ficamos minutos assim ele só deliciando chupando meu cacete , sorvendo da minha babinha.
Depois ele tirou sua roupa e deu para ver seu cacete, era pequeno ,mas estava bem duro.
_Foi quando eu disse ah to quase gozando...Marcus tirou meu cacete da boca e falou goza...
_Meu tesudo gostoso que bebo teu leitinho todo.
Nem precisou repetir o pedido em minutos comecei e jorrar em sua boca, até parecia que fazia tempos que eu não fodia.
O Guri não deu mole segurou firme meu cacete e bebeu tudo de ficar lambendo os cantos da boca.
Caramba que gozada gostosa minhas pernas tremiam,ai lhe mandei tomar um banho para começar um novo round.
Marcus levantou-se e foi a minha suíte.
Assim que saiu eu fui tomar um banho rápido, pois sabia que a tarde prometia.
Quando sai do banheiro Marcus estava na cama deitado ,pelado ,com a bunda para cima,lisinha bem arredondada.
Um pitéu meu cacete já estava meio bamba ,fui em sua direção .E disse e aí guri,vamos terminar nossa farrinha?
Só tem uma coisa não dou ,então deixa meu rabo quieto,mas pode chupar e babar a vontade.
Atenuei a afirmando.Ah eu não chupo cacete mas vou deixar você saciado e feliz .
Está bom assim?
Claro!
Comecei acariciando sua bunda apertando as ancas e abrindo .
Ele já com o cu piscando de tesão doido para ser enrabado,mas sempre deixo-os ficar enlouquecidos de tesão ,
Sabia que estava doidinho para rebolar no meu cacete,mas castigo ,deixou cheios de tesão mesmo.Deixo-os implorar para ser arrombados.
Comecei acariciar seu cacete ,uma punhetinha ,via a rigidez,apertava subia e descia.
Ele doido para que eu colocasse na minha boca,não pedia é claro mas seus olhos brilhavam de vontade.
_Mas como ditei as regras precisava ser conservador.
Quem sabe se ele não conseguir gozar eu dê esta chance...Depois Marcus começou a me chupar novamente,eu pequei um pouco de Ky e comecei a lacear,colocava os dedos próximos só circundando,o via piscando,depois de um tempo coloquei um dedo o vi gemer,não de dor,mas de prazer,aí lhe perguntei 1+1 é quanto?
Quando ele respondeu dois(2) com um resmungo pois meu cacete estava em sua boca,meti dois dedos no seu rabo,aí sim vir um gemido alto.
Demorei um tempo brincando com seu rabinho ele gemia,e já soltava uma babinha do cacete.
Disse que já ia meter...Ele concordou com um sinal de cabeça.
Nem queria largar meu cacete,nem para responder nada.
_ Lhe pedir para ele ficar de quatro.
Para lhe deixar mais à vontade, ele soltou meu cacete e começou a chupar o meu cuzinho. E quando passava a língua no cuzinho, eu me arrepiava todo.
Era demais a intensidade do prazer as sensações sentida,sabia que ali estava o seu desejo de me comer também, aquela língua molhada e melada entrando um pouquinho no meu cúzinho.
Era uma tentação...Mas fui logo dizendo vem Markus, que já não agüento mais quero te enrabar com o você nunca foi.
Ele ficou de quatro na minha frente,me chamando... Vem tesão acaba com teu Marquinho... Vai arregaça minhas pregas... Meu gostoso.
Hum delicia eu disse, mas vai com calma
Quero demorar o máximo até você não aquentar mais
Quando eu coloquei a cabeça do meu cacete na entradinho do seu rabo ele gemendo eu forçando ...
Ele gemia pedindo para meter logo a cabeça.
Era umas sensações deliciosas.
A submissão do ser à procura do prazer.
Ele forçou suas ancas para trás e quando eu empurrei meu cacete ,senti que meu cacete estava lhe rasgando.
Apesar da dor que ele sentia o tesão era tanto que ele começou a pedir mais que enfiasse todo cacete que a dor passava.
Eu estocava cada vez mais forte e ele pedia mais.
Ao olhar a cena eu com meu cacete encravado até o talo só as bolas de fora,senti um prazer imenso.
Foi quando acelerei as estocadas e comecei a puxá-lo de encontro a mim apertando sua bunda,sentia que meu cacete ia fundo.
Uma delicia eu continuava batendo uma punheta nele,sentia seu cú dá umas mastigadinhas no meu cacete.
Não agüentava mais e disse que ia gozar.
Eu bombeava cada vez mais rápido e mais forte até que uma explosão tomou conta do meu corpo e comecei a gozar.
Gozei tanto que a camisinha encheu Marcus ficou doido de tesão e rebolava no meu cacete e gozou a cama ficou toda melada.
Ele e eu arfávamos, pareciamos dois animais.
Saí de dentro dele e vi como seu rabo ficou arrombado, ate parecia um túnel.
Ele me perguntou se queria que eu limpasse meu cacete!
_Ora tirei a camisinha enrolei em papeis e o guri me deu um verdadeiro banho de gato deixou meu cacete limpinho.
Até parece que eu nem tinha gozado o cacete não abaixava.
Ele brincou se ainda tinha leitinho para ele?
Claro! Direto da fonte para o consumidor.kkk
Como já era tarde marcamos para ir em um motel,pois o safadinho me disse que era namorado do meu primo e queria evitar cenas de ciúmes.
_Já viu uma coisa desta ! Agora tenho dois cuzinhos sempre disponíveis,só preciso separar evitar brigas e ciúmes.
Pior se os dois começarem a fazer campanha de querer me comer aí é problema.


Docecomomel(hgata)
Vejam meus blogs
Imagem do google


Comendo do que gosto



Estou com novo endereço, conheci uma morena linda ela me convidou a ir morar com ela, não hesitei estamos juntos faz 05 meses.Ótimos dias e noites nem se fala.
Muito sexo a Diana parece uma tarada quer sexo todo dia e toda hora.
Claro que não rejeito.
Adoro meter na xoxotinha gulosa dela, só de pensar que quando chega do trabalho já vem alvoroçada querendo meter. Uma safada muito gostosa,não é destas falsas puritanas,ela adora sexo mesmo .Oral ela ama,anal disse que vai aos céus quando gozo no seu rabinho gostoso e apertadinho.
Pronto já estou ficando de cacete armado, mas ela chega daqui a pouco ai tiramos a diferença. Só tem um problema que anda pairando a nossa relação.O irmão de Diana sempre vem passar dias na casa dela ,ele mora cidade próxima,mas fazendo curso semana sim semana não ele está por lá.
Até aí tudo bem.
Mas o cara é gay e quando ele está ai na casa de sua irmã temos maior cuidado de transar sem gemer muito alto,para não incomodar.
Mas o cuidado não está adiantando muito porque logo cedo no café da manha eu o vejo me secando ,olhando para meu cacete.Que acorda com preguiça depois da batalha da noite com muita trepação. Outro dia Diana precisou ia até uma cidade próxima fazer um curso do trabalho e precisou dormir por lá,Seu irmão estava em nossa casa.
Caramba o rapaz não parava de me secar,enquanto víamos televisão.
Já um pouco tarde passei um DVD e vi seus olhos brilharem com algumas cenas.
O filme era pornô e começamos a conversar um pouco sobre o filme.
Quando Diego me perguntou se eu gostava de sexo anal ,notei que seus olhos não saiam em direção do meu cacete,que estava com uma ligeira ereção.
Claro que minha resposta foi a mais original e real.
Claro que adoro né Diogo e tua irmã adorar rebolar no meu cacete de qualquer forma.mas é melhor mudar de prosa pois não quero bater punheta ,ela só chega amanha de noite.
Assim que falei estas palavras parece que meu cacete deu um pulo e ficou totalmente duro.
-Ah deixa de bobagens Diana não esta aqui,mas eu estou e você bem sabe que estou doido para provar deste delicioso monumento que está entre tuas pernas,pelos gemidos que ouço da boquinha de minha irmã enquanto você esta transando com ela sei que você é bom de fuder.
-Bem Diogo este jogo é perigoso.
_Ah eu adoro perigo...
Nem bem falou estas palavras e Diogo ajoelhou a meus pés acariciando meu cacete sob a bermuda.
Claro que a resposta foi imediata ficou duraço babando de tesão.
Não procurei nem pensar abaixei a bermuda e coloquei meu cacete para ele mamar.
E como o rapaz sabia chupar,agarrou com os lábios a cabeça latejante do cacete e lambia com uma eximia destreza.
Quando já não agüentava mais anunciei o gozo...
Vou tirar to gozando...
Quem disse que Diego deixou desperdiçar meu leitinho o bom moço continuou chupando a aprofundei mais meu cacete que deu umas boas esporradas na garganta do moço.
Foi uma sensaçõo gostosa despejar na garganta profunda de Diego.
Chupou-me até meu cacete ficar limpinho,fui tomar banho e quando voltei Diego estava deitado em um colchonete na sala sem roupas esperando com cara de safado e foi logo me dizendo.
Vem Marcos vem atolar este delicioso cacetão no rabinho de teu macho vem...
Claro que não ia ficar sem foder gostoso aquele rabo,mas engoli em seco quando vi o tamanho do cacete dele ,era um membro enorme,mas não tinha a rigidez necessária para que eu estivesse em perigo.Afinal dá cacete dou sim...Mas receber é outra estória.
Diogo jê era experiente, logo os carinhos ficaram mais intensos, fazendo com que o desejo se reacendesse em mim.
Passei a retribuir todo o carinho que estava recebendo dele...
Queria comer ele de qualquer maneira!Nada a força teria que ser momentos prazerosos.
O tesão foi ficando incontrolável.
Meu cacete parecia um porrete de duro .
Caramba fazia poucos minutos que eu tinha gozado.
E nem parecia.
Deixei que as coisas rolassem no tempo dele, pois eu sabia que a penetração se consumaria de qualquer jeito.
Mesmo assim, fui acariciando seu cacete,ia punhetando de leve,sabia que estava tão ansioso quanto eu para gozar.
Saia uma babinha de seu cacete.Logo mudei a posição.
Para de facilitar comecei encostando a cabeçorra no reguinho, umedecendo com as pontas dos dedos com Ky Diogo gemia,estava pedindo que metesse logo,mas eu encostava e tirava,dava tapinhas na sua bunda,ele ronronava de tesão.
A penetração foi acontecendo lentamente.
Eu apenas coloquei camisinha untei com Ky e empurrava lentamente ,ele vinha a meu encontro com seus quadris ,comprimindo até a cabeçorra adentrar toda.
Não gemeu de dor, nem de incômodo,mas seus gemidos era de um intenso prazer.
Eu apenas sentia a cabeçorra avançar em seu túnel negro,apertando latejando me proporcionando sensações únicas de êxtase.
Ainda fiquei alguns minutos parados sem se mexer para acostumar.
Depois avançava lentamente depois tirava por inteiro deixando só a cabeça no seu rabinho.
Depois comecei a foder gostoso,o som dos meus culhões ,batendo em sua bunda era melodia acompanhada dos gemidos e urros.
Logo mudamos e Diego ficou reclinado no colchonete.
Coloquei duas almofadas em baixo de sua cabeça,e seus pés em meus ombros e com umas estocadas firmes,metia com muita vontade mesmo fazendo-o gemer.Diogo arfafa gritava dizendo que estava gostoso.
Logo:
Eu imprimi um ritmo cadenciado nas estocadas, sem pressa esperando o maior êxtase de todos o orgasmo unilateral.
Comecei a beijá-lo provar de seus beijos foi algo gostoso ,sua língua morna adentrando minha boca,ainda sentia o gosto suave de meu sêmen.
Meu cacete ganhou uma lubrificação e começou deslizar gostosamente.
Fazendo-nos delirar de tesão.
Como ele estava sob meu peso não tinha como se masturbar,assim apóie-me em uma de suas pernas colocando para cima e com a outra mão,o punhetava ele gemia mais ainda com meu cacete encravado no seu rabo.
Os dois não suportando mais a intensidade do êxtase.
Diogo já acostumado a gozar com um cacete encravado ,gemia muito pedindo mais e mais.
Saboreando de cada momento aprofundei com mais vigor nas estocada ,até senti que o o gozo estava próximo.
De repente, Diogo começou acelerando seus movimentos debaixo de mim,acompanhei o ritmo no entra e sai.
Uma descarga elétrica tomou conta de nossos corpos e entramos junto em convulsão!
Um rio de porra foi despejado na minha barriga e mais ainda em seu rabo, eu gozava montes parecia que havia séculos que eu não fodia.
Eu gozava sem parar, só punhetando ele ate parar de gozar.
Era a primeira vez que isso acontecia comigo!
Depois de encher sua bundinha com meu sêmen, Diogo esperou meu cacete sair de seu rabo voluntariamente.
Com zelo e cuidado retirou camisinha e caiu de boca a chupar, meu cacete um guerreiro incansável, na guerra do prazer e do sexo.
Segurei em uma de suas mãos levando até o banheiro, lá os carinhos eram breves ,trocas de mãos.
Diego me esfregava com delicadeza percorrendo cada pedacinho do meu corpo com muito carinho.
Não poderia naquele momento deixar de negar que a minha relação com Diana ficou abalada pois àpartir daquele momento eu era amante do irmão dela e como faria para conciliar e satisfazer a todos não sei...
Mas que adorei meter em seu rabinho isto jamais vou negar.Acho que nem vou cogitar perder um deles ,mas vamos a frente que a coisa ta quente.
Por falar nisto enquanto complemento este texto Diego está me esperando .
Então ate a próxima que agora vou as profundezas de uma gruta do prazer .

Se gostou pule e grite de gozar.Senão pule a pagina .Ufa

Docecomomel(hgata)
Não confundam o autor com sua obra
Insano Tesão
Imagem do google

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Comi gostoso no acampamento.



Eu fui acampar com uns amigos e um primo meu, passamos o dia todo percorrendo trilhas e tomando banho de cachoeira. Um lugar que mais parecia o paraíso,mas de noite ficamos em volta da fogueira jogando conversa fora,até bem tarde.Aos poucos a turma ia se dispersando,ficando só eu e o amigo do meu primo o Thiago.Depois foi ficando frio resolvemos dormir.Na minha barraca só iria ficar eu e Thiago.
Não vi incomodo nenhum dormir com um amigo.
Já era de madrugada eu estava no maior sono quando sinto uma mão me apalpando.
Empurrei a mão dizendo qual é cara?
Não demorou novamente a mão começava pegar no meu cacete que já estava duro.
Sem muita conversa sentei no meu colchonete e indaguei a Thiago qual era a dele?
Ele na maior cara de pau respondeu que a dele era que eu o deixasse dá uma boa mamada.
 Imediatamente meu cacete ficou parecendo um porrete de duro, aí já sabe não procurei conversa aproximei e falei baixinho mama safado, mas fica calado, senão a coisa pega. O cara era um expert na hora virou e caiu de boca no meu cajado ,lambia chupando até os culhões,era uma sensação diferente eu um machão convicto deixar outro marmanjo se apoderar de seu instrumento do prazer.Mas estava tão gostoso que pensei ah porra na boca tem diferença ou homem ou mulher é a mesma coisa.Comecei a estocar com vontade na boca de Thiago,aí ele pediu uma ajudinha para eu masturbar ele que estava doido pra gozar.
Fiquei meio cismado, mas comecei apertando o cacete dele com movimentos com mão direita e com a esquerda segurava sua cabeça, para poder penetrá-lo mais fundo na garganta.
Não deu outra em instantes comecei a gozar. litros de esperma na garganta do safado É claro que ele bebeu tudo e ainda ficou um tempão chupando meu cacete que demorou um tempão para baixar.
Fomos dormir cada qual para o seu lado, mas antes de amanhecer Thiago veio se aproximando encostando-se a mim roçando devagar até ficar deitado de conchinha.
Hum... Já vi o moço gostou do cacete e queria mais, aí já sabe.
 Em poucos minutos abaixei meu short colocando o cacete de fora encapei o danado e comecei empurrando entre o reguinho, Thiago abria à bunda deixando meu cacete encostar-se a seu anel. gemia,balbuciava coisas,pedia que eu o enrabasse.
Claro que estávamos doido para gozar, ele mais ainda, pois quando gozei em sua boca ele não obteve o orgasmo. Mas aí já viu não é.Ele pedia empurra logo...Mete toda...
Fiquei só encostando de leve cabeçorra até um momento que vi que estava bem lubrificado, com uma mão segurei firme em sua cintura e com a outra tapei sua boca. E não medi esforços para atolar de vez meu cacete no rabo do Thiago que gemia, rebolando gostoso no cacete do safadão aqui.
Com minha boca próxima em seu ouvido dizia tu quer é cacete é?
Toma porra...
Rebola ai no cacete do painho vai...
Geme gostoso com meu cacetão encravado no rabo porra... Toma gostoso...
Senti sua respiração ficar ofegante, acelerei as metidas vez ou outra tirava deixando só cabeça atolada e empurrava de vez.
Sentia que ele estava adorando, assim o vi gozar... Seu anel mastigava meu cacete apertando ...pressionando ...Gostoso .Bem antes dele acabar de gozar segurei em sua cintura explodindo em um intenso gozo.
Ah delicia. Toma leite no rabo safado ..E isto que tu quer é toma porra.
Fiquei uns minutos quieto até o cacete sair, quando fui tirar camisinha vi que estava suja de sangue. Caramba arrombei com as pregas do cara.
Ah ele procurou que agüente. E outra tantas vezes que ele queira estou pronto para fuder com ele e qualquer outro safado que apareça.



Docecomomel(hgata)
"Não confundam o autor com sua obra"

Marketing Direto.




Olá como todos os que aqui passam tenho blogs e coloco meus contos em dois sites.
Estou disponilizando meu espaço para propagandas:Lojas de roupas intimas,motéis,sex shop e outros.
O contato pode ser via email ou pelo telefone que deixarei anexado aqui.
Contato comercial viu gente?
Minha secretária terá maiorrprazer de atende-los grata.

Att:Docecomomel(hgata)
Contos Eróticos

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Pagando um boquete pro Negão





Meu nome é Pedro tenho 22  anos, moro no interior da Bahia e vou contar uma coisa que me aconteceu no final do ano.
Outro dia eu por acaso resolvi entrar em uma sala de bate papo a procura de alguma mulher da minha cidade ou de alguma cidade próxima, depois de quase uma tarde inteira  e nenhuma mulher para teclar estava quase saindo do bate papo para ir dormir,mas eu estava com um tesão danado pois fiquei vendo umas fotos.
Meu cacete até parecia que ia explodir.
Aí pensei vou ter que resolver na mão grande mesmo.
Foi quando vi que tinha alguns gays da minha região na sala de batepapo.Alguns até me chamaram e insistiam para teclar comigo.
Foi que pensei que poderia muito bem me aliviar com algum deles, já tive alguns lances com gays e achei bom demais.
Eles chupam divinamente.
Meu sono passou e resolvi ficar mais um pouco no Chat” , na falta de opção resolvi  começar a teclar com um gay.
Que usava um Nick meio extravagante“AguentoCacetudos” mas enfim começamos um bate papo legal.
Começamos a teclar e ele dizendo que queria me chupar e que morava perto de mim,que se eu topasse iria na minha casa na mesma hora.
Bem no inicio eu fui levando na brincadeira, dai a curiosidade de saber quem era o tal “Agüento cacetudos”. Me bateu a curiosidade pra ver se era alguém conhecido, ele deu seu número e eu dei um número errado mas fiquei com o dele.
Assim marcamos pra agente se conhecer, era um lugar deserto e bem escuro, no fundo de um motel. Quando deu  onze horas,  liguei  para ele e perguntei se ainda íamos nós conhecer,  ele disse que já estava no local me esperando, passei de moto  próximo só por curiosidade.
Meu cacete parecia que estava encruado não abaixava de jeito nenhum.
Assim de longe o avistei e vi que não o conhecia, ele era um cara alto mais ou menos 1,82, negro e magro.
Logo que parei a moto um pouco mais adiante e liguei para ter certeza que era ele.
Me confirmou a roupa que estava , então eu disse onde poderíamos curtir uns amassos.
Ele disse que estava com seu carro e disse que me viu passando devagar.
Logo fui onde ele estava estacionado e entrei no carro.
Então logo lhe perguntei, pra onde vamos, e ele disse pra qualquer lugar, dai fomos para um lugar bem escuro só pra agente conversar, chegando lá ele perguntou logo o que eu ia querer, e eu disse que não tinha opção que o que ele quisesse eu topava, mas que era hetero convicto.
Ele riu falando que hétero convicto é coisa inreal que tem é macho medroso da sociedade.Fica na vontade e não faz.
-Qual é cara eu só vim mesmo por curiosidade.
-Há tá sei muito bem porque veio.
Quando ele me perguntou, viemos só conversar e o que mais?
Eu disse por curiosidade.
_Então deixa matar tua curiosidade então!
Como?
 Deixa eu te dar uma chupada pra compensar o tempo perdido.
 É claro que eu meio tímido porque nunca tinha experimentado fazer nada assim ,na cara limpa e com um homem muito bem fisicamente,ainda por cima numa via publica.
Pensei e senti meu cacete aumentar de volume  abrir o short devagar pra ver a reação dele e ele meteu logo a mão, meu pau era médio,acho até pequeno apenas 18 cm estava  bem duro.
Logo  ele começou a chupar,  o cara chupava mais gostoso que minha namorada.
Engolia todo cacete com uma destreza que nem engasgava nem nada.
Uma delicia de repente gozei montes na boquinha dele.
Caracas o cara bebeu todo.
Não deixou nada e lambeu o cacete que ficou limpinho.
Eu adorei é claro, entre os os sons de seus gemidos lhe perguntei se ele sentia tesão em chupar outro homem e ele disse que sim.
Que adorava mamar gostoso num cacete,logo assim que  ele abriu a bermuda dele e puxou pra fora aquele cacetão preto grandão com uns 22cm.
Alisava pra me mostrar que estava morrendo de tesão, o  cacete dele era grandão e grosso.
Caracas eu fiquei morrendo de vontade de pegar e fiquei com receio.
Lhe perguntei se estava com tesão assim porque?
Ele disse que só bastava chupar um cacete que ficava doido de tesão.Que só gozava se alguém o chupasse ou ele desse o rabinho.
Hum duas boas opções.Chupar ou ser chupado.
Era seu aperitivo para enrabar ou ser enrabado.
Quando perguntei se podia pegar em seu cacete ele riu e foi dizendo se pegar tem que chupar aceita?
Meus olhos pareciam hipnotizados olhando aquele porrete preto,duro babando de tesão.
Depois me mandou relaxar e ficar a vontade, que eu não seria obrigado a fazer nada só o que quisesse e sentisse prazer.Meus olhos não deixavam de olhar aquele membro negro e reluzente.
Foi assim que eu peguei no cacete dele,parece que levei um choque meu corpo estremeceu.
Senti uma convulsão de prazer.
Eu estava novamente de cacete duro quando ele me pediu pra dar uma chupadinha nele.
Eu estava morrendo de vontade de gozar também, então fui chupar só pra experimentar, comecei a chupar, o cacete dele era tão grande que quase não cabia na minha boca, era uma sensação muito gostosa, chupei por quase 5 minutos e então ele me disse que estava perto de gozar e eu perguntei se era pra parar de chupar para ele gozar e ele disse que não, que era pra continuar chupando, e então continuei, quando ele tava perto de gozar sentir o cacete dele inchar e então continuei mamando gostoso.Logo comecei sentir aquele caldinho grosso e quente entrar em minha boca,era muito delicioso.
Ele  esporrou tanto que encheu minha boca de leite, era muito gostoso, depois eu safado como sou queria provar mesmo engolir todo.Quem sai na chuva é pra se molhar ,não é verdade?
 Depois ele me perguntou se eu gostei, eu respondi  que sim.
Ai ele foi para o banco de trás do carro e ficou de quatro com a bunda brilhante.
Eu coloquei uma camisinha,cuspi na mão e melei seu rabo e comecei a encostar tentando meter,de leve depois me afastei e empurrei com força, a cabeça entrou toda arregaçando suas pregas, ele gemeu alto.
Mandando meter todo cacete de vez.Claro que obedeci.rsrsrsr
Como estava doido de tesão,eu metia com muita vontade atracado em sua cintura ele gemendo parecia uma putinha.Mandando meter mais fundo.
Não demorou meu cacete inchou e comecei a gozar.
Fiquei atracado com ele um pouco até o cacete sair de seu rabo.
O putinho safado tirou minha camisinha e lambeu todo meu cacete deixando ele limpinho.
Veio me dá um beijo mas virei meu rosto.
Me abraçou todo feliz dizendo que adorou a foda,mas faltava ainda eu dá pra ele.
Qual é cara tu acha que vou fazer isto?
Bem eu espero você pedir está certo ,mas quando quiser, já sabe estarei pronto para te satisfazer.
Fiquei mais de 15 dias pensando neste assunto até que resolvi dá pra ele.
Só de pensar como foi que agüentei receber aquele porrete negro no meu rabo sinto minhas pregas doer.
Ah depois conto como foi está bom?



Docecomomel(hgata)
"Não confundam o autor com sua obra"
Vejam meus blogs

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

O negão me enrabou...Eu gostei!




Fiquei com negão ele retribuiu com muito gosto e prazer...

A idéia que eu tinha de gays era totalmente errada. Eles chupam divinamente é claro mas se entregam de corpo e alma numa relação.Se comportam como madames ou putinhas.
Cada pessoa é um caso.
Depois da minha aventura que tive com um gay e paguei um boquete, eu fiquei com muita vontade de dá. Queria mesmo saber se recebendo um bom cacete teria tanto prazer como sinto quando estou comendo uma xoxotinha ou um rabinho.
Pensei muito e na falta de opção procurei o gay, que me induziu a fazer um boquete.
Liguei para ele marcando um encontro, eu não queria correr o risco de ser flagrado em um terreno baldio atracado com um negro bem dotado com cacete todo enfiado no meu rabo. Então o convidei a ir no motel.Ele concordou mas foi logo dizendo que queria também...Safado tanto quanto eu,só que ele tinha experiência em dá e eu não.
Assim fui ao encontro marcado com o meu fetiche “AGUENTOCACETUDOS”, assim que ele entrou no meu carro começamos um bate papo legal.
Bem no inicio eu estava meio nervoso, mas o cara foi alisando meu cacete eu com as mãos no volante nada podíamos fazer a não ser acelerar o carro.
Já perto do motel o safado abriu minha calça e começou a chupar meu cacete.
Fiquei super excitado, controlando para não perder o rumo. Afinal uma boa chupada tira qualquer um do sério.
Meu cacete parecia que era um porrete de tão duro.
Assim entramos no quarto do motel e Diogo rapidamente veio tirando minhas roupas dizendo que estava ansioso, desde dia que nos encontramos.
Sentei em uma cadeira o moço ajoelhou a meus pés e tome chupada, parecia que ia engoli meu cacete, tinha momentos que só ficava de fora os culhões.
Caramba estava muito gostoso mesmo a chupada o safado sabia muito bem o ponto fraco, a todo o momento engolia o cacete todo demorando na cabeça latejante. Depois de mais de dez minutos Diogo pediu leitinho na garganta.Ora como eu estava ali para dá e senti prazer não titubeei comecei com longos espasmos despejando grande quantidade de esperma em sua garganta.O safado gemia gostoso bebendo todo meu leitinho.Claro que eu dava uma ajuda segurando com firmeza sua cabeça para não deixar desperdiçar nada.
Uma verdadeira explosão de êxtase e prazer.
Diogo levantou ficando em pé a minha frente e assim pude ver com exatidão o tamanho de seu mastro, que mesmo comprimido mostrava ser enorme dentro da calça apertada.
Engoli em seco, pois a ficha caiu sabia que a parti daquele momento não poderia voltar atrás. Ia dá sim meu cuzinho virgem para ele.Fui e direção ao banheiro ele me seguindo ,eu tomando meu banho ele só me observando.
Assim quando eu ia saindo ele na minha frente nos tocamos e com uma rapidez imensa me abraçou acariciando meu corpo, deixando-me com sensações desconhecida e prazerosas se apossarem dos meus pensamentos.
Fiquei ali entregue os seus carinhos, ele sempre dizendo não pense em nada só no prazer que vou te dá, não forçarei, não vou te machucar e você vai gostar, relaxe em meus braços que você vai gostar.
E levando uma de minhas mãos a seu cacete, que estava super... Super latejante de tesão.caramba era enorme ,grosso uma tora negra me enlouquecendo de desejo .
Diogo acabou o banho e fomos para cama, depois riu falando que tinha certeza desde a primeira vez que eu seria dele.
Mas eu lhe disse que o medo o preconceito faz sempre que deixamos de curtir os prazeres da vida.
E afirmamos que não gostamos de algo que nunca provamos, deitados ambos iguais gato e rato esperando o momento inicial do grande momento. Assim que ele falou:
Deixa-me te dá mais uma chupada pra compensar o tempo perdido. Se entregue porque daqui para frente não tem volta,estamos entendidos?
_Ahhh. Claro.
É claro que eu meio tímido porque nunca tinha experimentado fazer nada assim, na cara limpa e com um homem muito bem fisicamente, que já demonstrou o que quer e gosta.
Só posso mesmo é rezar para seu cacete não me arrombe totalmente, mas que vou me entregar a dá e sentir prazer isto eu vou.
Pensando assim eu senti meu cacete aumentar de volume cada vez mais, mudei de posição e abocanhei seu mastro, começando um sessenta e nove (69).
A reação de Diogo foi de pura alegria, por eu ter tomado a iniciativa, não perdeu tempo e começou me chupar novamente.
Ele gemia gostoso,mas meu pau era médio,acho até pequeno apenas 18 cm estava bem duro.Comparado ao dele que não cabia em minha boca.O cara chupava mais gostoso que minha namorada.
Engolia todo cacete com uma destreza que nem engasgava nem nada.E sempre com um dedo alisando meu rabinho ,em alguns momentos colocava quase o dedo todo no meu cuzinho,caramba ai meu cacete ficava mais duro ainda.
Uma delicia de repente gozei montes na boquinha dele.Poxa eu nunca tinha gozado duas vezes seguidas em tão pouco tempo.
Eu adorei é claro.
Diogo mamou gostoso mesmo e saiu de baixo de mim.
Dizendo que queria despejar toda sua seiva no meu rabo.
Estremeci de leve sabendo que o tão almejado momento estava próximo.
Logo assim que ele me colocou de quatro(4) abriu a minha bunda dando pinceladas com sua língua quente e molhada, era gostoso senti a submissão do meu corpo aos prazeres da carne.
Quando ele se afastou um pouco colocou camisinha,e começou a untar o cacete com Ky passando no meu rabo uma quantidade.
Alisava com os dedos fazendo contornos,sem forçar,eu sentia como se tivesse com as pregas piscando.
Pedindo implorando para se penetrado.
Olhava de relance  aquele cacetão preto grandão com uns 22cm.
Diogo alisava pra me mostrar que estava morrendo de tesão, o cacete dele era grandão e grosso.
Apalpava minha bunda,dava leves tapas,encostava cabeçorra.Preparava o momento.
Caracas eu fiquei morrendo de vontade de receber logo seu mastro,estava super excitado.
-Quando Diogo encostado a mim disse-me:Esta com vontade meu putinho está?
-Quer ver Dioguinho dentro do seu rabinho é?
-Vai gemer gostoso vai meu putinho safadinho?
-Quer que teu Dioguinho bote a cabecinha quer?
-Pede vai ...Implora por teu cajado no seu rabo meu putinho.
Caramba era gostoso ouvir sua voz, enquanto encostava seu cacete no meu rabo e sempre acariciando meu anel.
O psicológico pedia,implorava.
 Hum...eu gemia querendo ele.
-Quando falei em sussurro Diogo bota um pouquinho vai...Até eu aguentar.
-Vou colocar aos poucos meu putinho e tu vai gemer pedindo até os culhões ,meu puto safado.E vai virar meu freguês.
Era seu aperitivo preparar a ansiedade.
Quando Diogo começou empurrar de leve a cabeçorra ,vi estrelas no céu ,era uma dor,empurrava falando palavras suaves.
A dor deu lugar ao  prazer e o êxtase.
 A cabeça o passou  ele parou ficou só acariciando ,punhetava ,até meu cacete ficou mais duro,minhas pregas latejavam.
Quando começou com um ritmo metendo e tirando o cacete todo não sentia mais dor ,sentia convulsões de prazer.
Diogo me segurava pela cintura puxando - me ao seu encontro.
Não segurei os gemidos pedindo que metesse com vontade, ora eu queria aquilo tudo dentro de mim pedia implorava que metesse gostoso.
Só tinha que aproveitar os momentos e sentir muito tesão.
Quando Diogo começou acelerar os batimentos cardíacos sua voz ficou rouca previ o mais sublime dos momentos o orgasmo.
Ambos chegando ao ápice do prazer.
Explodi em um intenso gozo molhando todo lençol, sem nem me tocar, ele segurava meu cacete com mãos suaves e protetoras.
Ficamos atracados com a respiração ofegante por alguns minutos depois senti seu membro sair de dentro de mim.
Depois de algum tempo meus olhos pareciam hipnotizados olhando aquele porrete preto,descansando como um guerreiro depois de uma longa batalha.
Um vencedor que soube sucumbir minha vontade aliando aos prazeres de ambos.
Depois deste fato eu me conservo no direito de dá quando acho conveniente.
Afinal meu corpo me pertence e fico no direito de usar como acho que devo.
Nem por este motivo deixei de comer as xoxotinhas da vida que adoro.
E ponto final.
Dou recebo e adoro.

Docecomomel(hgata)
Imagem do google

Tesão de Gay




Quando Fabio veio do interior morar na casa de meus pais,achei legal, pois teria um amigo e companhia para as noites quando fico vendo filmes pornó.
 No inicio seu jeito calado e tímido ,não me incomodou mas com o tempo isto foi um aperitivo a mais.
Afinal ele era inexperiente em termos de sexo .
E eu safado como sou adoro uma bundinha.
Com certeza vou inaugurar seu cuzinho virgem.
Foi dito e feito.Assim o tempo foi passando .Até parecia que meu rimo fugia de mim.
Mas depois aprendi que era apenas timidez,e eu como adoro conversar estava sempre puxando assunto.
 Algumas vezes eu saia com amigas do colégio e chamava o Fabio,ele se negava,mas eu não desistia de tentar enturmar ele com outros jovens.
Assim fui observando que quando ia ao cinema com amigos todos homens Fabio  gostava de ir.
Então deduzi o moço gosta mais de companhia de macho .Hein...
Um  dia fomos ver um filme no cinema do shopping éramos cinco (5)amigos três(3) rapazes de duas(2) moças,incluindo eu.
Marcelo um amigo nosso sempre que ia ao cinema dizia que ia sentar bem no fundo do cinema pois gostava de ver toda platéia e depois relatava as cenas que sucediam-se na platéia.Riamos muito,mas ele nunca relatou o que aconteceu com ele e Fabio que por coincidência neste dia também resolveu sentar lá atrás.
 O filme tinha cenas sensuais,meio picantes e já tinha passado mais da metade do filme quando eu resolvi comprar um refrigerante.
Levantei com descrição e fui na lanchonete.
Quando retornava precisei passar próximo onde estava meu primo Fabio e  colega Marcelo
A cena  que entre eles me deixou pasmo e excitado.
Marcelo meio desplicente recostado na cadeira e Fabio lhe pagando maior boquete.
Caramba o Fabio se esbaldava de chupar nosso colega.
Que não estava nem aí se estavam sendo vistos ou não.
Fiquei super excitado e sai sem deixar ser percebido.
Mas com certeza iria querer também que meu primo me pagasse um boquete,afinal sou parente .rsrsrrs
Logo vi que Marcelo gozou e Fabio com maior prazer bebeu todo esperma do colega.
Depois de passado algum tempo o vi limpar todo membro que ainda estava meio bamba .e disfarçadamente Fabio ir até o WC.
Mas a cena mexeu comigo .
Quando  no dia seguinte Fabio me disse que queria falar comigo um assunto muito importante e assim que chegasse em casa.
Fiquei em alerta,mas nao dei sinais de que pudesse está intrigado.
Bem logo que almoçamos demos um tempo de minha mãe ir tirar sua  sesta e Fabio foi até meu quarto.
Diga primo que assunto urgente é este?
Me desculpe por ter deixado você sem graça no cinema,mas eu gosto muito de sexo,sabe e para mim chupar um cacete me dá o maior tesão.
Gozo muito e sinto maior prazer de beber o leitinho dos guris.
Ja comi umas meninas  lá no interior, mas meu cacete é pequeno e acho que isto não apetece muito as gurias.
 Mas eu as deixo saciadas e tenho  meu orgasmo .
Mas meu maior prazer é com machos.
Mas tem uma coisa até hoje nenhum homem já me comeu eu só faço chupar e deixo eles gozarem na minha boca e bebo mesmo tudo.
Então primo quero propor
um troca troca com você.
Mas cara logo comigo?
Sim ja sei que você é chegado a um cuzinho .Então quero que você seja meu primeiro macho ah e se você deixar quero tambem provar de seu cuzinho.
Que acha é pegar ou largar.
A uma altura desta meu cacete parecia que ia explodir dentro da bermuda.
Discretamente fechei a porta e abaixei a bermuda botando o cacete de fora.
Fui logo dizendo vem guri mostra mesmo se tu é bom de boquete.
Fabio com olhos vidrados no meu porrete,abaixou e caiu de boca ,começando a chupar babando meu cacete todo com uma gulodice fora do normal.
Ah como é bom uma boquinha nova,aprendendo a chuparrrrrrrrrrrrr.
Depois de um tempo eu estava adorando .Explodi na boca de fabio e ele mamou todo meu leite.
Caramba que menino safado bebia sugando meu leite com sede.
Depois levantou e com maior cara de pau foi dizendo,que achou de meu boquete primo?
Vai queer comer cuzinho do primo?
Pois pense que eu sei que minha tia vai para capital fazer exames e vai ficar só nois dois,ai sim você pode provar está bom?
Certo primo vamos esperar até amanha,que temos casa toda nossa e você vai ver como vou arrebentar tuas pregas...
_Mas não esqueça que também quero te comer viu?
Engoli em seco,mas nao disse nada afinal depois que deixar ele mole de foder quem sabe nao esquece,mas só de ser o primeiro, todo sacrficio é valido.Se é que ser fodido é sacrificio.




* Depois conto como enrabei meu primo ...

Docecomomel(hgata)
Não confundam o autor com sua obra
Imagem do google

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Um Amor Gostoso e Real



Edson é um homem de 40 anos.
Separado com filhos, trabalha como vigilante em dias de semana e nos finais de semana faz alguns serviços extras em casas de shows.
Isto lhe dá um dinheiro a mais e faz com que conheça muitas pessoas durantes festas e baladas em que trabalha.
Mas é um solitário! Eu o conheci em um aniversario e na saída muito gentil devido ao adiantado da hora nos acompanhou até nosso carro.
Meu namorado ficou agradecido e lhe deu uma boa gorjeta.
Não pude deixar de observar seu corpo másculo ,com braços e pernas musculosas.
Fui para casa pensando naquele homem ,simpático com um sorriso triste.
Senti que era solitário , assim como a maioria das  pessoas das grandes metrópoles.
Eu tenho meu namora do Marcos,mas sinto que nossa relação esta a cada dia esfriando mais.Quero algo mais arrebatador,um êxtase profundo,não encontros corriqueiros poucos beijos que culminam  com uma transa casual , rápida que o Orgasmo masculino vem e pronto me deixando insatisfeita.
Assim a cada dia procurava um macho que pudesse me saciar nos mais intimo desejos.
Foi através de um chat que me deparo com uma foto de um homem conhecido, quando o vi meu coração deu um salto de alegria.
Ah ...O segurança.
Pequei seu email e adicionei esperei dois dias e o vejo Online  no MSN.
O cumprimentei e falei onde tinha visto seu MSN, ele ficou feliz de saber que alguém se interessou por seu perfil.
Falei de meu perfil  ,solteira 34 anos,morena clara e estava a procura de companhia.
Ele riu e disse que a minha procura tinha acabado  , pois eu tinha acabado de encontrá-lo.
Gostei de seu jeito simples e comunicativo,pela sua forma de escrever deu a notar sua falta de instrução.Mostrei uma foto minha em preto e branco recente de corpo inteiro.
Edson me achou bonita e já me chamou de gostosa.
Eu estava excitada, só de pensar que do outro lado de um micro tinha um homem macho que estava excitado de esta teclando comigo.
Não acreditei que ele fosse tão direto e perguntou-se se eu o queria ver, ter a certeza que o estava excitando ,pois afirmou que seu cacete estava muito duro.
Ah Edson eu não tenho webcam.
Não tem problema quero que você veja o que está fazendo comigo.
Não sei se devo!
Não tem problema Marcella só de saber que você estará me vendo já me sentirei feliz , quem sabe podemos fazer um sexo virtual!
Depende de você.
Eu, Curiosa, aceitei é claro, foi algo diferente Edson estava com uma cueca boxer branca e notava-se o tamanho se seu membro, rígido dentro da cueca.
Meus olhos ficaram vidrados.
Sentia a garganta seca e a cada minuto ficava mais excitada.
Depois de algumas conversas,as palavras foram se tornando desnecessárias.
Edson tirou a cueca e ficou exibindo seu cacete duro em frente a webcam.
Aquilo à cada minuto me deixava muito excitada eu fechava as pernas e começava a gozar só de ver o membro de Edson, duraço,ele só falando coisas ,como se eu estivesse ali com ele na imensidão de sua cama.
Isso a cada noite me deixava com muita vontade, e ficava me perguntando como as pessoas tinham coragem de fazer isso, se expor daquele modo.
Meu *Namorido sempre viajando e quando chegava eu estava super acessa. Nem sei dizer se ele notou como melhorou meu desempenho sexual.
Mas a cada dia eu sentia necessidade de ver Edson se masturbar para mim.
Minha vida sexual mudou, tanto como em casal como nos momentos a sós com Edson. Eram momentos de intenso prazer ,êxtase e luxuria.
Afinal todo dia um orgasmo para uma balzaquiana que ficava na espera do *namorido ausente, isto é algo diferente e sexualmente falando é maravilhoso para o meu corpo e mente.
Tudo melhorou nesse tempo, estava muito feliz. Agora que conseguir realizar a minha vontade de ser e ter Edson pessoalmente.
Ele veio me visitar e passamos dois dias juntos.
Não há coisa que o desejo não facilite para a concretização.
Pois bem foi assim:
Meu *namorido foi a São Paulo fazer um curso de reciclagem.
Seria uma semana de ausência.
Depois de muita conversa convenci o Edson de vir a Salvador.
Até facilitei suas passagens.
Para evitar problemas combinei com o *namorido que iria aproveitar sua ausência e iria visitar uns parentes no interior.
Ele achou a idéia muito boa, só assim não ficaria sozinha em casa.
No final de semana logo na sexta feira eu estava no aeroporto esperando Edson.
Quando o avistei meu coração deu um aperto a duvida se deveria dá continuidade a esta aventura. Mas depois de conversar com ele no aeroporto como se fossemos amigos ou quem sabe um parente meio distante.
Entramos no meu carro e fomos para o hotel.
Eu já havia feito as reservas. Entramos e Edson começou e me beijar,dizia que estava louco de vontade de me atirar ali mesmo no aeroporto ,que iria me deixar mole de tanto transar.
Que fazia dias não pensava em outra coisa a não ser no momento de podermos está à sós.
Caramba ia me beijando e tirando as roupas, a minha e a dele.
 Logo em instantes estávamos ambos pelados.
Só em carinhos beijos apertadelas, mão aqui e acolá.
A chama do tesão estava solta.
Eu estava querendo tudo isto fazia tempo entreguei-me de corpo e alma mais...
Excitar e ser excitada sem ter medo de ser pega no flagrante pelo meu namorado.
Fomos tomar banho, juntos beijávamos agarradinhos com água escorrendo pelo nosso corpo.
Desliguei o chuveiro e Edson abaixou-se e ficou brincando com minha xoxota sua língua percorria minha genitália deixando um rastro de saliva que pareciam labaredas de fogo .
Estava super... Super excitada.
O fiz levantar-se e foi a minha vez de chupá-lo ali abaixada a seus pés a dominadora sendo dominada pelo desejo do sexo.
Quando Edson me levanta e com voz rouca de tesão me fala:
-Vamos para a cama.
 Não agüento mais...
-Vamos. Não quero fazer você gozar aqui.
 Goza... Vai... - eu continuava a lamber,  chupar e masturbando ao mesmo tempo.
-Não houve muito tempo e Edson explode com um intenso orgasmo.
-Ah delicia Marcella gostosa .
-Assim não tem quem agüente.
 Eu adorei sentir seu jato de porra espirrar enchendo a minha boca.
Embora meu namorado gostasse que o chupasse,  nunca antes tinha deixado ele gozar na boca, mas o momento agora era diferente.
Eu parecia que era uma outra pessoa.
Uma puta mesmo das mais safadas.
Edson se recompôs rápido e fomos para cama, e para compensar aquela gozada deliciosa, quero sentir seu gozo na ponta da minha  língua .
Assim que Edson começou a me chupar eu não demorei muito e já estava rebolando como uma louca segurando a cabeça de Edson ,dominando como a um garanhão selvagem.
Caramba sua língua percorria minha xoxota que estava super encharcada, não demorei comecei a gozar gostoso.
Edson chupava meu grelinho que eu nem sabia como fazer de tantas sensações gostosas que estava sentindo.
Puxava sua cabeça de encontro a mim.
Só faltou entrar todo seu queixo na minha xoxota.
 Nem bem tinha me recomposto do meu orgasmo Edson me colocou de quatro e com seu cacetão veio com uma fúria imensa,metendo gostoso,apertava minha bunda,dava tapas levemente.
Um verdadeiro tesão metia seu cacete todo e ficava apertando meus seios,metia um dedo no meu rabinho,uma delicia está sendo possuída  por aquele macho gostoso e tesudo.
Tirava o cacete quase todo deixando só cabeçorra e depois metia com estocadas aceleradas,fazia cada minuto um prazer constante.
Eu nem lembrava mais como era ter orgasmos múltiplos.
Fazia muito tempo que eu não sabia que as transas poderiam ser tão gostosas assim.
Sabem como é uma rotina de casados.Pois namorados de muito tempo é a mesma coisa,tudo uma só maresia.
Mas agora acordei para a vida ,e meu amante virtual que se tornou real não me deixara mais sentí carência.
Depois de vários minutos sendo estocada com uma intensidade magistral ,sinto a respiração de Edson tornar-se ofegante e a chegada de seu orgasmo ser anunciada.Sentia seu cacete avolumando e tremores com espasmo e jatos de esperma enchendo minha xoxota.
Agarrou-se a minha cintura e controlava suas estocadas.
Ah que delicia.Ficamos um tempo atracados como se fossemos dois animais no cio.E entre seus braços adormeci.
Já um pouco tarde acordo parecia que estava no paraíso.
Edson tomado banho e tomando uma taça de vinho,com um sorriso me falou Marcella você é muito gostosa.
Já sei que teremos uma verdadeira lua de mel neste final de semana meu amor.
Apenas  olhei e vendo seu cacete meu bomba sorri e fui tomar banho afinal o tempo é curto e á vida é vivida de momentos então vou viver e bem.
Ah delicia!
Alguém contra?

Docecomomel(hgata)
“Não confundam o criador com a criatura”

Vejam meus blogs:
http://Noisdafeira.blogspot.com
http://sensacoescomemocoes.blogspot.com/
http://desejosdeinsanos.blogspot.com/
http://sedentosdesexo.blogspot.com/
Vejam meu conto em  3D  no blog

Imagem do google

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Inocente Tesão II





"A saga de um jovem"
Inocente Tesão Parte II


Depois de ter começado minha vida sexual com 12 anos de idade, eu achei tão bom que não parei mais.
A fruta mulher é boa demais.
Este é um relato de um fato real.
Foi assim que me tornei pai com apenas 14 anos de idade.
Era final de semana e resolvi sair com amigos para me divertir um pouco era um dia de sábado.
Afinal finais de semana é quando podemos carregar as baterias.
Estresse e rotina do colégio e meu curso profissionalizante toma meus dias da semana em tempo integral.
Assim fomos a uma festa na casa de amigos.
Eu estava ficando com Sabrina uma colega, nada sério, mas foi assim que conheci a Keith.
Uma amiga de Sabrina. Ela estava na festa quando a vi fiquei doido por ela.
Eu sabia que eu não era o mais bonito da festa mais também não era o mais feio.
Fiquei vidrado na Keith de verdade. Sabrina minha ex-ficante nos apresentou.Fiquei conversando com ela um tempo até...
Tomei coragem e a chamei pra dançar, achei que iria levar uma mala afinal ela era uma moça já um pouco mais velha que eu.
Eu na época tinha uma carinha de menino, mas já tinha corpo de adulto.
Todos sabem como é a tal puberdade ficamos com as variações de voz, músculos em desenvolvimentos, pelos ainda em ascensão, uma transformação total do corpo.
Um macho com estilo ainda não definido, mas com personalidade marcante, sempre foi assim, me tornei homem sexualmente falando com 12 anos.
E a parti daí estava sempre atrás das meninas.
Fiquei um garanhão com fama de pegador. Sabe com é a propaganda das garotas correm como vento.
Quando comecei a dançar com a Keith mantive distancia afinal era apenas amizade, mas complicou tudo quando ela veio me perguntar se era verdade que eu beijava bem?
 Foi ai que me toquei que as duas estavam de armação, mais nem liguei e fiz o jogo delas e acabei mostrando a Keith como eu beijava.
Foi algo muito bom beijos rápidos de inicio, mas logo esquentou o desejo e a vontade de transar.
Mas assim mesmo me controlei afinal precisava tomar cuidado com a presa.
A Keith era uma morena linda.
Durante a festa toda fiquei dançando com Keith e rolava uns beijinhos, umas palavras doces ao pé do ouvido.
Era só xaveco.
Se caísse é claro que iria direto transar, mas eu xavecava é claro sem forçar a barra se quisesse claro que era só curtição.
Keith com seus 18 anos, uma morena linda cor de jambo com cabelos lisos e compridos com seus olhos negros, me deixou enfeitiçado.
Seus seios pareciam dois mamõezinhos papaia esperando para serem saboreados e uma bunda empinada que me deixava louco de tesão. Um verdadeiro rabão como dizemos.
A festa foi muito boa mesmo tinha conseguido uma namorada. Amais gostosa e cobiçada da noite.
Depois da festa ela me convidou a ir a sua casa, não tinha ninguém lá seus pais estavam viajando. Ela queria saber onde aprendi a beijar gostoso daquele jeito ,já que eu era muito novo.
Desconversei afinal tem coisas que precisamos preservar.
Mal sabia ela que mesmo antes dos 12 anos já transava muito com vários tipos de mulheres.
Mas o namoro foi muito correto apenas me deixou passar uma mão em sua bunda e outra em seu seios, uma bolinada de leve, aqueles peitinhos gostosos e durinhos que ficaram com os biquinhos durinhos o tempo todo.
Começamos a namorar sério no outro final de semana e já fui conhecer seus pais e seus irmãos.
Ficamos namorando sério por mais de dois meses, era apenas uma mãozinha ali e umas apalpadelas aqui.
Nada mais , ai já sabe punheta todos os dias quando retornava da casa dela,meu cacete até doía de tão teso.
Até que um dia vou a sua casa e só encontro a minha cunhada mais nova que tinha apenas 15 anos. E minha namorada.
Conseguimos um bom motivo e a Irma da Keith saiu.
Aí foi só alegria eu e ela sozinhos.
Só de pensar na quantidade de punhetas que bati em sua intenção meu cacete já começa uma ereção.
Não perdi tempo afinal tinha o relógio contra nós, logo chegaria gente.
Comecei e chupar seus seios e Keith gemia muito me deixando mais louco ainda de excitação.
Ela relutou um pouco quando de inicio enfiei a mão por dentro de sua saia.
Gemia pedindo para eu parar, eu não conseguia me controlar, e fui com meus dedos percorrendo a trilha dos prazeres.
Ela mas era para continuar não para parar.
Assim meus dedos descobriam seu recanto dos prazeres,mas eu não a estava forçando ela queria ,gemia rebolava na minha mão.
Sentia seu mel escorrer entre meus dedos.
Aí fica quase impossível se controlar.
Eu só tinha feito sexo oral uma vez, com a tia Cleide.
Mas com a Keith foi algo diferente quando comecei a chupar sua xoxotinha encharcada, ela deu um gemido alto, ai o sinal estava aberto, chupava sua xoxotinha e colocava um dedinho no seu rabinho.
Sentia seu cuzinho mastigando a ponta do meu dedo.
Ahh... Delicia fiquei como doido cheio de excitação sentia seu mel escorrer pelos meus lábios, Keith gozava tanto que pensei que iria me afogar com tanto melzinho gostoso que despejava entre meus lábios sedentos que sugava seu grelinho.
Eu chupava demais aquela xoxota gostosa.
Depois que a Keith já tinha gozado um bocado coloquei meu cacete para fora e ela começou a chupar.
Olha pessoal meu cacete não é de um bem dotado, mas é bastante grosso e o desempenho e muito bom, ela chupava muito gostoso aí já sabe estava com tanta vontade que gozei logo e na boquinha da Keith, ”que não gostou que não avisei de meu orgasmo próximo”.
Mesmo depois de ter gozado montes na boca da Keith meu cacete continuava duro como uma rocha.
Eu comecei a brincar com ela enfiando minha língua em seu cuzinho.
Ela não queria, mas fiquei um tempão lambendo e chupando seu anelzinho.
Mas ela falou logo que não me iria-me deixareu botar no seu rabinho, pois meu cacete era muito grosso e ia arrombar com ela.
Ri e respondendo hoje não amorzinho, mas amanha quem sabe?
Depois de um tempão só chupando a xoxotinha da Keith, comecei a colocar a cabeça do cacete na portinha da xoxotinha encharcada de tesão.
A cabeça entrou com uma suavidade que dei um gemido de prazer, comecei a bombear com bastante força, até ela gozar de novo.
Molhei as pontas dos dedos na xoxota e fui acariciando seu cuzinho.
Ela de inicio relutou, mas logo estava piscando de excitação... Aí já sabem tirei o cacete de sua xoxota e fui encostando em seu rabinho.
Pincelei lentamente e ficava ouvindo seus gemidos, que pareciam súplicas para que eu metesse mais meu cacete.
Fui lentamente empurrando abrindo suas carnes, suas pregas abriam-se para me receber.
Ai só tinha um caminho a seguir em frente e foi o que fiz, empurrava e parava um pouco.
Depois que senti que cabeça e metade do cacete estavam atoladas comecei a forçar mais, Keith deu um pulinho pra frente ,como se quisesse fugir,mas eu não deixei segurei firme em sua cintura e comecei a brincar com seu grelinho.
Aí só restava sentir prazer.
Bombeava com vontade até sentir que meus culhões batiam na entrada de sua xoxota.
Ela gemia muito, seus gemidos pareciam musicas aos meus ouvidos. Gemidos de prazer deixam os homens enlouquecido com mais tesão ainda.
Já tinha mais de dez minutos só assim metendo no rabinho gostoso da Keith.
Ela gozou senti seu grelinho latejante nos meus dedos. fiquei parado sentindo seu orgasmo,seu rabinho latejando em meu cacete.
Uma delicia que já faz tanto tempo, mas fico cheio de tesão só de lembrar.
Assim que ela gozou recomecei as estocadas e gozei muito em seu rabinho. Uma maravilha despejar meu leite em seu rabo.
Relaxamos um pouco e fomos tomar um banho.
Lá no banheiro Keith me chupou novamente.
Fiquei teso de novo e voltamos para seu quarto. Nova etapa de carinhos e  a transa continuava.
Comecei novamente a transar e gozei na sua xoxota quentinha e apertada.
Como eu ainda era sem muita experiência gozei dentro sem usar camisinha.
Nem ela nem eu nos preocupamos com este detalhe, mas as conseqüências vieram logo.
Uma filha.
Eu com apenas 14 anos completos ser pai.
A Keith com dezoito o mais correto era ela se cuidar, pois era mais experiente do que eu.
Mas tudo bem agora é passado.
Não me arrependo, pois adorei ser pai eminha filha que se estivesse viva estaria agora com 25 anos.
Mas tudo tem uma razão.
E hoje só transo com camisinha, até mesmo com minha esposa.
Afinal as doenças sexualmente transmissíveis proliferam por todo lugar.
E eu não sou homem de uma mulher só.
Mulheres solteiras e desimpedidas podem entrar em contato que estarei disposto a relatar pessoalmente como me tornei pai com 14 anos completos.
Convivi alguns meses com Keith, mas não deu certo e cada qual procurou novos rumos.
Mas continuamos amigos e zelamos por nossa amizade.
Keith é casada e volta e meia temos alguns encontros para relembrar nossas aventuras.
Nossos encontros são demais.
Eu a adoro e cada vez ela se torna mais gostosa e safada.
Como tanto eu como ela somos casados nossas aventuras são demais. o Proibido dá um toque à mais na relação ,a adrenalina é Dez.

Docecomomel(hgata)



Baseado no relato de um amigo Dago,que autorizou a colocar seu email para caso aja alguma duvida da veracidade.
Seu MSN e:dagoogan@hotmail.com

Vejam meus Blogs
http://sensacoescomemocoes.blogspot.com/
http://desejosdeinsanos.blogspot.com/
http://sedentosdesexo.blogspot.com/
Imagem do google

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...