Desejos do Facebook

Valeu ...O reconhecimento!

Grata aos seguidores.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Transa Teen








Foto do personagem do Conto ...Alguma duvida que desperta tesão???

Foda Teen.
Eu estava passeando pela orla quando deparei com um rapaz que fazia Cooper. Olhamos-nos e ele seguiu sua corrida.
Depois de mais de 20 minutos encontro novamente aquele rapaz lourinho com olhos verdes tomando água de coco. Ficamos próximos, nada falamos.
Sai andando aleatoriamente até que o vejo passar novamente correndo bem próximo. Quando ele virou para trás e me olhou dei aquela pegada básica no cacete, ele sorriu.
Continuei andando apreciando aquela maravilha da natureza que é o por do sol.
Já tinha andando por mais de 20 minutos quando bem no final do calçadão encontro novamente aquele rapaz lourinho.
Fui diminuindo minhas passadas até que parei junto a ele.
-Como vai garoto parece que hoje foi o dia de te encontrar não é?
-È sim, mas eu sempre corro pela orla, mas hoje vim pela tarde, pois faço isto de manhã.
-Saímos andando um ao lado do outro e fomos conversando nos apresentando. Como todos sabem sou o Marcos tenho 25 anos.solteiro.
O loirinho chamava-se Tiago tinha 21 anos é universitário, adora correr surfar.
Pela cor de seu bronzeado já deu para notar.
Assim fomos conversando até que Tiago me pergunta se eu curto gay.
Minha resposta foi rápida, pois sabia que estava na minha frente um.
-Olha cara curto prazer se for xoxota...
Estou dentro e se for um cuzinho guloso afunda mesmo adoro dilacerar umas pregas, mas é claro com todo sigilo, pois sou noivo.
-Hum foi à resposta dele, notei que você curtia pela pegada que deu quando te olhei e você segurou no cacete.
Tiago sem perder tempo indaga... Quer ir lá para minha casa é logo ali perto meus pais estão viajando!
-Não tem problema não?
-Claro que não na portaria digo que você é meu colega da faculdade.
-Hum já eram mais de 18 h.
_Eu pensei que mal tem em agradar este moleque que deve tá doido pra dá o cuzinho. Assim saímos em direção a seu prédio que era bem perto de onde estávamos.
Entramos no edifício como se fossemos dois colegas e subimos ate o 5ª andar onde era o seu apartamento,
Entramos e Tiago foi oferecendo alguma coisa para beber aceitei um suco e ele também bebeu.
Vamos para o meu quarto lá tem suíte. Assim Tiago me segurou pelo cacete e foi me guiando.
Seu quarto era até grande com cama de casal TV e ar.
Ele disse que iria tomar um banho primeiro, ouvi a água caindo no chuveiro. Tirei minha roupa e fui para o banheiro Tiago me olhou com espanto.
Foi quando falei já que vamos transar que façamos logo um aquecimento.
Ofereci meu cacete para ele mamar.
O safado ajoelhou-se e segurando foi dizendo que delicia de cacete e começou a chupar.
Eu segurava sua cabeça forçando lentamente ate ver meu cacete desaparecer quase todo na sua boca gulosa. Sabia fazer um boque te bem gostoso quase não aquento e encho a boca dele de esperma.Mas ele sabia dominar mesmo ,colocava e tirava na hora exata.
Foi quando saímos do banheiro e fomos para cama.
Quando Tiago disse que tinha uma surpresa, que eu fechasse os olhos que iria gostar.
Pensei meio relutante que surpresa seria, mas no auge da excitação fechei os olhos e aguardei alguns minutos.
Quando abro meus olhos vejo Tiago na cama de quatro vestidos com uma calcinha vermelha toda enfiada no rego.
Meus olhos cintilaram de excitação, eu ate fiquei surpreso com a visão maravilhosa. Fui a loucura.Fui me encostando apalpando sua bunda dando leves tapas,ele já começou a gemer parecendo uma putinha,meu cacete  já estava duração depois das chupadas de Tiago ficou mais rígido ainda ai....
Encostava cabeça do cacete na portinha de seus anus, ele gemia e rebolava.
Eu já não aquentava, mas de tanta vontade de foder com aquele rabo. Botei camisinha e comecei a massagear de leve encostado cabeça do cacete Ele gemia...pedia que forçasse um pouco mais,eu apalpava a bunda dele dava tapas o tesão se apossava do ambiente.
Depois de alguns minutos forçando, mas com calma, sabia que o momento se aproximava. Enchi o rabo de Tiago com um creme... Dei mais um forçada e segurei com firmeza sua cintura à aos poucos meu cacete foi se apoderando de todo seu reto. sentia o latejar.Suas pregas abriam-se contraindo meu cacete ,dando uma sensação de calor e lateja mento.
Tiago gemia pedia que empurrasse todo até o talo
Quando olhei vi que já estava todo atochado, esperei alguns minutos para que se acostumasse com meu cacete ate que... Começamos com uma sessão de estocadas gemidos e urros. Tiago só faltava esfolar cabeça do meu cacete de tanto rebolar e gemer.Pedia que chamasse de putinha safada de piranha,que batesse na bunda dele não deixasse de meter forte.
Eu estocava alucinado, a excitação a mil.
Alternamos varias posições, tivemos relações sexuais de quatro (4), frango assado de ladinho, e o moço então cavalgou no meu cacete que nem todo cavaleiro era tão pratico. O safado controlava ate onde podia meter mas tinha momentos que só ficava de fora mesmo as bolas. Caramba eu nunca vi uma pessoa tão gulosa por cacete.
Depois de vários minutos e da quantidade variável de posições eu já não aguentava mais de tesão.
Retirei meu cacete do cuzinho do Tiago que já não estava mais apertado como antes o fiz ficarem de joelhos a meus pés, jogou a camisinha longe, acelerei movimentos com a mão comecei soltar jatos e mais jatos de leite pelo rosto e boca de Tiago.
Que guloso saboreava e engolia toda quantidade que caia em sua boca.
Passado alguns momentos, minha respiração ofegante, Tiago caiu de boca deixando meu cacete limpo e começou a masturba-se espirrando grande quantidade de esperma a meus pés.
Para finalizar o grande momento fomos tomar um banho juntos e Tiago fez questão de mais um boquete.
Guloso soube despertar o mastro adormecido, mas não morto e logo novamente saciei sua sede de leite.
Banho tomado conversas em dia ficou no compromisso de sempre termos novos encontros.
Não achei nada de anormal afinal sou livre para saber que de melhor meu corpo merece.

Docecomomel (hgata)
“Não confundam o autor com sua obra”


Vejam meus blogs

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Transando com o filho da vizinha






Olá bom dia amigos e leitores.
Vou relatar o que me aconteceu na semana passada, vou usar nomes fictícios para evitar problemas,
Vai que meu noivo ler, por via das duvidas. Prevenir melhor remédio.
Eu mudei para uma casa nova no mês passado e logo conheci uma vizinha que tinha um filho muito bonito. O rapaz era muito lindo e o vi algumas vezes no ponto do ônibus.
Minha vizinha era uma senhora muito simpática era viúva, e conversou comigo e falou que seu filho Gustavo estava com problemas pessoais.
Tinha terminado um namoro de dois anos e estava muito carente.
Pensei que pena dois carentes solitários, no caso “Eu e Ele”, pois meu noivo estava sempre viajando por conta do trabalho. E aquele rapaz bonito que morava na casa ao lado.
Eu sou a Elza sou uma falsa magra 1,70 de altura bunda media e seios medianos, sou uma mulher simpática. Adoro conversar e logo faço amizades onde quer que eu chegue.
 Eu sempre fui franca e adoro sexo.
Na sexta feira à noite eu estava na casa dessa minha vizinha Era aniversario de minha vizinha e ficamos eu ela e algumas amigas conversando e bebendo. Já umas 22hs seu filho chega,estava retornando da faculdade.Muito cordial cumprimentou a todas e deu um belo abraço em sua mãe.Ficamos conversando até que...
Aos poucos todos iam indo para suas casas.
Depois de mais uma rodada de cerveja eu falei que já ia embora. Dona Carina minha vizinha.
Falou que seu filho Gustavo iria me acompanhar até em casa. Argumentei que não precisava ,mas ela insistiu tanto que aceitei.Fiquei sem graça,mas nada poderia fazer,uma boa companhia não faria mal foi o que pensei.
Assim saímos indo ate minha casa, ele abriu minha porta fez com que entrasse e depois de um tempo falou que iria pra sua casa.
Eu não sei se por efeito da bebida ou carência mesmo falei.
Vai não Gustavo fica aqui mais um pouco.
 Ele assentiu com a cabeça que ficaria, mas um pouco, mas em troca de um café.
Fiz o café depois que o servi ficamos na sala sem conversar nada apenas ficamos trocando olhares. Eram palavras que não eram ditas ,mas sentidas.Depois de um tempo Gustavo começou a conversar sobre vários assuntos.
 Eu fiquei encantada pela nossa conversa Gustavo falou de sua ex-namorada que ainda gostava um pouco dela, mas sabia que logo isto iria passar que queria terminar logo a faculdade para se especializar e dá novo rumo a sua vida.
Eu apenas quieto sem tocar no assunto de meu noivado, até que ele pergunta. E seu noivo eu só o vi uma vez por aqui!
Bem Gustavo realmente ele só anda viajando, mas eu acho que não vai adiante nossa relação. Ter alguém e está sempre sozinha não adianta mesmo ,isto me impede de conhecer novas pessoas. E Marcos meu noivo não é nenhum exemplo de fidelidade.
No mínimo em cada cidade que frequenta a trabalho deve ter sempre uma cama para ocupar.
Gustavo respondeu não acredito que um homem com uma mulher como você precisa procurar outras.
Ouvindo estas palavras minha autoestima elevou-se ao máximo. Gustavo levantou dizendo que ia embora e quando foi me cumprimentar com beijo no rosto seus lábios encontraram os meus.
A adrenalina explodiu entre nós e o que era para ser um simples beijo acidental foi o estopim que desencadeou um abraço apertado, uma procura louca de seus lábios em busca dos meus. Suas mãos percorriam meu corpo me deixando com luxuria
 Logo eu Gustavo apalpava meus seios apertava minha bunda, foram acontecimentos que foram nos levando ao êxtase ambos queríamos momentos de prazer. Começou a massagear seu pescoço,dando beijos molhados,quando ele tirou minha blusa e começou a mordiscar meus seios que estavam super eriçados,soltei um gemido ,assim fui tirando sua camisa e senti seu tronco másculo.
Era demais para suportar, fomos para meu quarto.
Gustavo e eu caímos na cama.
Nossa roupa atirada pelo quarto Gustavo me beijava alucinadamente apalpava minha bunda, eu sentia seu membro rígido. Ele estava  no comando deixando-me louca de tesão.Quando abriu minhas pernas e começou a chupar minha xoxota,e entre lambidas e chupadas me chamava de gostosa. Soltei um gemido alto e gozei... Gozei com tanta intensidade como jamais o tinha feito em toda minha vida.Gustavo exímio macho dominador me levou ao êxtase total...
Eu com a respiração ofegante esperamos Gustavo vir com tudo a princípio
Na posição de papai e mamãe ele metia com muita vigor eu gemia feito uma louca, depois invertemos a posição eu fui por cima, ia a compassos lentos e depois acelerava Gustavo gemia e me dizia os piores nomes, mas que na hora da trepada soam como acordes angelicais em meus ouvidos. Gustavo não estava aguentando mais quando seu gozo se aproximava ele ficava quieto e logo recomeçava.
A posição de quatro a maioria dos homens se sentem superiores, pois tem a visão se sente realmente o dominador. Pode elevar ao tempo Maximo que seu corpo possa suportar.E com tapas na bunda e puxando ao seu encontro Gustavo castigava-me ,parecia um animal no cio.
E eu logo novamente gozei juntinho a ele. O êxtase foi tão intenso que desabamos atracados como se estivesses grudados.Ficamos abraçados curtindo o momento supremo que é a união de dois seres que sonham e desejam encontrar a alma gêmea.
Depois de muita conversa Gustavo quer que eu fique com ele a principio aos poucos, mas quer ocupar o lugar permanente em minha vida e, sobretudo me aquecer nas noites frias de inverno.
Estou pensando se fico com meu noivo e ele ou dou um novo rumo a minha vida. Mas de uma coisa tenho certeza que o Gustavo é bom de cama isto eu não posso negar nunca tive tanto orgasmos como tive com ele.
E bem que foram poucos momentos, mas com a intensidade de muitos.
Mas estou decidida a não perder mais tempo em minha vida.Afinal só levamos os bons momentos.

Docecomomel (hgata)
Visitem meus blogs
Se quiserem seguir.
htpp://sensacoescomemocoes.blogspot.com.br/

terça-feira, 21 de maio de 2013

Fetiche de um casado bi-sexual !


Olá:

Fetiche de um casado bi-sexual !

Hoje vou relatar a aventura que um amigo meu de trabalho me passou.
O nome dele é Marcos (fictício), têm 26 anos, branco, 1,72 de altura, 74 kg, corpo em forma devido à intensa prática de exercícios físicos em academias.
Marcos é casado há sete (7) anos, com uma morena linda, mas... Contudo sua esposa não sabe, é claro!
Que ele é Bi.
Também fiquei surpresa quando ele me contou em sigilo e pediu pelo amor de meus filhos que jamais deixasse a esposa dele saber.
Claro que prometi e vou cumpri, mas falei com ele que tivesse cuidado para que não viesse à tona, pois ele a ama e não quer decepciona-la.
Marcos me confessou que é complicado, mas não consegue se controlar quando ver um bofe que o atrai (palavras dele).
 Em toda minha vida, eu não conseguia entender como ele conseguia ser tão safado e vez ou outra me relatava alguma experiência bi.
 Esta ultima façanha dele aconteceu neste último final de semana dia que sua esposa foi visitar sua mãe.
 Ele me confessou que tinha uma fantasia já há algum tempo, pois sabia que rolava em alguns cantos da cidade só ele ainda não teve coragem de fazer. E que fantasia ein amigos!
 Fazer um boquete em um lugar público.
Mas no final e semana que era o dia das mães ele conseguiu.
Marcos é meu leitor assíduo.
Marcos pensava em realizar esta fantasia há um bom tempo, mas nunca tinha coragem e nem oportunidade de ir atrás. Moramos em Salvador e no sábado pela tarde foi até o shopping comprar o presente de sua mãe.
Depois de enfrentar maior movimentação em todas as lojas sentiu uma vontade de ir até ao W.C urinar.
Como de hábito ficava observando os outros pelo canto dos olhos, sempre usando óculos para não dá bandeira.
 Chegando lá viu uns caras urinando, um do lado do outro.
Coisa normal entre homens, mas o que não era "normal" era sentir tesão de olhar aqueles cacetes fora da calça sobrando nas mãos de seus donos.
Marcos ficou do lado de um cara e olhou discretamente urinou e já ia saindo, e olhou para trás e olhou fixamente para o cara que estava antes ao seu lado.
Que sorriu e deu aquela balançada básica no cacete e guardou saindo do WC.
Marcos foi à busca do presente de sua mãe, mas não conseguia deixar de pensar no cara que estava o seu lado minutos antes no banheiro.
Pois a sua ferramenta era enorme. Quando depois de algum tempo Marcos consegue finalmente comprar seu presente, vai à praça de alimentação e encontra o homem que tinha visto no WC poucos momentos antes.
Marcos sentiu um verdadeiro desejo de poder ficar com ele.
Ambos estavam sós.
Quando Marcos viu que ele também era casado, ai se dissipou todas as probabilidades de alguns momentos de azaração ou quem sabe um programa.
Marcos ficou até meio decepcionado, pediu um chope e ficou na praça olhando ao redor o movimento de vai e vem de pessoas.
Mas o tesão continuava e Marcos ficou sem saber o que ia rolar naquele dia fatídico de sábado a tarde chuvosa.
 Depois de um bom tempo sentado ali na praça de alimentação seu olhar foi de encontro a um rapaz que ficou um tempão olhando para ele e com descrição alisava o cacete. Marcos entendeu que logo ia rolar safadeza assim com um sorriso e um balançar de cabeça foi a confirmação  entre ambos.
Logo os dois saem em direção ao banheiro, Marcos estava ansioso ao mesmo tempo com medo, mas resolveu arriscar se desse certo ótimo senão valeu à tentativa. Ambos entraram em reservados fizeram suas necessidades e logo saíram.
Assim enquanto Marcos lavavam suas mãos olhava pelo espelho e via o cara alisando o cacete que estava meio bamba.
Marcos foi ate ele com toda a coragem que pode adquirir naquele momento.
Passou a mão no cacete e fez um sinal para que entrassem no reservado.
O cara imediatamente assentiu com a cabeça e aproveitando momento que banheiro ficou vazio os dois entraram juntos em um reservado.
Marcos disse que ficou no maior tesão quando o macho abriu a braguilha e colocou pra fora um cacete com tamanho mediano, liso, mas bem cabeçudo e cheio de veias salientes acho que tinha uns 19 ou 20 cm, uma cacete delicioso.
Quando percebeu os dois estavam na maior esfregação.
Marcos contou-me que seu coração acelerava com adrenalina sentida.
Não podiam perder tempo.
O cacete foi endurecendo, ficando naquele maior tesão é claro, que o de Marcos também.
Quando o cara seguro o cacete e balança empurrando em direção à boca de Marcos, ele foi ao delírio.
 Ele segurava a porta e Marcos continuava chupando, sentado no vaso.
Ficaram alguns segundos, Marcos realizando uma fantasia que há muito tempo ansiava e o cara saciando também seu desejo de fuder uma boca em um lugar publico e perigoso.
Com a maior naturalidade faziam movimentos com cuidado e silencio para não ser descobertos, Marcos disse-me que chupou tanto que lhe faltou ar, mas não podia fazer nem um barulho, foram poucos minutos, mas o resultado foi que logo Marcos sentiu sua boca encher de esperma.
E como safado que ele é engoliu tudo e deixou cacete do seu novo amigo limpinho que chegava a brilhar.
Agora ele disse que relatando pode até sorrir, mas no momento a afobação é tão intensa que saboreia cada gota com uma intensidade imensa.
Que nem todos os bezerrinhos sabem mamar como ele o fez naqueles momentos rápidos e deliciosos. Se ajeitaram e aguardaram alguns momentos até que pudessem sair sem dá na pista.
Nesse meio tempo, ficaram em silencio depois de arrumados saíram sem deixar pistas.
Telefones trocados Marcos estão contando os dias para irem se encontrarem.
Está apenas em contato pela web e Marcos esta adorando a relação com outro homem que tem o mesmo perfil que ele é casado, mas adora fuder um macho guloso e sedento de leitinho.
Marcos esta feliz, pois tinha saciado temporariamente sua sede de cacete e realizado sua fantasia que há muito tempo desejava.
Naquele mesmo dia foi embora pra casa, mas com gosto da cacete do outro macho na boca.
E no dia seguinte disse que quando transou com sua esposa que gozou tanto que ela até estranhou.
Aí Marcos disse que estava morrendo de saudades dela. E ela acreditou é claro.
Pois é tem coca cola que adora ser fanta.


Docecomomel(hgata)
Umagem de pesquisas do bing

terça-feira, 14 de maio de 2013

Meu dia de "Puta"







Toda Mulher tem seu dia de Puta:

Fui passar alguns dias de minhas férias na cidade de Aracaju, praias baladas e a cada dia conhecia novas pessoas.
Muito bom fazer novas amizades.
No ultimo final de semana eu fui ao cinema, e por sorte ou obra do destino minha prima Edna, não poderia ir naquele dia.
Eu estava alojada na casa de meu tio e sempre saia com minha prima.
Assim que terminou o filme fui à praça da alimentação tomar um suco.
Tinha muita gente.
Afinal o point depois de um bom filme sempre é ali.
Jovens morenos bronzeados expondo suas tatoos, casais enamorados.
Todo tipo de gente se encontrava por ali.
Cada mesa era disputada.
Estava absorta sorvendo de meu suco vendo em meu celular as novas da Face book quando ouço alguém perguntar se eu me incomodaria se ele sentasse ali comigo.
-Respondo de imediato que poderia sentar-se sim que de forma alguma me incomodaria.
Falei sem olhar para a pessoa, mas quando elevo meu olhar meus olhos se deparam com um homem alto, sorriso lindo.
Nossos olhares se fixaram e a energia que emanava era de pura sensualidade.
De imediato nos apresentamos.
Carlos era seu nome.
Perfil típico de homem que admiro alto, morenos olhos pretos e cabelos negros.
Com um corpo um pouco atlético.
Assim começamos a conversar a empatia foi imediata.
Parecia que foi obra do destino no meu ultimo final de semana de férias encontrarem com um homem que abrange todas as qualidades que toda mulher deseja
Assim precisava ir embora, mas Carlos não deixou passar em branco nosso encontro casual convidou-me a sair no dia seguinte.
Aceitei e marcamos que ele fosse me pegar na casa de meu tio.
No sábado fui ao salão me depilei me arrumei para um encontro.
Quem sabe poderia rolar algo... Foi este meu pensamento quando atendi seu telefone dizendo que estava na frente da casa de meus tios.
Minha prima veio até o portão e quando eu ia apresentar-lhes eis que tenho uma surpresa eram conhecidos da faculdade.
Entre risos e desejo para que divertíssemos minha prima me confidenciou ao ouvido.
Cuidado tem fama de garanhão.
Assim saímos para curtir a noite de sábado.
Fomos a uma pizzaria que tem espaço para dançar.
Carlos convidou-me para dançar ate que nosso pedido viesse.
Foram momentos de alegria. dançamos juntinhos sentindo o calor do corpo um do outro.
Carlos falava palavras de carinho ao meu ouvido.
Claro que eu estava gostando da situação, sendo seduzida por um homem bonito e charmoso é tudo que qualquer mulher deseja, mas tinha um, porém faltavam poucos dias para ir embora.
Só ficariam então saudades.
Resolvi explorar aqueles momentos de prazer.
Interessante seria se nada quisesse, mas meu corpo queria Carlos despertou minha libido. Nada melhor do que aproveitar aqueles momentos afinal sou livre de compromisso com outra pessoa.
Carlos também está sozinho então a palavra do dia é curtir o momento. Dançamos mais um pouco até que o garçom sinalizou que iríamos ser servidos,comemos tomamos uma taça de vinho brindamos a nossa saúde e ao amor.
Carlos um verdadeiro cavalheiro.
Ficamos um bom tempo como dois enamorados. depois de beijos e abraços Carlos com a voz embargada de emoção e erotismo me convida para irmos a um lugar mais sossegado.
Aceitei é claro sabendo que iríamos para um motel.
Assim que entramos no carro.
Carlos perguntou se tinha certeza que era isto que eu queria.
Claro meu amor que quero ir para o motel com você.
Sabia que não tinha mais volta, no percurso Carlos ia acariciando meu joelho com uma das mãos. Depois de um bom tempo ousou aprofundar as caricias e escorregou sua mão até minha calcinha,o contato de sua mão foi me excitando que  eu estava com calcinha úmida.
Carlos tocou-me e com sorriso falou!
Hum delicia está transbordando de tesão,não se preocupe que teremos uma noite inesquecível.
Assim que chegamos ao motel Carlos abriu a porta me pegou no colo e entramos.
Ele foi logo tirando a camisa e calça, vi logo como estava excitado, cabeça do cacete quase saia pelo cós da cueca.
Excitado ao extremo.
Beijo... Carinhos mãos que se tocam roupas pelo chão.
Bocas que procuram e logo estávamos subindo pelas paredes, excitação intensa.
Fomos tomar um banho, Carlos abaixado no Box começou a chupar minha xoxota.
Eu me segurava para não gozar logo, mas estava quase impossível.
Depois de alguns minutos foi minha vez de sentir seu cacete em arco apontado para seu umbigo ser deliciosamente devorado pela minha boca gulosa.
Foram minutos de chupada e lambidas. Carlos gemia segurava em minha cabeça forçava seu corpo de encontro ao meu.
Mas de toda forma Carlos se esquivava de explodir , mas eu provocava,lambia a cabeça descia ate seu saco liso...
Queria deixa-lo louco de tesão, começamos a trocar olhares.
Olhares cúmplices de consentimento.
Carlos não aguentou e explodiu em um gozo por todo meu rosto e seios.
Gemia como a um animal no cio.
Abraçados riamos, pois era até engraçado me ver no espelho com os seios e tendo a cara toda gozada... Carlos pediu desculpas por não ter se segurado mais e caímos embaixo do chuveiro.
Logo fomos para cama.
Carlos abriu minhas pernas e começou a me chupar feito um louco.
Mordiscava meu grelo, segurando entre os lábios que parecia um bezerrinho desmamado,
Eu apenas observei gemia e me contorcia de prazer, era impossível controlar o tesão que eu estava sentindo.
E Carlos me chamava de vadia e vagabunda safada e claro que estava gostando de ser tratada assim... Depois de um tempo ele saboreando minha xoxota eu me levantei e fui por cima de Carlos sentando em seu rosto.
Uma delicia... Eu rebolava, esfregava minha xoxota pela sua cara toda e ele chupava feito um louco. .
Eu gemia, gritava, ele me xingava de safada, cachorra, puta, vagabunda e não parava de me chupar, explodi em um gozo e Carlos saboreou com mais vontade ainda... Cada gota de meu mel.
Ficamos um bom tempo assim.
Até quando Carlos disse que não aguentava mais e falou que agora iria me comer do jeito que mereço.
Fiquei de quatro com a bunda empinada e Carlos dando alguns tapinhas.
Quando eu olhei e vi seu cacete parecendo uma tora vinda em minha direção, não aguentei e pedi vem meu garanhão me come, me fode, do jeito que sua potranca merece.
Caramba Carlos veio se encaixando quando senti foi seu cacete atochando em minha xoxota com muito vigor. Parecia que ia me dividir ao meio.
Metia sem dó, batia na minha bunda dizendo que eu era gostosa que queria comer meu rabo gostoso e eu gemia e gritava pedindo que metesse mais e mais, pois estava demais de gostoso.
E assim ele fez me comeu em todas as posições possíveis: Papai mamãe, frango assado, de ladinho eu me sentia já de pernas bambas, minha xoxota encharcada.
 Depois de meter muito, ele me pede que sentasse de frente para ele.
Foi uma loucura me sentia uma verdadeira amazona em um galope desenfreado.
Carlos começou a ficar com respiração ofegante senti orgasmo se aproximando.
 Parecíamos dois tarados no cio... Eu já tinha perdido as contas de quantas vezes já tinha gozado... Quando ele não aguentava mais, anunciou que ia gozar... Tirou a camisinha e despejou seu leite pela minha barriga braços e pernas.
Nunca vi tanto esperma.
Com a cara mais safada diz: Toma safada tu não disse que estava na seca!
Nossa, eu nunca tinha gozado tanto na minha vida!
Depois dessa trepada toda ficamos abraçados por um longo tempo conversando e se conhecendo...
Um pouco mais.
O tempo foi passando carinho aqui e ali mãos aqui e acolá e antes do dia amanhecer repetimos a dose!
Muito cuidadoso fizemos um anal que me proporcionou orgasmos simultâneos.
Infelizmente o dia já amanhecia e precisávamos ir embora.
Voltei para minha cidade e estamos sempre em contato. E a cada 15 dias meu garanhão reprodutor vem me visitar e sabe deixar a putinha dele mais que saciada.Acredito que tenho direito.
O direito de ser feliz.
Claro que eu não vou perder esta chance de me realizar como mulher.


Docecomomel (hgata)
Vejam meus blogs
“Não confundam o autor com sua obra”
*Meu contato é...Skype
Docecomomel2011@hotmail.com
Imagem web picassa

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Traí, Com um negro bem dotado







Ola pessoal, como todas as aventuras relatadas sempre nos deixam sempre loucos de tesão vou lhes contar à estória que ocorreu no verão passado, mas que até hoje quando relembro me faz sentir um tesão enlouquecedor.
 O fato foi que minha vizinha de muitos anos recebeu a visita de seu neto vindo de outro estado.
O Lucas viria para ficar alguns dias de férias em sua casa.
Muito antes de ele chegar “Lucas” ouvi seus primos falaram em tom de brincadeira.
O Lucas bem dotado vem para cá será que seu cacete vai ter folga enquanto estiver por aqui!
Seu avô disse espero que não procure problemas meu filho disse que é um verdadeiro garanhão que a mulherada cai matando.
Ainda mais que é um bem dotado.
E rindo soltou uma bela gargalhada e salientou “o mal é de família”. O avó e os primos de Lucas estavam ansiosos por sua chegada.Eu apenas como vizinha ouvia a tudo com atenção,estava apenas ajudando minha vizinha a fazer uma torta.
Mas a curiosidade me deixava de orelhas em pé atenta a tudo que ouvia sobre o neto de minha vizinha o Lucas.
Eu fui para minha casa minha cabeça não parava de imaginar o Lucas e seu cacete enorme segundo a descrição de seus primos.
 Eu fiquei tão eufórica que assim que cheguei a casa fui direto tomar um banho e bater uma siririca no banheiro.
Pois é meus queridos, eu comecei a imaginar como era transar com um bem dotado.
Sabe sou casada, mas tenho minhas aventuras fora.
Meu marido desconfia, mas deixa-me sempre à vontade e ele bem sabe que tenho verdadeiros fetiches por negros e bem dotados, nem me fale.
Adoro ser fodida por um negão de cacete grande.
Fiquei tão curiosa pelo tal neto de minha vizinha que sem querer dá na pista indagava em tom de brincadeira.
Em dona Elisa seu neto vem curtir uns dias de férias por aqui, é bom que movimenta estas mocinhas que ficam sem ter o que fazer!
-Que nada Marcella já estou preocupada com os modismos da cidade grande tenho medo dele se engraçar com alguma mulher casada e ter problemas.
-Mas dona Elisa as mulheres casadas que se respeitem, ele é homem jovem claro que se derem corda claro que ele não vai rejeitar.
_Ah tá espero que seja assim mesmo.
-Passados três dias (3) vejo um carro muito bonito na porta da minha vizinha fiquei eufórica para ir até lá, mas não tinha motivos,assim fiquei só observando o movimento de entre e sai de primos tios e tias.
Todos vieram dá as boas vindas a seu querido primo da cidade grande.
Quando o avistei de longe meu coração bateu em descompasso.
O cara era alto negro com olhos pretos e com o sorriso mais bonito que já vi.
Fiquei encantada e curiosa.
Louca para saber de seus dotes masculinos.
Mas com certeza não faltaria oportunidade.
Meu marido estava viajando, eu tinha folga demais para ficar espionando o movimento da vizinhança.
Dois dias depois da chegada do Lucas eu não aquentei e fui até a casa da vizinha a desculpa da visita era saber se gostaram da torta que ajudei a fazer. Claro que sabia que gostaram pois não era a primeira vez que ajudava minha  vizinha com guloseimas .Eu tinha este dom natural de fazer bolos deliciosos.
Chegando a casa da minha vizinha, chamei-a a ouvi de a cozinha mandar entrar, assim o fiz chegando lá o Lucas estava à mesa tomando café comendo uma fatia de bolo. Sua avó prontamente falou ...Lucas esta é minha vizinha Marcella foi ela que preparou esta delicia de torta.
Lucas olhou fixamente para meu rosto e foi descendo seu olhar por meu corpo inteiro fiquei enrubescida pela análise tão demorada.
Assim que ouvia voz daquele homem senti um arrepio que meus seios ficaram eriçados, coisa que o rapaz notou, pois me olhava e passava sua língua pelos lábios lentamente. Caramba eu me senti uma virgenzinha tola.
Prazer Marcella minha avó tem toda razão seu bolo este muito gostoso!
-Obrigado Lucas e seja bem vindo.
-Olhando fixamente em meus seios ele assentiu com a cabeça e falou, obrigado pelo carinho.
Procurei ser o mais rápido possível e sai fui para minha casa com desculpa que precisava ir ao mercado.
E fui mesmo só para desviar os pensamentos.
Comprei algumas frutas frescas e já voltava para casa com  duas pequenas sacolas nas mãos quando um carro passa e para bem próximo.
-E o Lucas!
-Ola Marcella estou indo ao centro da cidade dá uma volta não quer me acompanhar meus primos estão estudando, e posso até me perder.
-Disse sorrindo.
_Eu entre surpresa e tímida respondeu claro que posso te acompanhar só não podemos demorar.
Entrei em seu carro e ele sem nem precisar que guiasse foi em direção a uma estrada vicinal que vai direto a uma pequena cachoeira que quase todos da cidade em dias de calor se dirigem para lá, em finais de semana e feriados.
Lucas nesta direção é a cachoeira, é para lá mesmo que quero ir me refrescar esta um calor infernal.
Concordei mas disse que não poderia demorar. Ele fingia que não me  ouvia e cantarolava acompanhando uma musica que passava no som do carro.Fiquei inquieta mas me reservei em ficar calada para ver o que ele pretendia.
Estacionou o carro em baixo de uma frondosa arvore e desceu falando desça vamos tomar um banho!
_Não eu não trouxe roupas de banho.
-Ah, mas eu também não e já foi tirando a camisa e ficando só de cueca.
Pude ver cada pedaço de seu corpo musculoso, parecia um deus do ébano. Sua tez reluzia em contraste com a luz do sol.
Pois é o cara era um negro muito bonito de corpo e de rosto mais ainda, sua cueca demonstrava um cacete maravilhoso de enorme.
Só havia visto uma ferramenta daquele calibre em revistas.
Fiquei tímida procurava não me importar, mas era bem difícil.
Logo Lucas foi dá um mergulho e quando saiu da água veio para bem perto e foi dizendo... Marcella você está com vergonha de tomar banho na minha frente.
-Porque esta timidez agora, meu primo disse que você é bem safadinha na cama e que sempre frequenta tua casa altas horas quando o corno de seu marido não está.
-Ah ele disse foi?
- Sim quando perguntei a Olavo onde achava uma mina pra transar hoje, pois estou no maior atraso desde que cheguei aqui.
_Exclamei e voz alta... Ah safado ele me paga!
 Logo Lucas segura em uma das minhas mãos e me puxa a seu encontro, falando em voz baixa, deixa de onda, pois sei que você adora levar vara.
-Ah então você acha meu primo safado é?
-Claro tem coisas que um homem não pode sair por ai dizendo.
E você se acha safada?
-Não eu não sou safada apenas gosto de sexo, mas do que meu marido me oferece.
-Preciso e sinto necessidade.
-Hum então vem que te acudo nesta carência.
Lucas foi segurando em meus seios alisando um a um, depois abaixou a alça de minha blusa e começou a mamar um dos meus seios, logo meus seios estavam sendo apalpados mordiscados e sugados.
Eu me contorcia de excitação é claro que não sou de ferro.
Quando Lucas abaixou a cueca e de dentro dela saltita um cacete negro, grosso cheio de veias salientes, com cabeçorra vermelha. Meus olhos ficaram cintilantes de tesão.Não conseguia desviar o olhar.
 Comecei a chupar aquele mastro monstruoso de grosso, engasgava e tossia, mas não deixava o cacete sair da boca.
Lucas segurava em minha cabeça e forçava seus quadris de encontro ao meu rosto,
Falava palavras de baixo calão, me chamando de corneteria safada.
Eu nem me importava, pois nada mais do que a verdade que ele estava dizendo.
Depois de um tempo fazendo boquete Lucas me apoia no capô do carro e coloca uma camisinha e segurando pela minha cintura começa a forçar seu cacete na minha xoxota. Quando a cabeça começou a entrar fui ao delírio de tanto prazer.Realmente senti um pouco de dor,mas o prazer de está transando com O Lucas era maior que qualquer dor que pudesse sentir.O safado sabia levar uma  mulher ao limite do prazer.
Forçava estocando com uma cadencia que me deixou enlouquecida, obtive dois (2) orgasmos simultâneos.
Eu gemia que parecia um animal no cio.
Depois de um tempo minhas pernas já estavam bambas Lucas me segura no coloco com sua força viril e comece e meter como um alucinado.
Foram vários minutos sentindo a força de seu corpo de encontro ao meu. Sua boca se apossava da minha com beijos voluptuosos me deixando alucinada de tesão.Sua força e virilidade eram incontestáveis,depois de um bom tempo sentindo todo êxtase e prazer Lucas começa a gozar.Sinto jatos de seu esperma explodir em minha xoxota.Fiquei ate com receio que a camisinha não comportasse a intensidade de seu gozo.Enfim nada aconteceu.Ficamos atracados até o cacete de Lucas sair espontaneamente de minha xoxota e ele com a cara mais safada dizer.
Pronta gata agora tem certeza que meu primo falou a verdade, você e bem safada e muito gostosa. Quero sentir momentos  de muito prazer e fazer umas safadezas com você em uma cama.
Aí sim você saberá quem é o Lucas dotadão de Salvador!
Vamos? Amanha mesmo quero você e o corno de seu marido retorna quando? Só domingo de noite.
Ah! Beleza sábado tem motel está certo.
Claro darei um jeito de sair sem ninguém da rua me ver.
Tenho certeza que consegue safadinha gostosa.
E dizendo isto me deu um beijo e foi tomar um banho.
Claro que vou passar noite com ele no motel tenho certeza que terei momentos inesquecíveis.

Depois eu conto.



Docecomomel(hgata)
"Não confundam o autor com sua obra"
Meu skype:Docecomomel2011@hotmail.com
Imagem do google

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Corno Sempre Corno, Mais um Corno Feliz.






“Fode comigo amor”... fode tua putinha safada com esse cacete preto grosso...! Eu estanquei na porta imediatamente não tinha noção do que ocorria em meu quarto.
Entre surpreso e assustado abro a porta silenciosamente e me deparo com uma cena que jamais poderei esquecer.
Minha esposa de quatro sendo fodida pelo meu maior amigo e colega de trabalho.
Fiquei estático e nada disse.
Enquanto observava o cacete preto grosso do colega Roberto desaparecendo na xoxota molhada e lizinha da minha amada esposa!
Foram os 20 minutos mais longos de minha vida.
Eu atrás da porta ouvindo os gemidos de minha esposa que escandalizava entre palavras obscenas e gemidos.
Não sei por que eu não tive reação de valentia, ou outra coisa tipo esbravejar xingar ou ate em nome da defesa e da honra. Poderia dá um flagrante assim poderia obter o divorcio com maior liberdade.
Nada fiz.
Mas a partir do momento que vi minha esposa sendo comida pelo meu colega a sensação que meu corpo sentiu foi êxtase.
-Sim fiquei excitado ao ponto de explodir em um gozo solitário longo e intenso.
Descobri o prazer de ser corno.
Depois de algum tempo sai silenciosamente e fui ficar na entrada do nosso condomínio.
Ate que pudesse ter certeza que meu colega havia saído.
Demorou uma hora e vi sair rapidamente, parando apenas para dá uma boa gorjeta ao porteiro.
Entrei chamando por minha esposa que saia do banho toda perfumada com os cabelos molhados.
E veio logo dizendo querido preciso falar com você!
-O que é querida?
-Sabe aquela fantasia minha de transar com outro homem?
-Sim querida... O que tem?
-Já fiz esta fantasia.
-Neste exato momento comecei e me excitar!
Quer saber com quem foi querido?
Não querida... Só quero saber se você gostou e se ele foi carinhoso com você.
Foi sim querido e dizendo isto me beijou e fomos para cama, transamos como nunca. Sua xoxota estava ensopada de seus próprios fluidos.
Chupei e lambi seu grêlo até sentir seu gozo escorrer pelos meus lábios.
-Depois Clara cavalgou em meu cacete ate sentir meu gozo explodir em sua xoxota e escorrer pelo cacete.
-Abraçados depois da intensidade de nosso gozo ouvi.
 -Clara relatar como foi sua primeira traição.
-Nada disse, pois o momento exigia silencio e atenção.
-Clara me beijava e dizia.
Amor foi só prazer carnal.
-È você que eu amo.
-Você toparia que pudéssemos sair com outro casal?
-Podemos pensar querida, mas digo que você já me basta como mulher.
-Estou satisfeito com você e isto me basta!
-Ah e pode sair com seu amante quando quiser que não vou me opor ou então pode trazê-lo aqui em nossa casa que é sua também.
-Clara me abraçou e beijou entre lagrimas e disse.
Meu querido “corno” você é o melhor marido do mundo.
Beijei-lhe e fui tomar banho para que não visse as lagrimas que escorria pela minha face.
Chorei copiosamente no banheiro, mas logo meus pensamentos mudaram o rumo e pensava só no prazer de foder com minha esposa sabendo que poucos momentos antes tinha trepado com outro macho.
E isto aumentava meu tesão:
Ser corno não é devoção é opção aliado ao prazer.
Prefiro sempre tê-la a meu lado do que deixa-la ir.
E separar-me e jogar minha honra na lama, para não perder a mulher que amo e que tanto prazer me dá.
Prefiro ser um corno, mas um corno feliz.


Se agradou siga meus blogs ,comente


Docecomomel(hgata)
28/04/2013
Imagem do google

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...