Desejos do Facebook

Valeu ...O reconhecimento!

Grata aos seguidores.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Perdendo o Cabaço...



Bem depois de dois dias que tive minha experiência com o Gustavo o pai de minha colega, não me deu sossego queria que terminássemos nossa relação.
Afinal tivemos um imenso prazer que até o momento era de meu desconhecimento, mas que adorei sentir sua boca carnuda e seus lábios mornos, adentrando em toda minha intimidade. Sua barba por fazer presa entre minhas coxas e meu êxtase,foi uma experiência inigualável.
Mas falta o complemento e já que foi com ele que comecei a sentir prazer de mulher no afã de querer vivenciar mais e muito mais. Confirmei que queria sim que ele fosse meu primeiro homem,mas com uma condição ,sigilo e cuidado.Afinal sou jovem e nada pior que cair na boca dos colegas do colégio que já deixei de ser virgem.Aí não acharei namorados mas sim casos.
Como minha mãe trabalha pela manha toda e eu tenho o tempo livre eu e o Gustavo resolveu ter nossa relação em um horário que não desse muito na vista.
Assim na sexta feira bem cedo eu saí e o Gustavo me pegou no ponto do ônibus.
Assim que entrei no carro ele foi logo dizendo: Marcella eu quase nem dormir direito de tão excitado veja como estou de cacete duro só de ter ver, imagine de pensar que vamos nos amar até a exaustão.
_Calma Gustavo senão eu fio até com medo até parece que você faz tempo que não transa!
Ah isto não dei duas de noite que a minha mulher Sônia ate estranhou o tamanho tesão que estava e ainda estou!
_Caramba! Duas?
Claro ela adora sexo oral, eu também a chupei ate deixar mole de tanto gozar.
E eu mais ainda!
Bem chegamos ao motel, ainda bem que o vidro do carro dele é escuro, afinal é estranho entrar em um motel às 9 horas da manhã.
Então entramos e bem acabei de atravessar a porta Gustavo me segurou em um abraço e com um suspiro e disse:
_Ah Marcella você não sabe a emoção que estou sentindo você é minha primeira mulher virgem, pois sabe que a minha esposa já havia sido casada e eu quando jovem colecionava mulher de programa.
_Eu queria mesmo era foder e pronto!
_Sem tempo de namorar só trabalhar e ganhar dinheiro.
_Mas com você vou realizar meu maior desejo!
_Poxa Gustavo então seremos dois virgens. rsrsr.
Sim minha querida ninfeta!
As caricias iam aumentando e minha blusa foi tirada, suas mãos fortes iam segurando meus seios, seus lábios sugando-os com leveza.
Eu sentia os bicos dos meus seios eriçados, sendo mamados com imenso prazer.
Minha calcinha molhada, seu membro estourando dentro das calças.
Mas estávamos sós nos conhecendo sabendo até onde podemos ir.
Eu estava adorando senti-lo chupar meus peitinhos e passar a mão na minha xoxotinha molhada seus dedos brincavam com meu clitóris.
Fomos para a cama e quando Gustavo afastou minha calcinha e ficava de um lado pra outro brincando com meus lábios vaginais me levou a loucura.
Sua boca faminta.
Fiquei em êxtase segurava em seus cabelos não queria parar.
Minhas pernas tremiam de tanto prazer.
Nossa como era maravilhosa.
Sem agüentar mais pedi quase implorando para que Gustavo me possuísse. Vem te quero agora estou preparada para ser sua mulher.
Tirou a roupa apressadamente e eu pude visualizar aquele cacete rígido super excitado.
_Tenha calma pode doer um pouco, mas serei cuidadoso está bom?
_Encostava a cabeça do cacete esfregando por toda minha vagina, forçando um pouco sem pressa lentamente.
Aos poucos foi me penetrando senti um pouco de dor.
Mais estava muito gostoso os dois em êxtase.
Gustavo começou a meter e logo os movimentos ficaram cada vez mais rápidos,
As estocadas fortes me deixavam com uma louca sensação de prazer, a dor deu vazão ao prazer.
Foi então que senti um prazer enorme minhas pernas tremendo.
Meu corpo franzino acoplado ao seu corpo másculo queria mais muito mais.
Eu não agüentava mais. Comecei a gozar
Foi quando ele começou gozar junto.
Passado alguns segundos vi a quantidade imensa de seu leite que me deixou encharcada.
Saia da minha xaninha misturada a um pequeno filete de sangue. (afinal deixei de ser virgem naquele momento)
Gustavo com seu semblante apoiado em meus braços com um sorriso nos lábios mostrava alegria.
Assim depois desse dia transávamos sempre que podíamos.
Mas com total descrição deixei de freqüentar a casa dele e para não magoar minha amiga e filha dele mudei de colégio. Afinal não combinava ser amante do pai dela.
Já se passou dois anos e continuamos nos curtindo, ele viaja muito e sou sua companhia constante em suas viagens de negócios.
È uma delicia a cada dia novas sensações me fazem descobrir como é gostoso o meu coroa.



Docecomomel(hgata)
"Não onfundam o autor com sua obra"
Meus blogs


http://sensacoescomemocoes.blogspot.com/
http://desejosdeinsanos.blogspot.com/
http://sedentosdesexo.blogspot.com/

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Meu Primeiro Orgasmo!





Não foi como eu queria mas foi bom demais:


Tem algumas coisas que acontecem em nossa vida que jamais esquecemos.
Eu por exemplo jamais esqueci o prazer sentido há alguns anos atrás.
Foi com o pai de uma colega minha, eu tinha 18 anos, mas era muito bobinha,sabia nada de sexo.
Sempre que ia à casa de minha amiga via o pai dela o Gustavo deitado no sofá, bem displicente com seus shorts folgados, acho que ficava sem cuecas.
Isto me deixava desconcertada, mas fazer o que?
A casa era dele.
Sentia seus olhares de cobiça em meus seios, ficava arrepiada e os bicos dos seios ficavam eriçados.
Ate parecia que ia pular encima de mim.
Mas eu sempre distante não dava bola para seus olhares desconcertantes e insinuantes.
Como eu fazia dupla com a Diana, volta e meia estávamos fazendo trabalhos, fazíamos revezamento ora minha casa outras vezes na casa dela.
Um dia acertamos de ir à biblioteca e Diana mandou passar em sua casa que seu pai nos levaria de carro a biblioteca.
Eu me arrumei assim que cheguei do colégio e fui.
Quando toquei a campanhia quem atendeu foi o Senhor Gustavo, com um belo sorriso na face.
Olá boa tarde Diana está.
_ Não minha querida ela teve que ir de urgência no dentista seu aparelho estava machucando.
_Está bom seu Gustavo depois eu ligo para ela.
_Até!
_Espere entre ela não deve demorar foi com a mãe dela e de carro chega rápido;
Entrei e logo o Gustavo me imprensou na parede.
Levei um susto danado.
Ah Gustavo que é que você está fazendo?
_Calma deste jeito você me machuca,
_Até parece que bebeu.
_Eu? Bebi nada, mas vou beber de seu mel, sua putinha safadinha, pensa que me engana que não vejo você olhando o meu cacete quando estou no sofá vendo TV?
_Eu não fico olhando nada você que fica segurando em seu membro toda hora, aí fico com vergonha.
Vergonha é?
_Você vai sentir é prazer já minha putinha safada.
_E u já vou!
_Vai nada!
_E fique quietinha viu... Senão a coisa pega para você.
Eu com a minha inexperiência e com medo me submeti à vontade do meu algoz e seus prazeres.
O Gustavo me arrastou pelo braço me levando pra um quarto, acredito que era pouco usado, pois tinha um pouco de bagunça. e empurrando-me em direção da cama foi logo dizendo.
_Você fique quieta, viu sua putinha safada que você vai fazer tudo o que eu quiser e se abrir a boca lhe detono.
Com os olhos arregalados de medo e pavor, vi o Gustavo começar a tirar a roupa e ficar a minha frente pelado já com seu cacete meio-bamba.
E com o cinto na mão esquerda fez sinal, vem chega mais perto, venha sentir o meu cacete na sua boca safada.
_Dizendo isto bateu com o cinto no chão, mais ainda fiquei assustada
_Vem o que está esperando, anda logo safada
_Pois sem alternativa com medo e pavor abaixei a sua frente e comecei a chupar o cacete dele que ficava cada vez mais duro
Ele gemia e falava palavras que jamais havia ouvido, segurava minha cabeça e remexia com os quadris empurrando seu cacete até quase o fundo da minha garganta, que eu chegava a engasgar, ele ria dizendo calma mocinha que logo te encho de leite
Aí delicia de boca, chupa gostoso seu pirulito, minha putinha safadinha.
Hum... Assim delicia.
Depois de alguns minutos chupando o cacete de Gustavo eu estava excitada, sentia minha calcinha molhada.
Gustavo repentinamente mudou de idéia e tirou o cacete da minha boca, levando-me para cama me fez ficar deitada.
Ele em pé na minha frente eu pude analisar o tamanho exagerado do cacete, que estava super rígido.
Bem diferente do que eu vi de um namoradinho meu, mas afinal ele era já um homem formado.
Assim deitada estava à mercê de sua vontade, que veio por cima de mim igual um abutre me alisava com suas mãos, mordiscava meus seios, chupando-os com gulodice. E ia descendo com seu lábios úmidos pela minha barriga,lambendo meu umbigo e minha genitália toda.
Confesso que o prazer era intenso.
Hoje posso afirmar isto, mas o prazer do momento eu não sentia, não era vontade minha.
Assim Gustavo lentamente abriu minhas coxas e começou a sugar do meu clitóris, parecia um sedento sorvendo da fonte do prazer.
Chupava mordiscava meus lábios vaginais.
A intensidade de seu carinho era imensa.
Eu estava à mercê de seus prazeres, mas sentia também muito prazer.
Quando Gustavo colocou meus pés em seus ombros e sorvia com intensa vontade do meu cheiro e sabor,não resistir e comecei a ter convulsões e orgasmo intenso me deixava tremula,segurava em seus cabelos com firmeza.
Explodindo em um intenso e prolongado orgasmo. Foi a primeira vez que gozei,foi sensacional o prazer sentido.
O primeiro gozo e ainda na boca sedenta de um coroa que queria sentir e me fazer provar dos prazeres do sexo que até então eram desconhecida na minha ignorância de moça jovem e recatada da cidade do interior.
Foi sublime!
Gustavo degustava com intenso prazer que logo explodiu em um gozo me deixando toda molhada de seu esperma. Não quis me penetrar e depois de alguns mi nutos com a respiração ofegante falou:
Bem minha putinha por hoje é só, mas amanha quero te levar em um lugar que quero este selinho e vou te mostrar o que é prazer viu?
Apenas concordei com um aceno de cabeça.
Mas foi com ele que perdi minha virgindade em todos os sentidos.

Docecomomel(hgata)
Vejam meus blogs
"Não confundam o autor com sua obra"
MSN:Docecomomel2011@hotmail.com
Imagem do google

domingo, 24 de julho de 2011

Uma rapidinha com o massagista !


Uma rapidinha com o massagista!

Caramba que dores eu estava sentindo quando comecei a freqüentar a academia, foi preciso de um massagista fazer umas sessões de massagem para aliviar as minhas dores.
Quer dizer aliviou as dores do corpo, mas em compensação a minha libido ficou a mil.
No primeiro dia fiquei encantada com seu sorriso. Foi atração fatal.
Quando o Lucas chegou e cumprimentando-me com sua contagiante jovialidade fiquei de olhos vidrados em seu semblante belo e sedutor
Então vamos começar!
Vou falar do perfil do Lucas e você me diga se tenho ou não razão de ficar excitadas de sentir suas mãos me acariciando em sessões de massagens corporal!
Eu me delicio com seu toque, seu cheiro e sua masculinidade que exala por todos os poros.
O massagista ele e moreno cabelo curtos olhos pretos
Ele e lindo!
Eu deito na cama e logo ele começa a massagem, e ouço bem longe sua voz sensual indagar
_Ai está sentindo-se mais aliviada?
_Está Ficando bom?
_Sim!
_ E suas mãos vão descendo pelo meu corpo massageando com suavidade.
Eu tomei a iniciativa, pois ele como profissional estava hesitante.
Mas ainda bem que safada como sou fui logo procurando deixá-lo em ponto de ataque.
Não agüentando de tanto tesão começo acariciar sem membro sobre a roupa e vejo como esta super excitado.
Cada toque sinto o volume aumentando
A excitação toma conta de nossos corpos.
Discretamente Lucas começa acariciar meus seios, apalpando-os.
As suaves caricias nos deixam cada vez mais excitados.
O êxtase toma conta de nossos corpos.
Sem que nem pra quê eu tiro o cacete rígido para fora e olho com olhos deslumbrados de tesão sem membro latejante com cabeça reluzente.
Caramba que cacete G.G(grande e grosso).
Fico em estado de euforia vendo aquele monumento a minha frente e começo a degustar com gulodice.
Lucas fecha a porta da sala de massagens e tira a calça e pede para eu ficar sentada.
Ajoelhando a minha frente abre minhas pernas e começa uma sessão de sexo oral.
Delicia sentir seus lábios úmidos e quentes.
Fico quase escorregando da mesa, sentindo seus lábios brincando com os meus lábios vaginais.
Tínhamos que ficar em silencio, mas impossível não soltar pequenos gemidos de prazer.
A euforia e êxtase tomam conto de nós dois.
Com imenso prazer tenho um orgasmo entre os lábios de Lucas que degusta com gulodice do meu mel
Lucas levanta e ali mesmo na mesa de massagens começamos a transar.
Puxa-me a sua cintura e fico com os joelhos enlaçados a sua cintura.
E com estocadas firmes sinto meu cacete adentrando minha xoxota.
A euforia intensa e prazerosa.
Lucas com força e vigor mete cada vez mais e com vontade sinto seu orgasmo se aproximando.
Ahh.
Lucas vai me enche de seu leite, meu tesudo gostoso, jamais ia esperar umas massagens tão deslumbrantes assim.
_Vai meu gostoso.
_Meu massagista safado, come tua Marcelinha que já vai gozar de novo.
_Segura em mim minha putinha safada, rebola mais gostoso, assim ai que já vamos gozar.
Assim mesmo minha safadinha como tu rebola no meu cacete gostoso, que já vou te encher de leite, ai safada gostosa rebola no cacete do seu neguinho vai.
Ahh
Em instantes sinto sua respiração ofegante e o gozo intenso inundar minha xaninha.
Ficamos juntinhos abraçados esperando nossa respiração se acalmar.
Nossos olhares dizem o prazer sentido.
Lucas tira seu cacete de dentro de mim, vai ao banheiro tirar a camisinha.
Voltando logo com imenso sorriso nos lábios.
Ah Marcella que delicia de trepada, jamais aconteceu isto com uma cliente, mas senti um imenso prazer em ter você ali livre com minhas mãos a te acariciar que me exaltei.
Desculpe!
Ah Lucas foi coisas do momento do desejo seu e meu.
Não tem que pedir desculpas por exceder-se eu queria também.
E agora como ficamos?
_Ora!
Ficamos juntos já vou atender um cliente e vamos curtir o complemento de nossa atração sedenta de sexo e prazer.
Concorda?
_Claro estou a tua espera vamos à minha casa sabe que moro só.
_Marcella acho que vai ter companhia sempre agora está bom?
_Claro é o que mais desejo.
_Meu massagista gostoso.


Docecomomel(hgata)
"Não confundam o autor com sua obra"
Imagem do google

http://sensacoescomemocoes.blogspot.com/
http://sedentosdesexo.blogspot.com/
http://desejosdeinsanos.blogspot.com/

terça-feira, 12 de julho de 2011

Ménage com à amiga da esposa I


Bem tudo começou com este hábito de ficar horas em frente ao PC, em sites de relacionamento e salas de bate papo.
Sempre adicionava alguns amigos e procurava amizades com pessoas que moram nas cidades da região ou próximo de onde moro
Sou heterossexual por vocação e convicção.
Foi quando me apareceu uma mulher de seus 25 anos e deixou o MSN.
Foi dai então que eu a adicionei e começou a minha maior aventura .
Digo aventura mesmo ,pois relutei muito antes de embarcar nesta transloucada e excitante fantasia e fetiche.
A Vânia era casada tinha 25 anos bi-sexual e andava insatisfeita na sua vida sexual e afetiva.
Coisas de toda mulher ,mas claro existem exceções.
Foi uma amizade rápida e fulminante, em pouco tempo já freqüentávamos a casa uma da outra.Eramos amigas e confidentes.
Mas era amizade mesmo.sem nenhum contato físico.
Foi assim que em uma tarde de sábado a Vânia disse que estava muito triste pois estava cansada de ouvir seu marido dizer que tinha o desejo de transar com ela e uma outra mulher.
Ela achava que ele não estava sentindo mais atração por ela,por isto acreditava dele ter essa fantasia.
_Mas Vânia isto não tem nada a ver
_E que os tempos mudam e a insatisfação pessoal causa fantasia e desejos,causando este mal estar entre vocês.
_Ora se ele tem esta fantasia porque você não a realiza? Comecei a conversar com ela sobre as diferenças de sentimentos entre homens e mulheres, ela acabou aceitando as explicações e disse que iria pensar,mas tinha medo de depois o marido não a querer mais .
Que iria ter uma conversa franca e direta com ele e que de preferência seria eu a outra mulher,para poder satisfazer os caprichos do marido de Vânia.
Mas...Vânia porque eu ?
Em você eu confio sei que não vai tirar o Lucas de mim.
Relutei mas acabei concordando afinal ele é um homem bem bonito e charmoso.
Ah... O Lucas.
Foi quando ela me falou já que eu estava solteira e tudo.Não teríamos problemas.
Está bem Vânia,pra sua alegria e felicidade concordei.
Depois de passado dois dias a Vânia me ligou dizendo que tinha acertado com seu marido Lucas e que sexta feira iríamos sair os três.
Bem está certo Vânia sairemos sim e se rolar a química iremos curtir uma boa noitada de prazeres e muito sexo.
Depois da indecisão fiquei pronta para sair com o casal.
As 20 h em ponto vieram me buscar e é claro não pude deixar de olhar para o Lucas que estava com um sorriso radiante na face.
Lucas era um negro, alto forte com pernas musculosas e o bíceps bem musculoso.
Fomos a um barzinho bem discreto com musica ao vivo.
Ficamos em uma mesa em um local bem afastado do maior movimento.Vi que Vânia estava com a fisionomia de ansiedade.Começamos a tomar uns chopes e observei que Lucas não tirava os olhos do decote que mostrava o colo de meus seios. Tenho seios fartos e capricho no decote!
Depois de alguns minutos eu e Vânia fomos ao toalete.
Marcella você precisa tomar a iniciativa,senão vamos ficar a noite toda só de conversa mole,precisa me ajudar!
_Mas Vânia ele já sabe que vamos fazer uma farrazinha antes de ir para casa?
_Não exatamente! Apenas disse que hoje iria realizar a sua maior fantasia!
Ah...Entendo ele está ansioso,mas não sabe que será com você,precisa tomar a iniciativa Marcella!
Está certo Vânia, mas tente entrar no clima, pois vou atacar seu marido e é agora.
Legal Marcella!
Voltando a mesa sentei em um ponto estratégico que minha perna encostava-se a Lucas.
Comecei a provocar roçando minha perna na sua.
Via seus olhos brilhantes, estava gostando retribuía.
Ah safado doido por sexo que nem se liga dos temores de sua esposa.
Depois de ver o sorriso de confirmação de seu prazer ataquei, tirei meu sapato e comecei acariciar com o pé o seu membro,lentamente alisava,comprimia com leves toques.
Sentia a rigidez.
O pulsar latejante da ereção, a minha ousadia de instigá-lo em um local publico e perto de sua esposa o estava deixando desconcertado, mas super excitado.
Lucas discretamente abaixou uma de suas mãos sob a mesa e acariciava meu joelho,com movimentos circulares dos dedos.
Pedimos mais uma rodada de chope e quando estava na metade eu apenas sugeri.
_Lucas meu querido!
Que tal nós três irmos para um lugar mais calmo e aproveitar a noite de sexta-feira?
Que acha Vânia?
Bem Lucas o que você decidir eu apoio.
_Tem certeza disto?
Claro a Marcella é minha amiga e confidente sabe de minha opinião.
E você Marcella que acha ?
Bem ...
Eu estou aqui para o que der e vier sem envolvimento emocional.
Curtir só o prazer do momento!
Lucas pediu a conta e disse então garotas vamos à farra que hoje serei só de vocês.
Saímos os três de mãos dadas e Vânia ofereceu-se para ir dirigindo, já que a mesma não bebeu.
Eu Dirijo Lucas, enquanto você vai conversando com a Marcella!
Aonde Vamos mesmo?
Aquele motel fora da cidade que passamos na frente semana passada amorzinho!
Assim eu e Lucas fomos no banco de traz,íamos conversando mas as nossas mãos iam em busca de prazer.
Lucas começou acariciando minha xoxota por cima da calcinha, eu podia ver o olharapreensivo de Vânia pelo retrovisor.
Lucas estava super excitado.

Continua...




Docecomomel(hgata)
Imagem do google

Ménage com à amiga da esposa II


Continuando...II

Quando entrei no motel eu precisei ficar abaixada, para que outros não pudessem ver!
Enquanto me abaixei fiquei encostada com rosto no colo de Lucas e pude sentir toda rigidez de um cacete grande e grosso.
Entramos e Vânia abaixou a porta da garagem, eu como estava no colo de Lucas abri sua braguilha e vi com prazer um membro grande de uns 21 cm negro com a cabeçorra vermelha parecia um cogumelo.
Sem pensar comecei a lamber.
Hum... Delicia a babinha escorria entre meus lábios.
Lucas começou a gemer gostoso falando palavras que me incitava à não largar mais o cacete dele.
Ah...Marcella que delicia esta boquinha gulosa no meu cacete.
Aiii... Que safada gostosa hein!
Vendo que Vânia se aproximava do carro Lucas a chamou,Vânia meu amor obrigado por me proporcionar esta fantasia.
Dizendo isto abocanhou o seio da esposa e começou a mamar.
Ah... Lucas calma ,olha Marcella ai eu fico com vergonha!
Vergonha é minha putinha,então vamos entrar que esta vergonha passa.
Entramos e logo Lucas foi tirando as nossas roupas,estava super excitado de está com duas mulheres.
Vânia começou a perder a timidez e já sem roupa começou a chupar o Lucas,que com uma das mãos acariciava a cabeça da esposa e com outra me tocava o corpo.Me alisando.
Ah com ele dava leves estocadas metendo mais o cacete na boca de Vânia (esposa) que gemia e babava todo cacete dele.
Ah... Lucas mete seu cacete na Vaninha vai meu tesudo...safado.que delicia ...Vania gemia pedindo mais.
Vem Marcella provar do meu macho,e dizendo isto me segurou pelas mãos me fazendo abaixar,rente ao cacete de Lucas que de tão excitado fazia uma curva apontando para o umbigo.
Começamos eu e Vânia a lamber o cacete de Lucas e no sofreguidão do êxtase,nossas bocas se tocavam.
Nossas línguas ávidas de desejos procuravam o toque,molhado dos lábios.
Entre uma lambida e outra do cacete de Lucas nos beijávamos.
A dança frenética do êxtase nos consumia.
Só havia desejos.
Lucas excitado adorando ver as suas mulheres se lambendo,se acariciando.
Que delicia ver minhas duas putinhas se amando!
Lucas nos pegou pelas mãos e levando-nos ate a cama
fez –me deitar e começou sugar meus seios,forte chupava um e outro deixando um rastilho de prazer.
Fez um sinal para Vânia e entre gemidos de prazer,Vâninha amor venha compartilhar comigo deste prazer,e segurando levemente indicou a minha xoxota.
Vânia que estava desejosa disto mesmo, abaixou-se e começou a me chupar,meus lábios vaginais abriam-se como se fosse uma flor.Uma fruta madura a espera de ser colhida .
Ah... Com esta ação eu não esperava que iria acontecer,mas o prazer imenso de sentir a leveza e doçura dos carinhos de Vânia me deixou ansiosa querendo apenas sentir muito prazer.
Em poucos minutos comecei a gozar nos lábios de Vânia que gemia e dava gritinhos de prazer.
Lucas vendo a cena levantou e com o cacete apontou para xoxota de Vânia e começou dando estocadas fortes.
_Toma minha esposa safada, chupa esta xoxota quente vai...
Que eu vou arregaçar.
Encher tua xoxota de leite.
E metia apressadamente e os movimentos acelerados faziam com que Vânia mais prazer sentia e me chupava mais ainda.
Não demorando muito explodimos em um orgasmo intenso.
Ah Vânia que delicia sentir tua boca sedenta na minha xaninha.
A Vânia sugava tanto que já sentia os lábios vaginais e clitóris com uma ardência suave ,mas bem gostoso e prazeroso.
Lucas esperou alguns minutos e tirou o cacete da xoxota de sua esposa e a deu pra lamber.
Vai safada mistura ai o meu leite com o mel da Marcella.
Safada, gostosa.
Ah nunca senti tanto tesão assim ,dizia Lucas radiante enquanto Vânia chupava seu cacete que já estava ficando duro novamente.
E segurando o cacete Lucas virou-se dizendo: Olhe Marcelinha seu brinquedinho.
Vi com olhos radiantes a exuberância daquele mastro rígido, reluzente com as veias dilatadas.
Aproximando-se Lucas me segurou pela cintura e prendendo minhas pernas as suas costas comecei a ser fodida .
Cada estocada com vigor que sentia minhas carnes se abrindo para acomodar aquele pedaço de nervo.
O prazer dos gemidos, eram como musica para enlouquecer de prazer.
E como uma explosão de sentidos chegamos a um intenso e prolongado orgasmo.
Eu sentia as golfadas de esperma adentrar em minha vagina.
Ficamos ofegantes e satisfeitos.
Assim Lucas me carregando no colo deixando-me na cama.
Falou calma Marcelinha ainda tem mais.
Estou louquinho para fazer um anal!
Vamos ver com quem você ou com a Vânia ,ou quem sabe com as duas com tesão que estou sentindo garanto que tem gás para a noite toda.



Docecomomel(hgata)
Imagem do google

sábado, 9 de julho de 2011

Aprendiz De Garanhão !



Olá eu sou o Paulo todos me chamam de Paulinho, não que eu seja pequeno, mas porque sou o mais novo de uma família de 05 irmãos, Aí por ser o mais novo me colocaram este codinome.
Vou relatar algo que me aconteceu!
Pois bem isto ocorreu faz uns quatro anos.
Eu andava meio triste porque uma menina que estudava na minha sala que eu gostava muito não me dava atenção, e ficava com outras colegas me chamando de donzelo e virgem abestado.
Coisas de Patricinha.
Eu ficava muito triste com isto e isto me fez outro dia chegar a casa chorando.
Como meus pais trabalham fora fico a maior parte das minhas tardes com nossa empregada Elza uma morena boazona que tem um bundão que me faz bater montes de punhetas pensando na sua xoxota inchadinha.
Ela veste umas roupas apertadas que a xoxota fica parecendo um capô de fusca.
Ai já sabe descasco umas punhetas mesmo!
Foi uma destas tarde que cheguei tristonho a Elza nossa empregada me indagou porque estava triste.
Respondo com a cara de zangado o motivo, ela deu uma risada bem alta e respondeu.
Ah Paulinho você com esta cara de donzelo as meninas não querem mesmo, preferem caras mais fortes e musculosos.
Você nem sabe o que é transar,tome jeito!
Sei sim!
Então me diga como se faz uma mulher feliz na cama!
_Ora Elza dando cacete na xoxota ate ela gozar.
Só isto?
_Elza me responde uma coisa você daria para mim?
_Claro! Qual mulher não deseja um jovem e ainda virgem. rsrsr
_Você trairia seu marido comigo?
_Claro ele é corno há muito tempo!
_Você quer fuder comigo?
_E porque não?
_Ele só vive enterrado no vicio da cachaça e do jogo que esquece que tem mulher!
_Ah Paulinho sou jovem ainda preciso de sexo, mas marido não liga tenho meus quebra galhos!
_Tudo bem Elza isto é um problema seu só interessa a você, mas você quer me dá esta xoxotinha que vivo sonhando em meter nela!
Claro meu menino gostoso e donzelo, mas precisa ser segredo se tua mãe sabe me manda embora esteja bom?
_E dizendo isto já veio me olhando com olhares de malicia.
Vem Paulinho vamos lá pro meu quartinho que quebro esta donzelice tua na hora!
E assim saiu me arrastando pela mão ate o seu quarto que ficava fora de casa.
Nem bem entramos e a safada já foi tirando a minha bermuda e de joelhos caiu de boca no meu pênis, e chupava com força que fazia estalos na língua.
Ah delicia você deve imaginar o quanto é prazeroso e imagine um inexperiente como eu, na época eu tinha apenas 15 anos.
Vivia sonhando com uma xoxotinha apertadinha para eu meter.
Olha Paulinho vou botar uns filmes para tu ver aí nos faz igual, porque ficar ensinando perde a graça ta bom?
Já volto, vai vendo os filmes ai que vou tomar banho está bom?
Meu garotinho gostoso da tia Elzinha.
Fiquei vendo o filme já de cacete duro, e pude observar que o meu cacete era de tamanho médio, comparado aos caras do filme.
Quando Elza saiu do banheiro enrolada na toalha fiquei com os olhos brilhantes de tesão.
Ela aproximou e dizendo venha amoreco deita aqui comigo que vou te mostrar o que é foder.
E Inclinando-me sob a cama já veio pro cima de mim com a boca procurando meu cacete.
È claro que a toalha foi tirada e assim pude sentir a maciez de sua pele morena com cheiro de sabonete.
Sua xoxota ficou bem encima do meu rosto, eu como um besta fiquei só sentindo o cheiro. até que ela disse chupa Paulinho a minha xoxota ta desejosa de tua boca.
Ah... Assim comecei a lamber de leve ,sem ter a noção exata do prazer que ela estava sentindo e cada linguada seus gemidos me incentivavam a chupar mais
Elza beijava a cabeça do meu pênis, chupava demais até parecia que ia engolir o cacete inteiro.
Que coisa gostosa sentir a boca gulosa, lambendo os culhoes mamando mesmo no cacete.
Depois de não agüentar mais a coloquei de quatro e com destreza comecei a meter na xoxota quente e apertadinha.
Ela rebolava e gemia na manjuba do papai aqui que agora já sabe o que é sentir uma xoxota quente e gulosa engolindo seu cacete.
Eu apertava seus quadris e dava várias tapas na bunda, ai mais era ouvido gemidos de prazer.
Os movimentos começaram acelerar e quando eu falai que ia gozar, Elza gritou pedindo entre gemidos goza... goza...na minha boca !
Sem perder tempo tiro a camisinha e meto o cacete na garganta dela, que abocanhou o cacete e bebeu leitinho todo só largando quando não tinha mais nem uma gota pra sair
E enquanto eu gozava em sua boquinha, dedilhava seu clitóris que o mel escorria pelos dedos...
Ah quanto mais eu empurrava os dedos na xoxota quente da Elza, mas ela gemia.
Eu já tinha gozado uma vez e assim Elza me fez deitar e veio por cima com as coxas roliças e grossa aberta escancarou a xoxota na minha boca.
Ah delicia sentir seu melzinho escorrendo pelos lábios vaginais. Caindo direto na minha língua!
Eu a chupava e ela com movimentos circulares dos quadris rebolava na minha cara. Deixando-me doido de tesão e com uma das mãos acariciava meu cacete que estava rígido novamente.
O gozo intenso e escandaloso de Elza na minha boca me deu mais tesão e com jeitinho a fiz mudar de posição e colocando-a de quatro comecei a apalpar sua bunda e com movimentos circulares passando a cabeça do cacete na portinha de seu anel.
Que pedia cacete, pois estava latejando,dando sinais de querer ser penetrada por via anal.
_Elzinha Deixa seu menino te comer. Você tem este rabo gostoso?
Ah Paulinho dói!
Dói nada vou com jeito, você não disse que ia ser minha de toda forma então, já gozei em sua boca, você já me deu seu mel gostoso agora deixa em te enrabar amor?
_Você tem cuidado?
Claro se doer muito você pede para parar esta bem?
_Ah Paulinho como negar com este tesão todo que estou sentindo!
Coloquei uma camisinha com sabor de morango, que Elza deu logo uma lambidas e com os dedos comecei a lacear aquele buraquinho quente, colocava um dedo logo ia com dois, bem úmidos de Ky e de leve comecei a empurrar a cabeça do meu pau.
Elza gemia, mas não pedia para parar.
Depois que a cabeça entrou Elza safada gemia e pedia mais.
_Aiii Paulinho que delicia sinto você latejando no meu rabo!
_Mete mais meu menino gostoso vem galopa na tua puta safada vai...
_Eu estocava levemente esperando ver a reação dela ,mas com estes pedidos à fiz ficar de quatro na cama e em pé mexia compulsivamente até meus culhões baterem na bunda dela.
_Vem Paulinho me come gostoso...
_Enche tua puta de leite vai gostoso.
_ Aiii... Delicia!
_Agora te quero sempre na minha cama meu menino gostoso.
E rebolava gemia gostoso e eu firme com cacete duro que estava parecendo uma rocha estocava com vigor, tirando todo membro deixando só a cabeça dentro e empurrava de uma vez só.Ai Elza urrava de prazer parecia uma cadela no cio pedindo mais.
Sentia seu ânus apertando meu cacete, e depois de infindáveis metidas começamos a gozar.
Eu apertava Elza e dedilhava seu clitóris enquanto enchia seu rabo de leite.
Ah delicia...
Sentir uma mulher se derreter de prazer com um cacete encravado no rabo e gostoso demais.
Só de lembrar já fico excitado.
Com cacete durão.
A minha primeira vez foi completa a Elza me fez sentir prazer o máximo possível.
Fiquei meses freqüentando aquele quartinho de empregada me deliciando com Elza que me ensinou a deixar uma mulher satisfeita.
Foi um tempo muito bom até que meu irmão mais velho viu e falou para minha mãe. Que tomo a medida drástica de mandar a Elza embora.
Lamentei muito, mas foi bom enquanto durou.
Depois fiquei sabendo que meu irmão contou para minha mãe por ciúmes, pois comia a Elza direto, mas ele era rapaz saia com ela para motel. Eu apenas estudante agradeço de ter tido a Elza na minha vida que me ensinou a foder bem gostoso.
Sinto saudades... Mas agora já sou um homem e tenho minhas gatas certas para transar bem gostoso.

Docecomomel (hgata)
09/07/2011.
Imagem do google

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Aprendendo a nadar eu traí...E Agora?


Chamo-me Marcella e hoje vou contar-lhes uma aventura que me ocorreu nestes festejos juninos.
Uma viagem que fizemos no final de semana passado.
Fomos meu cunhado Luciano, a esposa dele meu marido e um irmão da esposa de meu cunhado.
Foi um grupo bem divertido e animado.
No resort que locamos havia muitas pessoas e conseguimos apenas uma cabana para nós.
A cabana tinha três cômodos (quartos e cozinha).
Como não tinha mais que dois quarto o jeito que tivemos foi deixar o rapaz que estava sozinho ficar alojado na cozinha.
Ele não se incomodou já que confirmou sua viagem em cima da data.
Diogo era um cara boa pinta, muito divertido e brincalhão.
Gostei dele logo de primeira detesto gente de cara fechada que parece que anda de mal do mundo.
Enquanto todos se arrumavam para dá uma volta eu fui logo a mais rápida e assim fiquei de prosa com Diogo
Como era cedo, deixamos nossas coisas ali e fomos dar uma volta pelo espaço e fazer uma boquinha.
Muita gente teve a mesma idéia. O local estava cheio de pessoas que vieram aproveitar os dias frios no Thermas,com feriadão foi melhor ainda o movimento.
Ah nada melhor que curtir um final de semana em um local aprazível, com pessoa alegres e satisfeitas.
Tomamos cervejas comemos petiscos.
Sem deixar de saborear o nosso famoso acarajé.
Delicia...
Como já era bem tarde meu marido Sérgio disse estar cansado, pois havia trabalhado na noite anterior.
Falou que iria dormir, mas que eu poderia ficar com os amigos.
Claro que fiquei sem malicia nenhuma.
Afinal compreendo o cansaço de dias de trabalho contínuos.
Tudo estava muito divertido.
Muita gente e as piscinas Thermais super lotadas.
Parecíamos crianças disputando cada pedacinho do espaço.
Percebi que a roupa do irmão de minha cunhada estava super ligado ao seu corpo, deixando-o muito sex.
E com isso comecei a ficar excitada vendo o volume no seu calção.
Caramba o Diogo estava em estado de ereção e dava para notar sob a sunga um verdadeiro cacete mão de pilão.
Para quem não sabe e aqueles que têm a cabeçorra bem avantajada.
Ufa fiquei com um calor só de visualizar ao longe imagine se tivesse a minha disposição.
Então sugeriram que nadássemos um pouco, que fossemos para o lado mais profundo da piscina.
Eu logo disse não, pois não sei nadar!
Minha cunhada se aproximou e disse eis ai à oportunidade de aprender o Diogo te ajuda.
Ajuda Diogo a Marcella a nadar?
Claro que sim afinal sou um exímio professor.
Caramba!
E agora?
Ficar junto aquele homem ia me deixar embaraçada, pois era visível a atração que exercia sob a minha pessoa.
Lúcia (cunhada) se aproximou e me disse:
- Pronto você não queria muito aprender a nadar!
- Ele te ensina, se você quiser!
- Aqui?
- Vamos para um lugar mais fundo um pouco, que é melhor!
- Cuidado!
Diogo cuida da minha cunhada que vamos dá saída e já voltamos.
Fomos um pouco mais para dentro da piscina onde a água nos batia no peito.
Dei uma olhada para ver se o Sergio (marido) estava voltando, mas não o vi.
Diogo com uma voz sensual bem próximo a meu ouvido sussurrou.
- Calma! Confia em mim!
Nisso ele já havia envolvido minha cintura com seus braços forte.
E como eu estava com um short curto ele começou a subir suas mãos acariciando minhas coxas.
Diogo que é isso?
- Me leva para a beirada, desisto de aprender!
- Vamos Marcella se solte sei que é isto que você quer.
Sexo.
Sabe que sou casada!
Sei sim, mas tem uma xaninha como um vulcão entre as pernas e eu quero entrar nela.
Mas Sergio pode nos pegar!
-Não!
_ Tenho medo!
Se meu marido nos pega nos mata!
Que nada estou apenas ensinando você a nadar.
Venha se solte vamos viver este momento de prazer aqui.
Sem pensar em mais nada abaixei minhas mãos e comecei acariciar o cacete dele que estava super rígido
Realmente perdi o senso de pudor e entreguei-me aqueles momentos de êxtase.
Eu casada marido próximo fazendo sacanagem com um cara na piscina fingindo que estou aprendendo a nadar.
_Safadeza a minhas, mas está tão gostoso...
_Venha Marcella aprender a nadar rsrsr...
_Nadar só se for na cabeça do cacete!
_Você vai é rebolar muito na cabeça do meu pau vem, sua putinha gostosa!
Então fomos nos encaixando lentamente com ele bem juntinho de mim.
Sentia seu hálito seu bater descompassado do coração.
Aí que excitação.
Minha vontade era de dá um beijo para sentir sua língua morna em busca da minha.
Mas naquele momento não podia.
Uma pena!
Nossos corpos tão próximos que seu cacete ficou sobre minha xoxota, me deixando mais excitada.
Seus dedos entreabriam em minha xaninha,lentamente discretos com os gestos.
Sentia-o dedilhar no meu clitóris, suave eu sentia que cada vez mais estava ficando encharcada de excitação.
Conforme eu me abria, roçava minha xaninha no seu cacete.
Louca de tesão o abracei forte.
E como dois loucos afasto meu short Diogo abaixou a sua sunga e com a firmeza de um garanhão começou a estocar.
Lentamente me sentia arregaçada.
A cada investida sentia meu corpo tremular de êxtase.
E como foi inicio precisávamos de descrição sentir seu cacete inchar e explodir em um gozo.
Minhas pernas atracadas a sua cintura me deixava livre para sentir o prazer do proibido e gostoso.
O sabor de uma traição.
Ainda segurando-me pela cintura, Diogo tirou seu cacete de minha xaninha e colocou seu cacete entre minhas coxas.
E Dizendo entre suspiros ainda hoje precisamos terminar nossa brincadeira.
Marcella você é muito gostosa quero-te foder a noite toda.
Assim meteu um dedo na minha xaninha e levou a boca, e com um estalo de lábios disse quero provar de seu mel vai querer sentir a intensidade de seus orgasmos em meus lábios.
Disse isso como se nada tivesse acontecido dentro d’água.
-Ok!
Aguardo-te!
Não!
Eu estava sem condições de responder naquele momento meus pensamentos estavam desordenados, demorei um tempo e fui para a cabana!
Sinceramente fiquei na dúvida se conseguiria ainda chegar perto de Diogo naquele final de semana.
Mas eu queria muito dá para ele, mas como?
Pois tive oportunidade e não deixei escapar.
Logo no outro dia cedo todos saíram aleguei dor de cabeça, mas iria mais tarde.
Terminei de ajeitar umas coisas fui tomar um banho sem me preocupar de fechar a porta.
Levei um susto quando eu vi o Diogo que apareceu do nada na porta do Box.
Dizendo que ali no banho era mais fresquinho.
E já foi tirando a roupa e entrando embaixo do chuveiro.
Diogo e meu marido!
Ah foi comprar umas bebidas vai demora, seu corninho não sabe a mulher que tem e deixa em falta de sexo.
-Chega pra lá um pouquinho!
-Venha que te quero toda.
E abaixando-se no Box caiu de boca na minha xaninha.
Ahh... Delicia de xoxota.
Querida gostosa safada enche a minha boca de teu mel vai minha putinha safada.
Não demorou muito tive um orgasmo intenso e prolongado.
Diogo como um bezerro desmamado me chupava toda.
Depois de alguns instantes com a respiração ofegante.
Ele aninhou-se bem contra mim e ficamos agarradinhos.
Seu pau já se colocava entre minhas coxas e com leves estocadas comecei a ser penetrada, ali mesmo no Box do banheiro encostada-se à parede sendo comida sem reservas.
Diogo como um garanhão estocava cada vez mais firme e nossos gemidos enlouquecidos eram abafados pelo som da água escorrendo entre nossos corpos. Sem agüentar mais senti a respiração ofegante de Diogo os ritmos acelerados e seu cacete inchar dento da minha xoxota e como um louco seu gemidos tornaram mais intensos e logo o orgasmo.
Sentia golfadas de esperma na minha xoxota.
Delicia o sabor de uma transa intensa e rápida como são as grandes e intempestivas traições.
Ficamos um tempo juntos abraçados e em murmúrios palavras de paixão e juras de amor eterno.
Mas só Deus sabe se serão cumpridas.
Acabamos nosso banho e com caricias e carinhos nos despedimos prometendo um novo encontro. Mas o tesão entre nós era imenso assim ainda tivemos novo encontro antes de voltarmos a nossa vida pacata...
E feliz!
Será?


Docecomomel(hgata)
'Não confundam o autor com suas obras"

terça-feira, 5 de julho de 2011

A dieta do Sexo


A DIETA DO SEXO
Sexo é a maneira mais eficaz de perder peso.
Veja quantas calorias você pode perder durante uma transa.

TIRANDO A ROUPA

Com o consentimento dela...10 Cal
Sem o consentimento dela...190 Cal

ABRINDO O SOUTIEN

Com as duas mãos...8 Cal
Com uma mão...32 Cal
Com uma mão, sendo espancado por ela...107 Cal

COLOCANDO A CAMISINHA

Com erecção...6 Cal
Sem erecção...644 Cal

NA HORA DA TRANSA
Tentando encontrar o clitóris...12 Cal
Tentando encontrar o ponto G...13 Cal
Tentando fazer ela virar...348 Cal

POSIÇÕES
Papai e Mamãe...12 Cal
Frango Assado...20 Cal
Peão do Boiadeiro...89 Cal
Deitado...10 Cal
Em pé...912 Cal

APÓS O ORGASMO

Ficar na cama abraçadinho...18 Cal
Virar de lado...36 Cal
Explicar para ela porque virou de lado...814 Cal

TENTANDO DAR A SEGUNDA
Se você tem de 16 a 19 anos...12 Cal
Se você tem de 20 a 29 anos...38 Cal
Se você tem de 30 a 39 anos...112 Cal
Se você tem de 40 a 49 anos...326 Cal
Se você tem de 50 a 59 anos...973 Cal
Se você tem acima de 60 anos...2.926 Cal

COLOCANDO A ROUPA
Colocando a roupa calmamente...32 Cal
Com pressa de se mandar...96 Cal
Com o marido dela, batendo na porta...2.438 Cal






http://portugalporreiro.blogspot.com/2009/02/dieta-do-sexo.html

sábado, 2 de julho de 2011

Traições Servem de Lições



Quando eu tinha meus belos dezoito anos, gostava muito de namorar no portão, mas nós tínhamos uma vizinha que era muita da bisbilhoteira.
Ficava horas na varanda de sua casa só espionando o outro lado da rua.
Nesta caso a nossa casa era de frente para a casa desta mulher solteirona.
Nem posso lhe denominar balzaquiana, pois já passava dos 30 trinta anos há muito tempo.
Meu namorado sempre adorava fazer umas sacanagens encostada no muro.
Voces sabem não é estudantes sem dinheiro para motel ,carro não tínhamos então ficava no esfrega mesmo de pau nas coxas,mão naquilo e aquilo na mão.
E prazer rolava solto.
Quando era final de semana saiamos e algumas vezes rolava sexo de verdade.
Afinal perdi minha virgindade ao dezesseis anos de idade.
Ora bolas eu gostava e ainda gosto muito de fazer sexo e como dizia meu namorado lavou ta nova pronta para ser usada.
Assim eu e meu namorado íamos levando nossa vida de prazeres ocultos.
Uma noite de sabado já era bem tarde eu e meu namorado Marcos estávamos no maior amasso.
Sim estávamos fazendo um sexo entre as coxas.
Marcos doido para penetrar ,mas eu gostava de dá mas com conforto,mas o tesão naquela noite era imenso que estávamos super excitados .
Que os gemidos deixavam qualquer um alucinado de tesão.
Quando eu já tinha tido meu orgasmo Marcos avisa segura amor que agora vou encher você de leite.
E começou a ter um orgasmo fenomenal,gemia tal qual animal no cio.
Para não desconfiar o Marcos colocou uma camisinha,afinal não seria nada agradável entrar em casa e dá de cara com minha mãe e as pernas toda melecada de esperma,era essencial manter as aparências e respeito familiar.
Depois ficamos abraçados juntinhos ao portão.
Passado alguns minutos passa um carro e o reflexo dos faróis mostra a casa da senhora solteirona.
Ilumina rapidamente, mas dá para notar a silhueta de uma mulher sentada na varanda batendo uma siririca.
Aff...Então é isto ela fica espionando para se excitar!
Marcos como é muito do safado diz entre risos ah...Tadinha se soubesse que estava carente me convidasse que daria uma boa surra de cacete...
Oxi...Marcos você também ein?
Que tem Marcella ela quer eu dou.
Tá bom Marcos não vou perder meu tempo discutindo com você,mas depois deste momento tão gostoso você me desagrada com esta brincadeiras.
Brincadeira?
Não !
Digo a verdade se ela quiser dou cacete todo dia a ela.
Poxa já vou entrando.
Mas que chato você ein!
Assim entrei e muito chateada com a falta de tato de Marcos,mas acredito que ele dizia a verdade,seu apelido entre seus amigos é “Marcos galinha”e se rolar vantagens financeiras como ele mesmo diz come até defunta.
Mas deixa quieta que é melhor.
No domingo o Marcos não apareceu apenas ligou dando desculpas esfarrapadas fiquei com cisma, mas nem dei assunto.
Assim sucessivamente os três dias seguidos.
Quando foi quinta feira eu sai do cursinho cedo e fui à casa de uma amiga,bem próximo a minha casa.
Estávamos conversando quando ela me indagou se eu não me importava do meu namorado esta andando com uma mulher mais velha?
Como você disse
Êta?
Aff ...Marcela vai me dizer que você não sabe que teu namorado está de caso com a tua vizinha ,aquela solteirona.
Eu sei de nada não.
Pois bem está e sabe que meu irmão e amigo de Marcos, e sabe que foi que ele falou que a coroa chora demais na hora de gozar, que ele ta adorando transar com ela, pois o deixa em alta.
E ainda por cima menina todo dia um mimo já ganhou um Not book e um celular novo.
_Sabe como é o Marcos sempre foi galinha e se a coroa encher ele de presente você já perdeu ele.
Pois é verei com meus próprios olhos esta estória.
Assim liguei para o Marcos avisando que iria fazer uma viagem rápida neste final de semana e só retornava no domingo.
Ahh... Marcela que pena vou morrer de saudade de você.
Cuide-se tá. Bjus.
Foram esta ultimas palavras que ouvi de Marcos.
Naquela noite fiquei escondida esperando ver o Marcos entrar na casa da minha vizinha...
Já eram uma 22 horas quando o vejo vir apressado pela rua e rapidamente entra pelo portão, mas sem deixar de olhar para os lados, ter certeza que não seria visto.
Na porta a solteirona já o abraçou e vi com estes olhos o beijo longo que deram.
Fiquei pasma de ver a petulância do Marcos.
Ah. Bem que lembrei das brincadeiras do Marcos quando uma vez estávamos namorando no portão e notamos que a vizinha estava espionando.
A h.. Safado vai ver fazia de propósito para espicaçá-la. Esperei eles entrarem de mansinho fui espionar a safadeza dos dois.
Sem querer fui praticar um ato de youverismo.
Fiquei de olhos arregalados ao ver Marcos sentado no sofá e a Lucia de boca em seu cacete. parecendo um bezerro desmamado.
Sua boca afundava em toda extensão do cacete, só deixando as bolas de fora, que fome de cacete entre um lambida e outra, falava palavras obscenas, ou estimulantes ao prazer.
_Ah Lucia minha gostosa você é uma deusa.
Ah quanto tempo perdido com namorada jovem,você sim que sabe matar um homem de prazer.
Vai chupa mina puta safada gostosa, vai bebe do meu leitinho.
Prove do mim, faça-me objeto de seu maior prazer. Gostosa ahhh delicia ,Lucinhaaaaaaaaa vou gozar!
Goza marquinhos enche tua mundana de leite vai.
Ahh... Gostoso.
Slup...slups.
E enquanto a Lucinha falava já ficava de boca aberta esperando receber todo leitinho do Marcos.
Que em golfadas ia até o fundo da garganta
A safada da coroa era muito da libertina mesmo com todo cacete na boca ficava massageando o saco do Marcos que como um alucinado estocava o cacete goela abaixo ,quase fazendo –a engasgar.
Mesmo depois do intenso gozo Marcos continuava com cacete na boca de Lucinha que lambia e chupava como se fosse um pirulito na boca faminta de uma criança.
Por estas cenas eu não esperava, mas o prazer que via que estavam sentindo me deixou por demais excitadas.
Lucia como não tinha recebido o cacete de Marcos na xoxota estava como uma cadela no cio gemendo pedindo prazer. Suas palavras denotavam a fome de sexo.
Vem Marcos me foda meu garanhão gostoso.
Quero sentir este cacete me rasgando.
_Antes quero seu cuzinho!
Ahh...Nunca dei ele a ninguém!
_Melhor ainda,venha relaxa que teu macho vai ter o cuidado e você vai ver o que é prazer minha coroa safada.
Você vai conhecer o paraíso de tanto gozar.
Ah Marcos você não sabe quanta siririca bati vendo tu com aquela guria no portão encostados no muro.
Ah...Entendo mas deixa quieto que ela é passado vamos viver o nosso agora.O momento dos prazeres.
Lucia foi ficando de quatro e Marcos com cacete encapado meteu a cabeça,de leve encostando.
Ai...Está doendo!
Mas para nãoooo!
Calma ,relaxa.
Marcos pegou um creme e melecou a cabeça do cacete e dois dedos besuntando todo o buraquinho de Lucia que ansiosa esperava.
Hum ...Vai Marquinhos fode sua coroinha fogosa vai ...Fode gostoso ta doendo mas não para nãoooo.
Ahhh ....Que deliciaaaaaaa.
Marcos já super excitado colocou a cabeça do cacete e devagar meteu sentindo os gemidos da Lucia que já não eram mais de dor,mas sim de prazer.
Ahhh...Marcos gostoso você me mata de foder.
E depois lentamente Marcos afundou sem dó nem piedade todo cacete naquele rabo virgem.
Ela correspondia com seus gemidos e palavras,Marcos continuava metendo bem forte com sua fome insaciável de querer foder sempre cada vez mais.
E quanto mais ela gemia mais Marcos estocava com vigor.
Ahh ...Marcos vou gozar!
Goza minha puta vai safada toma cacete no cuzinho pra você gozar mais gostoso ainda.
Ahh ...Delicia e o Vuc ...Vuc do cacete de Marcos faziam suas bolas baterem na bunda de Lucia que faziam o barulho que a deixava louca de tesão.
_Marcos gostoso ai que delicia suas bolas batendo na minha xoxota vai Marcos mete arregaça tua puta.
E assim com estocadas fortes e firmes Marcos gozou no rabo de Lucia que gemia e contorcia de prazer com um cacete de 21 cm encravado no rabo.
Aí vocês me perguntam e você que assistiu a toda esta sacanagem fez o que?
Apenas nada com os dois pombinhos eles se merecem.
Mas que fui para casa apressada e direta no banheiro bati uma deliciosa siririca lembrando-se da s cenas e gemidos que excitam qualquer pessoa.
Vocês concordam?
Agora que terminei com o Marcos e a traição me serviu de lição estou com namorado novo.
E. Nada de fazer meia transa tem que ser completo com direito a anal e oral.
Já foi meu tempo de falsos pudores o que quero mesmo é saracotear com odores prazeres e amores.

Docecomomel(hgata)
"Não confundam o autor com sua obra"
Imagem do google

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...