Desejos do Facebook

Valeu ...O reconhecimento!

Grata aos seguidores.

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Transando com a amiga safada dos meus filhos...








Oi Pessoal hoje eu vim contar uma aventura que me ocorreu no final do ano passado.
Eu sou um coroa de 48 anos, casado e feliz com meu segundo casamento. Quando era mais jovem era muito safado e não podia ver um rabo de saia que corria atrás agora estou sossegado e procuro viver em paz com minha atual esposa que é 10 anos mais jovem que eu e muito gostosa.Na cama fazemos o par perfeito.
Do meu primeiro casamento tenho um casal de filhos adultos, eles moram em outra cidade e nas férias de verão sempre ficam alguns dias em nossa companhia. Larissa e Rafael se dão muito bem com minha esposa,mas neste final de ano que passou Rafael trouxe uma amiga de faculdade para passar as férias junto com a gente.Tirou meu sossego pois quando bati os olhos naquela mulata fiquei tarado.Adoro mulatas e Luana é uma daquelas de tirar o sono.
Luana um tesão de mulher, mulata, com seios fartos e uma boca sensual e muito atraente, é uma garota um pouco tímida e não tem namorado, foi que meu filho me confidenciou até perguntei se era paquera sua, ele negou afirmou que são amigos de faculdade.
Logo eu estava imaginando em ter alguma oportunidade de tentar algo com ela, o tesão enorme eu estava sentindo pela Luana.
Gostaria, portanto sem falsa modéstia e hipocrisia mostrar ela o que um coroa fogoso poderia ensinar.
 Não vou forçar, mas sinto que devo pelo menos tentar. Estou apenas esperando oportunidade e sei que logo terei, só basta minha esposa dá uma folga que jogo meu charme e mostro aquela mulata o que um coroa gostoso como eu pode oferecer a ela na cama. Tenho certeza que não vai reclamar de falta de sexo ,mas de excesso.
Finalmente o dia chegou meus filhos foram até uma cidade próxima com minha esposa e uma amiga, o carro não dava para ir seis pessoas, pois o marido da amiga que iria dirigindo.
Então vi naquele dia belo e ensolarado de sexta-feira a minha grande chance. Após o café meus filhos e esposa saíram,olhei vi Luana Deitada na rede na varanda lateral da casa,fui até perto de onde ela estava e perguntei se não queria dá um passeio conhecer algum lugar.
--ah seria ótimo, mas não vou incomodar?-não minha querida terei maior prazer de passar um dia com você uma jovem linda como és será uma honra.
-Notei ficou envergonhada, mas disfarcei falei que poderia se vestir que a levaria até clube.
No clube como era dia de semana apesar de ser período de férias tinha ainda poucas pessoas,quando vi Luana tirar a roupa e ficar de biquine enlouqueci de tesão,seu biquíni laranja asa delta mostrava seu corpo muito esbelto.
Nem vou negar que fiquei excitado e para evitar saia justa mergulhei na piscina. Fiquei de um lado para outro dando braçadas de um lado a outro.Luana ficou algum tempo deitada em uma cadeira na borda da piscina.
Eu pensava que o dia iria terminar e eu sem coragem de xavecar aquela mulata gostosa, até que ela perguntou se eu poderia passar protetor solar em suas costas.
Fazer o que não é?
Sai da piscina discretamente, sentei a seu lado e comecei a passar protetor e comecei a conversar, eu indaguei se tinha namorado, a resposta foi negativa... Eu fiquei até feliz a única coisa que queria era um namorado ciumento por perto.
Quando Luana respondeu que não gostava de namorar serio, que se gostava de algum cara curtia bons momentos de sexo e assim evitava namorados ciumentos e chatos colados em seu pé.
Respondi ahh...Entendo,mas eu estava era louco de tesão alisando suas costas e fui com uma das mãos descendo por suas coxas.
Ela gemeu e disse ah delicia suas mãos são macias...respondi procuro cuida-las para prazer ofertar.
-Notei seu Geraldo que o senhor é um coroa muito ativo.
-Por favor não me chame de senhor pode ser Geraldo como todos os amigos me chamam,ah está certo Geraldo como dizia notei que  você é bem ativo.
-Olha Luana apesar dos meus 48 anos ,sou ativo sim e gosto muito de sexo e deixo estes meninos novos que só pensam em drogas carros e tatuagem no chinelo.
-Ela riu e com cara de safada respondeu,só acredito vendo.
-Ah é então vamos para um motel que você com certeza vai gamar no coroa e ainda
Vai pedir arrego.
-Esta dizendo sério Geraldo?
-Claro veja como estou aqui  controlando minha ereção,Luana abriu bem os olhos e sorriu  levantando vestiu sua  saída e falou!
-Então o que estamos esperando!Vesti o a bermuda por cima da sunga e saímos.
Acelerei o carro até um motel mais próximo, quando chegou bem perto perguntei se tinha certeza que era isto mesmo que queria.
A resposta foi apenas um belo de um sorriso e uma apertada no meu cacete sobre a bermuda.
Chegamos ao motel pedi uma suíte e entramos com carro na garagem abaixei a porta e fui abrir a porta do carro dando a mão a Luana, e começamos a nos beijar.
Sentia os bicos dos seus seios eriçados e com certeza sua  xaninha já estava toda meladinha de tesão.
Entramos sentei na beirada da cama e comecei a tirar sua roupa bem devagar,
A parte superior do biquine quando eu tirei meus olhos fixos em seus seios com  os bicos eriçados,apalpei um a um lambi e mamei gostoso fazendo ronronar como a uma gata.
Olhando fixamente para seu corpo, sua calcinha guardando seu tesouro.Aí fui com os lábios lambendo sua barriga  fazendo uma trilha com beijos e lambidas sem tirar seu biquíni.
Eu ia  comendo com os olhos ela ,ela adorando isso.
 Quando chequei na altura de seu ventre abri bem as suas pernas, coloquei o seu biquine de lado e cai de boca, chupando-a, enfiando a língua fundo adentrando na sua  xoxotinha ,que estava  molhadíssima
Depois de deixa-la toda melada e mais cheia de excitação,caímos na cama tirei o restante de nossas roupas e fui por cima.
Enlacei suas pernas na minha cintura e mirei a cabeça do cacete entre seus lábios vaginais, que ansiavam pelo toque de um cacete viril como estava o meu no momento, assim fui metendo devagarzinho até que entrou tudo e parei. Sentindo que estava todo atochado em sua xoxota.Eu pensei que estava no paraíso,mas que nada apenas estávamos começando.E em minutos e comecei meter  com força ela gemia pedindo que metesse  mais rápido eu acelerei gostoso até que senti seu gozo na cabeça do cacete,meti mais um pouco e em instante estava gozando também, ai  foi gemidos,beijos e juras de amor.
Depois de alguns minutos fomos tomar um banho e Luana começou a me chupar.
 Logo estava bem dura novamente, quando ela disse que estava adorando aquele meu cacete. Eu comecei a fuder sua boca como se fosse uma xoxota,segurava pelos seus cabelos forçava fundo sentindo adentrar sua garganta e comecei a gozar na sua boca.Deixei livre achando que a safada não iria tomar meu leitinho,mas que nada bebeu tudo e deixou meu cacete lustrando de limpo.Acabamos nosso banho e fomos para cama.Deitei de costas e Luana veio me pagar um novo boquete nao demorou ficou duro de novo e ela subiu em cima  da cama e logo veio rebolando descendo sentando no meu cacete.Senti mais apertado quando me dei conta eu estava era todinho com cacete atochado em seu rabo.A safada com sua dança sobre meu corpo desceu de vez com suas pregas no meu cacete.
Sentia as fisgadas do seu rabo.
Fiquei parado saboreando sua performance e logo ela estava  de quatro recebendo meu cacete fundo dele rebolava e gemia pedindo leitinho.Claro que a vida é dura.Então temos que aproveitar estoquei com força e vigor e logo gozei jatos de esperma em seu rabo.
Safada nem questão de camisinha fazia,isto foi muito gostoso no momento e sempre será,mas o que eu não esperava aconteceu...Claro que não foi nenhuma doença mas um filho.
Eu e Luana em nossa primeira foda fizemos um filho. Agora estou com mais facilidade de relatar porque eu já conseguir apaziguar a situação, a sua  amizade com meus filhos acabou,minha esposa conseguiu me perdoar.Meu filho é um garoto lindo e saudável sempre o vejo em dias de visita.E acontece de vez enquanto Luana e eu ainda darmos uma fodidinha eu sempre quero  mais.
Ela responde um não e diz é só para não esquecer e lubrificar a xoxota.
E se acaba de rir.
Mas sempre diz que as portas estão sempre abertas para mim quando quiser.
Eu realmente volto muitas vezes, com a desculpa de ver meu filho, mas depois de conversas e brincadeira a criança vai dormir e sempre temos momentos de aventuras...Como posso deixar de sentir tesão por uma mulata jovem,safada adora sexo em sua plenitude e ainda por cima é mãe de um filho meu.
Difícil muito difícil.
Eu quero é prazer ela também então vamos aos prazeres da vida.



Abraços 3°conto de 2014.
Feira de Santana,Bahia Brasil 18 de janeiro de 2014.
Docecomomel (hgata)
Imagem do google

domingo, 12 de janeiro de 2014

De motorista a amante da patroa.






                                                                                                                                            12/01/2013.
Olá.
Eu sou o Jorge tenho 42 anos, sou moreno com 1.82 de altura e peso 83 kg, meus olhos são pretos e cabelos pretos com alguns fios grisalhos.
Sou um coroa boa pinta.
Eu moro em Olinda e trabalho de motorista particular em Recife.
Para quem não conhece as duas cidades são divididas por uma ponte.
Minha patroa é uma senhora de 40 anos, muito bonita e gostosa, ela é viúva há pelo menos um ano seu marido morreu de acidente de Jet ski.
Coisas do destino, e assim minha patroa ficou só e tendo que tomar conta dos negócios da família.
Seu marido tinha um escritório de advogados.
Foi uma barra começar a trabalhar para substituir até então seu marido e advogado conceituado no Brasil.
Mas tudo com persistência se resolvem assim a fila andou.
Dona Ivete minha patroa era uma pessoa muito gentil e simples todos os dias que a levava até o escritório ficava observando pelo retrovisor suas feições meigas. Sempre discreta com um sorriso nos lábios,uma pessoa muito calma,gentil e elegante.Não tinha como não gostar dela.Eu como homem e sempre fui safado fazia planos em minha cabeça se algum dia ela me desse bola:Coisas e pensamentos que povoavam minha cabeça...
Não conseguia deixar de desejá-la, mas de todo custo tentava evitar que ela percebesse.
Muitas vezes quando entrava no carro e com um simples bom dia senhor Jorge eu ouvia a sua voz melodiosa como se fossem os clarins do jardim da Babilônia.
E não foi nenhuma nem duas vezes que fiquei tão excitado observando que ficava grato quando estacionava no edifício do escritório e o porteiro vinha abrir a porta do carro.
Descia até a garagem deixava o carro estacionado e corria as pressas para o banheiro. A punheta era uma certeza.
Meu Deus que vou fazer, senão conseguia parar de sentir tesão por aquela linda mulher.
Mas na vida existe oportunidade e chegou a minha grande cartada.
Eu precisei levar dona Ivete até uma cidade próxima, enterro de um parente seu, o horário foi logo à tarde, ouvi seus parente convidarem para que pernoitasse, mas ela dizendo que a distancia era pouca que logo estaríamos em casa.
Perto sei que eram apenas 53 km, mas não contávamos com um temporal e devido à chuva forte houve um acidente e os carros de passeios foram impedidos de prosseguir viagem, sem nada a fazer procuramos um hotel na proximidade onde ficamos impedidos de seguir viagem, mas encontramos um motel e acreditem quase todos os quartos estavam ocupados. Todos os ocupantes na mesma situação que nós.
Então por sorte conseguimos apenas um. Seria preciso dormir os dois na mesma cama.Dona Ivete não se incomodou apenas disse assim que avisarem do desimpedimento da estrada seguiremos viagem.
-Clara dona Ivete o rapaz do motel disse que nos avisaria afinal todos que aqui estão tem seus compromissos.
-Verdade Jorge enquanto isto vai tomar um banho e tentarei dormir, logo você toma seu banho.
Eu fiquei no quarto ouvindo o barulho da água escorrendo e imaginando o corpo de Dona Ivete e já sabem o efeito que isto me causou, logo ela saiu do banheiro vestindo a blusa que servia com um vestido.
Suas pernas torneadas sem sapatos altos e sem meias eram lindas.
Olhei discretamente e sai em direção ao banheiro. Tomei um bom banho e sem ter roupas para dormir,fiquei apenas de calça sem camisa e sem cuecas.
Pedimos um suco na copa e nos prontificando a dormir.
Uma cama duas pessoas, conhecidas, mas distantes. Eu tinha a certeza que a noite seria um martírio.
Deitei de um lado da cama dando boa noite a Dona Ivete e tentei dormir, os relâmpagos clareavam o quarto.
O tempo foi passando e ouvi a respiração calma de Dona Ivete assim dormir de cansado. bem mais tarde sinto uma mão acariciando minhas costas ,o calor de um corpo abraçado ao meu Abri os olhos achando que Dona Ivete poderia está sonhando e fiquei quietinho sentindo o calor do corpo de uma linda mulher.
Fui ficando excitado, mas sem me mover até que mãos delicadas abrem minha braguilha e começa massagear meu cacete, nem precisa dizer que já estava duraço e babando de excitação.
Quando ouvi Dona Ivete me chamar pelo nome Jorge ou Jorge vire-se quero sentir o calor de seus lábios.
Suas palavras tiveram um efeito devastador, eu já fui tirando minha calça e fui com tudo pra cima da patroa, sua blusa ate então usada como camisola foi tirada e quando dei por mim estava chupando sua xoxota lisinha e lambuzada.
Ivete se contorcia, eu cada vez mais metia sua língua em sua xoxota que expelia mel em grande quantidade.
Tadinha também depois de meses sem receber um bom cacete entre as pernas tem que gemer e chorar de tesão.
Eu a peguei coloquei de quatro (4) e comecei a meter, puxando-a de encontro a meu cacete que já estava atochado ate o talo e com carinho fazia rebolar... Ivete gemia pedindo que a comesse com mais força e vigor.
A safada da minha patroa parecia uma puta gemia e se contorcia, eu já tinha sentido seu terceiro orgasmo no meu cacete.
Eu já não aguentava mais de tesão e comecei a estocar sem dó nem piedade quanto mais eu empurrava o cacete, mas ela pedia... Foi quando comecei a forçar meus dedos em seu rabo e senti latejando,ai perguntei se queria no rabinho ele gemendo respondeu.
Não seu cacete me arromba... Foi a mesma coisa que tivesse concordado.
Tirei o cacete da xoxotinha meladinha dei mais uma lambidinha coloquei a camisinha e voltei a ficar encostado a sua bunda. Dava tapas de cacete,encostava tirava,sentia seu anel latejando,foi quando encostei e senti que precisava comer comecei a forçar ela tentava sair eu a segurava pelos quadris e quando dei por mim só estava os culhões de fora.
Ver seu cu todo aberto com meu cacete atochado ate o talo foi algo bom demais.
Acariciava seu clitóris, dava tapas em seu traseiro, socava com força fazendo gemer e rebolar na minha vara. Quando Ivete começou a gozar entre meus dedos,parecia que estava tendo uma convulsão seu corpo ficou tremulo,senti suas pregas fisgarem apertando meu cacete,explorei cada segundo se de seu prazer e quando a senti seu corpo relaxar pensei que agora seria minha vez de sentir prazer.Segurei em sua cintura e com estocadas fortes atochei com ritmos acelerados e gozei abundantemente.nem sei como a camisinha suportou.Eu estava parecendo um garanhão possuindo uma potranca fogosa.Foi assim minha foda com a minha patroa Ivete...Ou digamos a primeira de muitas.
Melhor do que trepar é foder uma fêmea carente de sexo, parece que quer se acabar de trepar.
E assim tornei-me amante de minha patroa, continuei sendo seu motorista, mas em dias de folga dos empregados da casa ficávamos curtindo e sempre trepavámos pela casa toda. Não dispensamos nem  a piscina.
Uma coroa muito boa de cama, além de bonita, rica é muita safada e eu que não sou otário vou ficando por aqui curtindo minhas aventuras com a minha viúva gostosa até a próxima aventura.


Docecomomel (hgata)
Skype: docecomomel2011@hotmail.com
Visitem meus blogs.
Imagem do google

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Um encontro casual...Um ménage sensacional.







Um Ménage fora do normal...
Minha aventura teve inicio em uma tarde de sábado, sem ter muito que fazer...
Sou moreno baixo sem muitos dotes atléticos.
Não vou negar e nem devo, mas sou considerado um cara bonito.
Mesmo sendo de estatura baixa.
Ainda arranco suspiros nas gatas. prosseguindo meu relato eu sem ter o que fazer resolvi acessar  á internet.
 Eu sempre gosto de interagir, conhecer novas pessoas. Foi quando eu conheci Mariana.Depois de conversarmos pelo  chat da UOL acabamos indo para o Skype.Mariana morena,seios fartos,muito bonita e gostosa ela me enviou uma foto de biquine.Eu como sou um bom safado fiquei horas teclando com ela.Ela morava em uma cidade próxima da minha e com o passar de um mês fomos nos conhecer pessoalmente Mariana veio até minha cidade.Quando eu vi aquela morena descer do ônibus,seus seios pareciam que iam escapas pelo decote de sua blusa.
Sua calça legging preta mostrava um verdadeiro capô de fusca, fiquei tarado de ver aquela morena. Conversamos bastante na lanchonete na rodoviária e depois de alguns amasso,eu já louco excitados depois de beijar muito sua boca carnuda e macia,Mariana falou que seria melhor irmos para um lugar mais tranquilo pois ali poderia ser vista por alguém de sua cidade e como ela era noiva ,não seria bom.Logo eu como bom safado falei só posso te levar para um motel! Pode ser?
-Claro para que lugar mais tranquilo do que em motel, podemos ficar ate de tarde no motel... Sorri e falei beleza minha morena.Fui até ponto de taxi e entrei no primeiro taxi que encontrei.
Falei para onde ir e vi no olhar do motorista pelo retrovisor a cara de safado que ele fez.
Íamos ate um local da cidade onde existem vários motéis, e entre beijos e abraços Mariana com uma boa safada colocou meu cacete para fora e sorrindo falou... Soltar  o Jr senão estoura sua roupa.rsrsrsr E começou e masturbar com delicadeza,suas mãos macias me deixavam louco até que perdemos a compostura e Mariana abaixou e começou a me pagar um belo boquete.
Soltei um gemido alto e vi quando o motorista olhava sem parar pelo retrovisor.
Mais nada do que fazer e aproveitar e meter meus dedos na xoxota meladinha de Mariana.
A safadeza corria solta no carro eu quase gozando na boquinha gulosa dela quando ela tirou meu cacete de sua boca falou calma gatinho. E como um passe de mágica Mariana veio e sentou no meu colo,afastei mais a sua calcinha e ela caiu sentada com o meu cacete encravado em sua xoxota;
Uau que delicia mais gostoso ainda saber que o motorista observava tudo até a marcha reduziu para apreciar a foda ao vivo. rrssr
Ele rebolava com meu cacete encravado e eu forçava meu cacete na direção da xoxota que sentia tocar seu útero.
Ela nem ligava que estivesse com plateia... E logo chegamos ao motel. Quando íamos descer Mariana obsevou que o motorista estava de cacete duro também eu desci a fui abrir a porta da suíte e Mariana ficou no carro e entramos e eu nem o taxi paguei.Mariana falou que eu chamasse o motorista que ela iria pagar o taxi o dinheiro estava na bolsa.
O motorista entrou enquanto isto Mariana foi até o banheiro e quando sai esta vestida de baby dool com uma calcinha fio dental enfiada no rego da bunda. Meu  cacete parecia que ia explodir de tanto tesão.Logo ela olha para o motorista e dizendo vem que quero te pagar...Ai não deu outra o motorista começou alisando  o seios dela e logo ela estava entre nós dois.Eu acochava atrás beijando seu pescoço e nuca e o motorista que já tinha tirado a calça e camisa
Abocanhava seus seios.
Eu não esperava um ménage, mas a sensação era tão boa que não me importava de dividir a safada. Tinha momentos que parecíamos dois bezerrinhos mamando nas tetas dela.E sem perder tempo as mãos ora na xoxota ou no rabo.A safada gemia e provocava nós dois .Quando  tiramos toda sua roupa e vi a xoxota suculenta lisinha fomos ao êxtase.
Loucura demais dois marmanjos dividindo uma xoxota. Tinha momentos que nossa cabeças se chocavam enquanto revezamos a chupação de  um lado e de outro.Quando Mariana falou que queria dá para os dois juntos ficamos super tarados.
E sonho de qualquer macho fuder uma potranca sem restrição.
Aí delicia Mariana ronronou igual uma gata no cio.
E foi ficando na beirada da cama de (4)... Quero dá  meu rabo para os dois...Nós olhamos e sem palavras fomos com sede ao pote. Eu fui logo por trás e rapidamente coloquei uma camisinha e fui roçando meu cacete empurrava aos poucos ate a cabeça passar.
E paro pouco e vejo o motorista mamando deliciosamente na xoxota lambuzada de safada. Ai foi rápido começou a forçar em minutos socava no rabo da safada que gemia escandalosamente.
E rebolava eu ouvia os estalos da língua do motorista na xoxota dela a puta gozou com meu cacete atochado e ele sugou todo seu mel.
Eu sentia seu cú apertando meu cacete enquanto ela gozava.
Ai tirei o cacete do seu rabo dando a vez ao motorista.
Ele tinha cacete mais grosso que o meu.
Mas mesmo assim  ela gemeu quando ele atochou o cacete, mas não  de dor sim de prazer.
 O rabão da safada gostosa já estava laceado. Logo alternamos em uma posição e não deu outra deitei na cama e a puta veio e sentou com a xoxota arreganhada deixando o rabo para cima.
Rebolava sem dó nem piedade ai vi o motorista vim e forçar o cacete no rabo da safada ate sentia o volume encostar por dentro.Era prazer demais ver  a safada com dois cacetes dentro gemendo,chegava virar os olhos.Depois de um tempo seu corpo começou a tremular e
 Gemia alto sem parar até que ficou alguns minutos quieta... Mas foram  minutos de vai e vem constante eu logo começo a gozar enquanto o motorista enche o rabo da safada de leite.
Parecia uma potranca rebolando.
Ai saímos de dentro dela e ela safada limpa os dois cacetes... O meu cacete não baixava de jeito nenhum ela fica louca me chupando até que explodo novamente em gozo e encho a boca da vadia de leite.
Pensou-se que ela cuspiu enganaram-se.
O motorista vendo-a toda safadeza logo também estava de cacete duro, se aproximou e veio dá mamadeira na boquinha da safada. Logo gozou e foi tomar um banho e quando saiu do banheiro me viu dando trato na xoxota da vadia ficou excitado e falou que queria também,tentamos uma posição e conseguimos meter os dois cacetes juntos na safada.
 O tesão era tanto que parecíamos possuídos.
E assim terminou a noitada o que era para ser um trepada casual resultou em um ménage não programado, mas muito... Muito do gostoso.
Depois houve outras vezes... Ela adorava beber meu leite e ainda dizia que o noivinho corno ia também provar quando a fosse beijar.
Pense em uma safadeza, pois assim eram meus encontros com Mariana morena.
A safada sabia de cor e salteado a Kama sutra.

Docecomomel
03/01/2014
Primeiro Conto.
01/2014
Imagem do Google.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...